Remember The Time: Protecting Michael Jackson


''Quando os ingressos para os 50 shows de This Is It foram colocados à venda na semana seguinte, se esgotaram em poucas horas e, de repente, assentos estavam sendo leiloados no eBay por até quinze mil dólares cada.

De volta a Los Angeles, os preparativos para o lançamento dos shows em 08 de julho já estavam em andamento. Kenny Ortega, que foi coreógrafo de Jackson para os shows Dangerous e HIStory, foi contratado para dirigir a produção em massa. Centenas de dançarinos de todo o mundo viajaram para Los Angeles para audições.

O último show iria incluir mais de vinte números de produção, em contraste com o seu próprio design individual, tudo a um custo que estava se aproximando rapidamente dos $ 30 milhões.

Quando Frank DiLeo não conseguiu um acordo com AllGood Entertainment para colocar em cena um show da família com Michael Jackson, Joe Jackson se uniu a velho amigo chamado Leonard Rowe. Rowe, um promotor de shows, era um ex-presidiário que tinha sido preso por fraude no início de 1990.

Com o incentivo de Joe, Rowe foi para Patrick Allocco da AllGood Entertainment, prometendo uma reunião com Katherine Jackson, a única pessoa da família com quem Michael falava, na esperança que ela pudesse convencer o filho a se juntar à família seria o melhor. Temendo que os cinquenta shows em Londres colocassem em risco a sua saúde, ela concordou e começou a pressionar o seu filho.

Enquanto isso, Frank DiLeo estava ocupado forjando uma aliança com o assistente pessoal de Jackson, Michael Amir Williams, que neste momento controlava praticamente todo o acesso ao cantor. Williams, que nunca tinha gostado ou confiado em Tohme Tohme, viu DiLeo como melhor aliado para ter dentro do campo. E assim, o assistente pessoal abriu as portas para o ex-gerente.

No final de março, Tohme Tohme, Frank DiLeo e Leonard Rowe estavam se movendo de forma independente por Los Angeles, cada um alegando ser o representante de Michael Jackson.

Em 02 de abril, um site de notícias da indústria publicou um artigo intitulado "Quem é o gerente de Michael Jackson, Por favor, levante-se?''

Naquela época, muitos na área de Jackson estavam trabalhando ativamente para neutralizar a influência de Tohme Tohme, dizendo para Michael que Tohme tinha agido mal com o apoio aos cinquenta concertos em Londres.

Em 14 de abril, Jackson concordou em se encontrar com o pai. No final do encontro, Jackson assinou duas cartas, uma colocando Leonard Rowe como seu gerente e outra retirando de Tohme Tohme toda a autoridade para representá-lo. Na mesma época, Frank DiLeo começou a ter reuniões enquanto ele tinha uma carta, supostamente escrita e assinada por Michael Jackson, nomeando DiLeo como seu gerente e representante.

Com Tohme Tohme fora de cena e o mundo de Michael em completa desordem, DiLeo convenceu AEG que poderia controlar a famíia e seu acesso a Michael e que tudo correria bem até Londres. Em meados de maio, DiLeo estava trabalhando em um escritório na AEG. O promotor também mantinha relações cordiais com Tohme Tohme, que estava intimamente envolvido com o acordo de Londres.

Em 25 de maio, Jackson enviou uma carta a Leonard Rowe renunciando a qualquer relação de negócio, finalmente fechando a porta sobre a ideia de uma reunião da família Jackson, um negócio que nunca realmente existiu, mas de alguma forma tinha consumido uma grande quantidade de atenção por cerca de seis meses.

Duas semanas mais tarde, vendo seus esforços prejudicados, AllGood Entertainment processou Jackson por US $ 40 milhões, alegando que o acordo para se apresentar no O2 Arena violava o "contrato" com AllGood. Como solução do compromisso, AllGood disse que iria se contentar com uma porcentagem dos lucros dos concertos em Londres.

