The King of Style: Dressing Michael Jackson (final)


Final

''Man in the Mirror era a canção final e Michael planejou sua partida subindo em um avião chamado MJ Air, mas antes do embarque, eu teria que encontrar com ele no centro do palco com uma maleta e entregar a ele, junto com uma jaqueta cinza metálico. A colocaria, tiraria o microfone e secaria o rosto com uma toalha. Então, Michael daria a volta próximo à platéia, subiria no avião e sairia voando.

O primeiro seria umas poucas semanas mais tarde. Nós ensaiamos até à 01:00 da manhã em 25 de junho de 2009 e, em seguida, sequei Michael com uma toalha enquanto ele estava sentado em uma cadeira de diretor.

Ele estava cansado e eu também. Sem dizer nada, se colocou em pé para tirar a camisa molhada. Eu gostava desta rotina confortável de relacionamento relaxado que, sem palavras, funcionava. Dizem que é sinal de um bom relacionamento, apreciado entre ruído e silêncio.

"A minha quarta turnê com você, Michael, é difícil de acreditar. Obrigado por mudar minha vida de novo.''

Eu não tinha certeza de que ele sabia exatamente o quanto ele tinha mudado minha vida, por dentro e por fora. "Me fez o rapaz mais feliz com agulha e linha."

Michael olhou nos meus olhos, me deu um grande abraço e disse, "Não, Bush, você mudou minha vida. Obrigado.''

Cerimoniosamente, caminhei com Michael até o seu carro. Eu lhe dei a toalha e levei seus [sapatos] Florsheim comigo.''

À 01:00 da tarde em 25 de Junho de 2009 recebi o telefonema.

"Michael está no hospital. Ele não parece bem."

Dennis foi para o estúdio enquanto eu me encontrava com a equipe no Staples Center, onde os ensaios tinham acontecido na última semana.

Enquanto minhas mãos tremiam ao volante, eu olhei as roupas de Michael e seus sapatos pelo espelho retrovisor. Eles tinham sido provados apenas doze horas antes, depois de dizer adeus para ele e ir para casa.

No auditório, dezenas de dançarinos com as mãos postas em oração, com a televisão transmitindo noticias de forma ininterrupta.

Ignorando as chamadas de amigos e colegas, os quais eu que quisessem saber "se a notícia era verdadeira'', mas eu não tinha ideia do que estava acontecendo ou, pelo menos, fazia o possível para negar todas as especulações sobre o estado de Michael.

Às 02:29, a especulação se tornou realidade : Michael foi declarado morto pela televisão. "Últimas Notícias", como foi anunciado.

A sala irrompeu em lágrimas. Eu me sentei em silêncio, me sentindo sozinho. Ele tinha ido embora. Eu estava desesperado para sair de lá, mas nós não fomos autorizados a sair. Por causa do pânico desencadeado, os gerentes estavam preocupados com uma crise, saques e sobre proteger as coisas que estavam distribuídas pelo vestuário, as mesas e cadeiras desordenadas. 

Passei o que pareceram horas em seu guarda-roupa, coletando itens pessoais, tudo o que eu pensei que poderia ser vendido ou roubado e trancando as roupas à chave. Para mim, um amigo, uma pessoa, havia falecido, mas todo mundo estava agindo, no entanto, como guardiões de mercadorias sem sentido. Os eletricistas recolhiam cabos, os dançarinos lamentavam a perda de uma carreira que nunca cumpririam... Michael tinha morrido e a cortina foi fechada, literalmente.

Quatro horas após a notícia, finalmente nos disseram que recolhêssemos nossas coisas e que a gente fosse embora. Quando eu fui pegar minhas chaves, tudo o que eu tirei do bolso da minha calça jeans foi o chaveiro. 

Eu corri para o estacionamento e lá estava meu carro com as chaves no mesmo, na ignição, o motor ligado, as portas abertas, com todas as roupas de Michael ainda no banco de trás. Durante cinco horas, ele tinha estado com o motor ligado, aberto, ral como eu o deixei, incapaz de pensar o impensável.

Com o que restava de gasolina eu cheguei em casa para encontrar Dennis sentado em frente à TV, com o controle remoto na mão e o telefone tocando. "Não atenda'', eu disse. Nenhum de nós queria falar com a imprensa que estava chamando.

