Nos bastidores do ensaio de Arno Bani


Pouco antes da chegada do novo milênio, Michael Jackson pretendia se mostrar sob uma luz diferente. Folheando um exemplar do suplemento do Sunday Times, ele foi atingido pela foto de uma jovem mulher - a modelo mexicana Astrid Munoz - usando um vestido dourado e que se levanta à frente da construção de uma cidade imaginária.

A imagem é reproduzida no apelo de características faciais andróginas realçadas por uma reflexão de luz irreal. A classe tranquila dos princípios de um novo mundo que se assemelha ao caráter é o que seduz Michael Jackson. Uma imagem de sonho para enfrentar o mundo de amanhã. Se apresentar com um novo visual é o novo desafio de Michael Jackson. Para fazer isso, ele precisa conhecer quem é o autor da fotografia.

A modelo mexicana Astrid Munoz
Um dia na primavera de 1999, Arno recebeu um e-mail cuja autenticidade o deixou em dúvida: "No começo, eu não conseguia acreditar. Só depois que eu mostrei o email para meu advogado e amigo, Emmanuel Asmar, eu finalmente entendi. A partir daí, as coisas correram para a frente muito rápido."

Em um hotel em Nova York, Arno Bani se reuniu pela primeira vez com Michael Jackson, depois de ser ultrapassado por vários interlocutores, responsáveis pela aplicação de um protocolo rígido.

"Michael estava interessado e me fez um monte de perguntas sobre o meu trabalho. A empatia entre nós foi imediata. Ele queria confiar a mim a tarefa de criar o seu visual da nova década. O trabalho não era apenas sobre o projeto específico, mas ele queria desenvolver uma imagem que viria representar a ele para os próximos anos."

Quando voltou para Paris, Arno começa a desenvolver idéias diferentes, com o compromisso do maior segredo:

"Quando nós começamos o trabalho preparatório, não podíamos revelar a identidade de Michael para as empresas com as quais nós entrávamos em contato. Nós tivemos que dizer "estamos preparando uma sessão com um grande artista internacional, gostaria de fornecer seus materiais para a ocasião?" 

Muitos rejeitaram, com o receio de colocar seus produtos sem saber a quem se destinavam. No final, tivemos que comprar uma grande quantidade de tecidos e roupas. Michael era fascinado pela qualidade dos tecidos apresentados por estilistas. 

Expliquei que alguns ternos costurados à mão envolvem muitas pessoas por mais de três meses. Ele não podia acreditar. Quando eu vi a roupa desenhada e feita para seu uso pessoal, eu percebi que elas eram roupas de palco, projetadas para uma iluminação particular. Mas, para uma sessão de fotos, nós precisávamos de algo mais leve, refinado e estudado em detalhe."

A relação comunicativa entre Arno e Michael era muito complexa, como escalar uma montanha: se alguns detalhes fossem validados, os longos silêncios ao telefone retardavam o avanço do processo. 

Finalmente, em julho de 1999, foi organizada a reunião para a sessão, próximo a Paris. Quatro estúdios foram instalados, aptos a gerenciar qualquer problema logístico ou de segurança. As sessões de bastidores não seriam fotografadas ou filmadas.

No primeiro dia de filmagem, Michael não apareceu. No dia seguinte, ele chegou com sua comitiva, que pareceu ser super protetora.

''Quando nós organizamos as sessões nos estúdios da Issy Les Moulineaux, toda a comitiva de Michael estava lá: representantes da gravadora, gerente, etc... Estava lá também a sua maquiadora Karen Faye. Eu tinha a minha equipe e não estava familiarizado com o nome de Karen Faye. 

Mickey, maquiador conhecido por seu trabalho com Jean Baptiste Mondino, tem uma maneira muito pessoal de preparar os rostos dos artistas antes da maquiagem. Uma massagem relaxante do rosto precede a sessão. O oposto do pensamento da escola americana, em que o conceito está em se aplicar diretamente a maquiagem em seu rosto, sem o mínimo de preparação para criar um desempenho fotográfico mais abstrato.

Karen Faye interveio frequentemente para dizer como deveríamos proceder com ele. Ela também se queixou aos representantes da gravadora e quando Mickey soprou o pó no rosto de Michael para criar a base de maquiagem, ela ficou impressionada e exclamou: 'você não deve soprar sobre Michael Jackson!"

