A história de Ladonna Jones


Quando Ladonna Jones pensa sobre o Rei do Pop, ela  lembra-se do beijo: "As pessoas perguntam: 'Será que ele realmente te beijou na bochecha ou ele te deu um beijinho?' Ela diz: "Ele me beijou. Plantou seus lábios na minha bochecha."

Em julho de 1984, Ladonna, com 11 anos, recebeu atenção nacional depois que ela escreveu uma carta reclamando sobre a forma como os bilhetes para a Victory Tour seriam vendidos. A menina de Lewisville trabalhou duro para juntar dinheiro suficiente para comprar um bilhete de $ 30, para uma apresentação no Stadium Texas, apenas para descobrir que tinha que comprar um conjunto de quatro bilhetes.

Jackson ouviu falar sobre a carta e seu nome mencionado, durante uma conferência de imprensa. Ladonna recebeu ingressos gratuitos para ver o concerto. Ela o conheceu nos bastidores, onde ele a beijou. Vinte e cinco anos depois, quando ela reflete sobre o concerto e a morte de Michael, Jones diz que seu ídolo está agora em paz:

"Estou consolada porque ele não terá mais que passar por todo o escrutínio que ele passou. Ninguém nunca vai chegar perto de igualar o que ele fez, não apenas musicalmente. Ele mudou o mundo. Ele ajudou a tantas pessoas. Quem hoje poderia morrer e ter o impacto que Michael Jackson teve?"

Mas foi ela mesma que causou bastante impressão em Jackson - e atraiu atenção da mídia. Jones fez as tarefas para os vizinhos como babá, para poupar dinheiro suficiente para um bilhete de concerto. Mas quando soube que você não poderia comprar apenas um bilhete, ela escreveu uma carta a Jackson e enviou para o jornal The Dallas Morning News.

"Querido Michael," ela escreveu. "Eu sempre acreditei que você fosse uma pessoa de sentimentos até agora. Estou tão decepcionada com você. Como você poderia ser tão egoísta? A sua aparição aqui no Texas Stadium é apenas para os ricos?"

Poucos dias depois, Jackson anunciou que iria doar o dinheiro dos concertos da turnê (toda a parte que lhe cabia) para a caridade e pediu que a política de distribuição de bilhetes fosse eliminada. 

Ladonna Jones
The News publicou uma reportagem de primeira página com a manchete: "Sim, Ladonna, sonhos realmente se tornam realidade." Ela foi destaque em reportagens de jornais e televisão a nível nacional. Mas Jones era uma menina tímida, então ela não estava entusiasmada com a cobertura da mídia.

Ela disse que não queria ser famosa. Jones recebeu quatro ingressos para uma apresentação dos Jacksons, um passeio de limusine para o Texas Stadium e roupas para vestir no show. Ela usava um casaco com riscas vermelhas e uma camisa com o rosto de seu herói. 

Nos bastidores, Jones conheceu Jackson. "Suas mãos eram tão grandes" disse ela. "Isso é o que ficou marcado." Ele lhe disse que gostava da camiseta dela. Ele perguntou se ela gostava de sua música. ("É claro" disse ela.). Michael autografou um álbum: Love, Michael Jackson 1998. Ela nunca entendeu por que ele escreveu 1998.

Depois do beijo, ela estava flutuando.

"Eu vou morrer", ela lembra de ter pensado, quando ela voltou para seu assento. "Parecia que minhas pernas estavam indo embora. Era tão estranho." Quando ela se sentou, as pessoas queriam seu autógrafo. "Aqui estou eu, 11 anos, mal aprendendo a escrever, e eu estou tentando dar autógrafos."

Jones disse que se sente abençoada por ter tido a oportunidade de conhecer a estrela pop e falar com ele. "Nada na vida supera aquele momento", disse ela. "Nada chega perto."

A polêmica dos ingressos

Os ingressos para a turnê seriam de $ 30 cada, mas você tinha que comprar lotes de quatro bilhetes. Quando você requisitasse os bilhetes, os nomes seriam escolhidos aleatoriamente por um programa de computador, usando cupons recortados de anúncios de jornal.

As pessoas tinham que enviar uma ordem postal de $120, além de uma taxa de serviço $2 para cada bilhete, e o cupom, em um padrão Number Ten envelope para o bilhete impresso no anúncio. Mas isto não garantia que você iria pegar os ingressos.