Os "abutres" que preocupavam Michael Jackson estavam vindo no momento certo e o stress começou a cobrar o seu pedágio. Jackson começou a faltar aos ensaios com regularidade e exibindo um comportamento errático. Ele estava perdendo peso - o qual caía para cerca de 58 kilos - e sua insônia piorou.

Em 19 de junho, Kenny Ortega, que mais tarde contaria, disse que Jackson foi aos ensaios em um estado alarmante, fraco demais para ensaiar. O diretor mandou Jackson para casa logo, e nesse noite ele se sentou e enviou um email para Randy Phillips da AEG, expressando suas preocupações.

"Ele parecia bastante debilitado e cansado esta noite", escreveu Ortega. "Ele teve um terrível caso de calafrios, estava tremendo, desorientado e obcecado. Tudo em mim diz que ele deve ser avaliado psicologicamente. Se temos alguma chance de levá-lo de volta para a luz, vai precisar de uma terapia forte para ajudar, bem como nutrição física imediata.''

"Eu acredito que ele realmente quer isso", concluiu o email. "Quebraria o seu coração, Ele iria quebrar, iria quebrar seu coração. Está terrivelmente assustado, pensando que todos vão desaparecer. Ele me perguntou várias vezes esta noite se eu iria deixá-lo. Ele praticamente me implorou. Ele partiu meu coração, era como uma criança perdida. Entretanto pode haver uma chance de que ele possa estar à altura, se conseguirmos ajudar a ele.''

Extraído do livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson in His Finals Days escrito por Bill Whitfield e Javon Beard - ex-guarda-costas de Michael Jackson.

Fonte: http://mjhideout.com

44 comentários:

  1. Lembro bem desse " disse me disse" em torno de um show ou até uma turnê dos Jacksons. Ficou por um bom tempo na mídia, e como sempre, a família por trás tentando morder alguma grana. E Allgood ainda processa Michael?! A regra é Faturar a qualquer custo, mesmo que a pessoa (Michael) nem tenha assinado nenhum contrato ou esboçado vontade de realizar o proposto. Sobre a situação em que o anjo chegou, eu entendo completamente. Ele estava sozinho. Totalmente!!! Não havia uma alma boa e honesta que estivesse ao seu lado. Um adulto no qual ele podia contar, ter o apoio, conversar, discutir, tirar dúvidas.... dói muito. Na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com vc... e essa passagem final a respeito do email do Ortega, é muito triste.

      Excluir
    2. Nem fala. Esta difícil até de comentar certas passagens :(:(:(

      Excluir
  2. Bom dia Rosane!
    É muito triste relembrar essa época, Michael não estava preparado para voltar. Sofreu uma pressão inimaginável. :( :(
    O foco do Michael naquela época era os filhos, não tanto o entretenimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Lais! O livro tem um final inevitável, é uma pena não podermos voltar e consertar o passado.

      Excluir
  3. Está difícil até de ler algumas passagens.

    Não consigo. Fico pensando se tivesse sido de outra forma, com pessoas honestas e competentes, o que não teria sido este show, a volta de Michael triunfal. Se tivessem dado tempo a ele para se preparar, nem que levasse mais 5 anos, enfim, ele estaria conosco agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim também. Já traduzi as partes mais adiante, inclusive do dia 25 de junho, e traduzi chorando, com aquele aperto no coração. :(

      E a gente precisa lembrar que essa ainda é a visão dos seguranças, os quais estavam relativamente longe. Imagine essa história sendo contada pelo próprio Michael.

      Havia gente lá dentro nos ensaios [eu li em outro lugar, faz tempo] que criticava Michael por ele andar acompanhado por seguranças, que isso não seria necessário. Estavam cobrando dele até o papel que se usava no banheiro. horrivel, triste de se ler.

      Excluir
  4. Boa noite angel! :) :) :)

    Nesse período eles já haviam perdido contato direto com Michael, então, pelo que entendi.

