Depoimento de fã


A história da fotografia: A fã Cécile no concerto da Dangerous Tour de 13 de Setembro de 1992 no Vincennes Racecourse, hipódromo de Paris.

''Meu nome é Cécile, tenho 40 anos de idade. Eu me tornei fã de Michael Jackson quando pela primeira vez eu o vi e ouvi cantando Billie Jean no programa de TV "Platinum 45", que apresentava os melhores nas venda de singles [45s, era dito na época] nos Estados Unidos e Europa.

Embora eu fosse muito jovem, eu fiquei imediatamente impressionada pela música e sua voz. Como qualquer fã, eu me mantive informada através das poucas revistas da época [OK, Podium ou Salut, para não mencionar os números especiais] e também a rádio NRJ foi uma referência importante no momento. Temos que lembrar que não havia nem internet nem celular com notícias, da forma como existem hoje.

Cada novo álbum era altamente antecipado e imperdível. Eu lembro de ter visto na televisão francesa, dois dias depois, o lendário moonwalk apresentado no especial Motown 25 e foi apenas magnífico!!! Em seguida, o vídeo Beat It, que foi muito legal e depois, é claro, a transmissão de Thriller na TV francesa.

É importante saber que, naquela época, Michael era tema de todas as conversas, um fenômeno real, e cada nova criação era mais surpreendente do que a última. Imaginem o vídeo Bad com exclusividade em um noticiário, só ele era capaz de despertar tanto entusiasmo.

Um dos meus sonhos era, é claro, vê-lo em um concerto, e eu tive essa esperança quando a Victory Tour rodou pelos E.U.A. Eu acreditei que a turnê pudesse chegar à Europa e portanto, também à França. Esta esperança, no entanto, morreu rapidamente.

Finalmente, em junho de 1988, eu tive a sorte de assistir a um dos dois concertos em Paris - o Bad Tour de Princes Park - e me deixou uma memória maravilhosa.

Mais tarde, quando o álbum Dangerous foi lançado e a Dangerous Tour foi anunciada e para perto da minha casa, eu não hesitei um segundo!!! Meu amigo Didier e eu compramos ingressos e chegamos cedo à pista de corridas para encontrar uma boa localização, uma vez que a maioria dos lugares seriam em pé no gramado.

Quando o show começou, o movimento da multidão era tão grande que, em um certo ponto, eu perdi o meu amigo de vista e outros fãs que eu tinha encontrado no local. O fato é que então eu me encontrava na primeira fila na frente do palco. Eu estava feliz, especialmente porque eu queria realmente ver o concerto, o que eu não fui capaz de fazer na Bad Tour.

Depois da abertura do concerto com a cantora Rozalla, o calor e a pressão da multidão eram ouvidos mais e mais. Então, finalmente, começou a canção Jam seguida por Wanna Be Startin' Something e eu me lembro que quando tocou I Just Can't Stop Loving You, eu comecei a me sentir mal e preferi sair, e eu levantei e passei sobre o resto do público.

Alguém me deu água e, quando eu lhe disse que alguns jovens estavam sendo pisoteados e que precisavam de água, um homem de segurança afro-americano com um walkie-talkie disse: "Você!" e eu "Sim?!?!"

"Você fala Inglês?"
"Sim!", eu respondi.
"Você quer ir no palco com Michael Jackson?"

Eu percebi que ele estava falando [da canção] She's Our of My Life porque eu sabia que uma fã era convidada para subir no palco em cada concerto durante a execução dessa música como parte do show.

Honestamente eu hesitei por um momento. Pensei que era um pouco "excessiva" a reação das garotas que eu tinha visto em outros concertos, não reflete minha maneira de ser uma fã, não era o meu estilo. Mas, igualmente, quando se é fã de alguém por muitos anos, seria estúpido recusar!!!!

Por isso, eu disse "Sim!"

E aqui o segurança falou em seu walkie-talkie e uma coisa incrível aconteceu. Outro membro da segurança, um francês [provavelmente funcionário do hipódromo] veio até nós com uma garota loira e começou a conversar por alguns minutos com os americanos indicando a garota persistentemente, mas o outro, imperturbável, disse "Não!" e ele apontou para mim, e uma vez que ele era o único que respondia pela segurança de Michael, obviamente, tinha a última palavra, e eu fui escolhida.

Eu me lembro de ter perguntado ao homem o que eu deveria fazer quando estivesse lá, ele me disse para tomar sua mão, apertar fortemente e dizer a ele que eu o amava. E então eu perguntei, "Michael é tímido?" E ele "Sim, é muito tímido", e vendo que eu estava calma, disse: "Você deve se animar, certo?", e eu eu disse "OK!", mas eu já sabia que o meu estado de espírito não iria se alterar.

Mesmo sabendo que era de hábito para Michael fazer esta dança em cada concerto, eu queria aproveitar o momento ao máximo. Embora não tenha sido pedido, eu retirei o meu cinto e o meu casaco e os deixei com outro segurança americano, que me deu um grande sorriso.

Então eu fui para próximo do palco, as primeiras notas de introdução de She's Out of My Life começaram a ressoar no hipódromo.

Na verdade, foi uma sensação estranha porque, como fãs, nós temos a impressão de saber tudo sobre uma pessoa, mas quando ele está na sua frente, você não sabe nada, e você é apenas parte de um concerto na frente de um multidão de 80.000 com alguém com o qual você sempre sonhou, mas você não sabe disso. Aqui, eu simplesmente deixei acontecer.

Michael estava na minha frente, a luz do holofote era tão ofuscante que escureceu tudo ao redor, e eu só pude ver a ele. Nós estávamos no centro, a audiência à esquerda e os músicos à direita. Nós ficamos frente a frente, então ele pegou minha mão, e com a outra mão ele segurava o microfone e cantava ao mesmo tempo, olhando para mim.