Os bilhetes eram demasiado elevados para os filhos brancos de classe média, muito mais para as crianças de cidades do interior. Se você tivesse os bilhetes, você não saberia qual concerto você iria, até dois dias antes do concerto, e isto se não houvesse um atraso no correio. Se houvesse, você teria os bilhetes após o concerto.

"Temos que ter o máximo possível pelos bilhetes", um dos irmãos disse. "O céu é o limite."

Michael argumentou. "Essa não é a maneira de fazê-lo. Não vai ser um retrocesso. O bilhete não deve ser superior a vinte dólares cada. E a idéia da ordem de correio é terrível."

A mídia, por direito, teve um dia de campo, embora eles não soubessem o que estava acontecendo nos bastidores. Frank Dileo disse a Michael sobre seus irmãos:  "Sua única preocupação é o seu presente. Para fazer o máximo que puderem, enquanto puderem. Você tem uma carreira que vai ser mais do que essa turnê. Eles provavelmente não terão." 

Ao ler a carta de Ladonna Jones publicada, Michael convocou uma reunião com Joe, Don King e Chuck Sullivan: "Mudem a política de bilhetes. É uma exploração. Você sabe. Eu sei. Agora mudem. Ou não vou a turnê."

Eles fizeram planos para mudar o sistema. Mais tarde, em uma conferência de imprensa, Michael anunciou que o sistema de bilhete estava errado e teria de ser alterado. Ele também ia doar o dinheiro que ele receberia da turnê para caridade, e dois mil ingressos em cada cidade seriam doados aos jovens desfavorecidos.

Michael disse:

Temos trabalhado muito tempo para fazer desse show o melhor que possa ser. Mas sabemos que muitas crianças estão tendo problemas para conseguir bilhetes. Outro dia, eu recebi uma carta de uma menina do Texas, chamada Ladonna Jones. Ela estava guardando seu dinheiro ganho com pequenos trabalhos, para comprar um bilhete, mas com o sistema atual da turnê, ela tem que comprar quatro ingressos e ela não podia dispor recursos para isso. Então, eu pedi ao nosso promotor para pensar em uma nova forma de distribuição de bilhetes, uma forma que os pedidos não fossem mais uma ordem de pagamento de $120. Tem havido muita conversa sobre o promotor segurando o dinheiro para os bilhetes que não vendessem. Pedi ao nosso promotor para acabar com o sistema de pagamento postal para bilhete o mais cedo possível, para que ninguém pague o dinheiro, a menos que obtenha um bilhete.


O video da conferência


Isto foi implementado na terceira parada da turnê, em Jacksonville. Por que ele decidiu doar todo seu dinheiro para caridade?" Um repórter perguntou a Frank Dileo. "Porque ele é um cara legal" Frank respondeu.

Fonte:didyouknowthisaboutmichaeljackson.blogspot.com

7 comentários:

  1. Esse Don King quase estragou tudo. Não duvido que Michael teria mesmo saído da turnê.
    55 shows e ele não levou um tostão. Nunca vi nada disso no show business.
    Michael is the best!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ah q memória linda da Ladonna Jones... agora tbm queria saber pq o Mike autografou a foto como 1998???

    Q bando de exploradores mesmo: Joe, Don King e Chuck Sullivan.

    Mike é Mike doar todo dinheiro para caridade.É por isso q ele é King \o/

    ResponderExcluir
  3. Cara para vc ver, isso ñ existe , só o Michael msm, qual outro artista faria isso? Ele é perfeito!

    ResponderExcluir
  4. Michael era um doce de pessoa e não aceitava injustiça, se tinha que tomar uma decisão era firme, doesse a quem doesse, historia como esta faz o meu amor por ele crescer ainda mais se é que isso é possível. Deus Abençoe onde ele estiver bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quando a gente pensa que o amor não tem mais o que crescer, ele aumenta e aumenta, né? Viciante! Bjos.

      Excluir
    2. O amor é infinito, Graças a Deus, e eu não vou cansar de te dar parabéns, vc se supera a cada dia minha amiga, Fica com Deus bjs

      Excluir
    3. Ouunn.. obrigada por esse abraço virtual... fica com Deus também.. bjinho ♥

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...