Gone Too Soon


A história por trás da canção Gone Too Soon

"Buzzie" Buz Kohan é um renomado produtor de televisão e escritor que conheceu Michael Jackson quando ele tinha apenas 12 anos de idade. Buz morava perto de Encino na bela Beaumont Street. Ele era um veterano conhecido na indústria do entretenimento, e os dois se tornaram bons amigos.

Michael Jackson fazia perguntas intermináveis para Buz a respeito de figuras lendárias como Bing Crosby, Gene Kelly, Fred Astaire, Sammy Davis. Os "grandes", como ele chamava.

Rhea, a esposa de Buz, estava acostumada a receber as chamadas de Michael no meio da noite. Certa noite, ele ligou para falar sobre uma determinada música.

Em certo momento, ele havia visto a cantora Dionne Warwick realizando uma homenagem em um especial de TV - Here's Television Entertainment - o qual foi dedicado a muitos artistas que faleceram prematuramente, como John Lennon Jimi Hendrix, Janis Joplin e Sam Cooke, entre outros, mas foi especialmente dedicado a Karen Carpenter, que havia falecido poucos dias antes de completar 33 anos.

Karen Carpenter

Após palavras de reflexão, Dione começou a cantar uma canção co-escrita por Buz Kohan e Larry Grossman, chamada Gone Too Soon.

video

Michael Jackson disse que chorou assistindo a apresentação. Ele cresceu com a música dos Carpenters. Suas canções eram parte de seu DNA. Naquela noite, Michael disse para Buz que ele teria que gravar essa canção, algum dia.

''É sua, sempre que quiser", disse Buz.

Nos meses seguintes, no entanto, outros projetos afastaram essa ideia, por conta da gravação dos videos Beat It e Thriller. De tempos em tempos, Gone Too Soon reaparecia em vários tributos, em eventos de caridade ou cerimônias.

Além do desempenho de Dionne Warwick, mais tarde, ela foi cantada por Patti Labelle e Donna Summer. Mas ela nunca chegou a ser gravada em um estúdio.

Anos mais tarde, em 1990, Buz e Jackson estavam falando ao telefone, quando Michael lhe falou sobre um garoto chamado Ryan White.

"Ele não vai viver para sempre", disse Michael. "Eu quero fazer algo especial para ele."

Ryan tornou-se o símbolo nacional da AIDS, em um momento em que a doença ainda era mal compreendida, estigmatizada e temida.

Um garoto comum de Kokomo, Indiana, Ryan contraiu o vírus da Aids através de transfusão de sangue contaminado [Ryan era um hemofílico]. Posteriormente, ele foi rejeitado, escarnecido, intimidado e ameaçado pela violência de seus colegas de classe e comunidade. 

Quando Michael soube a respeito daquele garoto, se aproximou para oferecer sua amizade e apoio. Eles rapidamente se tornaram próximos.

A história completa de Ryan está publicada aqui

Michael teve a colaboração do arquivista Paul Seurrat para montar cenas em que Ryan e Michael aparecem juntos, em sintonia com a interpretação de Dionne Warwick de Gone Too Soon. Então, Michael chamou Buz.

"É perfeito", disse ele, "Eu adorei.''

"Tem uma coisa, no entanto'', disse Michael. ''Não faço regravações. Alguém já gravou?"

"Não", disse Buz. "Tem sido cantada, mas nunca foi gravada. O meu pessoal pode confirmar isso. Bashert. Era para ele ter gravado. Mas ainda está em espera.''

Meses depois, Buz estava lá no estúdio em Ocean Way quando Michael gravou a canção. Como de costume, Jackson cantou nem um ambiente de penumbra. Sentado ao lado do engenheiro Bruce Swedien na sala de controle.

Buz disse que ficou arrepiado ao ouvir. A letra fala sobre a beleza, a transitoriedade e a fragilidade da vida. As palavras poderiam facilmente cair em um clichê e sentimentalismo nas mãos de um intérprete comum, mas Michael não era um desses.

