Depoimento de Seth Riggs (01)


Histórias interessantes extraídas de entrevistas 
concedidas por Seth Riggs, treinador vocal de Michael 

'Michael era um pai fantástico para seus três filhos, cuidou deles de forma excelente. Lembro-me que estávamos na Itália, para visitar o diretor Franco Zeffirelli. De repente, Michael havia desaparecido.

Procuramos por toda a casa, achamos que Michael havia sido seqüestrado. Zeffirelli, em seguida, abriu a grande porta para o berçário e encontra Michael sentado no chão, brincando com as crianças.'

'Ele adorava as crianças. Uma vez ele viu uma foto de minha neta e me pediu: Me dê!' .. 'Essa é a minha neta' eu disse, mas ele insistiu: 'Me dê, por favor!' Então eu lhe dei a foto e perguntei à minha filha pelas outras fotos. Michael queria ter estas fotos para ele. Ele disse que ela era muito bonita, então eu não podia recusar o seu pedido.'

(Para a maioria das entrevistas Riggs repetidamente fala sobre Jackson no presente do indicativo)

Sobre os boatos infundados 

'Eu acho que o machucou muito. Michael adorava crianças, adorava adultos... Ele próprio era uma criança. Eu ainda me lembro de como sua casa foi revistada. Todas as gavetas e os armários foram revistados. Eu estava lá e não vi nada que poderia lhe comprometer. Minha esposa faleceu, mas eu tenho meus sete filhos e eu adoro crianças, especialmente os bebês.

Isso é o que eu aprendi com Michael. Ele me disse que os bebês são completamente puros e inocentes, porque eles ainda estão em linha reta com Deus. Portanto, os adultos não podem ser o que eles realmente são, não podem ser abertos e honestos um com o outro. Mas Michael era como uma criança. Por isso, ele queria passar mais tempo com as crianças, ele se sentia seguro com elas. Ele não confiava nos adultos.'

'Quando estávamos em Londres, fomos a uma loja de brinquedos, que havia sido especialmente aberta para ele. Ele passou pelo departamento de bonecas e comprou sete delas: 'Porque as meninas gostam.'  ... 'Oh, que amor - um Jeep! Os meninos gostam!' disse Michael. E comprou 20 peças.

Havia cinco ou seis pessoas para levar todas essas compras. Então, ele não dormiu a noite toda, lendo o manual de instruções sobre como utilizar as baterias nos carros. Daí, ele levou estes presentes para um hospital infantil. Essa é a maneira como Michael era!'

Sobre o seu primeiro encontro com Michael 

'Foi a 32 anos atrás. A primeira vez que eu me dirigí ao portão de entrada, mas os carpinteiros estavam lá e me disseram: 'Não, estamos instalando uma nova escadaria, você tem que ir até o telhado.' Eu disse: 'O quê?' e eles repetiram a mesma resposta. O cara colocou uma escada para eu subir, então eu tive que atravessar parte do telhado e vi duas etapas para chegar até a porta.

Uma vez lá, eu bati na porta, e então ouvi uma voz (uma voz baixa) '...Sim?' 'Eu disse: 'Você está ai, Michael?' 'Sim, entre!' Eu entrei e ele estava lá, com as duas pernas do chimpanzé levantadas para o alto, limpando o bumbum dele para depois colocar a fralda. Isso foi o que aconteceu durante o meu primeiro encontro com Michael.'

'Eu fui muitas vezes treiná-lo em seu quarto, porque ele se sentia bem, tinha todos os brinquedos e as coisas que ele amava. Seu quarto era um duplex, e tinha bonecos...  uma menina, um rapaz fumando debruçado na varanda parecia que observavam tudo lá de cima.'

Pinóquio também estava pendurado na escada que conduzia à varanda, balançando para cima e para baixo quando alguém o empurrava. Ás vezes, eu estava no piano para aquecer a voz de Michael e o chimpanzé vinha, dava um tapinha no ombro e empurrava o Pinóquio de Michael, que começava a balançar para cima e para baixo e ficava me segurando pelo ombro.

Michael era muito divertido… Então, nossas aulas eram sempre marcadas por todos os tipos de animais que iam e vinham!'

