A Bad Tour em Pittsburgh

Michael e Ida D' Errico
Já mundialmente famoso por seu canto enérgico e dança, Michael Jackson tinha 12 anos quando ele veio pela primeira vez para Pittsburgh (E.U.A.) com seus quatro irmãos mais velhos, para se apresentar no Arena Civic, em 30 de Julho de 1971.

Eles voltaram para a arena em Julho de 1972 e Julho de 1973. Quando eles vieram em 1974, se apresentaram no Three Rivers Stadium. Em Outubro de 1979 e Agosto de 1981 - agora como The Jacksons, ao invés de The Jackson 5 - eles estavam de volta à arena.

Apesar de todos os shows anteriores, a aparição solo de Michael aqui em 1988, parece ser a viagem mais lembrada de Pittsburgh. Tendo acabado de conquistar a Europa e o Reino Unido, ele começou a segunda etapa americana do seu sucesso fenomenal  - a Bad Tour - com três shows no Arena Civic em 26, 27 e 28 de Setembro.

As pessoas que trabalhavam na arena no momento, recordam a preparação como sendo extraordinária. Foi útil que o empresário de Jackson, o falecido Frank DiLeo, fosse natural de Point Breeze, e queria que sua família e amigos assistissem o show. 

Um trio de funcionários da arena viajou para as primeiras datas da turnê nacional na Kemper Arena, em Kansas City, Missouri, com sete meses de antecedência, para conferir a apresentação inovadora.

Ida D' Errico, então diretora de marketing e relações públicas da Civic Arena Corporation, lembra do show: 

"Todo mundo na platéia estava voltado para o palco, hipnotizado e apavorado. Com todos de pé em suas cadeiras, você não podia tirar os olhos de Michael, por medo de perder alguma coisa."

Jackson tinha alguns pedidos especiais em seu contrato. Ele insistiu em um sofá de couro no camarim - preto, marinho ou cinza - o qual D' Errico pediu emprestado á Kaufmann's.

Jackson ficou na suite penthouse no Vista (agora o Westin Convention Center Pittsburgh). D' Errico lembra que a "pista de dança de madeira profissional" teve de ser instalada lá, então Jackson poderia praticar - e "esfriar" depois de seus shows.

As três noites se esgotaram rapidamente. O Rei agradou a todo mundo com uma seleção de músicas que incluiu um medley do Jackson 5, bem como um grande número de produção de Thriller e Smooth Criminal, terminando o set principal com um trio sem precedente: Beat It, Billie Jean e Bad.

Os críticos de música gostaram dos shows. Peter B. King do The Pittsburgh Press, escreveu: "Não é natural como Jackson se move, como um líquido que, de alguma maneira, tem a forma humana.'' 

Scott Mervis do Pittsburgh Post -Gazette, ficou impressionado, também: "O show tinha frescor e estava mesmo BAD.'' (no sentido positivo da palavra.)

D' Errico lembra que o sofá cinza foi devolvido à Kaufmann's, mas sofreu muitos cortes e arranhões. O figurino de Michael, com suas muitas fivelas de metal, rasgou o couro, ao longo dos três dias em que Michael sentou-se nele.

Quando D' Errico explicou à loja de departamentos o que causou o dano, ela não foi responsabilizada. Conforme ressaltou, o sofá agora tinha se tornado um item de colecionador impagável.

Fontes:
Revista Pittsburg
http://www.pittsburghmagazine.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...