No final, Michael interveio, lhe assegurando: ''Está tudo bem, estou calmo, eu quero que você faça o seu trabalho.''

A atitude de Karen Faye descreve bem a complexidade do ambiente de Michael, sob vigilância constante, e ele queria ser simples, útil e que acomodassem as nossas propostas. Ele queria se divertir e escapar de uma realidade sufocante.''

Após a sessão de fotos, Michael e Arno mantiveram contato. Agora eles só teriam que escolher as imagens que seriam utilizadas em particular para a capa do álbum Invincible. Se pensou na fotografia de Michael com a capa dourada, retratado como um rei de um novo mundo. 

A direção artística de Photoshop foi totalmente assumida por Arno:

"Naquele tempo, era normal fazer os efeitos com Photoshop. Nós não estávamos tentando tirar uma fotografia simples, nós queríamos criar uma nova interpretação, uma experiência visual."

Várias fotos foram selecionadas a partir de outros cenários. Então não houve resposta. Quando o álbum Invincible saiu, Arno viu que a fotografia selecionada não tinha sido a sua.

Mais adiante, percebendo o encontro precioso com Michael Jackson, Arno tentou proteger o seu trabalho através da assinatura de um contrato com Sony Music, cuja condição era a de comprar de volta os direitos de autor após 10 anos. A ironia do destino quis que no final desse período, Michael Jackson viesse a falecer.

"Eu não tinha visto essas imagens por onze anos, eu tive que deixar todo o meu trabalho com Sony Music EUA. Desde então, o meu estilo evoluiu, e eu tinha um pouco de medo em reencontrar aquele trabalho. Mas, com prazer eu vi que as imagens ainda têm em si o seu poder visual. 

A ideia inicial era organizar uma exposição fotográfica, um grande evento para envolver o público e, em seguida, um leilão. Eu queria montar a exposição no Grand Palais, ou em tal lugar, talvez com uma performance musical por Janet Jackson! Eu queria algo louco para surpreender o público e, ao mesmo tempo, dar um tipo de vida às imagens. 

Após o falecimento de Michael, eu recebi muitas propostas, a imprensa chegou a me oferecer grandes somas de dinheiro. Eu exclui publicar o trabalho na imprensa, eu considerei indigno de Michael. Cada proposta foi rejeitada. Eu só queria dar às imagens um sentimento, e prestar homenagem a nossa colaboração. 

Ao longo de várias reuniões, no final, concordamos com Pierre Bergé & Associates, uma empresa que pretende destacar o legado artístico dos artistas. O catálogo foi apresentado como um livro, acessível para os fãs. Eu selecionei as principais fotografias de Michael nos quatro cenários, deixando as outras fotografias em formato pequeno e apresentadas como meras "placas do trabalho''. 

Eu optei em ampliar somente as fotografias previamente aprovadas por Michael. As demais dão uma ideia de como as sessões foram realizadas. O objetivo foi o de compartilhar as fotos com os fãs de Michael e um público mais amplo, não apenas uma venda."

Quando as primeiras fotos foram divulgadas na Internet, a reação das pessoas foi imediata. Obviamente, alguns comentários chamaram a atenção de Arno Bani: 

"Eu li os comentários deixados por alguns fãs na internet. Os conteúdos são bastante acentuados e me magoaram. Eu passei um pouco de tempo lendo as várias mensagens, em seguida, em algum momento eu decidi parar. Eu criei estas imagens e eu sei o que Michael pensava. Tenho boas memórias desta experiência, e estou satisfeito por ver que está sendo apreciado por muitas pessoas.


Nota do blog: A fotografia acima se encontra na matéria original, mas alguns fãs têm dúvidas sobre ser MJ.

Michael era um verdadeiro artista, ao contrário de outros, como Madonna, que no final se contentam em se mostrar com artistas e os últimos designers de moda para aproveitar a onda do momento. Michael sempre se manteve fora de tudo isso e de acordo com as suas tendências. Às vezes, pode parecer de outro mundo com suas roupas e seu estilo, mas a sua abordagem se manteve constante e não tentou seguir uma maneira particular."

