A viagem mágica a Neverland (2011)


Trechos selecionados do depoimento de uma fã chamada Betty que, junto com sua amiga Robyn, se aventuraran a chegar aos portões do rancho Neverland. Elas conversaram com os seguranças e também com os vizinhos do Rei do Pop e contam aqui, sobre o que viram e ouviram.

''Robyn verificou a previsão do tempo para Los Olivos e, apesar do recorde de frio e o inverno rigoroso que castigaram a área do sul da Califórnia ao longo dos últimos dias, com tempestades de granizo, chuva, vento e frio, a previsão disse que seria, de fato, ensolarado e claro, no domingo. Decidimos que esse seria o dia.

A manhã de domingo chegou milagrosamente trazendo o mais bonito, convidativo e glorioso dia. O sol da manhã brilhava cristalino, e não havia uma nuvem no céu.

Todos os sinais da tempestade desapareceram, o ar estava fresco. Eu simplesmente não consigo me lembrar de um dia tão bonito por muito tempo, como se fosse um presente especial diretamente de Deus, apenas para a nossa Viagem Mágica para Neverland.

Nós nos movemos em um ritmo rápido ao longo da auto-estrada e, de repente, lá em toda a sua majestosa visão completa, está o Oceano Pacífico que, calmamente, serenamente, recebe as ondas batendo na costa.

As milhas e a viagem passam rapidamente, falamos de forma fácil e sem esforço, enquanto cantávamos com a perfeita voz de Michael. Logo tomamos a virada para o interior da praia até às montanhas que cercam Santa Ynez Valley.

Eu sinto a força de Neverland nesta parte, ainda mais forte. Eu acho que em todas as vezes que Michael fez esse caminho, deve ter amado a beleza desta terra, também.

Eu fico espantada com a paisagem, e suas flores selvagens e brilhantes, mesmo durante o inverno, e nós dois nos perguntamos, em voz alta: ''O Paraíso é aqui?''


Subimos a estrada sinuosa da montanha. À direita, vejo a neve cobrindo as montanhas imponentes acima do vale de Santa Ynez, onde o Lago Chacuma está assentado. Em todos os lugares, as árvores estão cheias de folhas de um verde brilhante, com o vermelho e roxo escuro brotando em seus ramos, criando um surpreendente contraste de cores.

As colinas e montanhas suaves são vistas com flores selvagens em branco, roxo, amarelo e laranja. Eu me pergunto : "Será que o inverno nunca vem verdadeiramente a esta parte magnífica do mundo?"

No entanto, com esse pensamento eu sorrio, enquanto uma foto de MJ aparece na minha mente. Nesta foto, ele está sorrindo lidamente, vestido com uma jaqueta de couro muito quente, em um dia muito claro de inverno, muito parecido com o que eu estava experimentando.


Figueroa Mountain Road ou a estrada de Neverland, como os fãs de MJ se referem a ela, já está à nossa frente e, enquanto viramos à direita, em direção a Neverland, encontramos nossos companheiros nesta etapa da viagem - são algumas vacas, muitos bezerros e alguns touros.


Os esquilos estão brincando pelos pastos, e assim como nós viramos em uma curva, nos deparamos com um grupo de perus selvagens, descansando à sombra de uma árvore.


Antes que soubéssemos, já havíamos chegado. Nos colocamos ao lado da estrada nos portões de Neverland e, dentro de instantes, fomos recebidos por um simpático segurança, que nos diz que, apesar de sermos os únicos presentes agora, em média, de acordo com a contagem mais recente, cerca de 350 pessoas por dia visitam a portões de Neverland.

Nós contamos a respeito dos perus selvagens que acabamos de ver e ele compartilha conosco que há vida selvagem em todos os lugares ao longo dos quase 28 mil hectares que engloba Neverland.

Estou muito feliz de aprender com este guarda de segurança, ao contrário de alguns no passado, que a terra de Michael originalmente se chamava Sycamore Valley Ranch. De acordo com este homem amigável, ainda é carinhosamente chamado Neverland por muitos atualmente na equipe, presentes agora.

