A festa ¨Killer Thriller¨


Em 16 de Junho de 2002, Michael Jackson marcou presença na festa Killer Thriller, que aconteceu no The Equinox no Leicester Square, com a participação de 2.200 fãs.

Este foi o discurso de Michael:

''Eu quero agradecer a todos os grandes, incríveis talentos. Contanto que vocês toquem a música, eu quero dançar! ... [Não faça isso, não faça isso...] Eu quero agradecer a este cara por um desempenho maravilhoso (Referindo-se a Ernest Valentino). Eu achei que Bryton McClure foi incrível, também. Ele é um grande cantor, bem, quero dizer ... Bryton!

De qualquer forma, eu queria primeiro dizer... Eu realmente não gosto de falar muito. Eu realmente não. Eu prefiro me apresentar do que falar.


(* Segurando o cartaz de um fã que diz Sony mata a música.)

Você sabe... deixe-me dizer isto... A tradição ... a tradição dos grandes artistas .... a partir de ... e eu realmente quero que vocês saibam o que eu digo ... A tradição dos grandes artistas, de Sammy Davis Jr., James Brown a Jackie Wilson, a Fred Astaire, Gene Kelly... 

A história geralmente é a mesma, porém, vocês sabem, esses caras trabalharam muito duro, e estão arruinados, por a história termina igual. Eles geralmente estão quebrados e, geralmente, simplesmente tristes, porque as empresas tiram vantagens deles, eles realmente o fazem.

E, vocês sabem, sendo o artista que sou, eu gerei vários bilhões de dólares para a $ony. Vários bilhões. Eles realmente pensam que o meu pensamento está sempre na música e dança, e geralmente está, mas nunca pensaram que esse artista iria pensar além deles.

Então, não podemos deixá-los prosseguir com o que eles estão tentando fazer, porque agora eu sou um agente livre. Eu só devo mais um álbum à Sony, é apenas um box, de verdade, com duas novas músicas que eu escrevi há muito tempo. 

Porque para cada álbum que eu gravo, eu escrevo como, literalmente, pelo menos 120 músicas, para cada álbum que faço. Por isso, eu posso fazer o box, lhes dando quaisquer duas músicas.

Então, eu estou deixando a Sony... um agente livre... eu, proprietário de metade a Sony Publishing... eu estou deixando-os, e eles... eles estão com muita raiva de mim, porque eu, eu apenas fiz um bom negócio.

(Um fã grita: Conte, Michael, conte a história!)

Então, a maneira deles se vingarem é tentando destruir o meu álbum. Mas eu sempre disse, vocês sabem, a arte, a boa arte, nunca morre.

(Aplausos da plateia.)

Obrigado.

E Tommy Mottola é um demônio!

(Os fãs vão à loucura.)

Eu não deveria dizer o que vou dizer agora, mas eu tenho que deixar você saberem disso. Por favor, não filmem o que eu vou dizer, ok? Desliguem, por favor.

Não... bem... eu não me importo. Grave!

Mariah Carey, depois de se divorciar de Tommy, veio a mim chorando. Chorando, ela estava chorando tanto que eu tive que segurá-la. Ela me disse que este é um homem perverso, e ''Michael, este homem me persegue'', ela disse. Ele grampeia os telefones dela, e ele é muito, muito mau... ela não confia nele.

Temos que continuar [mantendo] a nossa unidade até que seja rescindido.

(Grande resposta do público.)

Não podemos permitir que ele faça isso com os grandes artistas, nós simplesmente não podemos. Eu só queria que vocês soubessem que eu aprecio tudo o que vocês fizeram, vocês foram incríveis. Vocês são tão legais! 

Diana, todo mundo ...Waldo, todas as pessoas aqui, eu amo todos vocês ... vocês foram incríveis, eu amo vocês. Mas ainda assim, mas ainda assim, eu prometo a vocês, o melhor ainda está para vir!''

O vídeo

video

As imagens





























Neste mesmo dia, Michael havia participado de um protesto contra a gravadora Sony. Os fãs fizeram um protesto pacífico em frente aos escritórios da Sony Music em Londres.

Fontes:
Imagens do meu arquivo
Discurso: http://en.michaeljackson.ro

8 comentários:

  1. Tem quem não goste do visual, mas amo essa fase "rebelde" e o look do Michael, nessa era "invencible". Muito lindo!
    Eu ainda acho que a morte de Michael tem muito a ver com essa independência dele da Sony e ainda ser o legítimo proprietário da metade da Sony publishing. Nenhum outro artista foi tão longe e ousou tanto como Michael. O tempo nos dirá ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre um aperto no coração, olhar para esta fase onde ele brigava por seus direitos junto à Sony. Mas também gosto de ver essa inconformidade com a situação, Michael lutando por seus direitos como artista da gravadora. Um grande exemplo. Muito bonito ver ele recebendo o apoio dos fãs.

      Excluir
  2. Apesar de adorar as músicas do álbum "Invincible", também sinto um aperto no coração quando vejo imagens do Michael nessa fase. Acho que é um época em que aparenta estar muito triste. E o pior é que logo depois veio o demonio do Bashir e a fase horrorosa das acusações.
    Bj,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que Invincible e This is It são as eras mais difíceis, cada uma pelos seus motivos.

      *--*

      Excluir
  3. Também acho. Pelos comentários que a gente toma conhecimento, parece que o Michael foi muito pressionado e humilhado na época dos ensaios. Sensível do jeito que ele era e sem conseguir dormir, a gente fica imaginando o sofrimento dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, a pressão para realizar um número tão grande de shows foi fatal para ele.

      Excluir
  4. Haa, o Enerst, ^^, e que lindo o apoio dos fãs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindas lembranças, amiga. É sempre confortante de ver o apoio e a presença dos fãs.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...