A voz de Michael Jackson


''A voz de Michael Jackson – Um registro apaixonado''

''Que a voz de Michael Jackson é privilegiada, isso é incontestável. Seus detratores, críticos musicais, produtores, professores de música e seus alunos, profissionais diversos da música, os que o amam, os que o odeiam e, é claro, seus fãs, são unânimes em afirmar que o alcance vocal de Jackson é único e sua voz é personalíssima, inigualável.

As características técnicas dessa tessitura vocal com tamanha amplitude eu deixo para a análise específica de um seleto grupo de “experts” no assunto. Eu pertenço a um outro grupo, provavelmente bem maior, daqueles que, embora não sendo especialistas em técnicas vocais, o amam com grande devoção e, não sendo surdos, conhecem o que é boa música e reconhecem uma voz especial.

Sabemos que Michael treinava sua voz, a aquecia e cuidava dela como um tesouro, mas sabemos também que essa voz emergia da alma, como tudo que ele fez. Mesmo não tendo ouvidos musicais, a minha trajetória gospel me ensinou a apreciar a boa música e a reconhecer alguns detalhes.

Quem já cantou num grupo vocal de igreja ou montou uma banda no seu tempo de adolescente sabe do que estou falando. Você passa a ficar mais seletivo, seus ouvidos percebem melhor e distinguem mais facilmente sons como instrumentos vocais, arranjos, back vocals, subidas e descidas das vozes nada muito científico, apenas a capacidade de maior sensibilidade para ouvir.

Pois bem, foi essa percepção mínima, não muito aguçada nem sequer especializada que me conferiram hoje, o direito de falar da voz de Michael Jackson.

Primeiro, porque eu o conheço e o amo desde quando éramos crianças sim, já devo ter falado isso mais de uma vez, somos contemporâneos – crescemos juntos, adolescemos juntos, adultecemos juntos e ambos mantivemos o jeitão criança de ser. Acho que morremos juntos, pois parte grande de mim se foi naquele 25 de junho…

E é do tempo de menina minha primeira memória auditiva de Michael, quando ainda no Jackson Five, a interpretação angelical de criança por vezes assumia uma forma quase adulta, algumas reviravoltas na voz, uns lances assim tão maduros… Mas foi quando ouvi “One Day in your life” que me apaixonei de vez.

Aquela voz comunicava uma emoção que me contagiava e me fazia sentir como ele, ou pelo menos, como ele queria que eu sentisse.Sim, aquela voz tinha esse poder.Porisso chamo a minha fala de “um registro apaixonado” sobre o impacto que essa voz causa em mim: me transmite calma e ânimo, me instiga a pensar e me impulsiona a agir, me mantém viva.


Eu te convido a ler esse texto e a viajar por algumas músicas que Michael Jackson interpretou. Para aproveitar melhor a viagem, desnude-se do preconceito e vá saboreando o menu que se apresenta.

Pra mim, leiga no assunto, ele tem muitas vozes, da aguda ao tenor possante, em todas as formas que se apresenta estão lá as marcas identitárias de Michael Jackson: a entrega total à sua arte, a intensidade, a sensualidade natural, entre outras. Mas os especialistas advertem- é uma só voz, dotada de grande amplitude, parecendo ser várias. Mas, voltamos à minha visão apaixonada.

Sua voz comunica movimento, mais do que isso, sua voz dança. É isso mesmo, costumo dizer que em Michael Jackson a voz dança e o corpo canta. Experimente assistir a um vídeo dele dançando sem som. Se você conhecer ao menos um pouco do seu repertório, saberá qual é a música, pois o corpo a interpreta com minúcias. E se apenas ouvir sua voz cantando virão em sua mente os movimentos.

Sei que você dirá: Mas isso é óbvio, em se tratando de Jackson, pois ele produziu muitos vídeos clipes (short films) e, ao ouvir a música, é instantâneo evocar a imagem. Eu te responderei então: A maioria das centenas de músicas que ele deixou como legado não tem vídeos, pelo menos, oficiais,mas tente ouvir “Shake your body” sem sentir os movimentos. Conseguiu? É impossível.

