Luciano Pavarotti


[Depoimento da esposa de Luciano Pavarotti] "Nós tivemos que ir até a casa de Michael Jackson em New York e era a primeira vez que nos encontraríamos com ele. O que eu sabia sobre ele é o que você lê nas revistas: excentricidades, máscaras no rosto e seu pavor de germes.

Eu havia dito a Luciano, que era sempre extrovertido e sociável, que muito provavelmente Michael Jackson não iria gostar de seus fortes apertos de mão, tapinhas nas costas e dos abraços que ele nos dava tão livremente, e eu lhe disse para não ficar desapontado se Jackson se mantivesse à distância, cercado por guarda-costas. "Ele é um cara especial", eu disse.

Michael abriu a porta para nós pessoalmente, vestindo uma camiseta branca e jeans. Ele estava sozinho e imediatamente correu para cumprimentar Luciano. Sentou-se no sofá entre nós dois e começou a falar com o entusiasmo de um menino.

Após alguns minutos, Luciano olhou para mim por cima de seus óculos, e no seu dialeto nativo, disse enfaticamente:

"Mas que monte de besteiras que você me disse!"

[Nicoletta Mantovani em entrevista à revista Vanity Fair da Itália.)

Na época, Michael Jackson e o cantor italiano [tenor lírico] Luciano Pavarotti estavam engajados em projetos humanitários que levaram Michael a ser homenageado.

O prêmio Telegatti

Em 05 de Maio de 1997, Michael Jackson foi à Itália para receber o prêmio especial Telegatti das mãos de Luciano Pavarotti. Eles também anunciaram um concerto beneficente para as crianças em Modena.

video

As imagens

Chegando na Itália







A filantropia de Pavarotti

Pavarotti produzia, anualmente, os concertos beneficentes chamados Pavarotti & Friends, em sua cidade natal, Modena, cantando ao lado de grandes músicos de vários estilos, para arrecadar fundos para as causas da ONU.

Concertos foram feitos para as crianças vítimas das guerras da Bósnia, Guatemala, Kosovo e Iraque.

Em 1997, foi inaugurado na Bósnia-Herzegovina, o Pavarotti Music Centre, um centro de música dedicado a minimizar o sofrimento das crianças bósnias na cidade de Mostar, com os lucros obtidos na turnê do show Pavarotti & Friends em 1995 e 1996.

Três Tenores

Em Junho de 1997, Michael Jackson estava em Milão [Itália] para se apresentar no concerto da HIStory Tour. No dia anterior ao concerto, 17 de Junho, Michael participou do concerto beneficente Três Tenores no estádio Braglia [Modena].


Na imagem acima, ele aparece com Placido Domingo (da Espanha), o regente James Levine, Luciano Pavarotti (da Itália) e José Carreras (da Espanha). Michael é apresentado como um convidado de Pavarotti e senta-se na primeira fila do público.




Com o cineasta Franco Zeffirelli

Pavarotti & Friends em 1999

O vídeo da apresentação de We Are the World 
no concerto beneficente em 1999.

video

As estrelas deste desempenho incluem [em ordem alfabética]: Ars Canto G. Verdi, BB King, Boyzone, Gianni Morandi, Gloria Estefan, Coro Guatemala, Joe Cocker, José Molina, Laura Pausini, Lionel Richie, Luciano Pavarotti, Mariah Carey, Marianne Tatum, Melanie Daniels, Orquestra Sinfônica Italiana, Pino Palladino, Renato Zero, Ricky Martin, Rob Mathes, Robbie Kondor, Shawn Pelton, Trey Lorenz & Zucchero

Michael Jackson não realizou We Are the World com Pavarotti. Houve um cancelamento de última hora, porque seu filho recém-nascido Prince estava doente.

Michael Jackson & Friends em 1999


Acima, o cartaz oficial dos concertos beneficentes Michael Jackson & Friends. Todo o conceito desses shows foi muito semelhante ao de Pavarotti & Friends e com a mesma finalidade: levantar recursos para a caridade.

Olhando para o cartaz, vemos uma lista de artistas, incluindo Luciano Pavarotti, mas ele não chegou a se apresentar. Da mesma forma como aconteceu na performance de We Are the World em Pavarotti & Friends, parece que não estava destinado que ambos se apresentassem juntos.

Fontes:
wikipedia
Vanity Fair
http://anthony-king.com
http://jacksonloner.tumblr.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...