Remember The Time: Protecting Michael Jackson


Bill: ''Eu levei um par de horas e eu fui para casa e vi a minha filha. Eu tive que dizer a ela o que estava acontecendo. Ela sabia que eu tinha trabalhado para um monte de celebridades, mas Michael Jackson?

Eu disse a ela e ela olhou para mim e disse: "Você está mentindo, pai."

Eu não tinha como provar isso para ela, também. Não estive a tirar fotos com Michael Jackson e seus filhos. Mas eu tive que convencê-la. Não eram apenas os feriados, o seu aniversário estava chegando, também.

A Véspera de Ano Novo é o aniversário dela e eu tive que dizer a ela que eu iria trabalhar na Véspera de Natal, dia de Natal e seu aniversário. Como um pai solteiro, acredite em mim, não me deixava viver isso. Ela começou a chorar na minha frente.

Essa foi a única vez que eu parei para pensar se eu deveria aceitar o emprego ou não. Eu estava em conflito. Por um lado, eu tinha a minha família. Mas, por outro, é difícil de explicar. Eu apenas senti este cabo de guerra, esta obrigação. Ali estava aquele homem e sua família naquela situação estranha e ninguém para olhar por eles. Eu tinha que ver no que isso iria dar.

Eu discuti as coisas com a minha filha, tomei banho, comi alguma coisa e voltei naquela noite. Havia uma família com a qual Sr. Jackson era amigável - os Cascio - uma família italiana de Nova Jersey. Tinha sido seu amigo. Um de seus filhos, ''Angel'', estava em Las Vegas de férias e ele apareceu para visitar na véspera de Natal. 

Uma vez que Angel estava lá, Sr. Jackson decidiu que queria ir para a FAO Schwarz no Forum Shops, dentro do Caesars Palace. Ele queria fazer alguma compras de última hora para o Natal.

Essa foi a primeira vez que ele tentou sair. Tomamos todas as precauções que deveríamos tomar. Ainda era uma bagunça. Jeff e eu passamos a manhã fazendo a rota desde a casa até o shopping, a topografia do estacionamento para um acesso mais seguro dentro e fora da loja. Fizemos acordos com a segurança do shopping para deixá-los saber em que direção estaríamos chegando. 

Nós não lhes dissemos que era Michael Jackson. Nós nunca fazíamos isso. Nós sempre dissemos "dignitário de alto perfil" para que eles soubessem que deveriam estar preparados e não deixassem vazar todas as informações para a imprensa. 

Nós contratamos três SUVs no mesmo serviço de carros que usamos no aeroporto. Pegamos o Sr. Jackson, Feldman, Angel e as crianças e depois fomos para a loja, através da garagem e, em seguida, pela porta dos fundos da Galerie Lassen - esta loja vende muitas pinturas caras. Nos encontramos com a segurança do shopping e, em seguida, decidimos separar as crianças de seu pai.

Jeff e Angel pegaram Paris, Prince e Blanket para que eles pudessem ir às compras sozinhos. Feldman e eu ficamos com Sr. Jackson. Demos-lhes cinco minutos para sair na nossa frente, então fomos para o shopping.

Nós não tínhamos posto os pés dentro, talvez um minuto, quando alguém o viu e gritou: "Michael Jackson... é Michael Jackson!"

As pessoas pararam e olharam. Sr. Jackson estava dizendo ''Olá'' e apertando as mãos das pessoas. Elas estavam gritando, "Nós te amamos, Michael!"

Sr. Jackson disse: "Eu lhes amo mais. Obrigado, Deus te abençoe!"

Ele estava prestes a chorar, realmente tocado por todo esse amor que ele sentia lhe acercar.

Foi um pouco difícil no começo. Naquela época, ninguém sabia que ele estava de volta no país, de modo que o impacto de vê-lo foi muito maior. As pessoas começaram a cercá-lo, querendo tocá-lo. As pessoas estavam gritando, seus rostos tinham uma emoção apaixonada. Em questão de segundos,tudo se tornou uma loucura completa e absoluta. 

Eu estive em algumas situações delicadas com celebridades antes, mas isso eu não tinha experimentado na minha vida. Estar no meio desse tipo de ataque, as pessoas te cercam por todos os lados, é assustador. Há muito poucas coisas que você pode fazer para controlar a situação; a única resposta racional é sair o mais rápido possível. 

Quase tão logo como começou, Sr. Jackson virou-se para mim e disse: "Nós temos que ir antes que alguém se machuque." Contatamos pelo rádio com a outra equipe para levar as crianças ao estacionamento. 

A segurança do shopping e a polícia em Las Vegas ajudaram a descongestionar o caminho de volta para os veículos. Em seguida, fomos todos para casa.''