Dennis e eu olhamos em volta para os manequins vestidos com os figurinos inacabados que nunca conheceriam a magia do que foi planejado para eles. Quando Michael parou, tudo parou.''

Nosso último dever

Duas semanas após a morte de Michael, nosso telefone não parava de tocar sem parar, mas não estávamos esperando um telefonema da família de Michael. Sua irmã La Toya estava no telefone.

"A família decidiu que você deve escolher o que Michael vai usar para seu descanso eterno."

Quando recuperei a voz, minha primeira reação foi, "Eu não acho que posso fazer isso."

"Você tem que fazer isso", La Toya estava firme. "Quem mais seria?"

Ela estava certa. Quem o faria? Dennis e eu nunca tínhamos nos recusado a responder um telefonema de Michael e não faríamos isso agora. Então, humildemente, eu aceitei a honra de vestir Michael Jackson pela última vez.

Vinte e cinco anos trabalhando com Michael atuaram como um projetor em nossa mente. A magia, a mística, a busca, o seguinte desfilavam em frente aos nossos olhos e nos inspiravam o nosso último e mais importante enigma. Qual era a peça favorita de Michael? Que detalhes deveríamos incluir?

Uma coisa sabíamos como certo, graças a uma breve conversa que tivemos os três, fazia muito tempo. "Se alguma coisa acontecer comigo, por favor, não me coloquem a luva. Esta luva é somente para Billie Jean", ele nos disse.

Quanto à pergunta a respeito de Michael ter roupas favoritas, ele respondeu como um pai que se recusa a escolher entre seus filhos: "Oh, todas elas são minhas favoritas.''

Mas nós sabíamos que não era verdade. Este homem místico não tinha segredos para nós sobre o que ele gostava.

Precisávamos de joias e pérolas. "Um anjo, um escudo e uma pulseira'', disse Dennis, abrindo as gavetas e à procura de coisas. Eu entrei na busca do que Michael iria considerar digno de um rei. Pérolas? Sim. Michael gostaria delas. Dennis concordou.

Então eu me lembrei. Onde estava a jaqueta de pérolas que Michael usou em 1994 [1993, na verdade**] quando Janet entregou um Grammy para ele?

Nós não tínhamos tempo para encontrar o original, de modo que Dennis começou a cortar o molde uma jaqueta militar imediatamente. Esta seria a última imagem que o mundo teria de Michael, se a família o permitisse, e ele precisava levar as tirar as pedras de um rei: pérolas. Muitas perolas. Na jaqueta que Dennis cortou, eu costurei centenas de pérolas, na tentativa de recriar a peça que nós sabíamos ser a favorita de Michael.

E o resto do traje pareceu vir naturalmente. Eu costurei uma fada de lantejoulas com um vestido verde lançando um fio de pó de fadas, o qual ele tanto amava, no interior do lado direito da jaqueta.

Em cada lado do volo, eu costurei um lírio. Sobre o coração de Michael, a cruz de Malta. Para o bracelete, usamos cristais negros cobertos com pedras strass quadradas e uma coroa real britânica reais em prata de lei.

Os Levi's negros eram seguros, mas demos um passo adiante e os fizemos em couro incrustados de contas. E como nós sabíamos que não iríamos incluir luvas, decidimos incluir o que nós consideramos como a "próxima luva", caneleiras de luzes que brilhavam com cristais anti-bala, o que era para ser usado no número de abertura de This Is It.

Ademais, nós usamos outras coisas da turnê: Um cinturão banhado em ouro dezoito quilates, decorado com pedras semi-preciosas multicoloridas, com dois anjos segurando uma coroa na fivela e, claro, óculos de sol. Tínhamos muitos óculos de sol a calhar, porque Michael os quebrava diariamente.


Em relação a seus pés, Michael dançava com os Florsheim, mas quando não estava no palco, sempre usava botas Beatle. Liguei para La Toya e perguntei o que a família queria.

"Tem que deixar este mundo dançando.'' Não havia uma gota de dúvida em suas palavras. "O Florsheim, definitivamente."

Duas semanas depois de sua passagem, chegou o momento de levar as roupas para Michael no Forest Lawn, onde a família realizou uma cerimônia privada.

