A pesquisa da revista L'EXPRESS

Edição de Julho de 2009
''Jornalistas e analistas sociais e políticos da revista francesa L'EXPRESS observaram, com certo espanto, um fenômeno impressionante acontecendo diariamente, e crescendo de maneira descontrolada: O CULTO à memória de Michael Jackson.

Determinados a investigar esse fenômeno social moderno e sem precedentes na história contemporânea, esses jornalistas saíram a campo para realizar uma pesquisa em vários países do mundo.

O resultado da pesquisa chamada Enquête sur le culte foi matéria de capa da revista e trás informações e números que impressionam.

Eles investigaram 128 países e encontraram manifestações de CULTO à memória de MJ em 100% deles, através de várias formas como organizações de fãs clubes, sites, blogs, campanhas, shows, tributos, exposições ou apenas manifestações espontâneas, como a dos fãs dançando na frente do prédio da exposição Neverland em Tóquio.

Outro resultado da pesquisa demonstra que, além da penetração popular da música e das mensagens de Michael Jackson, o perfil do público envolvido no '''fenômeno do CULTO'' é diversificado em idade, religião e classe social. Senhoras com mais de 60 e crianças de 10 anos, negros, asiáticos, indígenas, ricos e pobres.

Mas no que esse trabalho mais impressiona é na opinião daqueles que o escreveram: De acordo com esses analistas, a pessoa e a obra de Michael Jackson caminham para a eternidade ocupando um lugar bem maior que apenas o de um Rei da Música Pop, mas o de um GURU ou sacerdote, cultuado como exemplo não mais por Fãs, mas por seguidores.

A história da humanidade não assiste a um fenômeno assim há centenas de anos, desde Buda, talvez. Sem uma conotação religiosa, mas sim humanitária, as mensagens de Michael Jackson também aglutinam pessoas de todas as crenças, aumentando esse ''exército do amor'', como citava o próprio Michael.

O tempo vai definir esse movimento que fala de amor e paz.''

Fonte: http://michaeljacksonplanet.blogspot.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...