Sua voz, como nenhuma outra, traduz emoções. Parece redundante dizer isso de um cantor tão expressivo como Michael, mas que outra voz se utilizou de tantos recursos para expressar o amor e o ódio, a solidão e o excesso, a paz e a guerra…?

Estão registrados na história musical os gemidos dolorosos de quem chora um amor que se foi, de quem amarga a solidão mesmo em meio à multidão, de quem se revolta pelos elefantes dizimados, pelas florestas incendiadas; estão ali os sussurros aos pés do ouvido, a respiração ao microfone, o estalar da língua, o soluço, os gritos enrouquecidos pedindo socorro ao planeta, ensandecidos denunciando o abuso da mídia,que, sem parcimônia e respeito, invade sua privacidade e, pior que tudo, produz infâmias sobre ele.

Não faltam também os gritinhos agudos e brincalhões, zombando de quem leva a vida muito a sério. Esse Michael!!!!! Tente ao menos, não sentir paixão alguma ouvindo “Fall again” ou o mínimo de compaixão ao ouvir sentir a autobiográfica “Childhood”.

Sua voz derruba teorias. E ele, corajoso como só, não tem nenhum pudor de exibir a voz agudíssima, algo tão inédito para uma interpretação masculina, ainda mais de um cantor negro, da América tão cheia de hipocrisias e de falso puritanismo. Ele ousou desafiar o que estava posto e se fez único.

Uma voz nem tipicamente feminina, nem propriamente masculina. Uma voz só dele, sem comparações, indecifrável e múltipla como só ele soube ser e, como ele próprio, não cabe em nenhuma categoria de classificação. A voz é maior que as escalas classificatórias, não se encaixa nos conceitos, menos ainda nos preconceitos.

Sua voz desenha. Quando eu o ouço, é como se ele utilizasse a voz assim como o pintor pega o pincel e fosse desenhando: linhas curvas e retas, arabescos, escadas que vão até as nuvens, sonhos impossíveis. E vai colorindo tudo também: a voz produz uma gama infinita de tons e matizes diversas, verdadeira aquarela musical.

Mesmo quando a voz soa triste, nunca é cinza ou sem cor, pois diante dela, até a tristeza tem cores, suaves e pálidas, mas ainda assim estão lá. Nas músicas mais ritmadas e alegres, há um mosaico multicolorido, caleidoscópio perfeito e dançante.

Sua voz conclama. Chama os cidadãos à luta. Ela denuncia e anuncia também, pois como disse Paulo Freire, não basta a denúncia sem o anúncio. A voz esbraveja que o planeta está doente (Earth Song) denunciando a ganância do homem, mas essa mesma voz apresenta a solução e dá o anúncio da saída: a voz firme, pausada, ritmada e segura chama o homem do espelho à corresponsabilidade (Man in the mirror) e lhe diz: Tudo começa com você. Toda mudança começa com o homem do espelho. E ainda lhe impõe o dever de compartilhar a cura do planeta (Heal the World).

Uma voz tão docemente convincente que impossibilita o não atendimento ao seu chamado e lá vamos nós, bandeira em punho, unidos na utopia de curar o mundo já tão sem jeito, e agora, também sem ele.

Sua voz seduz. Não bastassem todos os apelos irresistíveis, ainda mais esse. A voz é magnética e tem sexualidade própria: novamente os gemidos, os sussurros, os soluços….mas isso todo cantor pode fazer. Michael consegue ser sensual indo além do uso dessas artimanhas. Ele até utiliza muito esses recursos, mas eu quero dizer é que a sua voz soa sexy mesmo sem que ele queira. O tempo todo, e em todas as músicas.