Compartilhando sobre a vida selvagem, ele nos diz que, muitas vezes, os cervos se aproximam do posto de segurança, porque as flores são muito saborosas para eles. Eles sinceramente resistem a enxotá-los dos canteiros de flores e os cervos não estão nem um pouco intimidados com a presença dos seres humanos.

[Nota deste blog Gloria Rhoads escreveu em seu livro Michael Jackson: In Search of Neverland: ''Sycamore Valley Ranch se uniu à Floresta Nacional de Los Padres, morada de muitos cervos, e eles desciam para se alimentar de gerânios ao redor da propriedade. De fato, os gerânios foram plantados ali, na realidade, para atrair os veados, que aparentemente acham as flores irresistíveis.'']

Corujas com grandes olhos compartilham seus hu hu hu. O mais interessante que ele nos conta é que cerca de três raposas cinza californianas escalam as árvores, e foram vistas subindo nas árvores nas portas da frente, onde elas se sentaram nos ramos, por algum tempo. Também cascavéis e tarântulas foram vistas, na ocasião, bem como esquilos, coelhos, coiotes e até mesmo gatos selvagens.

Surpreendentemente, ele compartilhou que, uma vez, Michael Jackson ainda viu um urso em suas viagens ao redor de Neverland, juntamente com os seus colegas, em outra ocasião.

Eu encontro um ponto fraco no meu coração por este homem amável, enquanto ele compartilha com a gente que todo mundo que vem para Neverland se apaixona por este lugar. Eu sei o que ele quer dizer e eu nunca estive dentro dos portões da casa.

Ele compartilha o seu amor em trabalhar em Neverland e simplesmente não pode imaginar trabalhar em qualquer outro lugar, e também muitos que lá trabalham se sentem da mesma maneira que ele.

Ele nos conta que quando estão de folga do trabalho por três dias seguidos, realmente sentem falta dele e desejam voltar logo ao trabalho. Tanto é que se ele perdesse o emprego, ele tentaria encontrar uma maneira de se oferecer em outra função.

Há um sentimento aqui hoje, que é muito especial. Eu sei que Michael deixou Neverland há muito tempo, seu mundo foi quebrado, machucado, devastado, assim como seu coração e espírito.

Ele afirmou que ele nunca quis voltar, dizendo que "Não é mais uma casa", após o departamento da polícia de Santa Barbara e DA Sneddon invadir, saquear e violar a sua casa, mas apesar disso, eu descobri que, em qualquer lugar, o espírito de Michael parece preencher o espaço, agora.

O sentimento de amor está sempre presente, como se Deus derramasse uma porção do amor de MJ sobre lugares especiais para Michael.




O guarda tirou algumas fotografias de nós duas, do outro lado dos portões, olhando para fora. Ficamos por um tempo e conhecemos outros fãs, tiramos nossas fotos e, em seguida, seguimos em frente no caminho para Los Olivos.

Eu simplesmente agora amo esta pequena cidade pitoresca, cheia de salas de degustação de vinho, pousadas, restaurantes e galerias de arte.

Em conversa com os donos de lojas locais, soube que Michael costumava dirigir até a cidade, descia do seu veículo ou da SUV e andava pelas ruas , assim como todos os outros residentes. Há muitas pessoas famosas que vivem nesta área e eles não são importunados.

Hoje paramos na Young's Art Gallery para uma visita com Ralph. Ele carinhosamente compartilha suas memórias de Michael e suas viagens a Neverland, e se lembra de um momento em que ele visitou Neverland, ao entregar uma coleção de arte emoldurada para Michael.

Ele e Michael estavam no escritório, quando ele notou um manequim de um homem no canto e na mesa de Michael havia uma enorme coleção de bijuterias e bonecos de artesanato, os quais Michael tinha organizado ao acaso... ele tinha recebido esses itens de fãs de todo o mundo.

Minha mente vagueia para um vídeo de filmes caseiros de Michael, mostrando sua coleção de pertences e quinquilharias em seu armário do quarto, amontoados ao acaso, e eu ri.

