O Rei na India (04)

India, 1996
''No momento em que marcaram a testa de Michael - e especialmente o seu "terceiro olho" - com a mistura de pasta de sândalo, açafrão, argila e cinzas, ele sentiu algo ressoar: "Eu imediatamente senti-me como se eu tivesse voltado para casa", ele disse. Ele tinha acabado de pousar no solo da Índia e o país era, segundo ele, sua "casa espiritual"; o único lugar que ele sempre quis visitar desde que nós começamos a viajar pelo mundo como irmãos.

Quando eles o cumprimentaram no aeroporto com dançarinos e tocaram [o instrumento] tilak - a bênção sagrada para uma boa saúde e auspiciosa - segundo confirmaram para ele, como ele disse uma vez, em outra vida ele foi indiano.

Ele sempre soube que havia uma razão para ele ter tido um chef indiano e uma amizade com Deepak Chopra, ele brincava. Tinha o sangue Indio-americano nas suas origens, o Extremo Oriente indiano na alma. 

Quando ele estava a elaborar a agenda para a HIStory World Tour, ele reservou um desempenho na Índia e chegou duas semanas antes dele fazer os seus votos com Debbie. A escala de sua visita foi ilustrada quando fecharam o Aeroporto Internacional de Mumbai para sua chegada: 10.000 pessoas acabaram por recebê-lo. Três aviões de carga russos pousaram com o palco. Então, seu próprio [avião] Jumbo 747 seguiu com as palavras The King of Entertainment gravadas em suas laterais.


Em seu retorno, Michael mostrou suas roupas indianas e a mini-estátua Ganesh com a qual foi presenteado. Depois, eu ouvi sobre seu tempo lá, e a maneira como ele adorou [a viagem] a partir do promotor Viraf Sarkari que, com Andre Timmins, levaram Michael ao Complexo Esportivo Andheri com 25.000 fãs.

Mas é a história do que aconteceu fora da arena, em um dia, que ficou comigo. Enquanto dirigia afastando-se do aeroporto em uma caminhonete Toyota, ele estava de pé através do teto solar, usando uma de suas jaquetas militares escarlate, com botões de ouro e um adorno branco no braço.


Seu veículo estava em algum lugar no meio de uma carreira de 20 carros, enquanto o Mumbai chegava a um impasse. As ordens prévias para os motoristas era a de não parar: eles deveriam ir para o hotel tão rapidamente quanto possível. 

''Espere! Pare!'' disse Michael, quando ele passou pelo primeiro cruzamento. Ele tinha visto um pequeno grupo de ''ouriços'' - crianças de rua, vestindo apenas trapos de roupas, que provavelmente não tinham ideia de quem era esse visitante. Eles estavam parados na beira da estrada, apenas para maravilhar-se com o espetáculo [dos carros] que passava. 

Michael abaixou-se para dentro do veículo, em seguida, saiu para a rua para cumprimentá-los. Ele aproximou-se deles com um sorriso e comunicou-se em uma linguagem universal: ele pegou uma criança por ambas as mãos e começaram a dançar. Então, enquanto todos os funcionários e políticos assistiam dos carros, as outras crianças começaram a rir e a dançar, também. 

Ele ficou lá por dois ou três minutos, girando e girando, antes que ele abraçasse a cada um. Beijou a eles na bochechas e distribuíu doces, antes de pular de volta em seu veículo. A carreata partiu novamente, com Michael acenando. 

No próximo cruzamento, na mesma rua, aconteceu de novo. ''Pare! Pare!'' Ele tinha visto mais crianças de rua, e saiu e dançou e distribuiu mais doces. Ele repetiu a rotina de dança em cada cruzamento que aparecia no caminho para o hotel. Como Viraf lembra, "Foi a mais incrível visão de humanidade que eu já presenciei."


Uma vez que esses três dias em Mumbai haviam terminado, e antes que ele fizesse uma checagem em sua suíte no Hotel Oberoi, Michael educadamente ''vandalizou'' o quarto inteiro. Ele pegou a caneta e escreveu no espelho, nos lençóis da cama, no livro de serviço de quarto, nos travesseiros, toalhas e cada peça do mobiliário lá. Em seguida, ele deixou suas instruções: "Vendam tudo isso e repassem os lucros para a Caridade, por favor".

