Patrick Parton


O guarda-costas Patrick Parton [na imagem acima] passou oito dias junto de Michael Jackson, por ocasião do World Music Awards em Londres em 2006. Seguem algumas citações de uma entrevista que ele concedeu:

''Desde o início, nós utilizamos o seu avião particular e a maneira como ele falava com seus filhos era surreal - ele era muito caloroso com eles. Eu realmente vi algo diferente nele.''

"Todos nós jogamos futebol no corredor do hotel juntos. Michael usava aquele par de meias brancas, sem sapatos. Ele tirou as meias e começou a jogar futebol com a gente.''

"Michael me colocou no gol, e eu sou péssimo no gol. Mas então, ele não era tão bom no futebol também, e ficamos equilibrados.''

"Havia sempre uma grande multidão para vê-lo e que aguardava do lado de fora do hotel. Uma noite, ele me chamou e perguntou quantas pessoas haviam do lado de fora. Eu fiz uma rápida contagem de cabeça e lhe disse que eram cerca de 150. Ele me pediu para encomendar 150 pizzas para eles. Este foi o lado do Michael Jackson eu vi.''

Em outra ocasião, Parton acompanhou Michael e sua comitiva para assistir o show musical Mary Poppins no West End.

"Antes de irmos, ele me pediu para escolher 12 pessoas entre a multidão do lado de fora, para ir com a gente.''

Parton descreve como a comitiva foi a um restaurante no West End - Michael com seus guarda-costas, o príncipe de Bahrain e vários mega empresários - proprietários de lojas.


"Saímos por volta de meia-noite e Michael disse que íamos fazer compras, porque um desses proprietários iria abrir uma das lojas para nós. Tínhamos a certeza que estávamos seguros e não havia imprensa ou fotógrafos lá.''

''Em um ponto, Grace - a babá dos filhos de Michael - pegou umas calças infantis e lhe perguntou: 'Que tal essas para as crianças?' No dia seguinte, pegaram os jornais e havia fotografias de Michael segurando estas roupas infantis.''

''De alguma forma, a mídia conseguiu imagens do circuito interno da loja e as usou para distorcer as ações de qualquer pai normal. Eu posso entender a sua vida, agora - era como viver em um aquário. Ele não podia fazer nada.''

''Mas, voltando para seus fãs, uma vez havia uma grande multidão em frente ao hotel e uma senhora caiu. Michael parou para ajudá-la a se levantar. Ele poderia ter sido derrubado, também.''

''Eu vi um outro lado dele e como é interpretado por algumas partes da imprensa. Nesses oito dias que fizemos muita coisa juntos, fui a um monte de lugares e vi um monte de coisas - todas elas positivas. Minhas impressões a seu respeito foram todas boas.''

''Ele era uma pessoa muito tímida e só queria o seu pequeno círculo [de pessoas]. Ele era um bom homem de família, muito carinhoso com seus fãs. Foram as pessoas ao seu redor nas quais ele confiava. Ele confiou em muitas pessoas. Confiou demais nas pessoas erradas "

Fonte: http://www.lipstickalley.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...