Uma entrevista inédita com ''Waldo''


Neverland Brasil: Estamos felizes em te conhecer Waldo!

["Waldo" nos mostra um trecho de Heal The World ao vivo no teatro Apollo em 2002, no fim da performance, Michael grita "WALDO, I Love You".]

Neverland Brasil: Você estava lá?

Waldo: Sim, eu também estava lá.

Neverland Brasil: Quando você começou a ser fã de Michael Jackson?

Waldo: Primeiro soube de Michael em 1983. Mas conscientemente me chamo de fã desde 1984. Obcecado em 1985/1986! Então, mais de 30 anos.

Neverland Brasil: Você tem alguma idéia de quantos shows você já assistiu?

Waldo: Mais de cem. Eu não fui a todos eles

Neverland Brasil: A quais shows você foi? Os que você lembra...

Waldo: Bad Tour, Dangerous, History...

Neverland Brasil: E em quais cidades?

Waldo: Oh, Deus! Muitos. Pelo menos 50-60 cidades diferentes, eu acho... Tóquio, Banguecoque, Tel Aviv, Cidade do México, Nova York, a maioria estava na Europa.

Neverland Brasil: Você tem algum registro desses shows? Alguma foto ou video?

Waldo: Eu tenho cerca de 20 de mim na primeira fila. Eu nunca levei uma câmera. Louco, eu sei. As pessoas me enviam muito, embora.

Neverland Brasil: Como você conseguiu ver esses shows? Eu acho que você é rico... (ironizo)

Waldo: Eu trabalhei muito. Ganhei muito antes. Os bilhetes eram muito baratos naqueles dias. Não é nada sobre ser rico.

Neverland Brasil: Como você chegou tão perto do Mike? Eu falo... Como você se tornou amigo de Michael?

Waldo: Ele apenas me via em todos os lugares e confiou em mim e gostou de mim. "Onde está Waldo" é um jogo que ele jogava, tentando me detectar.




Neverland Brasil: Hahaha. Qual foi o maior desafio que você passou para estar em um show MJ ou para vê-lo?

Waldo: Estar na primeira fila esperando ele começar. Muitas vezes a construção foi louca. A magia esmagadora. Levava toda a nossa força para ficar lá. Tínhamos que fazer isso por 4-5 horas. Era entediante. Mas valia a pena.

Neverland Brasil: Incrível! [Neste momento, Waldo nos mostra uma foto sua em um show do Michael e diz...]


Waldo: Este foi o meu 92° show.

Neverland Brasil: Como foi seu primeiro show?

Waldo: Eu tinha 16 anos no Wembley Stadium em 1988. Meu pai me levou. Nós nos sentamos na arquibancada. Michael apareceu muito pequeno no palco. Não gostei disso. Eu disse... nunca mais! Eu sempre fiquei na primeira fila depois disso.

Neverland Brasil: Qual é a melhor lembrança que você tem de um show de Michael?

Waldo: Oh tantas! Muitos eram diferentes. México 93 foi especial. Frankfurt 92 foi especial...
Em Frankfurt, ele subiu no palco e derramou uma garrafa de água sobre ele durante Beat It porque ele estava com calor. No México, porque ele disse “Olá Waldo” durante Human Nature e I’ll Be There.

Neverland Brasil: Qual é a lembrança mais engraçada que você tem de Michael?

Waldo: Hmm, deixe-me pensar... eu tenho tantas... esta é uma pergunta difícil. A última foi em junho de 2009. Ele estava rindo de mim e perguntei-lhe “Por que você sempre está rindo de mim?” e ele gritou, "porque eu gosto de você".


Houve outras vezes. Um dia, eu disse algumas palavras para ele em francês e ele disse "Oh, você está falando francês, agora". Sua resposta foi engraçada. Um dia, ele imitou perfeitamente o som da minha bomba de asma... Aquilo foi engraçado.

Outra vez, ele ligou para o meu quarto de hotel e disfarçou sua voz, completamente diferente. Como a voz de um homem diferente. Foi muito esperto. Ele poderia fazer todo tipo de impressões e efeitos sonoros

Neverland Brasil: Voce já esteve em Neverland?