Ele fez uma pequena fortuna. Viraf lembra a mensagem sobre o travesseiro que hoje alguém, em algum lugar, está valorizando: 

''À Índia, toda a minha vida eu quis ver o seu rosto. Eu conheci você e seu povo e me apaixonei por você. Agora meu coração está cheio de tristeza e desespero, pois tenho de sair, mas eu prometo que voltarei a te amar e te acariciar novamente. Sua bondade me cobriu, a sua consciência espiritual me comoveu, e seus filhos realmente tocaram meu coração . Eles são a face de Deus. eu realmente te amo e te adoro, Índia. Para sempre, continue a amar, curar e educar as crianças, o futuro brilha sobre eles. Tu és o meu amor especial, Índia. Para sempre, que Deus sempre vos abençoe. Michael Jackson''


Extraído do livro You Are Not Alone de Jermaine Jackson,
Imagens do meu arquivo

Mais imagens de Michael na India aqui


33 comentários:

  1. Fiquei emocionada ao ler essa matéria!
    Michael sempre nos surpreendendo. Por onde ele passava deixava um pouco da sua bondade, generosidade, luz e magia. Fazia a diferença através de um abraço, um sorriso, um carinho, um aperto de mãos, .. Coisas simples mas feitas do fundo do coração. Aí está a grande diferença.
    Eu adoro tudo ligado a Índia e tenho muita vontade de conhecer, Estou sempre lendo matérias sobre os costumes, tradições e hábitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro YANA é extenso, mas eu não estou resistindo de trazer algumas pequenas passagens para cá. Então, Michael acreditava ter vivido na India, em outra vida. Interessante...

      Excluir
    2. Eu não sabia que vc se interessa pela India, amiga... que legal! :)

      Excluir
  2. Que historia maravilhosa. Michael sempre nos emocionando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maravilhosa e verídica. Coisas do Rei. ;)

      Excluir
  3. Ele realmente amava crianças. Não sentia, de forma alguma, enojado com a sujeira em que eles estavam, os abraços e os beijou. Admirável, Michael.

    ResponderExcluir
  4. "Foi a mais incrível visão de humanidade que eu já presenciei."

    Michael era incrível mesmo. Esta é mais uma história maravilhosa sobre ele!

    Rosane, você tem razão. Existem algumas passagens no livro Y.A.N.A. que merecem ser destacadas como posts aqui no blog! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei tão observador da parte de Michael em assinar uma porção de objetos para serem doados à caridade.

      Excluir
    2. O livro é maravilhoso, melhor do que eu esperava! Você está de parabéns e nós te agradecemos muito!

      Eu também achei muito bacana e fofo o que Michael fez com itens destinados à caridade. Isso é saber e querer usar a fama para promover o BEM! ♥

      Excluir
    3. Obrigada, Regina, eu também gostaria que o livro fosse traduzido e vendido no Brasil, como fizeram com o livro My Friend Michael.

      Sobre os itens assinados, é uma maravilha, todos saem ganhando, desde as crianças, até a pessoa que adquire esses bens. E o próprio Michael, que recebia um grande retorno emocional pela ação do Bem.

      Mais artistas da atualidade poderiam promover com frequência esse tipo de leilão. Dando legitimidade aos itens, claro. Na semana passada passei por uma página cheia de desenhos fakes de Michael para vender. Olha só

      http://www.invaluable.com/michael-jackson-memorabilia/sc-K1W9E5ZNWM/?orderBy=soonest&page=1

      Excluir
    4. Verdade, Rosane, com um ato como esse de Michael todos saem ganhando. Os artistas da atualidade poderiam se empenhar mais em atitudes desse tipo, mas dando legitimidade para que não haja dúvida.

      Então, os desenhos da página do link são fakes? É irritante esse comportamento das pessoas, não deveriam fazer isso! :( Michael desenhava em vários estilos, como o retrato perfeito que ele fez de Martin Luther King, as caricaturas como a que ele fez dele e Paul McCartney, outros desenhos em estilo infantil etc. Talvez por isso fique um pouco difícil a gente ter certeza se um desenho é feito por ele de fato.

      Excluir
    5. É irritante, mesmo. Foi como eu me senti ao ver as falcatruas. :(

      Excluir
  5. Muita consideração da parte dele, sabendo o quão valiosas eram todas as coisas que remetem a ele, desde autógrafo até citações inteiras, passando por camisetas e frases aleatórias a escovas de dentes. E, ainda muito fofo, dizendo para vender tudo e entregar à caridade.