Me perdoem os homens, mas às vezes acho que só nós mulheres percebemos essas nuances. É uma voltinha na voz, que brinca com nossos sentimentos; é um estalo da língua que parece que a gente até pode vê-la tocando o céu da boca; é uma frase repetida em outro tom assim casual calculadamente; é aquele jeitinho de cantar chorando que mata a gente; é aquela voz que rasga, engasga, parece que a palavra entala na garganta dele e, quando sai, é pura magia; são as oscilações da altura, que mexem com a nossa imaginação; são esses e outros detalhes que não consigo descrever.

E o curioso é que esse perfil sexy da voz de Michael está presente quando a voz é metálica, mais fria, quando é quente, rouca, poderosa; quando está bravo e eu chamo de “voz de galinho de briga”, que eu adoro; ou quando é de uma candura que não existe igual, que é a sua faceta “sweet Angel”, mais sexy ainda!!!

E aquele soprinho no microfone: O que é isso???? Arrepiante…Me faz acreditar cada vez mais que Deus criou mesmo o homem a partir de um sopro nas narinas.

Sua voz transmite respeito aos seus fãs, canta o que eles querem ouvir, isso deixou sempre claro, até a derradeira This is it!

Somos gratos a Deus por esse homem que foi um instrumento bem afinado, que teve a capacidade de aliar a transpiração do trabalho árduo dos ensaios, exercícios vocais, horas a fio em estúdios com a inspiração divina do dom a ele conferido, que teve a a habilidade de transformar esse dom em arte e a compartilhá-la conosco. Sua belíssima voz é um presente a todos que o amamos e também um legado à humanidade e está eternizada nas suas canções.

Thanks, Michael. God bless you!''

Maio/2011

Escrito por Irleide de Souza

Fonte: Recanto das Letras

33 comentários:

  1. Boa noite Rosane,
    Fiquei bem emocionada ao ler esse depoimento!
    Lindo e profundo!!!!
    Não tem mais o que comentar... ela disse tudo!!!
    Como seria maravilhoso se ele pudesse tomar conhecimento de todas essas manifestações de reconhecimento, carinho e amor por tudo o que fez e representa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Leda. Eu também achei este texto muito representativo, por isso, eu trouxe para vcs.

      Excluir
    2. Mais uma vez... OBRIGADA!!!!
      :-bd :-bd :-bd :-bd :-bd :-bd :-bd

      Excluir
  2. A foto é lindaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ler com calma. Mas nao restisti em comentar da calca. Como uma tarada por Michael, nao poderia deixar passar :D

      Excluir
    2. Olá Verônica, também fiquei e fico hipnotizada com a foto!
      Só Jesus para me salvar...
      Fica até difícil prestar atenção no texto... :-O

      Excluir
  3. Boa noite, Rosane e todas!

    Emocionante e perfeita definição da voz de Michael! E escrito por uma brasileira. É muito bom compartilhar esses maravilhosos reconhecimentos tão bem expressos, com fãs do mundo todo.
    Valeu, angel, por encontrá-lo e compartilhá-lo conosco! \o/ =D7 :-bd ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa nite, Regina! A Irleide vai ficar contente em saber que todas vcs curtiram o texto escrito por ela. :)

      Excluir
  4. As fotos também são nota 1000! :-bd :-bd

    ResponderExcluir
  5. A foto é indiscutível.

    O texto é bem escrito e de forma gostosa. Veja que palavras brejeiras ela utiliza para ilustrar este conteúdo: tessitura (será o nome do meu próximo gato), adolescemos, adultecemos, identitárias... Amei. E tudo que diz também reflete em mim. E..."Tente ao menos, não sentir paixão alguma ouvindo “Fall again”. Oremos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fall Again... uma das minhas duas baladas favoritas!

      Excluir
    2. ...eu também curti o vocabulário original do texto.

      Excluir
    3. Qual é a outra, Rosane?

      E pensar que ele a gravou de uma só tacada e ainda preocupado com as crianças.

      Queria tanto que ele o tivesse lançado oficialmente e ter cantando ao vivo.

