Depoimento de Divyajyoti, uma fã na India

Michael Jackson na India em 1996

''Olá, minha querida família MJ, hoje eu gostaria de contar um pouco da minha história sobre como eu me tornei fã de Michael Jackson e porque ele é meu anjo mais querido.

Meu nome é Divyajyoti ou Divya, você pode escolher. Eu nasci e cresci em uma vila muito pequena da Índia. Embora meu nome signifique ''luz divina'', meu destino foi ofuscado pela escuridão e solidão até que o anjo MJ veio em minha vida.
Infelizmente nasci com uma doença muscular genética que limitou minha mobilidade e me deixou incapacitada, mas felizmente eu ainda era capaz de andar com apoio.

No entanto, eu não tinha amigos porque não era como eles, era uma infância bastante solitária e problemática. Mais tarde eu fui molestada por um terapeuta que deveria me curar... o que acabou de adicionar mais dor à minha miséria.

Na 5 ª série eu fui assediada por um colega que deixou meu pai paranoico com minha segurança, então ele deixou de me mandar para a escola e eu sofri uma infecção pulmonar muito ruim que me obrigou a ficar em casa e meu pai não estava pronto para me mandar à escola, embora eu quisesse completar a minha educação, mas eu tive que deixar meus estudos após o 6 º ano e fiquei em casa, lutando contra a solidão. Eu tentei aprender inglês como os outros, mas nunca obtive sucesso por causa das circunstâncias.

Então, por causa dessas razões, eu não sabia sobre Michael. Quer dizer, eu sabia que ele é um dançarino famoso na América, mas minha mãe iria garantir que eu não assistisse nada relacionado a Hollywood, porque ela achava isso vulgar. Eu ainda vi a influência de Michael em Bollywood, mas eu sempre ri tipo "Ah! O que eu tenho a ver com ele...”

Surpreendentemente, meu pai uma vez me trouxe um livro que tinha a biografia de Michael em hindi, mas naquela época eu briguei com meu pai por que ele gastou dinheiro em algum livro estúpido.

“Você poderia ter me trazido pulseiras, mas você desperdiçou dinheiro em um livro estúpido. Eu não me importo com Michael Jackson. O que eu tenho a ver com ele?''

Eu joguei aquele livro no lixo ... mas meu pai o manteve seguro. Ele disse: “Você vai entender quando você vai crescer. Este livro inclui biografias de todas as grandes pessoas que irão inspirá-la no futuro.”

Eu não me incomodei em ouvi-lo e segui em frente com a minha vida. Estávamos tendo problemas familiares onde minha mãe planejava mudar para a casa da minha avó, em uma das cidades metropolitanas da Índia para meu futuro melhor e melhores instalações de saúde e educação. Ela estava tentando convencer meu pai há anos, mas ele não concordaria, porque ele era muito ligado à vida da aldeia e sua cidade natal, ele não gostou da ideia de estar na cidade grande, o que criou conflitos em sua vida de casados.

Pelo desejo do destino em 2008, recebemos uma ligação dizendo que meu avô estava em seu leito de morte. Então eu e minha mãe viemos à cidade para visitar o vovô enquanto papai voltava.

Infelizmente vovô faleceu e então minha mãe decidiu viver permanentemente aqui. Nós nunca voltamos. Eu tive que escolher entre mamãe e papai eu amava meu pai até a morte, mas eu escolhi mamãe .. eu não poderia viver sem ela, eu estava profundamente ligada à minha mãe.

Eu estava furiosa com o meu pai por se comportar mal com a minha mãe e ser tão teimoso, mas senti muito a sua falta, foi uma experiência traumática. Nenhuma criança deve ter que escolher entre os pais.

No começo, tudo estava bem, eu era mais do que feliz em fazer parte da família conjunta com meus irmãos, tio, tia e avó. Mas então eu comecei a me sentir muito sozinha e triste porque todos os meus irmãos e amigos eram bem instruídos e falavam inglês fluentemente, mas eu não conseguia. Eu tentei aprender, mas não consegui.