'Michael tinha um coração em suas mãos. Quando ele ouvia sobre uma pessoa em perigo, ele ajudava. Quando uma criança foi queimada viva pelo seu pai em um quarto de hotel, Michael leu o artigo sobre ele e foi imediatamente à procura dele.

No hospital, a criança tinha bandagens dos pés à cabeça. E somente uma abertura na boca, para que ela pudesse falar, o restante era bandagens. E a criança disse: 'Eu não sei o que fazer… O que será de mim?'

Michael respondeu: 'Não se preocupe, eu vou cuidar de você para o resto de sua vida.' E foi isso o que ele fez. Ele sempre teve carinho por esta criança.

(esta criança é o Dave Dave - conheça a história publicada aqui)

Sobre suas memórias favoritas com Michael

'Todas elas estão relacionadas com a sua bondade. Ele tinha um grande coração. Ele ajudava as pessoas com graves problemas, que tinham poucas opções. Ele se deslocava, doava o seu dinheiro para comprar coisas que as pessoas não tinham ou precisavam.'

'Michael foi ao funeral de um menino que se afogou após ter sido jogado no rio, pela mãe. O pai os havia abandonado e não havia o suficiente para alimentar (o bebê), ela o jogou de uma ponte com o seu irmão mais velho, depois ela saltou também, dentro do rio. Eles conseguiram salvar - a mãe e o outro filho mais velho - mas o bebê se afogou.

Mais uma vez, Michael leu algo sobre isso e foi imediatamente para Long Beach. Todos aguardavam o início do funeral. Entretanto, o pai nunca havia visto todos os danos que ele tinha causado. Mas nada mudou o fato porque o bebê estava morto.

Em suma, alguém perguntou por que estavam retardando o início do funeral, e outra pessoa disse que 'a pessoa que pagou a cerimônia ainda não tinha chegado.' Com isso, uma limusine chegou, e quem era? Michael.'

'Lembro-me de certa vez, em Liverpool... Michael leu em um jornal que falava sobre uma criança – como às vezes pode acontecer – ele havia sido criado por lobos, Michael imediatamente disse: 'É muito feio, é preciso levantar dinheiro para esta criança!'

'Ele estava constantemente à mercê de pessoas que queriam extorquir seu dinheiro. Ele foi acusado de acariciar uma criança, mas foi absolvido no julgamento. Mais tarde, o garoto admitiu que foi o seu pai quem havia planejado tudo, e nada era verdade. Pouco tempo depois, o suicídio do pai aconteceu.

Claramente, há uma abundância de aspectos na vida de Michael, que as pessoas não entendem. Ele não faria mal a uma criança em qualquer circunstância.'

'Ele era um superstar de magnitude tão grande que as pessoas tinham medo de se aproximar dele.'

'Ele era muito persistente e incansável. Nós trabalhamos seis dias por semana, este é um trabalho árduo.'

'Você pode citar uma pessoa que pode dançar como Michael Jackson? Ou você conhece uma pessoa com tal voz, que varia ao longo de três oitavas? Outras pessoas podem cantar, mas não como ele. E você pensa em todas as coisas malucas que ele já fez no palco! Ele é um homem muito excêntrico, mas também muito ingênuo e juvenil.'

'Michael tinha grandes recipientes de sorvetes Haagen Daas espalhados por todo o rancho, por todo o parque de estacionamento. Ás vezes, eu gostava de ir para lá de manhã cedo, em jejum, só para eu ter a minha própria tigela de sorvete Haagen Daas, ou uma bebida de café da manhã virava um pequeno almoço!'

'E a cada ano, mais crianças e pais vinham a Neverland. Eu sentava para ver porque eu sabia que tudo aquilo levava muito tempo…Além disso, eu estava com Michael, quando ele comprou a propriedade. No entanto, alguns pais vieram a mim com lágrimas nos olhos, perguntando: 'Mas, para onde nós viemos?'

Eu os respondia: Estamos de volta à infância em Neverland… Este é o lugar onde vive Peter Pan'.

'Todas as noites, as crianças vinham em macas, tão doentes que mal conseguiam segurar suas cabecinhas para cima. Michael se ajoelhava nas macas e colocava o rosto ao lado direito delas, para que elas pudessem tirar fotos com eles, e depois dar-lhes uma cópia para se lembrar daquele momento.'

Fonte: www.mj-777.com

Um comentário:

:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...