Entrevista com Elizabeth Taylor


Em 17 de Janeiro de 2001, Elizabeth Taylor se reuniu com Larry King para uma entrevista exclusiva. Ela falou sobre sua extraordinária vida e carreira. Larry perguntou a Elizabeth sobre sua amizade com Michael. Abaixo está parte da transcrição tirada desta entrevista como relatado no site da CNN.

Larry: A amizade com Michael Jackson.

Elizabeth: Sim?

Larry: O quê? E como isso começou? Bem, quero dizer, você parecem estar em planos diferentes

Elizabeth: Não! Por que você diz isso?


Larry: Vocês parecem estar em planos diferentes. Ele é muito tímido...

Elizabeth: Não. Nós éramos duas estrelas mirins.

Larry: Ok.

Elizabeth: Nós não tivemos infância, nenhum de nós. Fomos educados por tutores. Não tínhamos crianças de nossa idade para brincar ou se relacionar. Estávamos trabalhando o tempo todo. Ele estava no palco; Eu estava no...

Larry: A tela.

Elizabeth: ...o palco sonoro. Nós iríamos para casa. Eu, no meu caso, eu decorava meus textos, fazia meu dever de casa, levantava cedo de manhã. Eu ia para o campo de polo, onde eles tinham 40 saltos montados e, para extravasar um pouco como uma menina, eu dava 40 saltos antes de eu ir para o trabalho.

Larry: E ele tinha o mesmo tipo de vida, em certo sentido. Ele tinha que se levantar e pegar o ônibus para onde quer que eles fossem para o próximo concerto ou...
Elizabeth: Sim, e praticava a dança.

Larry: Mas nós não conhecemos... nós conhecemos você. Olhe para você. Nós não conhecemos Michael, não é?

Elizabeth: Não.

Larry: O que não sabemos sobre ele e deveríamos saber?

Elizabeth: Ele é tão sensível. Ele é tão compassivo. Ele dói, literalmente, ele sofre as dores pelo sofrimento de outras pessoas. Se há - por exemplo - a fome de crianças neste país, na Índia, na África...

Larry: Ele sente isso. Não é apenas um...

Elizabeth: Ele estende a mão. Eu estive no Oriente com ele. E ele diz: "Desça a janela! Desça a janela!" Ele estende as mãos e toca o rosto de um bebê.
Oh, coisa linda, e ele só quer dar a esse bebê tudo, sua vida. Ele lhe daria todo seu dinheiro se pudesse, e o carro continua em movimento. E ele retoma, ''Oh, olhe para aquele bebê!''

Fonte: The Visual Documentary de Adrian Grant

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...