Syl Mortilla (02)


''Quando eu tinha dezesseis anos, eu pulei em um ônibus, no qual eu fiquei sentado por 30 horas, antes de desembarcar em Praga, na República Checa. Como um(a) adolescente tímido(a), eu não era confiante o suficiente para fazer amigos na viagem, assim que a viagem foi feita sozinha.

Além disso, eu não estava viajando para fazer amigos. Eu estava indo para ver Michael. Eu não tinha visto ele por quatro anos, desde aquela noite na Dangerous Tour. Eu estava muito empolgado.

Estava tão frio. Mas eu estava determinado a conseguir uma posição próxima à frente do concerto do dia seguinte, por isso, depois de ter ficado um tempo em frente aos pés da estátua stalinista HIStory especialmente erguida, olhando para ela, tanto perplexo como maravilhado, eu deixei o ônibus.

Após caminhar pelas ruas da cidade estrangeira por um número de horas, eu finalmente consegui chegar em frente ao estádio do Letna Parque; onde eu me juntei à uma multidão que também estava se reunindo para a fila, durante a noite antes do concerto.

Mas estava tão frio. O concerto aconteceu. Eu consegui fazer a minha perigosa corrida em direção à frente do palco, uma vez que os portões finalmente se abriram. E, desprovido de comida e sono, tinha também, de alguma forma, conseguido ficar em pé o dia todo, a despeito das constantes ondas humanas criadas pelas 130 mil pessoas em pé atrás de mim.

Assim como quando todos nós saltamos e nos juntamos ao coro... ''Tom Sneddon is a cold man...''

Enchi os bolsos com os confetes que tinham estourado dos canhões que sinalizavam o fim do show, então - muito, muito lentamente - me arrastei no meu caminho para uma tenda de mercadorias. Meu entendimento sobre a moeda Checa era limitado, na melhor das hipóteses, e minha adrenalina estava nas alturas: a combinação perfeita para o desastre.

O tipo de desastre onde você se encontra perdido e sozinho, à noite, em meados dos anos 90, usando as três camisetas ''Michael Jackson'' onde eu tinha gasto todo o meu dinheiro, e ao mesmo tempo, segurando o folheto do programa do concerto bem junto ao corpo, na tentativa de conseguir um aquecimento extra.

Eu tinha um bilhete com o nome do hotel onde eu deveria ficar, mas eu não conseguia pronunciar seu nome, e cada pessoa estranha que passava e da qual eu tinha a coragem de me aproximar, eu mostrava a elas o bilhete, para apenas darem de ombros e continuar caminhando. Após o rugido do concerto, tudo parecia mais silencioso do que o possível.

Sem dinheiro nas ruas desertas de Praga, eu sentei e chorei.

Em seguida, um carro parou. Uma mulher baixou o vidro e disse algo incompreensível em uma língua estrangeira, enquanto gesticulava para eu me aproximar dela. Ela era a minha única esperança.

Mostrei o bilhete. Mais uma vez, ela deu de ombros e tinha um olhar confuso. Meu coração afundou enquanto eu era atingido por um verdadeiro terror por eu não poder ir para casa me aquecer, comer e descansar.

Então a mulher apontou para a minha camiseta [a de cima, pelo menos] e apenas disse, ''Michael!", antes que eu me acomodasse no assento na parte de trás, e ela começasse a dirigir em torno do que veio a parecer intermináveis, escuras e desoladas ruas da cidade.

Finalmente, ela dobrou uma esquina e eu vi algo que eu reconhecia.

Iluminada como um farol, em toda sua glória de luz branca, estava a estátua HIStory. E a seus pés, a minha carona para casa.''

by Syl Mortilla (depoimento de fã)

Fonte: http://sylmortilla.com

31 comentários:

  1. Li que Syl ira lancar um livro sobre Michael e tera o prefacio escrito por Karen Feye. Voce leu algo a esse respeito Rosane? Dos relatos que li os fas estao animados com o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que lindo, angel....

      https://sylmortilla.files.wordpress.com/2014/12/book-cover.jpg?w=202&h=300

      Ainda não li nada a respeito da Karen Faye, mas acho que seria legal! :)

      Excluir
    2. ''Minha ambição como um escritor é ajudar a enriquecer a vida das crianças. Assim como meus escritos sobre Michael, eu também sou um autor das crianças. Eu escrevi uma biografia de Michael Jackson, e minha esperança é que eu possa utilizar o sucesso do livro para gerar publicidade para os livros dos meus filhos. Eles são todos escritos no espírito de Michael e, como tal, eu estarei doando uma porcentagem de todas as vendas para a organização sem fins lucrativos, o legado de Michael Jackson ( http://www.michaeljacksonslegacy.org ).

      O primeiro livro de Michael por Syl Mortilla estará com você em breve.'''

      Excluir
  2. Amo essa foto....uaaaaaaaaaaaaau :):d

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse link aqui está muito melhor...

      https://sylmortilla.files.wordpress.com/2014/12/book-cover.jpg

      Excluir
  3. Que legal, me sinto tão feliz com todos esses livros que vem sendo lançados, de forma positiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verônica, está confirmada a participação de Karen Faye nessa foto do livro.

