Depoimento de David Paich


''A primeira vez que eu encontrei com Michael, eu me lembro como fiquei impressionado com o seu ar de rapaz tão inocente. Isso me fez pensar que ele era um adolescente de 15 anos, por sua maneira de falar e de se comportar. Mas ele era muito gentil, muito auto-confiante e inteligente. Eu nunca vou esquecer quando eu o ouvi cantar Human Nature, sobre o seu profissionalismo e como ele estava preparado.

Michael praticou muito em casa, e quando o fez no estúdio, estava pronto para fazer a sua parte, não só de voz, mas também as harmonias e tudo o mais. Eu estava realmente impressionado com o seu profissionalismo. Steve Porcaro tinha cantado algumas pequenas coisas sobre esta demo, mas as improvisações que se sentem em Human Nature foram feitas por Michael. Ele é muito bom em inventar coisas assim e, neste caso, são verdadeiramente únicas.

Eu toquei em Baby Be Mine e Lady In My Life, foi interessante porque, por várias razões, havia muitos músicos nos teclados como David Foster, Greg Phillinganes, Michael Boddicker.

A gravação de The Girl Is Mine foi um momento memorável. No estúdio estavam Jeff Porcaro, Greg Philliganes, Louis Johnson no baixo, Steve Lukather na guitarra e eu. Além de Michael Jackson, havia George Martin e Geoff Emerick, respectivamente produtor e engenheiro de som dos Beatles.

Eu nunca vou esquecer quando Paul McCartney entrou na sala, com guarda-costas que pareciam dois ex-agentes do FBI que o precediam. E, de repente, à minha frente, vi Linda McCartney, Michael Jackson, George Martin e Quincy Jones - uma sala cheia de lendas. 

As melhores memórias sobre a arte de Michael definitivamente pertencem a esta sessão de gravação. Nós, músicos, fizemos uma "jam session", tentando sons diferentes com os nossos instrumentos, e improvisamos com Paul McCartney. 


Em um ponto, alguém começou a tocar [...] tínhamos começado a tocar The Girl Is Mine e Paul McCartney e Michael improvisavam um dueto juntos. Michael estava muito envolvido. Em toda a minha vida eu nunca ouvi ninguém cantar de forma tão apaixonada e comovente como Michael fez naquele dia. Se eles fizessem uma corrida, Michael ganharia facilmente na frente de Michael McCartney porque ele conhecia a canção perfeitamente. E desta vez ela foi gravada - não intencionalmente, porque eles estavam se aquecendo - mas ainda foi a versão final.''

David Paich
*Tecladista, arranjador, cantor e compositor estadunidense, mais conhecido por seu trabalho com a banda de rock Toto.

Fonte: MJJ Love Lives Forever

Nenhum comentário

Postar um comentário

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...