Remember The Time: Protecting Michael Jackson


Bill: ''Uma vez que o anúncio foi feito em Londres, e uma vez que as vendas dos cinqüenta shows se esgotaram, era como sangue na água para todos esses tubarões. Você pensou que era ruim antes? Agora todo mundo estava saindo, tentando se agarrar a isso.

Em Palomino tudo tinha passado por Tohme Tohme. Em seguida, em abril, bem no meio do período anterior, de repente, ele estava de fora. Sr. Jackson o demitiu. Sr. Jackson estava convencido de que esse cara não era de confiança.

Joe Jackson estava tentando montar um concerto reunindo os Jacksons, ver a eles juntos, de novo. Sabíamos que Sr. Jackson não queria fazê-lo. Quando o assunto veio à tona, o chefe apenas deu de ombros, colocou aqueles olhos e disse, ''Isso é tudo, Joseph''. 

Sr. Jackson disse, uma vez, que lhe encantaria mostrar aos seus filhos o que ele tinha feito com seus irmãos. Mas ele não queria ter nada a ver com os planos de negócios de seu pai e fazer qualquer coisa com seus irmãos implicaria seu pai. 

Mas Joe se apoiava em Katherine a fim de convencer Sr. Jackson a fazê-lo. A família não confiava em Tohme Tohme, então eles estavam tomando partido com quem estava tentando afastar a ele.

Mesmo depois que Tohme Tohme foi demitido, ele ainda estava pendurado em volta, afirmando ser o gerente de Michael Jackson. 

De alguma forma, Frank DiLeo tinha aproveitado seu tempo e, contratado pela AEG, agora ele estava reivindicando representar o Sr. Jackson, também. Foi um caos. Confusão total. Essas pessoas estavam lá fora assinando acordos, dizendo que eles eram representantes de Michael Jackson. 

E porque Sr. Jackson assinaria qualquer coisa que você colocasse na sua frente, tinha todos esses contratos em conflito e as cartas de acordo dando voltas, e todo mundo estava ameaçando processar todo mundo, porque violava esse acordo ou negócio.

Eu estava afastado de tudo isso, mas eu vi tudo o que estava acontecendo na indústria em torno do concerto. Não havia muitas pessoas que tinham o número direto para Michael Amir, nem todo mundo sabia que ele era o novo guardião.

Meu número era o último ponto de contato que muitas pessoas na empresa tinham para Sr. Jackson e eu estava recebendo chamadas o tempo todo. Foi uma loucura.

Todos estes e outros produtores que trabalharam em seus álbuns mais antigos, eles estavam me chamando e dizendo, ''Se Michael colocar tal canção no concerto, ele tem que pagar os direitos a fulano de tal. Ele tem que ligar para o meu advogado."

Eu estava recebendo chamadas como essa todos os dias. Pessoas ligavam somente para dizer, ''Ei, diga a Michael 'Boa sorte'...''

Não. Não houve nada como isso. Foi um frenesi. Eu só passava todas as mensagens em simultâneo para Michael Amir.''

Javon: ''Até mesmo Sra. Raymone estava de volta, tentando conseguir alguma coisa. Antes, quando estávamos vivendo em Monte Cristo, ela tinha organizado um jantar com o Sr. Jackson e alguém da AEG. Não tinha dado em coisa alguma, então. 

Mas agora que AEG tinha retornado para tentar novamente com Sr. Jackson, ela disse que lhe deviam algo. Embora Sr. Jackson tivesse pago centenas de milhares de dólares para ela ir embora, ela retornou após o anúncio de Londres e o processou por 44 milhões. 

Quando eu ouvi isso pela primeira vez que, nós dissemos... o quê? Depois de todo aquele maldito dinheiro que lhe pagaram? Ou é uma palhaça ou uma serpente. Você tem estado sempre a devorar esse cara, e agora quer 44 milhões de dólares por um acordo que não realizou? Que tipo de piada é essa?

Poderíamos dizer que ele não estava sendo bem cuidado - de repente, ele estava todo dia no noticiário. Os paparazzi estavam por toda parte. Apareciam fotografias dele no TMZ.com quase todos os dias. Quando eu vi todas aquelas fotos dele em Los Angeles, tudo que eu conseguia pensar era, ''Que diabos está acontecendo?"

Os paparazzi e as pessoas que cuidavam da sua segurança estavam levando a ele para dentro e para fora em lugares em plena luz do dia. Não podíamos acreditar que estivesse sendo assim.

