Entrevista com Navi


Trechos selecionados da recente entrevista concedida por Navi

Navi passou 28 anos viajando pelo mundo representando a estrela pop mais icônica de todos os tempos em shows esgotados de New York a Pequim. Mas quando ele assinou para interpretar o Rei do Pop no próximo drama de Dianne Houston intitulado Searching for Neverland, Navi tinha uma arena para conquistar: seu próprio senso de realização.

Na verdade, Navi diz que está pendurando seus sapatos de dança após o lançamento deste projeto, que estréia segunda-feira e é baseado no livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson In His Final Days escrito pelos ex-guarda-costas de Jackson - Bill Whitfield [interpretado por Chad L. Coleman] e Javon Beard [Sam Adegoke], sobre os dias que levaram à sua morte de 2009.

Mensagem de Lisa Marie em 2009


Escrito por Lisa Marie Presley

''Anos atrás, Michael e eu tivemos uma conversa séria sobre a vida em geral. Não consigo me lembrar exatamente o conteúdo da conversa, mas sei que ele estava a fazer perguntas sobre a morte do meu pai. Nesse momento ele parou, me olhou fixamente e disse, "Tenho medo de acabar como ele, da mesma maneira''. Prontamente tentei afastar dele essa ideia, mas ele encolheu os ombros e acenou com a cabeça, talvez já soubesse dos fatos, como se quisesse que eu também soubesse; ele sabia o que sabia.

Depoimento de Greta Gaines


"Meu pai Charles Gaines ajudou a iniciar a comissão do filme em New Hampshire por volta de 1979. O primeiro longa-metragem a ser feito lá foi On Golden Pond [Num Lago Dourado] em 1980. O maior fã de Jane Fonda na época, era um jovem Michael Jackson que tinha recentemente lançado seu álbum Off The Wall e ele veio para a festa do filme, e meu irmão Latham reconheceu MJ a partir da capa de seu álbum.

''Um mundo com muto menos magia''


''Michael Jackson passou aproximadamente 45% de sua vida como um garoto afro de Gary, Indiana, delicado, angelical e abençoado com um dom sobre-natural. Os outros 55%, ele passou como o homem mais famoso do planeta.

Isto provavelmente explica tudo sobre ele: sua música, seus triunfos, suas turbulências e, por fim, sua morte. Michael Jackson nunca foi uma pessoa normal; ele nunca teve uma infância normal [seu pai o colocou para trabalhar no negócio da família, o Jackson 5, quando ele tinha 5 anos], e ele seguiu disso diretamente para uma vida adulta excessivamente anormal, vivida diretamente embaixo do brilho de muitos megawatts dos holofotes. Ele viveu e morreu esmagado pela fama.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...