Eu não pude me separar dos sapatos que Michael me deu após a Bad Tour. Eles eram a minha parte pessoal da mística de Michael. Já era suficientemente difícil dizer adeus a um amigo e eu encontrei consolo em saber que ele havia dado para mim uma parte de si mesmo. 

Então, eu comprei um novo par de Florsheim, os risquei como Michael tinha me ensinado e os levei ao necrotério. Deixei as roupas lá, mas antes que pudesse me virar e ir embora, o funcionário disse, ''A família pediu que seja você que vista a Michael.''

Se alguma vez Michael precisou de você, eu disse a mim mesmo, é agora.

Meu coração dolorido foi encorajado a saber que é um belo presente ser cuidado por um amigo querido durante a vida e depois da vida.

Sobre o caixão banhado em ouro dezoito quilates, Dennis colocou um arranjo floral de lírios orientais brancos. Do outro lado, colocou uma foto emoldurada de Michael em seu figurino de Come Together, com aspecto invencível, extraordinário, levando dois lírios azuis. 

Quando Prince e Paris se aproximaram de seu pai, fizeram levando uma coroa, a qual foi desenhada, soldada e criada por Dennis, com amor e honra. Prince e Paris colocaram a coroa de seu pai sobre os lírios. Enquanto rubis, esmeraldas e safiras captavam a luz da lua que bailava à noite ao longo do céu, contemplamos não um funeral, e sim, uma coroação.''

Por Michael Bush (estilista de Michael Jackson)
Extraído do livro The King of Style: Dressing Michael Jackson

Fonte: MJHideout

28 comentários:

  1. Como ficou lindo a jaqueta de pérolas, o cinto, a calça. Ele deve ter adorado. Pena que não nos deixaram vê-lo pela última vez, dizer adeus.

    Dennis e Bush honraram até o último vestir de Michael, com dignidade, beleza e respeito.

    E, que bom, que ele pode agradecer ao Michael por ter mudado a vida deles (que bom, que eles são agradecidos também) e que, Michael, também pode agradecer a eles.

    Muito triste o final, mas sereno também. Bonito, chorando aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É de chorar, mesmo. :(

      ''Enquanto rubis, esmeraldas e safiras captavam a luz da lua que bailava à noite ao longo do céu, contemplamos não um funeral, e sim, uma coroação.''

      Excluir
    2. Também gostei da escolha das roupas par ao último momento, assim como somos agradecidos (as) por Bush e Dennis terem lhe acompanhado nesses ´momentos tão dolorosos.

      Excluir
  2. Também, gostei muito do valor que o Bush dá aos sapatos recebidos de presente, pelo Michael. ...ele havia dado para mim uma parte de si mesmo. E era mesmo, os sapatos eram a parte mais importante da performance de Michael.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah... eu amei esta parte, também. ♥♥♥

      Excluir
  3. E minha admiração para sua descrição do último momento, não apenas com respeito, mas com a arte da ternura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim... com certeza. Com poesia.

      Excluir
  4. Rosane realmrnte chorei aqui....
    Me fez relembrar o dia 25 de junho...:'(
    Mas Amei realmente ♥♥♥
    Mas essa e a ultima parte do livro??

    ResponderExcluir
  5. Oi Rosane,

    Muito lindo, amei tudo,
    O depoimento deles, a última roupa confeccionada para ele,
    Tudo perfeito, sem mais palavras,

    Bjs
    Fátima


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fátima,

      que bom que vc amou, faz valer a pena o trabalho de tradução.

      Bjinho! ♥

      Excluir
  6. Boa noite Rosane,

    muito triste todo esse depoimento mas graças que Bush e Dennis tiveram forças e puderam fazer essa última roupa de Michael. Muito linda mesmo.
    Gostei muito do que ele disse: não era um funeral mas uma coroação e eu concordo plenamente.

    Uma ótima semana pra você angel!

    Ps: alguns problemas um pouco graves não tem me permitido comentar como devia amiga, sorry!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, amiga, ♥♥♥

      a gente chegou ao fim da leitura de mais um livro sobre o nosso amado Michael.

      Eu sinto muito que você esteja passando por dias difíceis, mas da mesma forma, eu desejo que essa semana seja mais amena para vc e seus familiares, angel. Se eu puder ajudar em alguma coisa, você sabe, estou por aqui.

