The King of Style: Dressing Michael Jackson (41)


Plano B

''Dennis e eu fizemos uma versão de apoio para a jaqueta de Billie Jean. Eles queriam cobrir com cristais e iluminá-la. Depois de assistir Michael ensaiando em junho, ficou claro que ele não poderia suportar esse peso, cerca de 4 kg. Então, Dennis foi procurar todos os tecidos pretos de lantejoulas que tivesse nas lojas.

Depois de ver várias opções, uma delas chamou sua atenção: lantejoulas pretas em elástico. Quando as agitava, soava como passos sobre rochas quebradas.

"É este, sem dúvida", disse Dennis.

Igual à luva, a jaqueta se iluminaria usando sessenta brilhantes luzes brancas Luxeon de Led, e quando nós mostramos a Michael, ele pediu mais. Porém mais luzes significavam maior bateria e Michael confiou em Dennis quando ele disse que a jaqueta ficaria demasiado volumosa.

Com a aprovação do Michael, fomos em frente, sem planos de iluminar a sua jaqueta nem a luva Billie Jean. Inclusive lhe asseguramos que ele teria as calças de dança com costuras elásticas. E sem polir seus sapatos Florsheim, os quais estariam seguros debaixo do meu travesseiro.

"Eu tenho uma ideia melhor", Michael sussurrou para mim durante uma pausa em meados de junho. "Por que não faz para mim todas as minhas roupas para a conferência de imprensa que faremos em julho, em Londres quando a turnê começa? E assim a roupa vai ficar com a gente por toda a turnê.''

Eu dei o maior abraço em Michael e lhe agradeci, não pela oportunidade de desenhar para ele, mas por nos conceder duas semanas para fazê-lo. Nesse curto espaço de tempo, precisaríamos tirar o pó nossos arquivos, remover as teias de aranha de todas as coisas que desenhamos nos velhos tempos. Algumas eram perfeitas para a ocasião e outras necessitavam uma renovação.

Entre elas, estava uma jaqueta de 2003, estilo hippy, inspirada em um modelo Cowboy da Levi's nos anos 60. A cobrimos caprichosamente com strass, turquesas, espelhos e broches. Como toque final, usamos uma cópia antiga de 2003 da mão de Michael e a usamos em sua jaqueta, preenchendo a ela com lantejoulas para que se assemelhasse a Billie Jean.

Ele gostou da ideia de desenhar em suas roupas, como se fosse algo que não fizesse normalmente, e sua mão era o toque pessoal e ele esperava que as pessoas notassem.


Outra peça que colocamos de novo em circulação para Londres foi uma jaqueta feita em 1989, para que fosse usada em uma visita à Casa Branca. Nós a levamos junto com a jaqueta negra militar e ele escolheu a segunda opção.

Mas nem tudo foi reciclado. Dennis e eu criamos uma quinta versão da jaqueta de Thriller e invocando a filosofia "para ser o mesmo, mas fazer diferente", nós mudamos o tecido por um plástico vermelho com hologramas que contribuíram dando profundidade e captavam a luz.''

Por Michael Bush (estilista de Michael Jackson)
Extraído do livro The King of Style: Dressing Michael Jackson

Fonte: MJHideout

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...