Na verdade, ele veio muito gentil e me segurou em seus braços, como se nós estivéssemos dançando lentamente. Ele me abraçou mas, ao mesmo tempo, eu senti uma espécie de medo ou timidez. Então eu sussurrei as palavras "Nós te amamos muito, mantenha a fé", o que pareceu ter causado efeito. Ele se afastou, ainda segurando minha mão e retornou para mim novamente, mas desta vez ele me cercou completamente em seus braços, e cantou She's Out of My Life, muito baixinho no meu ouvido.

Eu fiquei impressionada com o som, que era muito diferente do que saía do microfone. Então ele me beijou na bochecha e eu devolvi o beijo, acariciando seus cabelos. Eu acho que a fotografia foi tomada neste momento, da forma como ele me abraçou com uma mão sobre o meu cabelo enquanto ele estava cantando no meu ouvido.


A posição das minhas mãos sobre Michael Jackson na fotografia reflete o que eu senti naquele momento e foi muito intenso para mim. Eu tinha como um instinto protetor em relação a este grande artista, mas o que eu pensei como uma criança, em um sentido emocional, em qualquer caso, é o que eu sentia naquele momento. Ele era controlado e tinha uma forte energia. Eu acho que a dança durou um minuto ou dois, no máximo, mas, para mim, parecia muito mais e eu amei intensamente cada segundo.

Como todas as coisas boas chegam ao fim, o guarda-costas que me fez entrar no palco veio até mim e pegou minha mão, enquanto Michael me segurava com a outra mão. Eu me afastei dele, muito lentamente, descendo a escada e acenando para Michael, depois de ter lançado pequenos beijos. Foi lindo!!!!

Então, a próxima música começou, eles me fizeram sair e foram poucos segundos perto do local e eu pensei que eu poderia ficar lá para assistir até o final do concerto, antes de voltar para o meu amigo. Infelizmente, o retorno à realidade foi rápido, porque o pessoal da segurança logo me levou de volta ao público.

Eu pedi para não me deixarem na fila da frente, porque eu estava com medo da reação de algumas garotas que tinham lançado olhares fulminantes para mim no momento eu que eu subi ao palco. E então eu assisti o restante do concerto conforme eu pude, porque eu ainda estava sonhando quando eu encontrei o meu amigo e outros fãs que se reuniram. Todos eles ficaram muito felizes por mim e meu amigo me disse que ele ficou muito emocionado quando me reconheceu no palco com Michael.

É difícil descrever o que se sente quando você é jovem e tem a sorte de conhecer alguém que tem sido parte de sua vida desde a infância com suas canções sem o conhecer realmente, mas apenas com um breve aperto de mão e não como um encontro real.

É claro que eu estava ''caminhando nas nuvens'', mesmo que eu não pudesse perceber o que estava acontecendo. Por um lado, eu queria mostrar isso para o mundo, e por outro, queria guardar somente para mim, porque era algo muito íntimo, mesmo que fosse apenas um entre tantos dos seus concertos.

A vida retomou o seu curso, finalmente, isso é certo, mesmo que permaneça a memória deste momento especial. Atualmente eu ainda sou uma fã, eu mudei como pessoa e o concerto em Vincennes me apresentou a um monte de fãs com os quais eu partilhei bons momentos. Esta experiência me fez ganhar auto-confiança, me tornou mais determinada a alcançar meus objetivos e talvez eu nunca teria ousado tanto, se não fosse pelo o que aconteceu.

No dia seguinte, eu imediatamente tentei por todos os meios possíveis [sem internet] encontrar algo que pudesse testemunhar este meu momento, uma foto ou vídeo. Eu entrei em contato com a Sony da França e com outros que me pediram para conceder entrevista, mas ninguém foi capaz de me ajudar. realmente parecia uma "missão impossível".

Anos se passaram e eu passei a pesquisar as fotos e vídeos de todas as garotas no palco com ele durante a Dangerous Tour publicados na internet, na esperança de que um dia eu poderia ver a minha própria fotografia de uma forma ou outra, mesmo que turva, e ainda assim, nada aparecia.

E de repente, no mês passado, ao completar o meu aniversário de 40 anos, James encontrou por acaso a minha fotografia em preto e branco em um site italiano e a enviou para mim. Depois de 22 anos, uma verdadeira surpresa!!!! Tudo ressurgiu em minha mente, a alegria, a doçura, a magia desses segundos... e muita emoção.


No começo eu estava um pouco receosa que uma fotografia poderia alterar a memória e as imagens que tenho guardado por tanto tempo em minha mente, mas foi exatamente o oposto!! Tudo o mais, foi uma fotografia muito próxima e em preto e branco o que a deixa misteriosa e muito artística, até porque a pessoa mais importante do concerto está sendo vista por trás!!!

Eu gostaria de ter mais imagens da mesma série ou até mesmo um vídeo [eu sei que é um pedido louco!!], então se alguém conhece a origem desta fotografia ou um meio para entrar em contato com seu dono ou se você sabe como ter mais fotos ou vídeos, muito obrigada pela sua gentileza, entre em contato com MJFrance e eu ficarei imensamente feliz!

[Sobre as garotas ciumentas no público] eu gostaria de dizer a elas que eu compreendo que elas gostariam de estar no meu lugar, mas foi apenas uma grande sorte e poderia ter acontecido com elas.

Eu vivi um momento extraordinário, mas primeiro eu queria ser eu mesma, respeitando um homem que eu admirava. Eu observei nele, como uma pessoa, um grande delicadeza e ternura. Acredito sinceramente que ele amava seus fãs.''

Depoimento editado a partir de uma entrevista concedida ao MJFrance

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...