Havia uma prima mais nova da minha irmã com quem eu estava próxima, eu sempre tentava imitá-la porque eu achava que ela era tão legal e um dia, ela se machucou tentando imitar os movimentos do MJ.

Por causa dela, eu vi pela primeira vez o Michael fazendo o moonwalk em seu celular, foi a performance ao vivo no VMA.

E eu pensei: “Uau! Como ele faz isso ??? Isso é mágico!”

Mas então nós duas nos ocupamos com outras coisas e nos esquecemos disso. Porque bem, minha prima gostava de MJ, mas ela não era uma moonwalker obstinada.

Então, chegou o trágico dia negro de 25 de junho de 2009.

Eram 2: 20 horas da tarde, para ser exata, quando eu liguei a TV e fui pegar o meu almoço da cozinha. Quando voltei na sala [eu pude andar com apoio dessa vez], em vez do meu programa favorito de fofocas de Bollywood, eles mostravam o video Earth Song e no fundo havia notícias de que o Rei do Pop havia partido.

Eu não fazia ideia do que aconteceu comigo naquele momento em que larguei minha comida e comecei a chorar muito. Eu não sei por que isso me deixou tão arrasada, como a perda de um membro da família, embora ele fosse completamente estranho para mim.

Foi a música Earth Song que me fez apaixonar por um estranho .. Eu não entendi a letra da música totalmente naquela época, mas eu me apaixonei por um anjo em roupas rústicas chorando pela mãe Terra.

Isso abalou o cerne da minha alma. Lembro de me trancar no quarto e chorar durante horas. Isso aconteceu naturalmente... foi um começo trágico de uma bela jornada do amor divino. Embora eu tivesse 16 anos, eu me sentia como um bebê... uma garotinha perdida no mundo extraordinário e bizarro de Michael, onde a mídia, mesmo no momento de sua morte, tentava prová-lo como um monstro, estranho alienígena.

Havia tantas histórias malucas sobre Michael nos canais de notícias indianas também. Acusando-o de ser um molestador, o que me deixou com raiva. Embora meu inglês não fosse bom e eu não soubesse nada sobre Michael, mas ainda assim me recusei a acreditar que ele poderia ser um molestador. Havia tanta inocência e divindade em seus olhos... a filmagem dele chorando em Earth Song ficou profundamente impressa em minha mente .. eu costumava dizer a mim mesma que de jeito nenhum uma pessoa que pode fazer uma música tão tocante sobre a Terra, poderia ser um molestador. 

Molestadores são maus e cruéis porque eu sabia, eu fui uma vítima duas vezes. eles não choram pelos outros como o Michael faz. Eu tenho visto imagens de Michael estando com crianças, era tão lindo, puro e divino. Sua inocência era visível em seus olhos. Eu senti que podia confiar nele. Eu me pergunto se uma garota iletrada de aldeia como eu poderia ver a inocência nos olhos de Michael e sua linguagem corporal e confiar nele, mesmo que ele fosse estranho para mim.

Por que as pessoas que recebem educação tão cara deixam a mídia enganá-las, por que elas carecem de bom senso básico e acreditam em mentiras sobre Michael? Não era uma ciência da Nasa para entender que ele amava as crianças e ele tinha uma doença de pele que mudou sua cor de pele, mas não sua alma.

Essas pessoas me deixam louca. Eu as considero robôs sem cérebro. Desde aquele momento, decidi dedicar toda a minha vida a Michael. Ele despertou uma nova paixão dentro de mim. Ele deu à minha vida um significado e um propósito para viver. Meu primeiro relacionamento com Michael foi o ''de uma professora e aluna de creche''.

