Conversas Privadas em Neverland... (15)


A senhora Danvers

''Nos primeiros anos de nossa amizade Michael tinha uma empregada que cuidava da casa. Sempre parecia estar em toda parte em segundo plano, completamente quieta e observando o que se passava.

Depois de vê-la muitas vezes em minhas visitas, eu perguntei a Michael um dia, se ela sorriu alguma vez.

Ele respondeu: "Você sabe, eu nunca havia me dado conta, mas acho que sim. Provavelmente o faz quando não estou aqui", disse ele.

Era pequena, bastante delgada e sempre usava calças e jaqueta combinando.

Michael parecia alheio ao que eu interpretava como um constante estado de irritação. Me lembrava a personagem do filme de Alfred Hitchcock lançado em 1940 - Rebecca - estrelado por Sir Laurence Olivier e Joan Fontaine. A mulher que interpretava o papel da Sra. Danvers era Dame Judith Anderson e era muito parecida na forma de se vestir.

Eu acho que ela era suficientemente educada para que Michael não a notasse, como a Sra. Danvers no filme, mas todos na casa pareciam afastar-se dela.

Um dia, na casa de Michael, percebi que esta mulher tinha ido embora há algum tempo. Perguntei a Michael:

"Sobre aquela senhora que costumava estar com a gente quando estávamos jantando, a que vesti terninho e cuidava a casa...''

Ele me disse o nome mas eu não me lembro.

"Ela ainda está trabalhando aqui?"

Michael balançou a cabeça e disse: "Não, eu tive que demiti-la. Ele acabou por ser parte de um grupo de pessoas que estavam roubando antiguidades e coisas do rancho, para vendê-las.''

"Como você se deu conta?''

"Eu percebi porque alguém viu uma das minhas mesas no Santa Inez Inn e me contou. Então eu fui lá e tenho a certeza que era a minha mesa. Confrontamos as pessoas envolvidas e eu tive que demiti-los. Ela era um deles", disse ele.

"Você a denunciou?'', perguntei.

"Não. Eu nunca o faço", disse ele.

O que implica que algo semelhante tinha acontecido antes. Então eu perguntei a Michael se ele recuperou a mesa.

"Não. Ainda está lá", disse ele.

"Você não a quer?", perguntei.

"Não, não parecia se encaixar bem lá e falei com a polícia e sobre toda a papelada que tinha que ser feita, não valeria o preço da mesa. Nunca apresentei queixa, nesse caso principalmente, pelas mesmas razões."

by William B. Van Valin
*Médico e amigo de Michael Jackson.

*Em seu livro
Conversas Privadas em Neverland com Michael Jackson.

Fonte: Fórum MJHideout

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...