O telefonema de Joel


''Aqui em casa somos em quatro pessoas - Eu, meu marido, meu filho e minha filha. Cada um de nós tem o seu telefone celular, e temos também um quinto telefone que é o convencional [aparelho fixo] por causa da conexão com a internet.

Nós temos uma regra entre nós, a de não divulgar para ninguém o número deste telefone convencional, a fim de evitar aquelas propagandas chatas de telemarketing. 

Então, quando necessário, divulgamos nossos números de celular, e o número do telefone convencional fica restrito somente aos familiares, para um caso de emergência.

Em 23 de Março de 2017, há exatamente um ano atrás, eu [Rosane, admin. do blog ''Cartas para Michael''] estava na sala de estar, navegando na internet. Em outra mesa, meu filho também fazia o mesmo. Meu marido estava sentado no sofá, assistindo a um filme na TV. Era cerca de 19:00 [pm]. 

Foi quando o telefone tocou, junto à mesa onde estava o meu filho. O telefone convencional. Eu logo imaginei que seria um de nosso familiares. Meu filho atendeu, e ouviu com atenção. 
Se virou para mim e disse, ''Mãe, é para você.''

''Quem é?'', eu perguntei.

''É um homem... disse que se chama Joel e quer falar com a Rosane. De um hospital.''

Eu logo senti um pânico, porque aquele telefone restrito aos familiares estava recebendo ligação de um hospital, e imediatamente pensei que um familiar meu estivesse hospitalizado.

Ainda sentada junto à minha mesa, que fica um tanto mais distante, fiz um gesto ao meu marido, que estava mais próximo, fiz um sinal para que ele atendesse ao tal Joel.

Meu marido atendeu.

''Alô?'' ....'
'Sim, sou eu mesmo.''
....''Alô? ............Alô....?''

E colocou o telefone no gancho.

Eu perguntei, ''Quem era? O que houve? Desligaram?''

''Um homem chamado Joel. Disse que estava falando de um hospital. Queria falar com você. Me perguntou: ''O senhor é o marido da Rosane?'' ... e quando eu respondi, ''Sim, sou eu mesmo'',,. ficou tudo em silêncio do outro lado. Um vácuo. Dai eu desliguei'', explicou meu marido, dando de ombros.

A esse ponto, eu estava em pânico. Liguei para meu irmão e para minha irmã, saber se estavam bem. Eles não somente estavam bem, como conversavam de forma bem animada. 
Contei a eles [em telefonemas separados] o que tinha acontecido.
Eles estranharam, e negaram conhecer qualquer pessoa chamada Joel.

Eu também, nunca conheci ninguém chamado Joel.

Algumas horas depois, eu fui me deitar. Demorei para adormecer, fiquei com aquilo no pensamento, porque a pessoa não voltou a telefonar. 

Quando eu estava quase adormecendo, me levantei de sobressalto, por conta de uma lembrança.

Naquele mesmo dia, algumas horas antes, eu estava aqui no blog ''Cartas para Michael'', respondendo ao comentário de uma leitora.

Nós estávamos falando sobre o trabalho de caridade de Michael Jackson junto aos hospitais, sobre como ele amava se dedicar às crianças.


(As pessoas que me conhecem um pouco mais, sabem que eu sou espiritualista, que acredito na vida além da morte, que nossas vidas continuam do outro lado, e continuamos a estudar e nos aperfeiçoar.)

Então, retornando ao comentário, eu respondi para a leitora mais ou menos com essas palavras:

''Eu gostaria muito de saber se Michael continua o trabalho missionário dele do lado de lá, junto às crianças. Se ele as visita nos hospitais que se encontram no plano espiritual, para atender as almas das crianças em tratamento.''



Algumas horas depois, eu recebi este telefonema, vindo de um hospital.

Levantei e peguei uma folha de papel e, por intuição, escrevi o nome completo de Michael Jackson.

Não tenho aquele papel guardado, mas o que eu encontrei aparece na imagem abaixo.


Eu encontrei o nome JOEL.

Enfim... de lá para cá se passou um ano e Joel nunca mais ligou para o telefone convencional.

Se o que aconteceu foi uma sintonia, talvez Michael deseje que chegue ao conhecimento de todos que ele está bem e trabalhando em prol das crianças.


Em dezembro de 2016 eu publiquei aqui no blog uma experiência de Projeção Astral que eu tive, envolvendo Michael Jackson, e que se encontra aqui

No dia de hoje, eu tive o impulso de compartilhar mais uma experiência, experiência esta da qual eu não tenho respostas, mas que ainda hoje me intriga, quando me lembro dela. 

Obrigada por lerem....

Rosane [admin. do blog ''Cartas para Michael'']

19 comentários:

  1. Nossa! E o que será que ele tinha pra te dizer? Fiquei bem intrigada, querendo muito saber!
    Depois vc se arrependeu de não ter atendido o telefonema?

    O que a gente costuma ouvir sobre o Céu é que lá as pessoas não sofrem mais, não tem doenças nem dor, etc. Mas vc falou sobre hospital espiritual e almas em tratamento, então eu queria entender melhor o seu ponto de vista sobre isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu penso que a intenção foi responder à minha pergunta.... eu desejava saber se Michael continua a olhar pelas crianças que precisam de cuidados nos hospitais, conforme ele fez isso uma vida inteira.