Esta coleção de fotografias de Arno Bani lançou um debate real. Todo mundo vai ter sua própria opinião sobre esta colaboração. Este desafio de se reinventar continuamente nos olhos de quem tenta decifrar e entender o universo de Michael Jackson, construído meticulosamente, é de fato, uma abordagem artística simples. E dado que a arte é subjetiva, entre os muitos sonhos, todo mundo tem seu próprio favorito...

O Universo imaginado por Arno Bani para Michael

O Olho Azul

"Entre todas as fotografias, esta é a minha favorita e a primeira vista pelo público. A luz, o rosto tranquilo de Michael e o olho mergulhado no azul dá um efeito maravilhoso com as pálpebras abaixadas.


Esta fotografia expressa um novo significado. A solidão dos palhaços misturada com elementos da festa, e é um assunto que eu conheço muito bem. Michael usa uma jaqueta preta Yves Saint Laurent personalizada com elementos de metal e espelhos que lembram o universo da noite, e o som disco.''

Na capa de Off The Wall, Michael usou um figurino de Yves Saint Laurent e essa coincidência surpreendeu Arno: "Eu admito que não sabia deste detalhe. Aqui, sob o revestimento de Michael sem camisa, a androginia é reforçada pelo pescoço.''

Michael Jackson com o cenário em vermelho

"Michael nesta pose ainda está usando uma roupa muito simples: camisa preta com gola mandarim, corte reto e abertura frontal. O fundo vermelho foi criado com uma cortina de plástico atrás da qual eu coloquei um sinal de néon, o qual me permitiu obter este efeito."


Olhando para as fotos, é impossível não traçar um paralelo com a cortina vermelha no palco na conferência de imprensa de Londres em 05 de março de 2009, quando foi anunciado This Is It.

"Essa semelhança dá mais significado à imagem", afirmou Arno.

Outras fotografias mostram Michael em um chapéu cinza. Michael representou e prestou homenagem a Fred Astaire.


"Ele foi muito paciente, confiante de certa forma, o que me permitiu expressar livremente a minha criatividade. Uma coisa que é muito rara entre os artistas de hoje."

O manto dourado

"Michael queria fazer uma reconstrução fotográfica do Sunday Times. Para o fundo, eu escolhi o horizonte de um mundo, em vez de uma cidade. Olhando para a imagem do crepúsculo deste mundo se pode perguntar se é um nascer do sol ou um por do sol. O manto dourado foi criado em duas versões: uma é a foto, a outra é definida com espelhos. Michael queria usar essa foto para a capa de Invincible. Na frente, Michael olha para nós com este novo mundo atrás dele. Na parte de trás, Michael contempla o horizonte.''

Michael Jackson e a mão de prata

"Eu queria uma fotografia onde seus olhos predominassem, como seu olhar na capa do álbum Dangerous. Da mesma forma, a luva não poderia faltar no nosso trabalho. Na foto brilha novamente a ideia de celebração e luz, enfatizada por uma miríade de pérolas multicoloridas.''

Uma tentativa de recriar o tema do pavão reúne todas as cores.

"O fundo foi criado com uma lona preta na qual eu apliquei miçangas, espelhos e diferentes anéis coloridos. Michael está próximo ao fundo, usando uma camisa personalizada com os mesmos elementos. O efeito das estrelas foi criado com um simples filtro colocado sobre a lente. O trabalho de edição foi aplicado principalmente para os olhos de Michael, como em outras fotos.''

Mime / Black or White / Studio

Para os três temas - A Mockingbird / Black or White / Studio - foi escolhido um fundo branco ou preto:

"A foto clássica foi solicitada pela Sony Music. O fundo branco tem servido para realçar a silhueta de Michael. Ele se coloca casualmente na frente da câmera. Sorrindo, ele dança.

"Michael começou a fazer o moonwalk com a música de Mozart durante a sessão de mímica."

Poeticamente ele conclui esta colaboração extraordinária.

"Nós tínhamos colocado flores sobre uma superfície preta de poliestireno colocada na frente dele. Foi um gesto espontâneo, que ele muito apreciou. Michael estendeu seus braços em frente a esta gama de cores, como para comemorar o fim de um desempenho e um momento raro.''



Veja todas as fotografias do ensaio aqui

Fonte: http://www.mjdatabank.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...