Depoimento de Dave Glee


''Uma das primeiras coisas que me aconteceu [quando entrei na Sony] foi que me jogaram para cima de Michael Jackson. O álbum BAD estava seis meses à venda e Frank Dileo foi o primeiro tipo que conheci.

Há que entender que toda a ideia do Michael era ter singles de sucesso. Ele não se importava com o que custasse. E que não poderia se dizer 'Vídeo'. Ele dizia, ''Glew, não são vídeos; são curtas-metragens. Por favor, diga ao seu pessoal para dizer Curtas-metragens.''

Ele me ligava até aos fins-de-semana às duas ou às três da manhã. ''Glew, você tem que me conseguir um ''número 1''. O que temos de fazer hoje?''

Eu lhe dava um orçamento e ele não poderia se importar menos com isso, assim que lhe restavam seus royalities.  

Você poderia gastar 6 milhões de dólares em um vídeo, e realmente era sobre curtas-metragens. Meu primeiro plano de marketing foi re-energizar BAD globalmente. E ele vendeu 5 milhões de cópias.''

Dave Glee [Executivo da gravadora Sony]

Fonte: Michael Jackson Genio Inigualable

2 comentários:

  1. Não eram meros clipes, vídeos... foram feitos sim curtas-metragens!!! Coisa de gênio mesmo... pra nossa alegria!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pessoal da Sony sabia muito bem do potencial de Michael como artista gerador de grandes lucros.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...