      Bjs de luz! ♥♥♥

      Excluir
    2. Obrigada amiga,

      quando as coisas amenizarem te mando um e mail.

      Bjos!

      Excluir
  7. Boa noite, angels do Michael!

    Um final muito triste, como tinha que ser, mas muito bonito, muito digno, terno e poético! Comecei a chorar a partir do segundo parágrafo. Me fez relembrar aqueles dias tristes de 2009. Gostei da atitude da família de Michael em pedir para Bush escolher o último traje e para vesti-lo. Michael Bush e Dennis Tompkins cumpriram a última missão com perfeição, como sempre fizeram!

    Amei o livro, Rosane! Amei conhecer essa grande pessoa e profissional que é Michael Bush e sobre o processo de criação dos importantes figurinos do nosso amado Rei, juntamente com Dennis Tompkins. Parabéns pelo seu trabalho de tradução e obrigada por compartilhar conosco! :)

    Uma abençoada semana para você e para todas(os) as(os) leitoras(es) deste maravilhoso blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, angel do Mike!

      Eu também agradeço a vc e às nossas amigas que acompanharam o paso a passo da publicação aqui no blog. Bjs, uma semana bonita para vc. :)

      Excluir
  8. Olá Rosane, boa semana p/ todas/os desse blog!

    ... Sinceramente, não consigo imaginar, o quanto deve ter sido difícil esse momento p/ o Bush e o Dennis, uma emoção imensurável, estou sem palavras!!! :(( Bjs! ♥♥♥...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Lady, uma semana abençoada para vc também. :)

      Excluir
  9. Oi Rosane,
    Chorando aqui.. muito emocionante e triste esse relato final.
    Que bom que foram o Bush e o Dennis os escolhidos para esse momento. Posso imaginar como foi doloroso.
    Obrigada mais uma vez por ter traduzido o livro prá gente..
    Eu adorei.
    Tô quietinha mas entro todo dia aqui, viu?
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sidnea,

      eu tenho certeza do quanto vc ficou emocionada, não tem como não partir os nossos corações.

      Que bom que vc acompanhou a tradução por inteiro.

      ...e eu curti que vc saiu de sua quietude, viu? :) Bjs,

      Excluir
  10. ♥ Boa noite amiga...♥

    Obrigada por todo o teu trabalho de traduzir as páginas de um livro digno de Michael. É mais uma parte do legado de Michael que fica. Por isso, só não conhece Michael, quem não procura.

    Um final triste, mas que, vindo de pessoa idôneas como Michael Bush, que soube conduzir a narrativa de forma que engrandece Michael.

    Nós só temos a agradecer a eles por tudo. Pessoas que fizeram toda a diferença na vida e obra de Michael.

    ♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, amiga. Nós precisamos de relatos idôneos para neutralizar as mentiras que se propagam sobre Michael.

      ♥♥♥

      Excluir
    2. ....e boa noite, angel! ♥♥♥

      Excluir
  11. Muita emoção, Rosane, o coração fica apertado só de lembrar daquele dia em que o mundo, literalmente, parou. Os fiéis Bush e Dennis, como não poderia deixar de ser, fizeram mais uma vez um trabalho digno do rei Michael Jackson, mas com certeza foi uma missão penosa. Soou como uma despedida os agradecimentos entre eles, achei isso muito importante. Fico pensando que, depois de tudo, as experiências vividas por Dennis e Bush passavam como um filme em suas cabeças. Agora,
    Bush convive com as lembranças dos dois amigos.
    Agradeço por mais esse presente que você nos deu, Rosane.
    Por algum motivo, que eu não lembro agora, não li algumas partes do
    The King of Style, mas vou recuperar isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu apoio cada palavra sua, Mari. ♥ E prepare o seu coração, para acompanhar a publicação de mais um livro aqui no blog, a partir dos próximos dias.

      Excluir
  12. Belo trabalho Rosane!
    Quanto a Bush e Dennis, ficou claro que de forma absoluta eram os melhores e mais amorosos amigos de Michael!Eles realmente gostavam dele, não só como um ícone, mas como ser humano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada.

      Michael mereceu ter esses dois amigos leais ao longo de sua vida, com certeza.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...