Agora é hora do almoço e eu soube por Ralph, em uma visita anterior à cidade, que Michael comprava em um supermercado local, muitas vezes. Por isso, decidi visitar e pedir um almoço. O dono da loja nos diz, feliz e livremente, que Michael costumava vir e comprar guloseimas o tempo todo.

Um homem atrás de nós, embriagado, nos ouve falar sobre Michael Jackson faz um comentário rude sobre Michael. O clima muda imediatamente. Ninguém está sorrindo agora. Todos na linha incluindo eu, estão chocados e revoltados. Ele é tão ofensivo. O dono da loja que está em pé, atrás do balcão, imediatamente exibe um olhar insatisfeito e revida, falando em defesa de Michael.

O homem mau enfia o rabo entre as pernas e escapa para fora da loja. À medida que terminamos de pagar ou nossos artigos, entre desculpas do dono da loja e seus elogios sobre o maravilhoso e bondoso coração de Michael.

Toda essa conversa em seguida leva-nos para fora, onde alguns do povo da cidade que vivm em Los Olivos há anos, estão reunidos. Eles começaram a falar sobre o homem desagradável, que fez o comentário ignorante sobre Michael na loja, dizendo que todos na cidade estão simplesmente fartos dele. Ele geralmente é uma pessoa miserável que torna a vida de todo mundo miserável.

Eles nos tranquilizam de que ele é um idiota isolado e que a maioria de todos os residentes amava Michael Jackson. As pessoas da cidade com as quais estamos conversando se parecem com fazendeiros locais.

Nós encontramos um terreno comum com essas pessoas que acabamos de conhecer e temos imediatamente uma conversa, onde ficamos sabendo que em 2005, durante os dias mais dolorosos de Michael, todos eles já viviam em Los Olivos e alguns eram vizinhos de Michael.

Cada um deles conheceu Michael em um momento ou outro, e foram convidados por Michael para visitar Neverland várias vezes e gostaram do parque de diversões, os passeios e o teatro. De alguma forma, eu não estava surpresa que o generoso e amoroso Michael convidasse por livre vontade muitos de seus vizinhos para vir e desfrutar de Neverland.

Eles compartilharam conosco que a maioria das pessoas da cidade admirava muito Michael, e achavam que ele era um homem bonito.

Um homem expressa apaixonadamente que nunca hesitou por um minuto em levar seus filhos para Neverland. Ele disse que todos na cidade eram felizes por ter Michael Jackson em sua cidade e nunca houve qualquer problema por ele estar lá.

Ninguém nunca o incomodou e ele caminhava livremente pela cidade, como qualquer outro residente. O mais importante é que eles sentiram que ele era um deles, quando ele morava lá.

Uma história em particular que tocou meu coração sobre Michael, foi contada por uma senhora que tinha estado na fila atrás de nós, e veio em defesa de Michael. Tratava-se sobre a sua tia que mora em Figueroa Mountain Road, a estrada de Michael para Neverland.

Ela compartilhou que os vizinhos de Michael que visitaram regularmente Neverland com seus filhos e o amavam muito, estavam tão chateados por ele durante o julgamento, em 2005, que eles decidiram que Michael precisava saber que eles o apoiavam e o amavam.

Então, a tia desta senhora fez uma grande faixa e ela escreveu: "Seus vizinhos lhe amam e o apoiam, Michael!"

Então, quando ela soube que sua caravana estaria viajando pela estrada a caminho do tribunal, ela os abordou no final do caminho, e seguraram alto a faixa, e acenaram para ele. Michael ficou tão tocado que ele pediu ao motorista que parasse o carro. Ele abriu a janela e agradeceu pessoalmente a ela.

Eu quis chorar de alegria ao ouvir o apoio da cidade para Michael, especialmente durante o julgamento. Esta é a primeira vez que tive a oportunidade de conversar com vários moradores de Los Olivos sobre Michael Jackson.