Extraído do livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson in His Finals Days escrito por Bill Whitfield e Javon Beard - ex-guarda-costas de Michael Jackson.

Fonte: http://mjhideout.com

32 comentários:

  1. "Ele estava prestes a chorar, tocado por todo esse amor que lhe cercava". Lindo, lindo e lindo...isso e o que mais importava. Transmitir amor ao anjo. Era o que ele mais precisava. Rosane, estou curiosa p ler qdo o Javon entra na historia. Ja me sinto proxima deles rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu encontro as histórias aleatoriamente na internet, então os eventos não estão sendo publicados na ordem do livro - conforme já expliquei em comentários anteriores.

      Sobre Javon? Por acaso, neste momento estou traduzindo a seguinte passagem...

      ''Jeff disse que iria chamar seu primo Javon, que mora aqui em Las Vegas. Eu nunca o tinha visto, mas se Jeff o aprovava, eu estava disposto a aceitá-lo.''



      Excluir
    2. ''"Ele estava prestes a chorar, tocado por todo esse amor que lhe cercava".

      Eu também amei ler isso!

      Excluir
    3. Me afeiçoei pelo Bill e Javon da mesma forma que do Wayne e Yanick. Você sabe, o pq o Bill e o Javon não trabalham mais para segurança das crianças? Pelo menos não os vi mais acompanhando Prince, Paris e Blanket. Boa noite!

      Excluir
    4. Veronica, eu já estou traduzindo a passagem completa da chegada do Javon à casa de Michael, eu adorei a leitura, vcs vão gostar também. \0/

      Acredito que eles não acompanhem mais as crianças porque depois que o seu pai partiu, tudo ficou diferente... outras cabeças.. outros pensamentos. Outras decisões.

      Excluir
    5. Deve ser esta a razão sim, Rosane. Obrigada pela atenção ;)

      Excluir
    6. Obrigada pela presença. ;)

      Excluir
  2. Nossa, uma verdadeira operação de guerra, simplesmente para ir ao shopping com os filhos.

    ResponderExcluir
  3. ahahaah Mto fofo nosso Rei !!! Adorei essa passagem tb, saber que nosso anjo recebeu todo esse carinho e que ficou todo bobo ! \o/ \o/

    Esse livro ta sendo bem legal pra gente conhecer um pouco mais do dia-a-dia dele, principalmente das pessoas que o cercavam, e até que se prove o contrário esses dois seguranças foram mto leais a ele e seus filhos, o que é raro no mundo do Michael !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna, essa leitura está sendo agradável para todos. Mesmo que a gente já saiba, é muito bom ver seus seguranças confirmando o doce de pessoa que Michael sempre foi!

      :)

      Excluir
  4. Eu também destaco: Ele estava prestes a chorar, realmente tocado por todo esse amor que sentia lhe acercar". Que bom que o sofrido anjo podia sentir isso em todo lugar!
    Rosane, você sabe dizer quem é o Angel? Seria o Frank Cascio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava esperando que alguém me perguntasse...rs

      Então, eu pensei que se refere ao Frank Cascio, interessante o segurança querer preservar seu nome, mesmo depois da passagem de Michael. Achei respeitoso.

      Excluir
    2. Realmente esses seguranças são muito respeitosos e dão o devido valor ao nosso querido Michael! Interessante que hoje eu vi a entrevista do Frank aqui no blog e recomendo para todos os leitores novos! Também é maravilhosa e esclarecedora, principalmente na parte em ele que ele fala sobre as falsas acusações de 1993!

      Rosane, eu gostaria de dizer também que não comento em todos os posts porque meu tempo não permite, até porque estou lendo os posts antigos, mas leio e gosto muito de todos!

      Excluir
    3. Tudo bem, Regina, eu fico contente que vc esteja acessando as matérias mais antigas, tem muito material para ser lido ou relido.

      [*Para quem quiser assistir a entrevista do Cascio, está na lateral desta página, no link do livro '' MY FRIEND MICHAEL.]

      Excluir
    4. [''ENTREVISTA DA FAMILIA CASCIO À OPRAH].

      Excluir
    5. Essa eu vou ver ainda, Rosane. Eu me referi à entrevista de Frank Cascio a Valmai Owens e Lauren. :)

      Excluir
    6. Ah, certo! Compreendi errado, então.. :)

      *Fica a dica para os leitores. :)

      Excluir
    7. Desculpe, Rosane! Eu é que deveria ter dito qual é a entrevista. Mas recomendo todas aos leitores! :)

      Excluir
  5. Bom dia, Rosane

    Não adiantava tanta segurança, onde Michael chegava os fãs o reconheciam sentiam a necessidade de demonstrar o seu amor por ele, e ele retribuía com todo carinho. Coisa mais linda. Admiro muito esses seguranças que se sacrificavam a vida pessoal para dar apoio a nosso anjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Mari! Michael precisava desesperadamente de pessoas em quem pudesse confiar, vamos ler sobre isso nas próximas publicações.

