Remember The Time: Protecting Michael Jackson


''Houve uma noite, quando estávamos no Palms, ao mesmo tempo em que [Michael] estava trabalhando naqueles remixes para Thriller 25. Ele nos disse que queria ir ao clube no andar de baixo.

Ele não queria fazer uma aparição; ele só queria sair e observar as pessoas. Este clube tinha uma sacada VIP que dava para a multidão, então ajeitamos para que ele pudesse chegar lá.

Nós estávamos no clube por talvez dois ou três minutos quando, de repente, o DJ começou a tocar uma de suas músicas; eles a tinham remixado, colocando-a junto com um monte de outras músicas.

Sr. Jackson acompanhou cantarolando e ele disse: "Uau, eu não sabia que eles ainda tocavam minha música."

Nós éramos como, "O quê?!" Dissemos a ele: "Senhor, eles continuam a tocar a sua música o tempo todo. Em bares, clubes, em todos os lugares.''

Ele disse: "Sério?"

Ele pareceu surpreso. Ele esteve fora dos holofotes e agredido pelos tablóides por tanto tempo a essa altura, que ele realmente sentia que talvez o mundo tivesse mudado, que ele não fosse mais tão popular.

E realmente o fazia feliz ouvir suas músicas em um clube como esse. Ele queria sua música para ser lembrada.''

Extraído do livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson in His Finals Days escrito por Bill Whitfield e Javon Beard - ex-guarda-costas de Michael Jackson.

Fonte: http://mjhideout.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...