XSCAPE - a primeira resenha


"Uau! Cheguei [à audição] bastante cético, como sempre fico em relação a álbuns póstumos, mas eu acabei SURPREENDIDO!

É o álbum que Michael, se estivesse vivo, lançaria em 2014! Algumas músicas são brilhantes, em especial Xscape, Slave [To The Rhythm], Do You Know Where Your Children Are e Place With No Name (que inclui samples de The Way You Make Me Feel), mas todas as oito são ótimas!

É um álbum muito forte e muito melhor do que os lançamentos póstumos costumam ser. Dá claramente para perceber as influências de Timbaland em algumas faixas, mas eles fizeram um excelente trabalho em mantê-las autênticas e, ao mesmo tempo, modernas.

Além disso, notam-se algumas similaridades com o álbum 20/20 Experience (Justin Timberlake) e com o som do Bruno Mars etc., mas de imediato você lembra que foram essas músicas que influenciaram os álbuns desses artistas, e não vice-versa.

Do You Know... tem um dos refrões mais fortes do álbum, e Xscape parece bastante atual. Ademais, Slave To The Rhythm tem um ritmo imenso, mas poderia ter tido mais energia - algo que futuros remixes poderão compensar.

Impressionado e prazerosamente surpreso!

Duas outras faixas são Blue Gangster e Loving You [= She Was Lovin' Me]... ambas ótimas. Algumas pessoas acharam que as duas faixas soam parecidas, mas eu diria que são mais coesas que repetitivas.

São apenas 8 faixas - mas isso você já sabia, não? Pena que eles não vão lançar o álbum de surpresa no iTunes amanhã mesmo. Isso geraria muita publicidade, ainda mais sendo o April Fools. Talvez o motivo da demora em lançar seja porque eles sabem o quanto o álbum é bom e assim, estão no aguardo das resenhas especializadas.

Houve um ar de surpresa com a qualidade do álbum e suponho que isso aconteceu em razão do disco anterior [Michael] e também porque Timbaland está envolvido.

Confesso que não sou nem um pouco fã do Bruno Mars, mas eu facilmente imaginaria ele lançando algumas daquelas músicas e fazendo muito sucesso. É uma pena que o Michael não receba tanto apoio das rádios atualmente.

Eu imagino que essas músicas serão uma grande novidade para o público em geral, sobretudo porque a produção e o som são um tanto diferentes das demos.

Também tive o prazer de constatar que não há partes com 'vocais extras' feitos por pessoas com timbre parecido ao do Michael, ou gravados por outros artistas. Ainda assim, se isso fosse necessário, diria que eles deveriam contratar um outro Jackson, irmão ou irmã do Michael, ou o 3T.

A primeira faixa do álbum é Love Never Felt So Good, uma produção bastante tranquila.

Na sala da audição houve uma surpresa com a qualidade das canções, e o entusiasmo foi crescendo conforme as duas primeiras músicas acabaram - alerto a segunda parte do álbum soa muito mais moderna e agitada! Eu não achei nenhuma das 8 faixas ruim, mas diria que a faixa 2 (não recordo o título) ou talvez a 3 sejam as mais fracas.

Não haverá a divulgação do tracklist tão cedo, mas eu estou certo que, com tantas resenhas que virão esta semana, isso será inevitável.

Slave To The Rhythm soa exatamente como no trecho do comercial do Xperia - gostaria que tivesse mais batidas fortes, já que o som de base é praticamente igual durante toda a música, mas ainda assim ela é fantástica.

Este álbum deveria fazer MUITO SUCESSO, mas não estou certo se isso acontecerá, especialmente porque são apenas 8 músicas.

De todo modo, concordo que as vendas serão muito boas, e parece que os planos da campanha dele envolvem várias plataformas de divulgação, o que me faz acreditar na sua grande chance de sucesso."



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...