Gloria Rhoads (03)


Uma entrevista [editada] com Gloria Rhoads Berlin, a corretora de imóveis que ajudou Michael Jackson a concretizar a compra do rancho Neverland.

[Entrevistador] O rancho Neverland foi usado para o vídeo com Paul McCartney. Como tal, Michael o reconheceu ao ser comprado, visto que ele estava em turnê? Você sabe qual parte da propriedade foi usada para o vídeo, pois ele levou uma semana com você para familiarizar-se com a propriedade? Como ele já tinha estado lá, ele pediu para encontrá-lo ou você o encontrou por si mesma?

Gloria Berlin Michael Jackson queria que eu encontrasse a fazenda onde ele e Paul McCartney haviam filmado [o video Say, Say, Say] então, ele definitivamente o reconheceu.

Ele especificamente pediu que eu encontrasse a fazenda que ele tinha amado tanto. A parte que foi usada para as filmagens de vídeo fica na frente da mansão.

[Entrevistador] Você era uma vizinha da família de MJ. Você era um vizinha próxima, visto ter dito ter visto caminhões transportando a mudança de MJ?

Gloria Berlin Não, eu não era uma vizinha. Eu morava cerca de oito quarteirões de distância de sua casa.

[Entrevistador] Você ainda mora perto da família e, se não, quando você se mudou?

Gloria Berlin Mudei-me em 1995, mas ainda permaneço dentro do bairro. Eu vivo cerca de uma milha, a partir da casa dos Jacksons.

[Entrevistador] MJ falou extensivamente sobre as questões que ele teve com o pai. Será que ele discutiu sobre isso com você, e seria possível compartilhar tudo isso?

Gloria Berlin Michael falou muitas vezes de seu pai como sendo um duro disciplinador. Ele não tinha permissão para brincar. Michael não queria estar de acordo com as regras de seu pai e ele fugiu um par de vezes - um pouco antes da Bad Tour.

No entanto, ele também reconheceu que o rigor e insistência nos ensaios desempenharam um papel importante em seu sucesso. Eu acho que a sua experiência com seu pai lhe deu uma visão sobre o carinho amoroso que ele próprio queria. Ele sempre foi muito carinhoso com seus filhos e fisicamente demonstrativo.

[Entrevistador] MJ falava com muito amor de sua mãe Katherine. Você pode compartilhar alguma história sobre vê-los juntos, que pode ser desconhecida por seus fãs?

Gloria Berlin Bem, como você provavelmente sabe, Katherine frequenta o templo de Jeová - Testemunhas de Jeová - e quando ele era uma criança, Michael, muitas vezes, ia com ela, de porta em porta, para convidar as pessoas para participar do Templo.

Na verdade, um conhecido meu, em Toluca Lake, se recorda de abrir a porta, à noite, e encontrar um muito jovem Michael Jackson em sua porta, estendendo um convite a ele.

Meu amigo reconheceu Michael porque ele tinha trabalhado nos estúdios ABC locais e tinha visto o Jackson Five lá. Ele passou vários minutos envolvido em uma conversa com um Michael jovem e encantador. Michael era muito parecido com sua mãe. Eles têm a mesma doce energia e serenidade.

[Entrevistador] Alguma vez você foi a Neverland depois de MJ ter comprado [o rancho], para ver como ele transformou a propriedade, especialmente à luz do que ele falava com você?

Gloria Berlin Sim, eu fui convidada por ele e eu fui um par de vezes. Eu amei o que ele tinha feito na propriedade. Ele havia reforçado a beleza da propriedade - até mesmo reorganizando a mobília.

[Entrevistador] Quando o julgamento e as acusações estavam sendo levantadas contra MJ e o rancho Neverland, quais foram seus pensamentos sobre isso? Você foi chamada como testemunha?

Gloria Berlin Não fui chamada como testemunha de Michael. No entanto, muitas vezes as pessoas me perguntam sobre a minha opinião e tudo o que eu posso dizer é sobre o que eu observei. As crianças adoravam Michael - e ele as adorava. Tudo o que posso dizer é que, quando eu estava em torno de Michael, eu nunca vi nada que poderia ser considerado impróprio.

[Entrevistador] Você mencionou que pessoas associadas a MJ não apoiaram a compra. Muito novamente foi relatado sobre como MJ estava cercado por pessoas que não o apoiaram corretamente ou deixaram de protegê-lo, [cuidando apenas] de seus próprios interesses. Você pode lançar alguma luz sobre isso?

Gloria Berlin Michael teve algumas pessoas a longo prazo, as quais queriam se beneficiar de sua associação com Michael e, naturalmente, lhe apresentaram as oportunidades que tinham gerado ou às quais tinham sido apresentados. Havia várias pessoas em sua equipe que teriam preferido que ele comprasse diversas propriedades, as quais eles apresentaram [para Michael].

[Entrevistador] Alguma vez você testemunhou qualquer coisa que possa ter levado você a acreditar que MJ já estava usando medicamentos, durante o tempo que você lidou com ele?

