The Way He Made Me Feel (06)


Trechos selecionados do livro The Way He Made Me Feel
(2005) uma biografia da modelo Tatiana Thumbtzen.

''No mês seguinte, enviei um cartão de São Valentim [Dia dos Namorados] para Michael. Eu queria que fosse especial, então, juntei a ele um dos brincos que ele disse que tinha gostado, aquele com o menino e uma menina envolvidos em um beijo.

Eu tinha certeza que faria o meu cartão se destacar do normal. Eu queria que ele tivesse um tom romântico. Entrei em contato com Joli para a missão.

Em 08 de Fevereiro, Frank Dileo solicitou que nos encontrássemos em seu escritório em Ventura. Eu lembro de estar muito animada, até que eu cheguei lá e percebi que Michael não estava lá e ele não estaria lá.

Frank me disse que ele tinha sido gerente de Michael por um tempo e confidenciou que sua sorte poderia mudar a qualquer momento. Michael poderia seguir em frente e trocar a gerência, e que ele tinha que pensar sobre as perspectivas futuras e outros clientes. Ele expressou que gostaria de me representar.

Ele me contou como ele percebia que eu sentia algo por Michael e me aconselhou a seguir em frente com o meu afeto por ele.

Ele também me disse para focar na minha carreira em seu lugar, o que me confundiu. Eu não entendia seus comentários ou seus conselhos.

Ele disse que Michael e eu ainda estaríamos trabalhando juntos, e ele me deu uma jaqueta da turnê como um presente, mas ele nunca veio a público e me disse que eu permaneceria além da Bad Tour. De alguma forma, eu simplesmente não confiava em Frank.

Acho que é porque ele estava me dizendo algo que eu não queria ouvir, tanto quanto seguir em frente com meu afeto por Michael. Ele também fez um comentário sobre conhecer sua nova casa, um dia, mas sem mencionar sobre Michael estar presente ou sobre sua própria família estar lá.

Em seguida, discutiu o pedido que havia recebido do escritório de Michael, para um teste para o seu próximo vídeo - Dirty Diana - e não concordava com a ideia de eu fazer um outro vídeo com Michael.

Ele disse: "Você não quer ser conhecida por fazer muitos vídeos, bem como o papel tem um caráter negativo. Apenas deixe seguir.''

[Sobre o hotel onde Tatiana se hospedou, por ocasião da Bad TourQuando a gerência [do hotel] me disse que eles estavam honrados por ter a mim como hóspede, a verdade é que eu estava honrada em ser convidada. Acima de tudo, fiquei impressionada com sua hospitalidade.

Infelizmente, quando voltamos para Los Angeles, eu ouvi alguém dizer que Karen Faye começou um boato de que eu me queixava do serviço no hotel e que eu tinha exigido uma suite.

Fiquei espantada, para dizer o mínimo, mas eu sabia que Karen não gostava de mim. Eu podia sentir sempre que ela estava por perto.

Naquela noite, eu me alegrei com o último show em Kansas City, seguido por cinco dias de folga. Passei a maior parte do meu tempo no meu quarto, assistindo a filmes, e eu estava entediada. Miko [Brando] foi a única pessoa a interagir comigo.

Eu vim a saber, através de um dos membros da banda, que Michael lhes disse para ficar longe de mim e para não me perturbar. Eu pensei que foi algo respeitoso da parte dele, e minha mãe gostou especialmente!

Na minha visão, então, ele estava sendo protetor. Michael sabia que os homens poderiam ser como cães e o cenário da turnê poderia trazer problemas. Na turnê, ele queria que eles soubessem que eu era de seu interesse pessoal.

No dia 29, nós fomos a Nova York - a cidade dos sonhos e da minha casa, longe de casa.

Eu não pude deixar de lembrar da visualização criativa que eu tinha feito ao deixar New York para Los Angeles. As palavras que passaram pela minha cabeça foram: "Algum dia, New York, eu estarei de volta em grande estilo."

Eu acho que você poderia dizer que a visualização criativa existe e eu tenho uma forte crença nela. Com isso, e uma boa quantidade de força de vontade, você pode fazer qualquer coisa na vida.

Este foi o nosso primeiro encontro em New York, e eu ainda não tinha tido a oportunidade de falar com Michael. Eu queria estar face a face com ele.

Eu queria lhe agradecer pessoalmente por me fazer parte de sua turnê. Havia essas trocas verbais breves durante nossos ensaios e, de alguma forma, eu só não acho que não era algo demais para pedir.

Eu estava geralmente sozinha no meu quarto, assistindo a filmes ou me perguntando o que Michael estaria fazendo. Estar em turnê pode ser um pouco chato, especialmente se foi dito para os outros membros permanecerem longe de você.

Honestamente, essa orientação me levou a crer que Michael iria para passar algum do seu tempo livre comigo. Quero dizer... por que não? Todo mundo estava passando os comentários dele para mim. Muitas vezes, eu perguntei a respeito dele para Miko.

No dia 04, estávamos de folga e eu, mais uma vez, passei parte de meu dia de folga no meu quarto com Miko. No dia 05, eu escrevi no meu diário que eu estava deprimida e queria voltar para Los Angeles.''

Fonte: http://mjfa.forumotion.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...