Remember The Time: Protecting Michael Jackson


Javon: Eu não queria ir. Naquela época, eu estava tão frustrado. Eu estava vendo todos estes artigos nos jornais e todos os shows na TV. Tudo era Michael Jackson, Michael Jackson, Michael Jackson. Era a tal ponto que em Dancing in the Stars perguntaram aos competidores, "Como você se sente sobre o que aconteceu com Michael Jackson?"

Eu estava bem com as pessoas que apenas disseram, "Bem, ele era um grande artista e eu nunca vou esquecer sua música." Isso não me incomodou. Mas eu não podia suportar todas as celebridades que saíam de uma vez, tentando agir como se fossem seus melhores amigos, como se estivesse falando com ele todos os dias.

As pessoas diziam coisas como, "Sim, eu era amigo de Michael e estive com ele um ano atrás..." E eu só olhava para a televisão e dizia como, ''Não, você não estava. Eu estava com ele o tempo todo, e você não estava lá.''

Eu sabia que isso seria um falso funeral. Eu não quero estar perto da falsidade. Eu sabia que não seria capaz de manter a compostura. Eu disse para Bill, "Se eu for, eu vou machucar alguém. Realmente."

Eu queria entregar os meus respeitos e ter o meu tempo com Sr. Jackson, mas eu sabia que não ia ser assim. Eu estava um pouco apreensivo sobre quando Bill foi chamado pela Amiga. Então eu disse, "Bill, você irá representando os dois e entregará o meu bilhete para ela. Ela deveria estar lá."

Bill disse, "Você tem certeza?"

Eu disse, "Sim, eu tenho certeza."

Bill: ''Parte de mim não queria ir, também, pelas mesmas razões, mas eu estava mais desgarrado sobre isso do que Javon. Eu senti que era importante participar. Liguei para Amiga, eu mantive contato com ela e fiquei com ela em L A. Ela sequer estava nos Estados Unidos quando me chamou; ela chegou da Europa em menos de um dia.

Na manhã do Memorial, eu fui para o Hotel SLS em Beverly Hills, onde seria feita a distribuição dos bilhetes. Eu fui e entrei na fila, eu peguei os bilhetes e saí para esperar pela Amiga. Eu vi um monte de pessoas que haviam ganhado bilhetes em um sorteio de rádio que estavam fazendo. ''Você pode ganhar um lugar no funeral de Michael Jackson''. Isso realmente me incomodou.

Então, atrás de mim, eu ouvi essa voz gritar "Bill!". Eu me virei e era Amiga. Ela ainda estava chorando, parecia que não tinha deixado de chorar nos últimos dez dias. Ela se aproximou de mim. Eu lhe dei um grande abraço e lhe entreguei o bilhete. Então eu não voltei a vê-la novamente até que estivéssemos lá dentro.''

Extraído do livro Remember The Time: Protecting Michael Jackson in His Finals Days escrito por Bill Whitfield e Javon Beard - ex-guarda-costas de Michael Jackson.

http://mjhideout.com

15 comentários:

  1. Existem muitas coisas que ainda não foram esclarecidas desde o dia 25/06 e nem sei se algum dia iremos tomar conhecimento do que aconteceu.
    Entendo o sentimento de Bill e Javon, assim como o de Liz Taylor, quando disse que aquilo seria "um circo". Mas cada um reage de uma maneira, haviam pessoas que estavam no memorial sofrendo muito e querendo de alguma maneira prestar a última homenagem ou ficar perto dele por mais alguns momentos. Não temos como saber.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Leda, eu acredito no sofrimento dos fãs e seus verdadeiros amigos...alguns familiares... não dá para dizer quem é quem. Pelo que contam no livro, foi uma minoria que ele observou estar com um verdadeiro sentimento.

      Mas eu não me prendo mais a isso, Michael tinha uma verdadeira familia global ao redor do planeta. Nós, os seus fãs! :)

      Excluir
    2. Ontem estava assistindo ao documentário Michael Jackson Commemorated e Michael disse justamente isso. Que os fãs são sua família global, Foram os únicos que estiveram, e ele sabe, que sempre estarão ao seu lado independente de qualquer coisa. E que seus filhos são nossos filhos também :) Houve um momento, fofo, que os fãs começaram a gritar que o amavam e ele respondeu "I love you more" e alguém na lateral parece ter dito algo a ele,ele sorriu e disse: " mas é verdade"!

      A parte do documentário que passa esses momentos foi na comemoração dos 45 anos do Michael - celebration of love.

      Excluir
    3. Ai que eu daria um dedinho para poder participar de uma dessas festas! Eu morreria e iria direto para o céu!

      Excluir
    4. :):):):) só olhar, admirar ( rezar para não desmaiar) e quem sabe chegar um pouquinho perto e tentar conseguir um abraço. Mas se não desse já estaria ótimo, não é mesmo?

      Excluir
    5. hummm.. eu faria questão daquele abraço! :D

      Excluir
  2. Concordo com o comentário da Lêda. Bill, Javon e Liz Taylor têm razão quanto dizem que aquele memorial seria um grande circo, mas não podemos ser tão radicais. Acredito que algumas (poucas) pessoas estavam realmente tristes e prestaram sua homenagem de coração. Os fãs, com certeza, sempre o amaram/amam e nunca o abandonariam! Mas alguns amigos não o abandoram e sim, foram forçados a saírem de sua vida, como foi o caso dos irmãos Cascio, por conta das maldades de Bashir, Arvizo e Sneddon, como citei anteriormente. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho a certeza de que o amor dos fãs era o mais genuíno naquele local, sem contar a imensa perda que ele representou para os filhos. Para os amigos fiéis, embora poucos, fica a nossa gratidão.

      Excluir
  3. Depois que Michael se oi, foram tantos "amigos" que apareceram, mas, finalmente sabemos através dos relatos de Bill e Javon, que na realidade aquelas celebridades só queriam mesmo era botar a cara na
    mídia para terem seu momento de fama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, por isso eu não me arrependo de não ter assistido o memorial. Alguns depoimentos foram sinceros, outros, nem tanto. :(

      Excluir
  4. Eu sou uma das milhares de fãs de Michael que são gratas a você,
    Rosane, por este maravilhoso trabalho de tradução. Se não fosse por você, jamais saberíamos da existência de Bill e Javon e do quanto eles foram importantes na vida de Michael, ele foram além da função de seguranças, eles foram amigos e protetores do rei e dos seus filhos, por isso, nos dias de agonia que ele viveu rodeados
    pelos idealizadores, quero dizer, abutres que cuidavam dos shows que nunca aconteceram, precisou tanto dos seus amigos seguranças, mas, infelizmente, eles não puderam estar presentes,
    acho que se eles estivessem lá... será que teria mudado alguma coisa? Mas pelo menos Michael teria dois verdadeiros amigos por
    perto. Obrigada por tudo, Ro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico contente em ter acrescentado esse conteúdo na vida dos leitores que acompanham a página. Obrigada a vc, também!

      Excluir
  5. Quem é a " Amiga " que o Bill se refere ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma namorada de Michael cujo nome se mantém em segredo. Ela nunca quis aparecer na mídia, e pelo relato do livro, acredito que realmente amava Michael.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...