Michael e Eu (Parte 11)

Michael e Oprah Winfrey
Matéria traduzida e editada por este blog a partir da entrevista concedida por David Nordahl [retratista pessoal de Michael Jackson] à Rev. Dr. Catherine M Gross, em 29 de Agosto de 2013.

Uma viagem inesquecível, Michael e Eu: DAVID NORDAHL 

Rev. Dr. Catherine Oprah é realmente ''uma coisa''.

David Nordahl Oh sim. [...] Eu perdi todo o meu respeito por Oprah depois daquele show, minha esposa também. Nós simplesmente não conseguimos sentir [mais respeito].

Rev. Dr. Catherine Assim como eu. Aconteceu comigo. Eu não tenho nenhum respeito por ela e [aos que gostam dela] eu peço desculpas, eu não me importo mais com Oprah.

David Nordahl Oprah acabou para mim. Eu costumava pensar que ela era uma boa pessoa, agora que ela fez isso e então eu perdi todo o respeito.

Rev. Dr. Catherine Eu só não entendo seus fetiches em relação à família Jackson. Agora ela está lá com Katherine e todo o resto da família.

David Nordahl Sim, sim.

Rev. Dr. Catherine Se você não gosta... [inaudível na gravação]

David Nordahl Eu não sei se isso é uma velha... [inaudível] ela ainda está tentando ser uma jornalista - você sabe que ela está tentando manter sua audiência [...].

Rev. Dr. Catherine Sim. O que ela deveria dizer? Ela não queria ser como Michael e sua... onde ele não poderia ultrapassar de forma completa e ela disse que estava buscando superar o que ela estava fazendo e, portanto, ela iria ganhar toda a estação.

David Nordahl Sim.

Rev. Dr. Catherine Tendo toda a estação... rede...qualquer que seja - [se chama] rede, eu acho...

David Nordahl Aquela Oprah...

Rev. Dr. Catherine E assim, isso é o que ela queria fazer. Ela disse que está indo para ser a dona de uma rede e ter certeza de que ela era como Michael. Foi isso o que ela disse.

David Nordahl Sim. Eu sei, mas... você sabe que ela estava muito ocupada lendo seus próprios recortes* - você sabe, ela está tentando ser a grande, a grande - você sabe - se você tem sua própria rede, como você consegue ficar maior do que Mike?

[Nota do blog: A expressão recortes* [clipping] é uma gíria dentro da mídia, que define o processo de selecionar notícias em jornais, revistas, sites e outros meios de comunicação, impressos ou virtuais, para resultar num apanhado de recortes sobre assuntos de total interesse de quem os coleciona.]

Rev. Dr. Catherine Mas menos ainda... e a única rede está falhando. [...] Lembre-se que eles não têm um álbum mais popular do que Thriller. Thriller ainda está vendendo, embora a sua rede esteja falhando.

David Nordahl Exatamente.[...] Michael era uma pessoa muito centrada. Michael nunca mudou a partir do momento que conheci em 1988, até os dias atuais. Quero dizer, Michael nunca mudou seu ponto de vista, nunca mudou seu propósito e nunca mudou.

Porque eu conheço outras celebridades e coisas e, às vezes, quando eles passam a fazer sucesso e, de repente, eles tem um monte de imprensa. Acontecem súbitas mudanças. Eles se acostumam com isso e Michael nunca foi assim. Michael nunca ''comprou'' essa história. Ele sabia onde ele estava, o tempo todo.

[Aqui ocorreu uma pausa onde eles saíram do assunto.]

Rev. Dr. Catherine Então, vamos falar sobre Michael ter dito que ele tinha... todas aquelas notícias de que estava chegando - é como uma bênção ou algo assim e eu sei - sobre uma porção de tudo que lhe acontecia vir de Deus.

Então, me dê um pouco de fundo sobre isso, porque parece que foi uma parte tão grande [em sua vida] a ponto em que ele não conseguia dormir. Ele disse isso em outras palavras. Estou visualizando uma pessoa que vive com a sua mente aberta para Deus, tanto que não pode desligar para dormir.