Meu pai finalmente veio morar com a gente. Eu tinha feito a minha mente que eu queria continuar meus estudos, meu tio tentou obter uma admissão para mim em uma escola especial feita para pessoas especiais como eu, mas meu tio não podia fazer isso porque ele não precisava de documentos legais e médicos, e meu pai não deixou que eles me mandassem para a escola, então eles ficaram irritados e desistiram. 

Isso criou uma ruptura no meu relacionamento com meu pai .. Eu comecei a odiá-lo por ser obcecado e paranoico demais. Eu parei de falar com ele porque estava com tanta raiva.

Naquela época, Michael era meu único conforto. Eu só ficava no meu quarto por horas olhando suas fotos, lendo sua biografia de novo e de novo. Então meu pai me trouxe um dicionário e alguns livros para aprender inglês em casa em 2 meses. E meu tio me presenteou com um smartphone!

Eu costumava me trancar no meu quarto por horas e horas aprendendo religiosamente e apaixonadamente inglês, ouvindo as músicas de Michael por horas e tentando entender o significado em hindi. Eu costumava espelhar a prática de falar em inglês com as imagens de Michael no topo do meu espelho. A primeira aula do curso de inglês foi introdução.

Minha primeira conversa com Michael no meu celular de brinquedo foi tipo: “Oi! Eu sou Divya .. eu sou da Índia. Prazer em conhecê-lo."

Eu percebi que não poderia chamá-lo de Michael porque eu tinha 16 anos e ele tinha 50 anos! Um senhor quase da idade do meu pai e na Índia nós não os chamamos pelo nome deles, é muito desrespeitoso e eu o respeitava imensamente.

Então eu acabei de dizer ao Michael Imaginário que eu o chamaria de meu "Anjo".

E graças ao meu anjo querido eu aprendi Inglês fluente em menos de um mês e isso chocou a todos. Hoje, quando as pessoas me perguntam “Div! De onde você aprendeu esse inglês?''
Eu orgulhosamente digo que aprendi com Michael Jackson.

Eu tinha 20 anos quando percebi que comecei a amá-lo romanticamente também ... enquanto escrevia algumas fanfics. Mas não de uma forma sexualmente explícita, ou do tipo desrespeitosa. O amor que sinto por ele é divino, sinto como se ele fosse parte da minha alma. Como se alguém que quisesse me afastar de Michael, ele teria que me matar ... mas mesmo assim minha alma vai amar meu Anjo.

As pessoas me provocam e sentem piedade porque eu não posso me casar. Eu digo a eles que eu tenho o meu Anjo, ele é tudo que eu preciso. É dessa forma que Michael continua a salvar muitas vidas. Ser uma fã é uma bênção sagrada que as pessoas afortunadas experimentam.

Se passaram 9 anos e meu amor e paixão por Michael continuam a crescer todos os dias. No começo, ele era um professor e uma inspiração para mim, a quem o discurso de Oxford me ajudou a resolver os problemas do papai e a perdoá-lo. Então ele era como um pai cuja voz me faria dormir e me consolaria quando meu pai decidisse partir de novo, porque ele não poderia se adaptar vivendo na cidade.

Michael era e ainda é um verdadeiro amigo em quem eu posso confiar com qualquer coisa e que tinha sido meu único conforto quando eu tive que testemunhar várias mortes na minha família em 9 anos. Meus avós, meu tio mais velho.. então meu pai .. e depois mãe também.

Quando papai estava vivo, ele sempre apoiou e encorajou meu amor por Michael. Ele me presenteou com a biografia Moonwalk no meu aniversário de 18 anos. É minha sagrada bíblia. Eu sempre o manteria acordado falando sobre Michael a noite toda. Muitas vezes ele ficava preocupado quando eu chorava e chorava, às vezes até desmaiava enquanto assistia Michael na TV, mas ele aceitou que isso é normal para um moonwalker.

Minha mãe teve problemas com Michael, mas eventualmente ela o aceitou quando eu fui internada no hospital e ela não podia estar lá comigo por causa de seus próprios problemas de saúde.