      Excluir
    2. Eu tambem me sinto muito feliz com tanta coisa positiva sendo divulgada e historias do anjo sendo contadas de forma justa.
      Teremos um ano recheado de leitura :)

      Excluir
    3. Quem sabe, algum deles publicado aqui no blog, também.;)

      Excluir
  4. Fiquei na dúvida se é uma ou um fã no relato.

    Que bom que outro livro será lançado e como fã de Michael, deve falar a verdade.

    Linda a foto da capa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Curioso... sempre que eu li os textos de Syl, imaginei como sendo masculino.... será que eu me enganei? :D

      Dá uma olhada no site dele (a), angel,

      http://sylmortilla.com/

      Excluir
    2. Mas pensando melhor... observando a profundidade e a sensibilidade dos textos, acho que é mulher... não se ofendam, homens, por favor.

      Excluir
  5. Não há uma indicação de que seja um fã, mas parece ser no site.

    Gostei muito e me tocou muito o que foi dito aqui:

    "Enchi os bolsos com os confetes que tinham estourado dos canhões que sinalizavam o fim do show, então - muito, muito lentamente....

    Acho que, estando lá, teria feito o mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não encontrei indicação, procurei até nos comentários. :( mas tudo bem...

      Pois é, achei bacana sobre encher os bolsos com confetes, deve ter dado uma aflição danada ao se sentir perdido(a) em um país estrangeiro! :(

      Excluir
    2. Deve ser uma sensacao horrivel estar perdido, sem conhecer ninguem, com frio e fome num pais estrangeiro. Apos duas horas de alegria intensa uma sensacao de total desolamento. Eu tambem faria o mesmo quanto aos confetes, se nao desmaiasse.

      Excluir
    3. Nem me fale, eu já consegui me perder no Paraguai kkk ,mas essa é outra história.

      Essa seria a pior hora para vc desmaiar, a não ser que Michael estivesse por perto para te socorrer.

      Excluir
    4. Imagina o Michael carregando a Veronica desmaiada no colo!!

      Excluir
    5. kkkkk... imaginei um video inteiro!

      olha vc aqui,Verônica!

      https://www.youtube.com/watch?v=JAJRpRx9XNQ

      Excluir
    6. Que sonho!!!! Desmaiar e ser socorrida pelos braços do Michael....nao é uma má ideia :d pena que não se aproveita muito quando isso acontece. Mas , tem emoções que são incontroláveis :)

      Excluir
    7. Um sonho perfeito. Adoraria ler um depoimento feito por essa fã!

      Excluir
  6. Esse seria o Facebook de Syl? Encontrei através do site que vc passou Rosane....

    https://www.facebook.com/pages/Syl-Mortilla/1436360496604854?ref=hl
    Se for la consta como escritor

    Realmente deve ser terrível se perder em um país estrangeiro e.pior ainda se não souber falar o idioma..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então.. a palavra ESCRITOR foi traduzida de forma automática a partir da palavra AUTHOR, que em inglês, serve para designar masculino e feminino.

      [Consta como AUTHOR no Twitter de Syl, conforme eu já tinha verificado.}

      Excluir
    2. ha entendi.....então me desculpe não sabia que era traduzido automático hehe

      Excluir
    3. Nada para desculpar, imagina..;) se bobear, eu deixo um recado nesse facebook só para perguntar sobre a nossa dúvida! :D

      Excluir
    4. kkkk... seria uma boa :D :D

      Excluir
    5. Seria interessante perguntar, desculpe, mas você é homem ou mulher?, he, he.

      No trabalho, já tive casos em que o nome estrangeiro serve tanto para homem quanto para mulher e não sabíamos qual seria o sexo que teríamos que atender.

      Quanto à solidão no estrangeiro, minha vó foi ao Japão, e, na escala do avião, teve que dormir em um hotel, onde só se falava inglês. Ela disse que nunca se sentiu tão só em toda sua vida.

      Excluir
    6. Alguém por aqui se habilita a descobrir? rs estou ocupada traduzindo uma porção de textos!

      Pois é, lembro de ter publicado os trabalhos de artes da artista HITOMI OSANAI aqui no blog e ela ser confundida com um nome masculino.

      Solidão em hoteis... já senti isso, ao ficar um tempão afastada de casa por conta de um antigo emprego.

      Sua avó foi corajosa em enfrentar a viagem sozinha!

      Excluir
  7. Rosane, assim não vale... que foto!!!!
    Ao ler essa história só lembrei de uma música "Stranger in Moscow". No caso do fã - "Stranger in Praga".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A foto?! Juro que ele estava de frente quando eu publiquei!!! Mike, por favor, vire-se! :)

      Sim, me fez lembrar também de Stranger in Moscow. ♥

      Excluir
  8. Tadinho do Syl!! Mas valeu a pena. Eu também faria o mesmo quanto aos confetes!! :) Mais um livro positivo sobre nosso anjo! \o/ \o/

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...