''Ele colocou sua alma nisso", lembra Buz. "Não houve nenhum exagero. A emoção era real."

Gone Too Soon foi a faixa número 13 das 14 presentes no álbum Dangerous. Foi lançada como single no Dia Mundial da AIDS, em 01 de dezembro de 1993. 

Michael Jackson também cantou a canção na festa de gala do presidente Bill Clinton para falar ao mundo sobre Ryan White e pedir apoio político e financiamento para pesquisas na área da AIDS.

Michael falou ao público:

''Eu gostaria de tomar um momento desta cerimônia pública para falar sobre algo muito pessoal. Se trata de um querido amigo que não está mais entre nós. Seu nome é Ryan White. 

Ele era um hemofílico que foi diagnosticado com o vírus da AIDS quando tinha onze anos. Ele morreu pouco depois de seu aniversário de 18 anos, o tempo que as pessoas mais jovens estão começando a explorar as possibilidades maravilhosas da vida. 

Meu amigo Ryan era um rapaz muito jovem e brilhante, corajoso e normal. Ele nunca quis ser um símbolo ou um porta-voz de uma doença mortal. 

Ao longo dos anos, eu tenho compartilhado muitos momentos bobos, felizes e dolorosos com Ryan. Eu estive com ele no final de sua breve, porém intensa jornada. 

Ryan se foi e como alguém que perdeu um ente querido para AIDS, sinto a sua falta profunda e constantemente. Ele se foi, mas eu quero que sua vida tenha um significado para além da sua morte.''

video

O vídeo desse evento, no momento onde 
Michael canta Gone To Soon e Heal The World


Esta foto de Ryan com sua mãe foi tirada por Taro Yamasaki para a revista People. Ele havia acabado de chegar em casa. Sua mãe perguntou se estava frio lá fora. Ao invés de responder, Ryan apenas encostou carinhosamente em seu rosto.


*Na imagem acima, Michael e Buz Kohan durante a era HIStory. Outro depoimento de Buz está publicado aqui


A canção Gone Too Soon ganhou nova relevância em 25 de junho de 2009, quando o cantor Usher a interpretou durante o Memorial dedicado a Michael Jackson, em 07 de julho de 2009.

O video da canção Gone Too Soon

video

A tradução da letra:

Partiu Cedo Demais

Como um cometa
Cruzando o céu ao anoitecer
Partiu cedo demais

Como um arco-íris
Sumindo em um piscar de olhos
Partiu cedo demais

Brilhante, cintilante
E esplendorosamente radiante
Aqui, um dia
Tornou-se em noite

Como a falta da luz do sol
Em uma tarde nublada
Você se foi muito cedo

Como um castelo
Construído na areia da praia
Partiu cedo demais

Como uma flor perfeita
Que está fora do seu alcance
Partiu cedo demais

Nascido para alegrar, inspirar, encantar
Aqui um dia
Partiu à noite

Como um pôr do sol
Morrendo com o nascer da lua
Partiu cedo demais

Partiu cedo demais



Fontes: 
http://letras.mus.br
http://tributomj.com
http://www.icrvb.com
http://smilemichaeljacksonforever.blogspot.com.br

24 comentários:

  1. Parabéns Rosane;
    Esta música é uma das minhas preferidas do álbum Dangerous;
    Eu ganhei a fita de vídeo depois que fui ao Show no Morumbi e assisti inúmeras vezes, posteriormente comprei o Cd e o Dvd;
    Ela é lindíssima, depois da interpretação de Usher ficou mais especial ainda, agora não posso ouvi-la sem chorar.
    Obrigada, bjs
    Fátima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Fátima. Existem passagens tão importantes na vida de Michael e que ainda não foram publicadas aqui, eu pretendo dar espaço a todas elas, é uma questão de tempo.

      Gone Too Soon é realmente tocante e parece que foi escrita para ser entregue a Michael, assim como aconteceu com Man in the Mirror.

