Mark Anthony Neal


"Eu acho que se você prestar atenção apenas ao aspecto físico de Michael Jackson, na verdade você vai perder algo que é muito mais complexo. Michael Jackson - artisticamente e esteticamente - nunca virou as costas para a sua origem negra. Seu trabalho sempre foi em conversação com a cultura negra, tanto a norte-americana como a nível global.

No momento em que ele lançou Thriller, eu sempre argumento que a MTV foi sem dúvida o melhor exemplo do apartheid cultural nos Estados Unidos. Michael Jackson se tornou um dos primeiros afro-americanos a ser um ícone global. Ele reuniu todas as raças, idades e religiões em todo o mundo por muitos anos, e ainda faz isso hoje. 

Ele é, sem dúvida, o artista mais bem sucedido e lendário do nosso tempo. Ele é conhecido em todo o mundo. Ele levantou a nossa consciência social a um nível mais profundo, ao mesmo tempo que muda a nossa cultura cotidiana.''

Mark Anthony Neal

*Anthony é escritor e um professor Ph.D. em cultura popular negra, no Departamento de Estudos Africanos e Afro-americanos na Duke University (Carolina do Norte, EUA) onde ele ganhou o prêmio Robert B. Cox Award for Teaching 2010 pelos seus ensinamentos.


Ele escreveu e palestrou extensivamente sobre a cultura popular negra, sobre a masculinidade negra, sexismo e homofobia nas comunidades negras, e sobre a história da música popular.

*Michael Jackson também foi o tema principal de seus cursos na Universidade, chamados Michael Jackson e a Tradição da Performance Negra Ler mais aqui

Fonte: http://vallieegirl67.com

16 comentários:

  1. Que bom tomar conhecimento sobre trabalhos assim. Não conhecia ou não lembrava deste senhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele também escreveu alguns artigos sobre Michael,antes da saída do veredicto de inocente, em 2005, onde manifestou a sua preocupação com o peso do racismo, no voto dos jurados. Assim como ele também ponderou sobre a questão do racismo predominante nos E.U.A. e como a mídia foi à forra, se ''vingando'' do estereótipo da sexualidade dos negros. (isto é, a fama de que a raça negra é mais sensual do que a branca)

      Excluir
    2. Um ativista ele, então. Obrigada pelas informações, amiga, eu não sabia de todos esses trabalhos dele.

      Pessoa estudiosa, com credibilidade assim, sobrepõe os mentirosos e ajuda não só a Michael, mas a justiça em favor de tantas outras pessoas, no caso, abordando a questão do racismo.

      Excluir
    3. Imagine vc frequentar um curso na Universidade, cujo tema seja a vida de Michael Jackson! Ele deve ser um pioneiro, nesse tipo de atividade.

      Uma pessoa estudiosa da história negra, afirmando que Michael nunca virou as costas para a sua origem.. isso é ótimo! Aliás, nós já sabíamos, mas sempre é bom enaltecer.

      Excluir
    4. Seria maravilhoso uma Universidade colocando Michael na grade curricular.

      E o conteúdo seria imenso não é amiga?

      Se nós, que somos blogueiras, conseguimos passar o verdadeiro Michael para as pessoas, imagine um professor estudioso como esse!

      Daria gosto de assistir, com certeza.

      Excluir
    5. Mesmo que não seja agora, no futuro Michael será citado como um referencial para vários temas. #orgulho, aqui!#

      Excluir
  2. Oi Rosane é a primeira vez que entro aqui,mais eu sempre acompanho suas publicações, e queria saber o que tu sabes a respeito do detetive Pellicano e suas gravações que compravam que MJ molestava crianças,quem tem circulado na mídia nesses dias.Eu não sei muito a respeito e estou confusa.Amo o MJ e queria muito entender todo esse assunto.Desde já agradeço tua atenção.Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ilma. Vc poderia me passar um email, para eu te responder por lá? É neverlandpop@gmail.com
      Acho que vai ficar melhor assim. É só porque é um assunto bem complexo, mas podemos trocar ideias, sim. Abraço!

      Excluir
    2. 01:47 da manhã. Uma leitora acabou de me passar um email, me perguntando se o motivo de eu querer responder por email é eu saber algo negativo sobre Michael. Gente, por favor, claro que não! Eu apenas gostaria de deixar esse espaço dos comentários reservado para a matéria que eu publiquei, apenas isso.

      Excluir
  3. Olha como dança , como canta, como se movimenta,como anda ele nunca renegou sua raça esta tudo ali, toda a tradição, cultura negra, só não vê ou quem não quer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falaram sobre isso no BAD 25, também. Onde Michael interage com a voz, com os outros figurantes, e isso se assemelha muito à tradição das igrejas dos negros norte-americanos.

      Excluir
  4. Infelizmente eu não cheguei a assistir Bad 25, mais isso é algo muito visível em Michael, todo aquele molejo, minha nossa, Michael é negro e não da pra esquecer, ele não deixa esqueçer, que bom, Graças a Deus

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que está apenas começando, mas deve vir muitos e muitos estudos sobre Michael e sua arte e que bom isso acontecer, é uma maneira de conhecer seu legado e dele não ser esquecido para as futuras gerações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E todas as fofocas e acusações serão apenas uma nota no rodapé dos livros de sua história.

      Excluir
    2. Melhor Rosane, não aparecer nem sombra desse assunto, ser esquecido!

      Excluir
    3. Sabe o que eu vi hoje, no face?
      Uma página PRÓ WADE ROBSON, pagando pelos likes(curtir) em sua página. Absurdo.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...