David Nordahl Certo. Ele apenas continuava fluindo, porque você sabe que Michael sempre tinha grandes ideias e Michael sempre pensava grande. Michael nunca tinha pensamentos pequenos. Ele sempre foi grande e a música tomava conta dele.

Ideias de como ele poderia ajudar as pessoas, todas essas coisas e... você sabe que eu costumava chamá-lo de Sr. Curioso, porque ele simplesmente tinha que saber de tudo e a coisa que eu mais sinto falta sobre Michael, eu acho que é quando nós apenas nos sentávamos para conversar, em algum momento.

Nós nos sentávamos e conversávamos por horas. Você poderia falar sobre qualquer assunto - eu não me importo se você está falando sobre ciência, música ou medicina, a política mundial ou qualquer outra coisa.

Michael era um leitor voraz. Ele era um homem muito inteligente e poderia falar de forma inteligente sobre praticamente qualquer assunto e, na maioria das vezes, quando eu realmente apreciava o nosso tempo juntos, quando poderíamos definir e discutir as coisas e, às vezes, discutíamos, sua visão seria diferente da minha.

Era sempre divertido. Era sempre divertido e sempre foi esclarecedor.

Fonte: http://www.examiner.com

17 comentários:

  1. A minha mágoa em relação a oprah foi a falta de apoio ao michael, no momento em que ele mais precisou ela virou as costas para ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece muito dificil confiar em alguém que viva no meio da mídia. Mas sempre que possível, Oprah está lá, divulgando a vida da familia Jackson.

      Excluir
  2. Eu gostava da Oprah até vê-la debochando do Michael junto com a Lisa e a a Priscilla Presley. Ela não só deixou de apoiar o Michael como contribuiu para que mais pessoas formassem uma opinião deturpada dele.
    bj,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um episódio bem infeliz, mesmo. Eu concordo.

      Excluir
  3. Deixei de gostar e assistir a Oprah quando num programa dela, ela falou sobre Michael de maneira tendenciosa, querendo duvidar da sua integridade moral em relação aquele maldito escândalo. Quando da passagem de Michael, ela teve a coragem de dizer que se ela se tornasse amiga dela, ele não teria ido tão cedo - qualquer coisa assim. Eu a acho uma falsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A reverenda e o Nordhal não tiveram papas na lingua para falar a verdade sobre ela.

      Excluir
  4. Nota mil para eles. Mas parece que os familiares de Michael apreciam muito a Oprah, gostaria de saber o porquê.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu me pergunto sobre o que Michael pensaria a respeito disso, a essa altura.

      Excluir
  5. Se ele estivesse aqui, acho que os filhos dele já saberiam que ela não é uma pessoa confiável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que falta danada ele deve fazer aos filhos. Não dá nem para imaginar.

      Excluir
  6. Oprah é um caso sério, apesar de gostar mto daquela entrevista de 93.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michael confiou nela assim como confiou em Bashir.

      Excluir
  7. Que lindo quando a rev. fala que Michael tem a mente aberta para Deus.

    Um canal de Deus, um anjo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um privilégio a gente ter acesso a essa história de amizade entre ambos, eu estou adorando conhecer.

      Excluir
  8. Michael um ser humano de pura essência! Um anjo...Concordo total : "um canal de Deus" amoooooo...<3<3
    (Ps: Nem preciso comentar que desto essa mulher, nunca senti que ela passa alguma verdade em suas palavras, ainda, depois que assitia aquela entrevista que esta realizou com as donas Lisa Marie e Priscila Presley, minha repulsa pela "dona" Oprah só aumantou! Pra mim ela é mais uma medíocre dessa mídia maldita! Sorry pela sinceridade, mas é minha opnião).
    Anjo Mike love too <3<3<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, amiga.. Falou tudo!

      Excluir
    2. *.......* :-) ;-) :-D <3<3<3

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...