      Receber essa ligação de um hospital quer dizer, para mim, que sim, que ele continua a agir de forma caridosa.

      Sobre não ter atendido o telefonema, nada é por acaso. Os nossos mentores [guias] espirituais sabem o nosso passo a passo no dia a dia, já estava previsto que eu não atenderia este telefonema.

      O mais importante era receber e compreender a mensagem.

      Você pergunta sobre a minha visão sobre o Céu, as pessoas que leem ou conhecem a obra de Allan Kardec ou Chico Xavier poderão entender mais facilmente.

      Aqui onde estamos é um plano passageiro, na Terra. Somos seres espirituais vivendo uma experiência física.

      Pessoas quando desencarnam não vão para ''o céu'' infinitamente perfeito, visto que ainda somos espíritos imperfeitos.

      Existem planos intermediários acima de nosso planeta, cidades espirituais onde as pessoas são recebidas, ali estudam e trabalham em prol de seu próprio desenvolvimento, e também trabalham em prol de outros.

      Há hospitais espirituais, para receber as almas recém desencarnadas, que precisem purificar seu espírito de alguma doença, seja ela de origem física ou emocional. Foi nesse ponto que eu me perguntei se Michael continua a atender as crianças que precisam de cuidados.

      Entre as várias projeções astrais conscientes que eu tive ao longo dos anos, visitei alguns desses hospitais espirituais, relatos que tenho anotado em meu diário, para não cair no meu esquecimento.

      Excluir
    2. Obrigada por explicar. Eu não fui ofensiva, fui?

      Excluir
    3. Em nenhum momento, Isabele!

      Excluir
  2. Rosane - esta experiência espiritual realmente existe e é bastante comum - inclusive para pessoas "comuns" que não têm compreensão desta realidade. Somos - apesar de estarmos em um corpo material/carne - seres espirituais. Felizes são as pessoas que, como vc, têm consciência do que experimentou - fora do corpo físico, durante o sono deste.

    O fato é que - durante o sono físico - a nossa alma fica em estado de semi liberdade e pode ser levada pelos amigos espirituais a terem estes encontros extra-físicos com entes queridos e amigos desencarnados que reforçam a nossa fé na vida além da morte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita a tua colocação, Carmina. Completo dizendo que algumas de minhas projeções não acontecem dormindo, e sim, quando eu estou acordada.

      Excluir
    2. Sim, durante o sono físico nossa alma se liberta, e podemos experimentar a real liberdade. Todos nós temos mediunidade, só precisamos estar conscientes disso, e há fatores inclusive biológicos que predispoe uma maior facilidade ou dificuldade para expressá-la.

      Excluir
  3. Fico feliz de saber que MJ continua seu trabalho junto aos que precisam de sua ajuda e nunca tive dúvida sobre isso. E agradeço a você por nos confirmar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo assim... desculpe não ter publicado um ano atrás...

      Excluir
  4. Imagina, publique quando sentir que é devido.

    ResponderExcluir
  5. Essa história me emociona e me arrepia só de lembrar... hehehe :)

    ResponderExcluir
  6. Olá, Rosane! :)

    Eu também gostei muito e fiquei feliz com o seu relato emocionante. Gosto que você compartilhe aqui no blog e também te agradeço.
    Sou católica e o catolicismo não aprofunda muito, mas também trata a questão das almas que morrem na graça de Deus e na sua amizade, mas ainda são imperfeitas e, portanto, precisam ser purificadas (o Purgatório).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Regina! Nós concordamos com este ponto sobre o plano intermediário, apenas os nome é que mudam, de fato. No caso de Catolicismo, é chamado de Purgatório.
      Fui batizada no Catolicismo, ao qual eu estive ligada até o início da minha adolescência.

      Excluir
  7. Bom dia.
    Rosane no domingo eu sonhei que você havia criado um canal no YouTube e o nome era Cartas para Michael mesmo.E quando acessei o blog a postagem recente era O telefonema de Joel.
    Não tem haver com este post mas quis vir te contar aqui por comentário mesmo.
    ^-^Eu fiquei tão feliz quando você disse que o Michael continua fazendo o seu trabalho em outro plano.Quase saí dançando pela casa.
    Jasmine.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jasmine! Ah... muito legal este tipo de sincronia... Que bom que vc gostou do post! Me alegra também. Bj,

      Excluir
  8. Muito feliz por ler este post, Rosane!
    Já tive (e tenho) algumas experiências desse tipo com MJ, inclusive comentando em algumas postagens dos poemas que escrevia para ele, no meu Blog, em 2011, durante 4 meses seguidos, sempre na última 6a. feira dê cada mês. E falava na primeira pessoa: "Eu".
    Obvio que copiei e apaguei do Blog, por achar muito arriscado ficar exposto, e eram dirigidos à minha pessoa. Mas tive experiências com telefone também. É lindo isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Conceição! Telefones que tocam, campainhas que enlouquecem, lâmpadas que explodem no momento que a música do Michael começa a tocar no rádio, revoadas de borboletas... isso tudo é sensacional!

      Somos todos energia, e não me surpreende que aparelhos eletro-eletrônicos sejam utilizados para esse fim.

      Excluir
    2. Eu entendo por vc ter apagado seus primeiros posts.... eu fiz o mesmo, em 2010. Tive receio de não ser compreendida.

      Me sinto feliz por vc, também!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...