Entrevista de Paris Jackson


Trechos selecionados da recente entrevista que 
Paris Jackson concedeu à revista Rolling Stone

"Eles sempre dizem: 'O tempo cura'... mas realmente não, você só se acostuma, eu vivo com a mentalidade de 'OK, eu perdi a única coisa que sempre foi importante para mim'. Então, no futuro, qualquer coisa ruim que aconteça não pode ser tão ruim quanto o que aconteceu antes.''

Michael ainda a visita em seus sonhos, ela diz: "Eu o sinto comigo todo o tempo."

Michael, que se via como Peter Pan, gostava de chamar sua única filha de Tinker Bell [fada sininho]. Ela tem as palavras Faith [Fé], Trust [Confiança] e Pixie Dust escritas perto de sua clavícula.

Ela tem uma imagem [tatuagem] da capa de Dangerous em seu antebraço, o logotipo BAD em sua mão, e as palavras RAINHA DO MEU CORAÇÃO - na letra de seu pai, a partir de uma carta que ele escreveu - em seu pulso interno esquerdo.

"Ele não me trouxe nada além de alegria", diz ela. "Então por que não ter lembretes constantes de alegria?"

Em seu pulso direito está uma pulseira de corda e jade que Michael comprou na África. Ele estava usando-a quando ele faleceu e a babá de Paris a recuperou para ela.

"Ainda cheira a ele", diz Paris.

Paris Jackson tinha cerca de nove anos quando percebeu que grande parte do mundo não via seu pai da maneira como ela o fazia.

"Meu pai chorava para mim à noite", diz ela, sentada no balcão de uma cafeteria de Nova York em meados de dezembro, segurando uma pequena colher na mão. Ela começa a chorar também.

 "Imagine o seu pai chorando para você sobre o mundo odiá-lo por algo que ele não fez. E para mim, ele era a única coisa que importava. Por ver todo o meu mundo em dor, comecei a odiar o mundo por causa do que eles estavam dizendo. Como as pessoas podem ser tão maldosas?' Ela faz uma pausa. "Desculpe, estou ficando emocional."

Houve outro trauma que ela nunca mencionou em público. Quando ela tinha 14 anos, um "completo estranho" muito mais velho a abusou sexualmente, ela diz. "Eu não quero dar muitos detalhes, mas não foi uma boa experiência, e foi muito difícil para mim, e, na época, eu não contei a ninguém".

"Basicamente, como pessoa, ela é quem meu pai é", diz seu irmão mais velho, Prince. "A única coisa diferente seria sua idade e seu gênero."

Paris é semelhante a Michael, acrescenta ele, "em todos os seus pontos fortes, e em quase todas as suas fraquezas também. Ela é muito apaixonada. Ela é muito emocional ao ponto onde ela pode deixar a emoção nublar o seu julgamento."

[Paris] ''Ele é meu pai. Ele sempre será meu pai. Ele sempre foi e nunca deixará de ser. As pessoas que o conheciam muito bem dizem que o vêem em mim, que é quase assustador. Eu me considero negra. Meu pai me olhava nos olhos e ele apontava o dedo para mim e ele dizia: "Você é negra. Seja orgulhosa de suas raizes.'' E eu diria, '' Oh, ele é meu pai, por que ele mentiria para mim? ''

A entrevista completa se encontra aqui

Fonte: http://www.rollingstone.com

Nenhum comentário

Postar um comentário

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...