      Bjs,

      Excluir
  2. Engraçado, o vídeo da canção que aparece na Fita e Dvd vendidos no Brasil é um pouco diferente;
    Aparece Michael andando com o garoto em um parque e depois Michael junto com alguns artistas, onde parece ser uma missa em homenagem a Ryan;
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Eu pensei a mesma coisa! não consegui localizar aquele video. Você tem ele? Esse video que eu publiquei aparece no VEVO com quase quatro milhões de visualizações.

      Excluir
    2. Vc fala da versão que aparece no DVD Dangerous...

      Excluir
  3. O video que eu publiquei está no site oficial de Michael:

    http://www.michaeljackson.com/us/gone-too-soon-video

    ResponderExcluir
  4. Como foi dito, também acredito que gone too soon foi feita para Michael interpretar. Ela é simplesmente perfeita. Michael como sempre teve a sensibilidade de utilizar a música para chamar a atenção das pessoas para um problema, o preconceito e, ao mesmo tempo, prestar uma homenagem ao amigo.

    Também não consigo ouvi-la sem chorar. Ela é linda em sua essência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, angel! Foram tempos muitos dificeis, aqueles. Ryan White era simplesmente expulso das escolas e rechaçado por muitos vizinhos. Ainda que não se soubesse tanto sobre a AIDS como se sabe hoje, Michael não teve receio em se aproximar, com certeza, se informou sobre a doença com os médicos, como todas as pessoas envolvidas com Ryan deveriam ter feito, e lhe estendeu a mão. Com certeza, hoje, essa amizade continua no plano espiritual.

      Excluir
  5. Ele nunca teve medo ou preconceito com doenças, apenas deu-lhe sua amizade, sua atenção, o máximo que pode dar.

    Ryan deve ter se sentido apoiado e verdadeiramente amado por ele, num momento em que mais precisou.

    Linda e emocionante música, confesso que tenho dificuldade em ouvi-la, é muito, muito triste.

    Em outra nota, depois disso, o Michael não se importou em gravar regravações, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembrei de ''a place with no name' e ''smile''.

      Excluir
    2. Claro, ''a place..'' ganhou uma nova versão na letra.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Ah verdade... talvez haja mais alguma.

      Excluir
    2. Com todo o respeito aos intérpretes originais, particularmente, acho que o Michael deixou as músicas melhores.

      Excluir
    3. Eu não falei, mas pensei..rs

      Excluir
  7. Sim, é a versão que aparece no Dvd Dangerous, Rosane.

    ResponderExcluir
  8. É impossível ouvir essa música sem ficar emocionada, a voz de Michael é angelical. Agora, assistir ao vídeo é lindo demais.
    Sempre observei em fotos ou vídeos que independente do lugar ou das circunstâncias, ele abraçava e beijava a todos sem nenhum tipo de preconceito.Tratava as pessoas da mesma maneira, com respeito, simpatia e educação.
    Ele sofria com o sofrimento do próximo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, angel! Essa empatia com o sofrimento do próximo é umas das virtudes mais tocantes em Michael.

      Excluir
  9. Nossa, angel, eu não conhecia a história por trás da canção Gone Too Soon, uma das minhas favoritas do álbum Dangerous, que já me emocionava antes e que depois de passagem de Michael, também se tornou impossível para mim, ouvi-la sem chorar. :(

    Sempre achei admirável sua dedicação à causa de seu amigo Ryan White. Realmente, ele sofria com o sofrimento do próximo e fazia tudo o que podia para amenizá-lo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dom dos verdadeiros artistas: transformar a dor em uma obra de arte. No caso dessa canção, ele não a escreveu, mas emprestou uma interpretação maravilhosa e significativa.

      Excluir
  10. Acho que Gone Too Soon encontrou a interpretação perfeita na voz de Michael, não acredito que um outro artista desse tamanha emoção
    interpretando-a, é difícil ouvir Michael cantando essa música e não se emocionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. E Michael deve ter pensado em Ryan durante toda a gravação da interpretação, e nas outras pessoas portadoras do HIV,também.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...