    Pois é. E esse Tohme, mesmo não estando mais trabalhando para Michael, estava no hospital no dia fatídico.

    Esse homem nem sequer prestou depoimento nos dois julgamentos - criminal e civil. Não que eu me lembre.

    Nos bastidores ele continuava agindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, amiga! :) :)
      Por alguma razão, esse nome do Thome Thome sempre me causou arrepios, mesmo antes de eu sequer saber quem ele era nos bastidores.

      Excluir
  5. A cada matéria mais tristeza. Dói demais, ele não merecia isso. O que nós sabemos são algumas peças do enorme quebra-cabeça. Cada um conta a sua versão. Não dá para dimensionar o que ele passou. Aliás, nunca saberemos porque, infelizmente, ele não está mais aqui para contar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estou até ansiosa para que o livro acabe logo... :(

      Excluir
    2. É tudo muito triste mas precisamos saber. Acho que temos esse direito e os seguranças-anjos nos permitiram isso.

      Excluir
  6. Eu geralmente leio o blog a noite, depois que chego do trabalho. Esse post me causou mal estar. Normalmente, tudo que esteja ligado ao sofrimento de Michael, independente da época, me causa um sentimento muito ruim de explicar. Mas esse, particularmente, me deixou bem mal. Sinto enjôo, dor de cabeça, o peito doendo, batimentos acelerados. É muito triste saber como ele foi explorado. A família TODA só pensa em lucros....em reunir os sem talento, ao único talentoso, prá se aproveitarem disso. Se os da família agem assim, o que se esperar dos estranhos ?? Eu não gosto de pensar no desespero dele, na angústia, na solidão, nas noites sem dormir, no enfraquecimento físico e emocional. Eu realmente to mal. Desculpe o desabafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dedete, eu compreendo totalmente. E aconselho vc a não ler as próximas partes do livro, então. Do meu lado também é dificil fazer a tradução com esses sentimentos por dentro.

      Excluir
  7. Olá Rosane, boa tarde!

    Lamentável toda essa história, triste saber que além de todos os abutres que estavam ao seu redor, a família tbém exercia um papel de interesses financeiro, me faz pensar que toda aquela união durante o julgamento, foi mais no sentido de preservar a galinha dos ovos de ouro, muito triste mesmo, foi um verdadeiro calvário!
    Esses relatos só reforçam a sensação que tive, desde aqueles momentos lá trás, de que algo muito sinistro aconteceu.
    Estive vendo algumas coisas, meio que por acaso, que me deixaram ainda mais deprimida, bem... mais uma das coisas que vi foi positiva, é que a passagem do Lavelle pelo Brasil, pois veio trazer serenidade ao que se refere as histórias sobre o Michael em relação ao que se divulga sobre ele, nas entrevistas que ele têm concedido, está obrigando a mídia a fazer matérias positivas, eu não havia acompanhado as participações dele em alguns programas, mas fiquei sabendo através do face do Rodrigo Teaser, o encontro dos dois está rendendo boas histórias, mas me chamou atenção a resposta dele à um comentário, perguntando o porque do Lavelle não ter sido convocado p/ This Is It, que ele respondeu o sgte:
    -"Na verdade ele foi. A história é longa, mas resumindo, uma vez que a AEG Live assumiu a coisa, todo intime antigo foi cortado. Os motivos que envolvem a contratação do Ortega e do Travis são meio obscuras. Mas em breve todos sabermos."

    Enfim.... não dá para comentar tudo que eu penso sobre essa história, mas fico arrepiada só de imaginar tudo que está por trás desses episódios! Assim que eu puder quero comentar mais sobre esse assunto. Bjs! Até a próxima! :)


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lady! Quanto mais eu leio, maior é a sensação do pouco poder que Michael tinha sobre esse concerto, visto que o próprio Seth Riggs - treinador vocal de Michael - estava se afastando, por conta da AEG Live ter oferecido um salário menor do que o de 20 anos atrás, e Michael confirmou para ele que a AEG estava tratando de afastar todas as pessoas nas quais Michael confiava.