Nunca levávamos Michael Jackson pela porta da frente de qualquer lugar, se pudéssemos evitar. Aqui desfilavam ao redor dele em frente às câmeras, sem parar.

Parte deste foi em Los Angeles e havia todo esse novo entusiasmo sobre o concerto, mas mesmo em Los Angeles, se você quiser evitar os paparazzi, você pode fazê-lo. É mais difícil. É necessário mais planejamento e mais esforço, mas as celebridades fazem isso o tempo todo. 

Pessoas famosas que não querem ser vistas não são vistas. Mas as pessoas que agora faziam a segurança do Sr. Jackson não pareciam se preocupar com sua privacidade. Elas se preocupavam mais sobre tentar colocar alguma coisa para gerar curiosidade para esta turnê. A vergonha é para todos que permitiram que isso acontecesse.''

Extraído do livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson in His Finals Days escrito por Bill Whitfield e Javon Beard - ex-guarda-costas de Michael Jackson.

Fonte: http://mjhideout.com

40 comentários:

  1. Bom dia Rosane, vou ficar repetindo a mesma frase... tudo isso é muito triste. Tratavam Michael como um fantoche, como as coisas chegaram a esse ponto? Para quem está de fora é fácil falar "basta demitir todos", mas até arrumar alguém de confiança, ele ficaria responsável por tudo? Ele não tinha muitas opções. Tudo girava em enormes proporções...milhões, o maior astro,... Nenhum ser humano normal iria suportar... ele perdeu o controle.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Leda! Muito, muito complexo... as próximas partes - e finais - do livro vão seguir nesse clima. A verdade é que Michael estava preso em uma teia - de seres humanos, claro. Dificil se libertar dela.

      Excluir
    2. Isso mesmo, ele estava preso numa teia de pessoas interesseiras e gananciosas.
      Como disse Javon "A vergonha é para todos que permitiram que isso acontecesse.''"

      Excluir
  2. Como eu já perdi a conta de quantas vezes assisti TII, assim que vi essa foto, lembrei do momento exato em que ela aconteceu, (ele está apontando para a tela do monitor). Foi quando conversava sobre a coreografia dos dançarinos na música "They Don't Care About Us".
    Saudades...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso dizer que assisti TII poucas vezes, apesar de eu ter o filme. Não gosto do sentimento que me vem depois. Na verdade, é uma mistura agridoce. :(

      Excluir
    2. Eu entendo e você tem razão. A primeira vez que eu assisti, saí do cinema,antes de acabar o filme. Tive que trabalhar isso em mim para conseguir assistir tudo. E digo mais, até hoje, todas as vezes que eu assisto fico emocionada. Ali estão as últimas imagens dele, fazendo o que mais amava (cantando e dançando). Nos ensaios, mesmo com todos os problemas emocionais e físicos, vemos o resultado de 50 anos de dedicação, generosidade, bondade, talento, profissionalismo, educação,... Fico feliz em ver os dançarinos, com menos da metade da idade dele, vibrando e em êxtase total ao vê-lo cantando e dançando.
      E quando dançam juntos? o "Sr. Jackson" dá uma banho de talento, mesmo estando afastado dos palcos por tanto tempo. Para mim, ele não precisa de nenhum recurso em suas apresentações, ele é o show!

      Excluir
    3. Sim, a presença da nova geração e a majestade do rei são a parte doce. Penso que se tivesse sido um concerto normal, sem todas as pressões obscuras, e se ele tivesse falecido de causas naturais, algo totalmente imprevisivel, nós teríamos aceitado melhor.

      É o sentimento de injustiça que prevalece e nos afeta.

      Excluir
    4. Perfeito Rosane, você disse tudo.

      Excluir
    5. Apesar de tudo, até gosto de assistir TII. Mesmo chorando toda vez, gosto de vê-lo. São as últimas imagens e acho que é por isso que sempre assisto.

      Excluir
    6. Dizem que tem mais material sobre TII e acredito que tenha, mesmo. O que assistimos foi uma edição à parte.

      Excluir
    7. Dizem que existem várias horas de gravacao. Eu espero que lancem um dia esse material. Seria uma honra e muita emoção ver mais um pouco do anjo.

      Excluir
    8. Assisti, no cinema 2 vezes, com meu filho, chorando muito. Depois nunca mais pude ver.