      Excluir
    4. A outra é One Day in Your Life. \0/ \0/

      Sim, ele gravou de uma só vez e ficou sensacional... maravilhosa!! Deveria tocar todos os dias nas rádios!

      Cantada ao vivo... uau... e com direito a uma fã subir no palco... já pensou? ...morrida aqui.....

      Excluir
  6. Olá angel, bom dia! :)

    Texto perfeito, a Irleide sabe traduzir bem sentimentos em palavras, está coberta de razão, em se tratando da voz de Michael, não é preciso mesmo ser um expert em música e técnica vocal, para saber que é perfeita, no exato momento em que comecei escrever esse comentário por exemplo, estava tocando na rádio, Don't Be Messin Around, o que ele faz nessa demo é um disparate, aliás,q quem ainda não sabe e quiser conhecer melhor a qualidade vocal dele é só ouvir, demos, gravações em estúdios, o treinamento vocal dele c/ o Seth Right e, assim por diante, eu sou fissurada nisso, vc sabe né? É impressionante, existem diversos vids c/ Best Vocals, enfim, tanta coisa p/ quem ainda tem dúvidas, é só conferir.

    Tudo isso sem esses recursos que utilizam bastante hoje em dia, em gravações e, até em shows, isso me irrita bastante fica uma coisa só, tem aquele Autotune que parece que a voz fica artificial, é difícil quem não esteja usando isso atualmente, eu particularmente detesto, e eu que nem entendo muito bem de música, imagino como deve ser ruim p/ quem é entendido, sinceramente são poucas as coisas que se faz atualmente que eu curto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Lady! Michael era tão bom no que fazia, que as pessoas, às vezes, não sabem se prestam atenção na sua voz, na sua dança, na criatividade de seus videos, na riqueza de sua vida pessoal como um filantropo... e esse texto é um tributo á sua voz, da mesma forma como o texto ''O Dançarino do Sonho'' é um tributo à sua dança.

      E a partir da tua sugestão, aqui está o link para quem quiser conferir os áudios de treinamento vocal do Rei do Pop.

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/10/o-treinamento-vocal.html

      ♥♥♥

      Excluir
    2. Boa tarde Rosane,
      fui correndo acessar o link acima, mas para mim, aparece apenas o título "Página inicial" e a página vazia. :(

      Excluir
    3. Boa tarde, Leda, eu testei e a página abre normalmente, vc deve ter esquecido de copiar alguma letrinha no final do link.. tenta de novo, amiga.

      ♥♥♥

      Excluir
  7. Sim, realmente esse texto é um tributo à excelência vocal dele e, Vc tem razão, ele era/é (e vai continuar sendo) tão bom em tudo que fez. Genial, multi-talentoso, era tudo tão integrado, tão perfeito, que fica muito difícil distinguir entre uma qualidade e outra.

    O Seth Riggs já falou de sua convivência c/ o Michael e contou detalhes sobre a voz dele e, estes áudios são a prova dessa potência, mas seria bom se ele pudesse fazer um documentário, contando toda essa experiência de trabalhar c/ ele, provavelmente ainda teria muitas histórias e muito mais detalhes p/ nos contar e, seria ótimo conhecermos, também p/ mostrar a esse "povo" o que é cantar de verdade.

    Ainda ontem, estava pensando sobre a voz dele, quando entrei aqui rapidamente e vi um comentário da Elisa em outra matéria, onde foi feita uma referência sobre o fato dele alcançar um falsete perfeito e, ela comenta que dizem que ele não cantava em falsete. E, realmente foi o próprio Seth quem disse isso, ele explica que o Michael conseguia atingir esse tom naturalmente, não em falsete.

    Se não me engano, esse recurso começou a ser usado, há uns séculos atrás, devido a proibição de mulheres em peças e concertos, e os homens tinham que fazer a parte de uma soprano, com o decorrer do tempo essa técnica começou a ser muito utilizada, mas acho que foi à partir dos anos 50 ou 60 que se tornou comum. Muitos artistas trabalham bem isso, outros muitíssimo bem, como o caso do Barry Gibb, muitos grupos vocais dos dos anos 60, 70 e 80, como Stylistics, The Platers, e tantos outros (talvez muitos desses também nem sejam falsetes) ou mesmo mulheres, como temos aqui o caso da Gal Costa e, até o Prince usa em algumas músicas e apresentações, e assim por diante.