      Até a próxima!

      Excluir
    2. Boa tarde Rosane, os comentários (seu e da Lady) foram muito bons. Gostei muito da frase dela " toda aquela união durante o julgamento, foi mais no sentido de preservar a galinha dos ovos de ouro". Já comentei com você que não gosto da família dele. Sempre achei todos interesseiros e vivendo na sombra dele. Mas a Lady foi muito feliz no comentário. Aquilo foi tudo um teatro! Como os seguranças já relataram, Michael ficava dias sem receber um telefonema e nas comemorações eram apenas ele, as crianças e os seguranças. Michael estava fragilizado, decepcionado, cansado,... e a pressão era muito grande. Acho até, que nos últimos meses, ele perdeu a noção da realidade. Estava navegando de acordo com a maré.

      Excluir
    3. Boa tarde, Leda! :)

      Eu sou da opinião que se houve momento sem que Michael pareceu estar fora da realidade, for por conta da medicação dita controlada que ele estava recebendo, e nós sabemos como podem ser os efeitos colaterais, ainda que bem administrados, e no caso dele, provavelmente mal administrados no dia a dia.

      Excluir
    4. Claro, você tem razão! Quando eu disse que achava que ele estava fora da realidade foi baseada nisso. Michael sempre se mostrou muito forte, mas nessa época, juntou tudo. Várias pessoas disseram que ele parecia ter alucinações, além do problema da insônia ter piorado. Problemas para isso não faltavam, o que faltava eram pessoas honestas e leais para ajudá-lo. Quando ficamos uma noite sem dormir, o dia seguinte não rende. Imagine quando isso vira rotina, os prejuízos que não causam no corpo.

      Excluir
    5. É verdade. E se a pessoa não se alimentar direito então, fica dificil prosseguir carregando uma responsabilidade tão grande quanto esses concertos.

      Excluir
    6. Oi Rô, depois que fiz meu último comentário fiquei pensando sobre o assunto e, fiquei chocada quando entrei aqui novamente, tudo o que pensei está escrito aqui nestes comentários, exatamente igual..... impressionante! Infelizmente não vou poder continuar!

      Bjs! Boa tarde! :)

      Excluir
  8. Tanta pressão em cima de Michael, tanta ganancia, tudo fez com que ele não suportasse o caos daqueles dias que antecediam os shows; cinquenta apresentações depois de terem virado a vida dele de cabeça para baixo, impossível acontecer. E as noites insones e a sensação de estar sozinho sem ter em quem confiar, não consideraram que ele estava fora dos palcos há muito tempo e que
    a vida dele estava resumida a estar junto dos filhos, acompanhando o crescimento deles, que tudo o que ele queria. Não tiveram a mínima consideração, prepararam a arena e jogaram-no aos touros.
    Sinto arrepios, Rosane só em pensar nos próximos capítulos, ele deve ter sofrido ao extremo, sozinho, talvez sem ter uma pessoa amiga para se apoiar, parece que todos se afastaram dele, ou estou enganada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michael já era um ''senhor'' aos 50 anos, como seria qualquer homem. Mesmo sendo um artista consumado, não se poderia exigir tanto do seu físico, performances por 50 shows seguidos, sem contar os meses de ensaio.

      Sim, tenho a certeza que ele se sentia muito sozinho, sem contar que ele acreditava que havia pessoas interessadas em matá-lo. :(

      Excluir
    2. ...e esse audio... é verdadeiro ou falso?

      https://www.youtube.com/watch?v=KIZLlvubm2Q

      Excluir
    3. Boa madrugada a todas! Rosane se nao for encomodar muito, sobre o que fala no audio? Nao estou conseguindo reproduzir. Obrigada:)

      Excluir
    4. Oi angel! Testei o link de novo e aqui ele roda normalmente... é um video - legendado - onde Michael está falando com Dieter [ex-gerente] sobre ter pessoas desejando a morte dele. Algumas pessoas reconhecem a voz de Michael, outras não.