      Acredito que tenha muitas e muitas horas de gravações, mas eles selecionaram criteriosamente as partes "boas" para mostrar aos fãs. As partes em que ele conseguia dançar e cantar. Li depoimentos de fãs que presenciaram Michael muito mal, vomitando, quase desmaiando e ninguém fazendo nada para socorrê-lo, só pressionando para ensaiar. E outro em que o diretor (esqueci o nome) dizia ao seu médico se não podia deixá-lo sóbrio (de medicamentos) quando ele ensaiava.

      Exploração ao máximo, até mesmo de sua família.

      Excluir
    9. Eu fico muito triste em ler sobre isso. Michael merecia uma passagem tranquila, em idade avançada, depois de ter a alegria de ver seus filhos crescendo e ele mesmo ter realizado seu sonho no cinema. :(

      Excluir
  3. Nossa... tenho lido todos os posts desta biografia, leio os cometários de todas vocês e me sinto tão mal e com tanta dor.. Michael era tão frágil, tão carente, e me passa tantas coisas pela cabeça... e a pergunta maior é: Porque um ser tão bondoso precisou passar por tanta crueldade? tudo por dinheiro? me dá nojo! Não sei em quem confiar... tenho medo de ler os capítulos finais deste livro dos seguranças... sofro! Porque sinto Michael tão próximo.. pode parecer balela ou fantasia de fã doida, mas sinto mesmo, talvez por ter acompanhado sua carreira de perto ( nascemos no mesmo ano ).. 1958.. eu em março.. ele agosto... então me lembro bem ... desde Music and Me.. aquelas musiquinhas de criança.. esta ligação.. primeiro namorado a base de musica de Michael.. ele faz parte de tudo que vivi.. me dói muito... desculpem o desabafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zezé! Não existem realmente novas revelações a partir daqui, mas o testemunho sobre aqueles dias tristes, e o sentimento é de dor, mesmo, por causa que
      perder a Michael foi - para nós - como perder alguém da nossa familia, visto ele estar ''conosco'' desde a nossa infância.

      Excluir
    2. Boa tarde Zezé, não é balela ou fantasia de fã doida... é um grande amor que sentimos por alguém que também nos ama! Quando você falou das músicas, passou um filme na minha cabeça. Você tem razão, crescemos junto com ele, acompanhamos a sua carreira e cada música, marcou uma fase de nossas vidas. Sinto demais a falta dele, as vezes penso que tudo é um pesadelo. Não consigo me acostumar com o que aconteceu. Dizem que o tempo ameniza tudo, mas em relação a ele isso não acontece.

      Excluir
    3. Oi Zeze pode ter certeza que não é balela nem fantasia...sinto o mesmo. Michael esteve presente em nossas vidas por muitos anos (embora poderia ter sido muitos mais) e de forma tão intensa, verdadeira, bonita, nos dando tanto amor, que é impossível superar essa perda. Depois de perdê-lo descobri que não consigo superar a falta de alguém muuuito amado. Não nessas condições. Ou talvez eu não queira superar. Sei lá. Só sei que dói e não passa. Como sou espírita, acredito que, quem sabe num outro plano possamos encontrá-lo. Mas pelo menos, tem algo que me conforta diante de tudo: creio que ele alcançou a sua merecida paz.

      Excluir
    4. Oi Zezé, eu também sinto o mesmo que vc. Como disse Veronica, ele esteve presente em nossas vidas de forma tão intensa, verdadeira, bonita, nos dando tanto amor e alegria e nós aprendemos a corresponder a esse amor! Eu também não superei e nem quero superar a falta que esse alguém tão amado me faz!! Só quero buscar conforto, o que tenho encontrado, principalmente neste maravilhoso blog!

      Sobre a foto, ele está lindo e jovem! E também me lembrei da camiseta das fãs, eu concordei com elas, sempre pedi os cachos de volta, ele fica mais lindo com cabelo cacheado. :) ♥

      Excluir
  4. Agora vou falar da foto!!!!! Impossível eu olhá-la e não lembrar da camiseta que umas fãs deram a ele e ele usou nos ensaios de TII ( em Thriller) que estava escrito: curl for my girls. A ala feminina queria os cachos de volta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu estava editando uma foto com esta camiseta ''curl for my girls'' para publicar nesta postagem, depois eu resolvi trocar para a foto acima....