Gloria Berlin Isso realmente me surpreende, porque eu soube que Michael estava muito consciente de sua saúde e se alimentava com comida saudável - na verdade, muito antes de o alimento orgânico tornar-se popular. Tanto quanto eu sei, ele não tomava nenhum medicamento, quando estava ao meu redor.

[Entrevistador] As fotos em seu livro, particularmente aquela com MJ e os proprietários - você pode nos dizer quando estas fotos foram tiradas? Menciona-se que foi quando ele decidiu comprar o rancho. Foi tirada no último dia em que vocês estavam todos lá, antes de colocar sua oferta?

Michael, Bill Bone e esposa
Gloria Berlin As fotos foram tiradas antes de deixar a propriedade, depois de ter tomado a decisão de comprá-la.

[Entrevistador] MJ estava em turnê durante as negociações. Você mencionou que levou mais de quatro meses e que, muitas vezes, era bastante controverso com o proprietário, estavam divergindo sobre o dinheiro.

Como você garantiu que MJ assinasse os documentos e, em seguida, poder levá-los para o proprietário? Você fez isso via fax ou pegou um voo para onde ele estava em turnê para, então, começar o processo? Ou foi durante uma pausa na turnê?

Gloria Berlin Michael autorizou a quantidade de dólares para a oferta e John Branca tinha procuração para assinar a oferta. Eu não tive que voar até Michael para obter uma assinatura. Por outro lado, eu voei até Denver para fazer a primeira oferta a Bill.

[Entrevistador] Você tem relações com a família agora?

 Gloria Berlin Vejo Katherine ocasionalmente. A última vez que a vi foi há algumas semanas, no banco. Usamos o mesmo banco em Ventura Blvd. Um dos funcionários do banco havia lhe dado o meu livro para ler e ela o tinha em sua mão, quando ela me viu. 

Ela me deu um grande abraço e disse: "Isto é exatamente sobre como meu filho era. Seu livro mostra Michael como ele realmente era." Foi o melhor elogio que alguém poderia ter me dado.

[Entrevistador] Será que MJ falou sobre questões com o sono, já que este acabou sendo um grande problema, de tal forma que o levou à morte?

 Gloria Berlin Não. Eu não tinha ideia de que ele tivesse qualquer problema em relação a dificuldades para dormir.

[Entrevistador] Katherine ou algum familiar ficou chateado com você, depois da compra de Neverland, uma vez que não sabiam nada sobre isso, até depois do que aconteceu?

Gloria Berlin Tanto quanto eu sei, eles não estavam chateados comigo. Acho que eles não entendiam a necessidade de Michael pela paz e tranquilidade longe de sua família.

[Entrevistador] Como você gostaria que Michael fosse lembrado e que você acha sobre a sua contribuição para a sociedade?

Gloria Berlin Gostaria que Michael fosse lembrado como ele era em seus vinte e tantos anos, depois de ter completado Thriller e, antes de tudo, o que se seguiu [por causa] da louca mídia. Eu acho que ele deu ao mundo música fantástica e, para aqueles ao redor dele, tremendo amor e felicidade.

*Entrevista concedida em Junho de 2010.

Fonte: http://michaeljacksonchitchat.com

12 comentários:

  1. Estava assistindo ao especial "Private Home Videos", e achei emocionante quando o Michael falou que nao poderia vender Neverland,pois Neverland era uma parte dele;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Michael sonhou e idealizou demais esse lugar. Uma pena a polícia ter profanado seu rancho, com aquela invasão.

      Excluir
  2. Olá Rosane,linda história.é muito triste saber como Neverland está hoje.o local é uma sobra do que era

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natália! Para quem não leu o livro da Gloria, contando sobre sua amizade com Michael, a dica é que faça a leitura. Foi traduzido pela minha amiga Wendy e pode ser encontrado na lateral deste blog [In Search of Neverland].

      Excluir
  3. Mulher abençoada e um anjo para Michael.

    ♥ ♥ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre desejei que tivesse um segundo livro escrito por ela, sobre Michael e Neverland.

      Excluir
    2. Parece que não, acho que ela quis escrever somente sobre a compra de Neverland.

      Ela deve ter muitas histórias para contar sobre o tempo que conviveu com Michael, mas pode ser que ela não queira abordar esse assunto por conta de considerar deselegante entrar na vida pessoal de Michael, abordar em livro.

      Acho que pode ser isso amiga.

      ♥ ♥ ♥

      Excluir
    3. Eu entendo amiga.. eu não quero ser intrusiva na vida de Michael, apenas amo ouvir histórias lindas sobre como era estar ao lado dele. \0/

      Excluir
    4. Entendi angel.

      Eu também gostaria de saber de outras experiências de nosso anjo. Seria maravilhoso ouvir mais histórias dela, principalmente por ser uma pessoa idônea, que realmente amava Michael.

      ♥ ♥ ♥

      Excluir
  4. Ahh, eu amei a leitura desse livro, sério!!!. E que legal ela ter um retorno positivo da Katherine!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também amei, Rebeca.. uma energia super positiva, e a gente nem precisava fechar os olhos para se imaginar no lugar dela.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...