    Ele, também, deixou uma camiseta aqui, quando da Dangerous Tour, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não me lembro sobre a camiseta.. só me lembro dele ter esquecido uma jaqueta. Ele doou ou esqueceu uma camiseta por aqui, foi?

      Excluir
  6. Sim, no quarto do hotel. Foi reportagem no Fantástico, acho. Eles disseram que não sabiam se ele deixou por esquecimento ou de propósito. Foi leiloado e revertido para caridade, também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei publicado aqui mesmo no blog..rs

      ''Se não quis posar para muitas pessoas, ao menos o cantor deixou vários souvenirs no hotel. Os objetos serão doados à Santa Casa de Misericórdia, que deve leiloá-los em breve. Ele esqueceu na suíte – ou jogou fora – uma camiseta e um pé de meia usado. Deixou também uma toalha de mesa em que rabiscou um rosto, escreveu Heal the World e assinou seu nome. ''

      Excluir
  7. É tanta coisa, que a gente esquece. O bom é que se lê novamente o mesmo assunto como se fosse novo, he, he.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente esquece, não tem como evitar. Estou precisando trocar a placa de memória da minha cabeça kkk

      Excluir
    2. Uma vez comprei a mesma revista que já havia comprado e lido, apenas para confirmar que os assuntos que nos interessam são as mesmas.

      Excluir
  8. Boa noite angel,

    me diz quem é que não cai de amores por esse homem lendo esses relatos :)
    Tenho certeza que ele ajudou o povo e as crianças da Índia, além de ter deixado tantas coisas autografadas pra serem leiloadas para a caridade.
    E quando você acha que Michael já fez de tudo pra ajudar, eu me surpreendo ao ler sobre essas felizes "interrupções" para abraçar e saudar essas crianças pobres de rua.
    Um gesto simples porém cheio de coragem e muito amor. Seria tão mais simples acenar pra essas crianças e seguir seu caminho mas não pra Michael, esse homem que verdadeiramente nos ensina até hoje o significado do AMOR!
    Bjos amiga e uma ótima semana pra você e a todas as leitoras do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, amiga,
      eu concordo com todas as tuas palavras. Não tem mesmo como não se apaixonar por esse homem, e tanto amor não pode ficar impune.

      Uma semana linda para vc também, bjo no coração! :)

      Excluir
  9. Realmente, essa reportagem emociona, em todo lugar que passava deixava muito do seu amor para com as crianças, é mesmo um exemplo a ser seguido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria maravilhoso se histórias como essa passassem na midia convencional.

      Excluir
  10. Olha Rosane, saiu na revista Época:

    "-- hoje seus passos são objeto de estudo acadêmico tanto quanto suas músicas."

    https://www.facebook.com/RodrigoTeaser/photos/a.252200708134093.60213.232837490070415/976535759033914/?type=1&theater

    Sabia disso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito justo, Elisa. Eu fico contente com cada manifestação desse tipo.

      Eu tomei maior noção a respeito da importância da dança do Rei no meio acadêmico a partir da leitura do texto ''O Dançarino do Sonho'' escrito pela coreógrafa Lubov Fadeeva, que se encontra na lateral dessa página.

      Eu acho que é importante que o assunto seja difundido de forma mais popular, como através das redes sociais.

      Excluir
  11. Boa tarde Rosane. bjs minha amiga... Não acredito que Michael tenha esquecido nada para traz, ele sabia dos valor que seus objetos teriam pra todo mundo, valor comercial para uns, e valor inestimável para outros, assim como a gente rsrs. O rosto rabiscado assinado por ele e escrito Heal the World, foi mais uma mensagem pra nós, como ele nunca esqueceu de deixar, acredito nisso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Aparecida,

      Talvez eles ó tenha esquecido mesmo, foi da jaqueta dentro do táxi brasileiro... ou será que nem essa...? Eitaa homem enigmático rsrs

      Bjinho! :)

      Excluir
    2. Talvez sim, talvez não, quem sabe...rsrsrrs. Só Deus mesmo pra saber. O que eu sei é que Michael, não dava ponto sem nó..... mas ca pra nós é uma delicia tentar desvendar essses misterios rsrs

      Excluir
  12. Talvez Michael deixou a jaqueta para o Rodrigo, na falta de um encontro ao vivo.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...