      Excluir
    2. Hahahah a não Rosane. Essa sintonia está ficando mais e mais rotineira. Bjim

      Excluir
    3. Mas é verdade... e também amo a história daquela camiseta! :)

      Excluir
    4. Acho que todas as fãs adoram os seus cachos. Ele sabia disso, na maioria de suas apresentações em Tours, ele estavam com eles.

      Mas, Michael é Michael e gosta de coisas diferentes e novos sempre.

      Excluir
    5. Pois é, lembrei de uma leitora daqui que gosta do cabelo dele bem curtinho... mas aqueles cachinhos da era BAD são o maior charme.

      Excluir
    6. Eu gosto de todas as fases. Mas a era History até a maturidade me fascinam :):d

      Excluir
    7. Sim... eu captei o vosso pensamento. :)

      Excluir
  5. Namastê amigas! ♥

    É difícil conceber que a vida de Michael virou de ponta cabeça e quase ninguém o respeitava mais, nem profissional e nem no campo pessoal.

    Com exceção dos fiéis amigos e que tinham realmente um vínculo verdadeiro com Michael como Liz Taylor, Michael Bush, Davi Nordahl e alguma (s) outra (s) pessoas que, no total não deve dar para contar nos dedos das mãos, ninguém mais o respeitava.

    Os seguranças que escrevem esse livro devem completar esse pequeno círculo de pessoas que viam Michael como um ser humano e não como uma máquina, um balcão de negociatas...

    Tenebroso tudo isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Namastê, amiga! ♥

      Foi uma pena que estes dois seguranças tenham sido afastados do circulo mais próximo de Michael, talvez eles pudessem conseguir se reaproximar, visto que Bill já tinha decidido ir para L.A. quando recebeu a noticia da passagem de Michael.

      Excluir
    2. Rosane, sem saber você me respondeu algo que eu tinha dúvida: se Bill e Javon chegaram ir para L.A antes da tragédia. Porque não me lembro de vê-los naquelas gravações da casa do Michael. Tudo foi milimetricamente arquitetado. Não sei se a justiça teve acesso às câmeras de segurança, que na época, disseram ter sumido. Você tem alguma notícia sobre isso?

      Excluir
    3. Eles não se encontravam em Los Angeles. Nesse justo momento estou traduzindo a parte em que eles contam que tudo poderia ser diferente se estivessem lá, porque não teriam ficado esperando por uma ambulância. :(

      Não sei te falar sobre as câmeras, eu me mantive propositadamente afastada da maior parte das matérias referentes a esse assunto das investigações, da mesma forma como eu não quis assistir ao memorial. Eu estava muito, muito triste e ler a respeito me deixava mal. Ainda não gosto de ler.

      Excluir
    4. Eram os seguranças da Nação do Islã que estavam naquele portão, não era?

      E a gente vê o círculo vicioso com gente indo e voltando. Porque sabiam que poderiam conseguir muito mais dinheiro.

      Corja de sanguessugas.

      Excluir
    5. Tem outro personagem nessa história: Christian Audgier, que parece era o proprietário daquela casa.

      Esse é outro que não se sabe como e até que ponto estava envolvido nisso tudo.

      Tudo muito sinistro.

      Excluir
    6. Acredito sim, que era a Nação que estava presente.

      Excluir
    7. Sempre tive uma visão positiva do Audigier, me pareceu ser um bom amigo de Michael. Até que eu saiba algo ao contrário, claro.

      Excluir
  6. Boa noite, Rosane

    Depois dos depoimentos de Bill e Javon, ficou claro para mim, que a agonia de Michael começou a partir dos sanguessugas envolvidos
    com o sue retorno aos palcos e terminou com a presença do incompetente Dr. Conrad, que não cuidou dele com a atenção
    que ele merecia. E para você, Zezé, todas as amigas já disseram que você tem razão, eu endosso as palavras delas e afirmo que
    fantasia, amor, carinho e proteção, era tudo o que Michael queria
    das suas fiéis fãs, e ele sabia que era assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Mari, eu concordo com vc. Tudo foi sobre dinheiro. Mais um motivo pelo qual Michael é um ''espelho'' da sociedade, porque pisaram por cima dele por conta da ambição.

      Excluir
  7. E por conta da ambição dos que viam nele a inesgotável mina de ouro, os filhos dele e nós o perdemos tão cedo. Isso dói.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que as pessoas não fazem pelo dinheiro, passam por cima de qualquer valor moral!

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...