    Também não entendo muito disso, mas acredito que não é algo fácil de realizar e nem todos conseguem fazê-lo c/ perfeição, e se não for feito corretamente, pode partir p/ o lado cômico ou corre o risco de se tornar ridículo. Porém, o Michael é brilhante, e ele o fazia c/ naturalidade sem ser falsete, certamenete isso seja algo mais difícil ainda, a verdade é que ele poderia fazer o que quisesse c/ aquela bendita voz, e não sou eu quem está dizendo, mas sim o Seth Riggs que é uma das figuras mais conceituadas neste assunto, e atestou tudo isso.

    Acho sinceramente, que ele nem usou toda sua capacidade vocal, talvez não quisesse chocar, assustar ou intimidar todo mundo, também não sou eu quem disse isso, alguém comentou sobre isso, acho que vc já até publicou aqui o depoimento de um artista, talvez tenha sido um rapper que trabalhou c/ ele, ou algo assim, não me recordo exatamente.

    Também concordo com as canções citadas pela a autora do texto, principalmente o que ela colocou sobre TII, pois já comentei aqui uma vez, que This Is It é uma bofetada c/ luva de pelica, na cara da mediocridade e falta de talento!

    Destacaria ainda, um áudio que eu gosto bastante, é a demo - Groove of Midnight, é incrível como ele canta, e ainda, um áudio da gravação de - A Place With No Name, somente o vocal sem acompanhamentos, é esplêndido, impressionante aquilo!

    E, pra encerrar... Eu havia prometido que, hj iria me conter nos coments e que terminaria um papo c/ uma amiga, que havia ficado pela metade, mas quando acessei aqui e vi esse texto não teve jeito, tive que comentar.

    A cada nova publicação sua, o conteúdo é sempre tão consistente, que a gente acaba se envolvendo e querendo participar, infelizmente não estou podendo participar do jeito que eu gostaria, mas mesmo assim, me sinto satisfeita por estar fazendo parte destes momentos! \0/....

    Parabéns à Irleide pelo texto e, obrigada por Vc nos trazer tantas coisas boas assim, nesse espaço! =D7

    ♥♥♥....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lady, eu não sei dizer se o Seth Riggs tem os direitos legais para fazer um documentário do tipo como vc falou, apresentar áudios, videos ou até mesmo fotografias. Mas seria um trabalho muito bem vindo.

      Sobre os falsetes, se o Seth atesta cada qualidade da voz de Michael como natural, para mim está perfeito. Ele era o profissional que orientava Michael neste sentido. E ''brincar' com a voz não é para qualquer pessoa, nem mesmo para qualquer cantor. [..e agora eu me lembrei do cantor Jessé e o seu ''Porto Solidão''!]

      E como vc bem citou, eu não tenho dúvida de que Michael poderia explorar a sua voz ainda mais, mas pode sim, ter se contido.

      E para finalizar, o link sugerido por vc

      https://www.youtube.com/watch?v=QABxi71eamk

      ♥♥♥

      Excluir
  8. Bem lembrado o nosso grande Jessé, tbém vale registrar ele cantando - Concerto para uma só voz e, como Tony Stevens - ousou cantar - If You Could Remember - uma versão p/ : Cantata 156 de Sebastian Bach, sendo que nesta, a voz dele lembra um pouco a de Freddie Mercury, e por falar nisso, acho que Michael se conteve quando gravou c/ ele em - There must be more to life than this, p/ não competir c/ a voz dele.

