Depoimento de Patrizia Stingo


''No verão de 1980, com apenas 11 anos de idade, eu ouvi, por acaso, a voz de Michael no rádio cantando "I wanna rock with you...'' e, em seguida, ele nunca mais me deixou! Aos 14 anos, eu comecei a colecionar discos em vinil, cassetes, livros, CDs e memorabilia de quem havia se tornado o meu artista favorito.

Em 23 de maio de 1988 em Roma, eu participei da primeira etapa europeia da Bad Tour e, quatro anos depois, em 1992, eu o segui nos três concertos da Dangerous Tour na Itália, Paris e Lisboa.

Em 1996 eu fui para Praga, para a primeira etapa da HIStory Tour e eu tive o meu primeiro encontro: Eu fui capaz de olhar diretamente para ele, lhe falar e tocar em sua mão... e ele me deu um ''eu te amo'' de presente.

Entre junho e agosto de 1997, eu continuei a seguir ele em doze etapas da turnê e pude me aproximar dele mais duas vezes. Em 28 de março de 1998, eu fui para Mônaco da Baviera com a minha amiga Rita, onde Michael estava em uma viagem de negócios.

Eu percorri o caminho do aeroporto até Bayerischer Hof, o hotel onde ele estava hospedado, a fim de mostrar a ele duas grandes pinturas que eu tinha trazido para ele e, de repente, eu vi Michael por trás da cortina da janela, e depois ele me cumprimentou e fez um sinal para eu subir. 

Apenas o tempo suficiente para enrolar as pinturas e nos encontramos cercadas por três guarda-costas que nos acompanharam até a sua suíte. A emoção daquele momento é indescritível! Eu apertei sua mão e o inundei com presentes, mas desta vez, eu não estava entregando através de pessoas de sua equipe, eu estava entregando para ele pessoalmente!

Ele queria que eu lhe mostrasse as pinturas no mesmo momento e, com a ajuda de Rita, eu as desenrolei.

Prince, que tinha então acabado de entrar, se divertiu com aqueles enormes painéis - ele pulou e caiu para a frente sobre a mesa. Eu me inclinei e o levantei e sua babá Grace o levou imediatamente em seus braços.

Michael apreciou o trabalho e me agradeceu, aplaudindo e se curvando com as mãos cruzadas no peito, como os japoneses fazem.

Nesse ponto, ele perguntou educadamente se nós queríamos tirar uma foto com ele, mas eu corri para tirar da bolsa uma foto tirada em um concerto na qual eu queria um autógrafo. Ele a pegou e olhou, disse que era muito bom e me agradeceu pensando que era um outro presente... eu estava assustada e envergonhada, estendendo a caneta, eu lhe disse que era um autógrafo.

Ele deixou a foto de lado, sorrindo e dizendo que ele gostava e eu supliquei, ''Por favor, Michael... Eu te imploro... me dê um autógrafo!" Ele perguntou o meu nome para fazer a dedicatória e levou pelo menos um minuto para que ele compreendesse o meu nome e, de fato, depois da minha terrível pronúncia que o fez rir de novo, ele escreveu: "Patricio, Amor, Michael Jackson".

[Patricio? ... Mas como Patricio ?! ... Uma vez que eu cheguei casa, adicionei um traço na letra ''a''... Patricia ficou bem melhor!]

Após o autógrafo, um guarda-costas que estava presente no quarto nos pediu para pegar a câmera fotográfica e tirou uma foto de todos os três juntos e, em seguida, tirou uma foto de Michael e Rita e finalmente eu com Michael.



Fiz um gesto para o guarda-costas para ajustar a câmera porque, dada a altura de Michael, nós iríamos parecer dois gnomos de jardim! O gigante não entendeu o que eu estava dizendo e eu continuei a lhe explicar em meu Inglês sofrido para que nos enquadrasse melhor, mas ele ainda não me entendia... mas ao mesmo tempo eu estava lá, ao lado de Michael... e mantendo a mão em seu quadril e com a outra eu lutava para dar instruções sobre como tirar a foto, ele estava ali em silêncio, com o braço em volta dos meus ombros e com a outra mão acariciava meu cabelo.

Finalmente, a foto foi tirada e eu deixei Michael, mas apenas por um momento ... eu me virei à direita atrás dele e perguntei com a voz fraca: "Eu posso lhe dar um abraço?'' 

Eu não esperava que ele o fizesse, e em vez disso, ele imediatamente respondeu: "Ah, claro"

E abriu os braços me envolvendo como se me conhecesse desde sempre. Eu fechei os olhos, segurei meus braços ao redor de seus ombros, senti o cabelo sob minhas mãos, e sua bochecha contra a minha... o perfume intenso em minhas narinas. 

Ele me segurou muito firmemente, abraçando pela cintura e com uma mão ainda acariciando seus cabelos. Não sei por quanto tempo... para mim, pareceu uma eternidade... e eu perdi a minha respiração...

Gentilmente ele esperou que o meu abraço terminasse. Abri os olhos e deixei ele ir devagar... eu tinha a aba do seu chapéu de feltro tocando a minha testa... eu ainda mantive minhas mãos em seus braços e ele me segurou pela cintura e olhou diretamente para mim, debaixo daquela incrível máscara, e me disse: "Eu te amo!" ... e eu, tremendo, imediatamente respondi: "Deus te abençoe".

Eu acho que nesse momento o meu coração realmente parou! 

Eu o deixei inteiramente, me virei, peguei minhas coisas e saí da sala sem sequer me virar, e continuei repetindo: ''Deus te abençoe... Deus te abençoe... Deus te abençoe..." Talvez ele tenha pensado que eu sou maluca!

Rita me seguiu... ela levou nossos casacos e bolsas que tinham sido deixados na ante-sala e nós descemos a escada. Eu tremendo e sem dizer nada.

Quando nós saímos, fomos cercados por outros fãs gritando, mas nós atravessamos a rua e nos refugiamos em uma cabine telefônica. Eu liguei para casa imediatamente: "Mãe... eu finalmente abracei ele!''

Foram as minhas únicas palavras sufocadas pelas lágrimas.

Em junho de 1999, eu fui ali em Mônaco onde eu o conheci. Eu o vi novamente nesse hotel quando eu realizei o meu sonho e, no dia seguinte, eu assisti ''Michael Jackson & Friends" ... o que eu não imaginava é que este seria foi o meu último concerto.

A partir desse momento, as minhas escolhas de vida a respeito de me casar e ter filhos, não permitiram que eu continuasse a seguir Michael. Quando ele anunciou seus concertos em Londres, eu decidi que para um par de dias eu poderia deixar a pequena família para ver a ele novamente.
Eu tinha planejado ir lá em meados de agosto e já tinha preparado os novos presentes para ele...''

Patrizia Stingo (depoimento de fã)

Fonte: O Facebook de Patrizia Stingo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...