      :)

      Excluir
  6. Se a pessoa é do bem não havia como não se sensibilizarcom o nosso anjo.

    Linda passagem do livro!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de todo sofrimento que passou michael sabia que sempre esteve cercado pelo amor dos fãs. Como um cobertor de amor.♥♡♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um cobertor de amor? Isso foi lindo!

      Excluir
  8. Sempre que leio das aparições de Michael em público, fico impressionada com o impacto que sua presença causa nas pessoas.
    Neste relato até para os seguranças acostumadas a fazer esse trabalho para outros artistas se impressionaram.
    Eu penso que pra Michael foi importante essa resposta calorosa de amor por parte do público no seu retorno aos EUA.
    Ele saiu tão arrasado em 2005 por causa do julgamento e apesar de ter sido inocentado a mídia queria mesmo era massacrá-lo de qualquer jeito mas não pelas pessoas em geral.
    Acho lindo a resposta dos fãs no WMA de 2006 em Londres, ninguém consegue escutar a voz dele cantando WATW por causa da tremenda ovação e gritos da platéia.
    Amo esse vídeo e aqui fica um pedido amiga, apesar que sei que já tem esse post aqui, mas se tiver mais detalhes a acrescentar a respeito dessa premiação ficaria feliz em saber.

    Beijão angel!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Francisca, aqui estão os quatro links com matérias a respeito dessa premiação, talvez algum deles tenha escapado
      das tuas pesquisas...

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/05/world-music-awards-2006-14-48-imagens.html

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/05/world-music-awards-2006-24-32-imagens.html

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/05/world-music-awards-2006-34-49-imagens.html

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/05/world-music-award-2006-44.html

      L.O.V.E.

      Excluir
    2. Atualizando, Francisca.. acabei de publicar uma matéria referente ao assunto. Eu a tinha guardada faz tempo.

      Excluir
    3. Obrigada Rosane, valeu!

      Excluir
  9. Olá... sou Zezé. Psicóloga. Sou do interior de São Paulo. Adorando seu blog e deveras emocionada com que estou encontrando aqui.. Estou há tempos lendo tudo que se refere à Michael, porque sou fã incondicional, porque ele teria a mesma idade que eu, então cresci o vendo e ouvindo. Michael ao meu ver foi um anjo que veio na Terra, cumpriu sua missão de paz e foi embora. Sou espirita e acredito muito nisto. Ele transcendeu a tudo. Ele foi um ser iluminado. Por isto que encantava a todos. Nunca acreditei em nada destas bobagens sobre ele e penso que pessoas inteligentes também sempre pensaram o mesmo. Estes tabloides vivem disto, de informações errôneas e safadas, onde vale tudo por dinheiro. Michael era tão puro de alma, tão além destas coisas mesquinhas que ele se deixava enredar, e muitos viram isto como oportunidade de ganhar dinheiro. No memorial dele também senti o mesmo.Alguns ali sei lá para que estavam, mas alguns senti sim que estavam bem emocionados e um deles que voces não citaram foi Chris Tucker, que sempre senti que amava Michael, tanto que foi um dos que deram depoimento no julgamento e foi considerado um dos depoimentos mais importantes para inocentar Michael. Gostei do Brasil quanto a forma de se referir a Michael. Sempre com cautela e respeito. Uma pena perdemos tal talento, tal genialidade, mas com certeza os céus estão mais alegres, dançantes, porque Jesus resgatou seu anjinho mais querido. Mas hoje sinto que muitos dos que cuspiram em Michael se arrependem amargamente, porque ele cada vez mais é reverenciado, amado e será difícil ser esquecido. Jamais terá outro talento do nível dele. Jamais. O que é bom não morre, vira luz. E MJ será sempre uma estrela de luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Zezé. Eu me identifiquei com vc no sentido da minha fé também ser Kardecista. Tudo o que acreditamos acerca do mundo espiritual vem de encontro com todas as mensagens de fé, amor, força e coragem que Michael nos transmitiu ao longo de décadas.

      A mídia é uma grande manipuladora das histórias, graças a Deus temos a Internet, que nos dá a liberdade de escolhermos o que ler e / ou assistir.

      Eu assino embaixo de todas as tuas palavras. Elas sintetizaram tudo o que eu acredito a respeito de Michael, e por isso estamos aqui.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...