    Isso sem contarmos c/ outras canções onde a voz dele é explorada em outros tom, só p/ citar algumas: como em - Shout e 2000 Wats, que também há a comprovação de quem trabalhou c/ ele nestas canções, que ele canta c/ sua voz natural sem recursos. Enfim, ficaríamos aqui hrs e hrs só falando da voz inigualável do Michael, né? :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que Michael comentou em particular [acho que foi com DiLeo] sobre o quanto ele estava surpreso de quão ruim era a voz de Mick Jagger.. isso foi quando eles gravaram State of Shock. E esse comentário veio a público depois de 2009.

      E sobre as outras canções que vc citou acima... eu convido vc a escrever o seu próprio texto, onde vc colocaria todos esses comentários preciosos. Daí eu publicaria aqui no blog. O que vc acha? Material para vc pesquisar não falta. :)

      Excluir
    2. Fantástica sugestão, Rosane.

      A Lady escreve tão bem e com conhecimento profundo para nos alegrar com mais informações sobre nosso Michael e sua voz.

      O que acha, Lady?

      Excluir
    3. Então, Elisa... eu estou sabendo que a Lady só vai poder acessar o blog na próxima semana, por conta de outros compromissos, mas... se nós mostrarmos a ela que estamos interessadas no que ela tem a nos contar... quem sabe? :) Aqui, estamos entre amigos!

      Excluir
    4. Oi meninas, boa tarde! :)

      Isso mesmo Rosane, só uma palavrinha e depois eu respondo, tô no sufoco, uma agonia danada, entrei só p/ comentar que dei uma olhada num trecho do cap. do livro YANA, tenho que dizer algo rapidamente...
      Aiaiai... me segura, pois fui até a parte que fala sobre a pergunta do Michael sobre Jackie Wilson, estava pensando justamente nisso. Quando falei sobre o Jessé ser tbém Tony Stevens, e sobre o recurso musical p/ acertar a voz, e estava pensando sobre o que se faz c/ os artistas em nome do lucro. Enfim, de quebra no cap. do livro de ainda fala sobre o coronel e Elvis. Bem... Rô, deu p/ entender onde quero chegar, né? E o Michael contra tudo isso!

      Desculpe o mal jeito, realmente estou aqui só de passagem, não se preocupe, pois se eu falar alguma coisa, tenha certeza que vou medir as palavras, tá?

      Bjo! Ótimo fim de semana a todas(os)! Até a próxima! ♥

      Excluir
    5. Lady, eu espero vc na próxima semana para responder aos comentários anteriores, acima! Bjs! :)

      Excluir
    6. Olá meninas,
      Eu também gostaria muito de ler um texto da Lady trazendo mais informações sobre nosso amado Michael e sua maravilhosa voz. Lady escreve muito bem e com muito alto astral! :-bd

      Excluir
    7. Boa noite, angel Regina!! :) A Lady não há de resistir rs

      Excluir
  9. Olá Rosane,

    achei maravilhoso esse texto escrito por Irleide de Souza que soube expressar muito bem em palavras e sentimentos sobre a voz de Michael.
    Eu não entendo quase nada sobre técnica vocal embora já tenha cantado em coral ( só sei que cantava soprano porque o regente identificou minha voz no teste kkk) mas enquanto falta o saber, a todos é dado o sentir, graças a Deus.
    As tais "voltinhas" na voz de Michael que a autora fala, foi uma das coisas que sempre percebi e acho lindo. Outra coisa é a paixão como ele canta que faz parecer que aquele momento é único, mesmo já tendo cantado a mesma música várias vezes.
    Gostei muito desse texto e dos demais comentários das leitoras que traduz muito bem porque somos tão fãs desse King!

    Bjos amiga e um ótimo fim de semana pra você e pra todos os leitores do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisca, eu me identifico com vc, pois também não compreendo sobre técnicas vocais, mas nossos ouvidos podem reconhecer a música e interpretação de qualidade. Michael cantava com todo o seu coração, independente da canção escolhida. E é o que queremos, viajar nas asas da emoção, ao ouvirmos a voz do Rei!!

      Bjs e um final de semana perfeito para vc, amiga!

      ♥♥♥

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...