      Se não for ele, ao menos se parece e muito.

      O telefonema teria sido dado em 24 de junho de 2009, um dia antes de sua passagem. :(

      Excluir
    5. aqui tem outro link com o mesmo audio

      https://www.youtube.com/watch?v=cN10v9BMrMs

      Nesse segundo video, melhor ainda, o sujeito mostra seu rosto no inicio e fala sobre quem é ele.

      ...ou será outro fake?!

      Eu me sinto dividida, já conheço o video faz tempo mas... sei lá.

      Excluir
    6. Rosane, obrigada!!! O problema é aqui mesmo. Tem liinks que não consigo copiar para ver. Fui Direto no YouTube e consegui assistir. Respondendo a sua pergunta: eu acho que a voz parece muito, ao ouvi-la me remete ao Michael. Mas, hoje em dia, tem tantos programas que fazem o trabalho de distorcer vozes para ficarem parecidas com de certas pessoas que a gente acaba ficando em dúvida de muita coisa. Achei estranho porque ele não entrou em detalhes, mesmo dizendo que não podia falar por telefone. Ele falou superficialmente, e coisas que todos nós sabemos. Ou seja, qq um pode ter gravado e se passado por MJ. Mas, que a gente sente uma coisa ruim sente. So de imaginar que pode ter sido ele de verdade. A agonia e o sofrimento em sua voz são palpáveis :(

      Excluir
    7. Não precisa agradecer,angel:) Sim, eu penso como vc, mesmo sabendo que ele pode ser falso, dá aquela sensação ruim, porque lembra muito a voz de Michael. Pior ainda... mesmo que o video seja falso, não quer dizer que não era exatamente assim que Michael vinha se sentindo...

      Excluir
    8. Bom dia meninas, eu já tinha ouvido esse audio. Concordo com vocês, mesmo que seja falso, ele mostra a "realidade" que Michael vivia.
      Para mim, o audio é verdadeiro. Ele não entrou em detalhes porque estava com receio que estivessem ouvindo o telefonema:
      " Eu não sei se eu deveria dizer isso, eu não sei quem pode estar ouvindo..."
      "... Eu não posso falar sobre isso por telefone..."
      "... eles poderiam me matar e dizer que uma overdose de drogas..."
      Depois de tudo o que ele passou durante a sua vida e constatando que estavam afastando todas as pessoas que eram de sua total confiança e leais, seria fácil ter esse tipo de raciocínio.

      Excluir
    9. Bom dia Leda! Ele também falou com Ortega e La Toya sobre o medo de ser morto por outras pessoas.

      Excluir
    10. Eu li sobre esse comentários em algum livro que, para variar, não lembro o título. Penso que não faltavam motivos para ele pensar assim.

      Excluir
    11. Bom... acabei de publicar a próxima parte. .. :(

      Excluir
    12. Aiaiai... não dá p/ comentar agora, tô agoniada...:(

      Excluir
  9. Nessa foto, parece que ele chora.

    ResponderExcluir
  10. Esses áudios são montagem. É fácil para hackers montarem áudios e colocarem no You Tube. Eles manipulam muito bem a voz de uma pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa, amiga... Sempre fiquei cismada com esse áudio.

      Excluir
  11. Boa noite, angel.

    Está sendo muito difícil para mim também, acompanhar estas últimas passagens do livro e não me encontro em condições de comentá-las! Me sinto agoniada...me falta o ar!
    Concordo com tudo o que foi comentado aqui. É triste demais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Regina... logo, logo, vamos virar a última página e passaremos a publicar histórias mais felizes sobre o nosso anjo. :)

      Excluir
    2. Que bom, Rosane. :) Sabemos, infelizmente, que faz parte da história dele e está sendo bastante esclarecedor, mas é difícil e doloroso acompanhar o final do livro! :(

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...