The King of Style: Dressing Michael Jackson (15)


Costurando uma meia

Michael gostava de suas meias brancas por três razões:

(1) Nenhuma pessoa usava meias brancas com sapatos pretos e calças, a menos que essa pessoa estivesse ancorada nos anos 40.

(2) As meias tinham ''pó de fada'' sobre elas.

(3) Colocavam o foco no que eles estavam fazendo com seus pés.

Em 1988, se preparando para o Grammy no Radio City Music Hall em New York, enquanto Michael assistia a fita dos ensaios, teve um desgosto. Por quê? Porque seus sapatos pretos se fundiam com o piso preto sobre o qual ele esperava dançar.

Suas meias brancas foram a solução: Coloque um par de meias brancas e a luz as captará. Michael sabia que o olho humano é atraído pela luz, o que era um dos motivos pelos quais tanto lhe atraíam lantejoulas e strass. Captam a luz e e isso fascinava a ele.

Se ele pudesse garantir que o público estivesse fixado em seus pés, eles poderiam, então, ver a magia de seus passos. Em turnê, Michael foi tão longe a ponto de construir um piso na cor cinza, para evitar confusão de cores.

No entanto, as meias brancas não foram suficientes. Michael precisava que fossem especiais. Deveriam ser funcionais e divertidas, também. As originais usados no especial de aniversário da Motown 25 para seu primeiro moonwalk tinham o strass ao longo de toda a meia. Antes de começarmos a trabalhar para Michael, ele deixava o palco sangrando.

Tivemos que fazer um novo par de meias que tivessem o strass desde o tornozelo para cima e que não ficasse dentro do sapato, devido ao peso. E deveriam ser strass, porque refletem melhor a luz.

Normalmente, em uma meia tinha 18 a 24 fileiras [114 strass em cada uma] e teriam que ser ligadas umas às outras. Compacto. A maioria das pessoas colocam strass aqui e ali para dar a impressão de cobertura total. Mas não Michael. Ele era a perfeição. Se uma pessoa está indo para fazer isso, ele fazia aquilo.

Nós costumávamos encontrar com Michael no estúdio durante a gravação para criar esboços, e ele colocava as pedras todas juntas, fazendo com que se tocassem, "Olhe, Bush, tem que se tocar. Compactas".

E ele estava certo. Finalmente fizemos o último par de meias para Billie Jean. as quais pesavam em torno de 1.100 kg e custaram milhares de dólares para cobrir. Depois de cada concerto, as meias precisavam de reparos e teriam que voltar para recuperar o pó de fadas perdido, o qual Michael havia espalhado entre um mar de fãs deslumbrados.

Fazer as pessoas verem seus pés se tornava seu próprio ato de magia. A luz é um amigo do ilusionista, desviar ou atrair o público, conforme solicitado. Quanto maior a multidão em frente a qual Michael iria atuar, maior preocupação com a capacidade de que olhassem para os seus pés. 

Poderia a última pessoa na parte de trás do estádio ver o que Michael fazia com os pés? O que tem de bom as meias brancas se você não pode ver a elas? Como poderia Michael tirar vantagem da luz para mostrar a sua capacidade? E quando você faz um movimento incrível, como o moonwalk, em seus bolsos? Como você o apresenta ao mundo? Você levanta suas calças.

Fazendo a meia Billie Jean

Nós usávamos meias esportivas compradas em lojas de departamento. As cortávamos pela parte detrás e ao longo da volta, costurávamos â mão cada pedra de strass aurora boreal, a fim de mantê-las firmemente agarradas à meia.


Quando todas estivessem costuradas, virávamos a meia do avesso e costurávamos por trás. O último passo consistia em costurar no interior da meia, na parte superior, uma peça elástica para que se mantivesse firme no tornozelo de Michael, e não caísse por conta do peso.''

Por Michael Bush (estilista de Michael Jackson)
Extraído do livro The King of Style: Dressing Michael Jackson

Fonte: MJHideout

19 comentários:

  1. A história de um dos símbolos mais característicos de Michael. É gratificante ler cada história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem ler a história, a gente não pode imaginar que um par de meias como essa fosse tão dificil de ser feita.

      Excluir
    2. Verdade Rosane. Bush e Dennis conseguiram traduzir exatamente nas roupas aquilo que Michael visualizava que seria o necessário para suas apresentações. Para somar ao seu talento natural. Que trio!!!

      Excluir
    3. Dennis já partiu, assim como Michael. Tenho a fé que a amizade dos três vai continuar no outro plano. \0/

      Excluir
    4. Boa tarde meninas, realmente é um privilégio saber de todos esses detalhes e um pouco da rotina do nosso anjo. Ao assistir um show nem imaginamos o trabalho que existe por trás, para que aquilo tudo aconteça. E se esse show é de Michael... a perfeição é o requisito básico. Tudo para ele tinha um motivo para existir, um verdadeiro gênio! Que orgulho de ter vivido na mesma época que ele e poder acompanhar o seu crescimento. Como eu li aqui uma vez: ver o príncipe virar rei!

      Excluir
    5. Boa tarde, Leda. O perfeccionismo de Michael se torna uma inspiração par o nosso dia a dia. Podemos fazer tudo bem feito e de coração, e assim, o resultado sairá melhor.

      Excluir
  2. Adoro saber os bastidores da vida dele!!! Esse livro é excelente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E Bush faz isso sem perder o bom gosto e o bom senso, ao longo de toda a narrativa.

      Excluir
    2. Boa tarde Rosane, você não recebeu o comentário anterior ao de 17:32?

      Excluir
    3. Boa tarde, Leda... não, infelizmente ele não aparece para mim. :(

      Excluir
  3. Que bacana! Adorei as explicações sobre o uso das meias brancas e sobre a história por trás da meias meias com pó de fada e todo o preparo para as magníficas apresentações do Rei.

    Michael pensava em tudo e quando era algo que ele não podia fazer, encontrava as pessoas mais indicadas para tal! Por isso, e porque ele era uma pessoa adorável, é que estava cercado de profissionais que trabalharam para ele durante anos e se tornaram seus amigos. Eu também estou achando o livro excelente! ♥ :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dos principios do mundo dos negócios empresariais [ por acaso ou não] saber delegar funções, ''criar pontes'' com pessoas experts em suas áreas.

      ♥♥♥

      Excluir
  4. Seria um sonho conseguir pegar um desses strass que Michael deixava cair, como uma fã deslumbrada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahah... boa lembrança, Elisa! :-bd

      Excluir
  5. Aliás, meias brancas com calças e sapatos pretos eram considerados pecados ao estilo, até que Michael fez desse pecado um estilo.

    Até os seus irmãos implicavam com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, ainda hoje lembrava disso, ao olhar um gif de Michael no Japão, no momento em que a cãmera focava suas meias. [fora do palco].

      Excluir
    2. Perdão... era na Coreia... e o gif é esse

      http://1.bp.blogspot.com/-BnXSSodDOC4/UpEiTmVzdnI/AAAAAAAA-40/0iCzPzoyy7w/s1600/michael+jackson+coreia+do+sul+%25281%2529.gif

      Excluir
  6. Sapatos estilosos. Ele estava muito feliz ali.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...