Eu disse a ela, "Mamãe não se preocupe, eu tenho o meu Anjo comigo.''

Então, sempre que eu caía extremamente doente, ela me dizia para ouvir Michael. Ela percebeu que ele é minha força e minha felicidade.

Na última conversa com o meu pai, quando ele estava em seu leito de morte, ele me disse para ficar forte e cuidar da minha mãe.

Eu perguntei a ele, "Quem vai cuidar de mim?"

Ele disse: "Você tem o seu anjo MJ eu vou dizer a ele para cuidar da minha princesa.''

Hoje eu tenho 25 anos e infelizmente estou presa à cama devido a alguns problemas de saúde mos quais não entrarei em detalhes, mas ainda estou muito satisfeita e feliz com a minha vida.

As pessoas me perguntam o segredo da minha força, porque depois da morte de meus pais eu costumava viver com minha prima irmã, mas ela teve que se concentrar em seus estudos e carreira, e eu passei a ficar em casa sozinha a maior parte do dia, sofrendo com muita dor, escassez, estresse devido a problemas familiares... o que é mais do que suficiente para enlouquecer alguém. Mas muitas vezes, as pessoas me encontram sorrindo sozinha e sendo a garota mais feliz do mundo quando eu falo sobre o meu Anjo .. meus amigos íntimos me provocam sobre isso.

O que o Michael é para mim eu não consigo descrever em palavras. 9 anos e eu não me lembro de uma época em que eu precisei dele e ele não estivesse lá para mim.
Meu professor, meu anjo, meu amigo,  o amor da minha vida também quando me apaixonei por ele romanticamente também quando comecei a escrever para ele.

Esta conexão que nós compartilhamos é tão puro vínculo divino e atemporal de amor incondicional! . Michael me salvou, é minha inspiração, minha motivação e minha força... meu propósito de viver.

Eu estou viva apenas para Michael .. caso contrário eu teria desistido da vida há muito tempo.
Ele é um anjo e salvador da vida para muitos, inclusive para mim. Ele me salvou de muitas maneiras, devo minha vida a ele. Ele não é apenas um artista, mas tão sagrado como Deus para mim.

Fotos que eu queria compartilhar:


''Usando um colar MJ, porque Michael me define.''

"Me pego na câmera enquanto sorrindo como idiota porque eu estava pensando em Michael."

“Michael usando vermelho... foi a primeira foto que eu vi no jornal e me apaixonei por seu sorriso.”

Tradução: Rosane [blog C.P.M.] via MJJ JusticeProject.

4 comentários:

  1. Lindo depoimento !!! estou muito emocionada , como essa conexão pode existir entre milhares de fãs ...é amor que só cresce por este anjo meu Deus !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilhei este post no meu facebook e as leitoras ficaram muito tocadas, também!

      Excluir
  2. Olá Rosane,

    não tem como negar que Michael fez a diferença nesse mundo, a maneira como ele toca as pessoas de um jeito profundo trazendo amor, alegria e paz me impressiona e não dá pra ficar indiferente.
    Já li muitos depoimentos maravilhosos aqui e em outros locais de pessoas que tiveram a oportunidade de conhecer Michael de perto mas o que eu acho mais interessante são justamente aquelas pessoas que nunca o viram pessoalmente, nunca foram a um show dele sentirem sua presença, sua bondade, seu amor como no caso dessa garota e de tantas outras pessoas.
    Destaco uma frase dela sobre pessoas que se deixam levar pela mídia que insiste em falar mal dele " eu as considero robôs sem cérebro".
    Obrigado Rosane, valeu ler cada palavra desse depoimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Francisca! Acredito que todo esse poder de tocar os corações, de perto e ao longe, tem uma única origem: o verdadeiro Amor pelo semelhante.
      Testemunhos tão genuínos que emocionam.
      Abraço!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...