Waldo: Sim, três ou quatro vezes, eu acho. Eu estive fora muitas vezes. Às vezes, todos os dias. Especialmente durante os julgamentos em 2005. Eu conversei com ele no telefone lá, às vezes. Ele chamava os seguranças e eles iriam me buscar.

Neverland Brasil: Em algum momento, você notou uma certa tristeza nos olhos de Michael?

Waldo: Eu acho que ele sempre projetou a felicidade como um disfarce, mesmo que ele não estivesse feliz por dentro.

Neverland Brasil: Em 2009, você viu partes dos ensaios de This Is It?

Waldo: Não. Podíamos ouvi-lo fora do fórum LA. Ele nos convidou para nos falar um dia...


Neverland Brasil: Esta pergunta é triste... Onde você estava, e como se sentiu ao saber que Michael morreu?

Waldo: Em casa. Em Londres. Tinha acabado de voltar de Los Angeles. Eu vi e conversei com Michael seis dias antes. Foi a pior noite da minha vida. Me levou anos para parar de pensar sobre tudo. Anos! Eu não trabalhava. Mal saía da casa, Fui ao seu memorial... Fui para Los Angeles novamente, dois dias depois. Então eu estava em Londres, talvez uma semana.

Neverland Brasil: Você se lembra da última vez que falou com Michael? Suas últimas palavras?

Waldo: Sim, foi no dia 19. Não me lembro das últimas palavras. Falei com ele todos os dias. É tudo como um vulto. Eu acho que ele apontou para mim ou algo através da janela do carro... Ou soprava beijos. Tentei esquecer o que aconteceu em junho de 2009, Michael estava fraco.

Neverland Brasil: O que você acha que aconteceu com Michael?

Waldo: Ele estava estressado. Pensando em tudo. Foi o show dele. Ele era um perfeccionista. Mas ele não conseguia dormir com o pensamento excessivo. Ele não comia. Então ele teve que tomar medicação. Acho que sua morte foi apenas um trágico acidente. Ele era um fantoche para a AEG. Uma vaca de dinheiro. Foi-lhe dito para fazer isso e aquilo. Provavelmente não estava acostumado a isso. Deveria ter sido cancelado. Ele ainda estaria vivo se ele tivesse ido ao hospital. Se ele tivesse obtido ajuda

Neverland Brasil: Você visitou o túmulo?

Waldo: Sim, 2 anos atrás. Foi bonito. Há música clássica tocando o dia todo para ele. Muito pacífico. Triste também.

Neverland Brasil: O que Michael representa pra você?

Waldo: Em um momento, ele quis dizer tudo para mim. Talvez tenha sido uma obsessão... não posso explicar isso. É como se eu estivesse conectado com ele, de certa forma. Como se ele fosse um refúgio seguro. As memórias me deixam feliz. Eu acho que Deus é responsável por tudo o que aconteceu. Eu era Waldo porque Deus permitiu isso. Eu posso me aprofundar sobre isso. Mas não vou fazer aqui.

Neverland Brasil: Deixe uma mensagem para os fãs, Waldo.

Waldo: Olá, Brasil. Michael realmente amava seu país. Ele veio três vezes, que eu sei, em 1974, 1993, 1996. Mais do que qualquer outro país sul-americano. Vocês devem se orgulhar dele ter escolhido vocês... Especialmente em 1996. Ele estava em sua consciência para vir de toda a maneira de filmar TDCAU. Ele escolheu o Brasil, especialmente.

Leia mais sobre ''Waldo'' publicado aqui

6 comentários:

  1. Em lágrimas! :( Muito obrigado por isso.

    ResponderExcluir
  2. Aaahh como eu queria ser o "Waldo" ❤😊

    ResponderExcluir
  3. Expectativa SER WALDO
    Realidade SENDO A LILLY ARCO ÍRIS 😥
    😂😂❤❤❤❤
    sem brincadeiras eu chego em casa cansada e as matérias deste blog que me emocionam. ..😢😍👏👏 obrigada sempre Rosane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Lilly... obrigada a todas(os) vcs.... muito gratificante poder levar alegria e conforto aos corações dos moonwallkers. :)

      Excluir
    2. ❤ sempre serei grata❤
      Obrigado você.
      Eu não quero chorar mds. .....

      Excluir
    3. Michael te diria... 'Sorria....'' :)

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...