Várias pessoas, abertamente e em voz alta, declararam que nunca acreditaram sequer por um minuto que Michael Jackson fosse culpado de ferir alguém, especialmente crianças. Eles estavam com ele o tempo todo e ficaram muito tristes com o que foi feito com ele, por causa do dinheiro.

Eles também ficaram muito tristes ao vê-lo deixar Neverland após o julgamento, mas também compreenderam porque ele sentiu que precisava ir.

Por incrível que pareça, em nossa jornada para Neverland e Los Olivos também conheci um homem maravilhoso que tinha estado na equipe de Michael, em Neverland. Primeiro, ele havia sido chamado para visitar Neverland como convidado e, em seguida, foi nomeado para um emprego - para trabalhar em Neverland.

Ele compartilhou algumas histórias surpreendentes. Uma história que foi especialmente interessante para mim foi que havia rumores de entre o pessoal, quando Michael ainda vivia em Neverland e antes do julgamento, que Michael tinha planejado comprar as terras apenas do outro lado do ponto mais alto da propriedade de Neverland.

Enquanto você olha através dos portões da frente e em linha reta até o ponto mais alto, do outro lado do ponto você vai encontrar Zaca Lake [Lago Zaca], também conhecido como o ''lago sem fundo'', porque é tão profundo.

De acordo com este ex-empregado de Michael, ele tinha planejado comprar Zaca Lake e o terreno que o circunda, que também tem linhas até o limite da propriedade de Neverland. Esta terra também é conhecida por ser uma antiga terra indígena espiritual, e ligada a outra antiga terra indígena espiritual, uma cidade chamada Ojai.

Fiquei intrigada quando ele ainda explicou que Ojai se coloca do outro lado do caminho, na cordilheira irmã adjacente. A lenda indígena Chumash conta que essas duas terras são ligadas por uma 'ponte de energia espiritual", que se parece muito com um arco-íris e este arco-íris mais parece com Neverland.


Ele também nos conta sobre os dias em que ele trabalhou em Neverland e como belo e tranquilo lugar que era. Eu senti ciúmes ao saber que ele mesmo tinha sido privilegiado em subir na Árvore Generosa, e ​​sentar-se para um tempo de silêncio, assim como Michael tinha feito, tantas vezes.

Eu tanto desejei chegar e abraçar a Árvore Generosa, por tudo o que ela deu a Michael e ao mundo, através de Michael. Ele compartilhou que foi em cima da Árvore Generosa que Michael escreveu We Are The World*, que ainda é a canção favorita deste homem de Michael.

[Nota deste blog* Eu acredito que aconteceu um equívoco ao citar a música We Are the World, porque esta canção foi gravada em 1985, e Michael mudou-se para o rancho em 1988. Então, a canção seria Heal the World. Michael declarou sobre a Árvore Generosa: ''Eu escrevi Heal the World nesta árvore, Will You Be There, Black or White, Childhood.'']

Além disso, depois de ter sentado na árvore, ele poderia muito facilmente ver como Michael poderia ter sido tão profundamente inspirado a escrever a sua música lá, especialmente com a mente aguda de Michael para a música. Ele contou que era simplesmente o lugar perfeito para se inspirar.

Ele disse que qualquer um, uma pessoa média, poderia ser inspirado sentado na árvore e olhando para o incrivelmente belo e tranquilo calmo e a paisagem. Ele também sentiu a grande inspiração que Michael deve ter sentido ao se sentar na Árvore Generosa.

Ele revelou que Michael tinha uma pequena plataforma construída sobre o galho alto, onde ele gostava de sentar-se, havia alças de metal com as quais Michael costumava subir na árvore e também energia elétrica para visita para a árvore tarde da noite, e Michael poderia ver a escrever.


Tendo acabado de ver o grafite, lâmpadas quebradas e pedras faltando nos portões da frente, eu senti que precisava aproveitar a oportunidade para pedir a alguém que trabalhasse para Michael se alguém já escreveu nas paredes quando Michael lá vivia.

Ele disse que, de vez em quando, as pessoas escrevem nas paredes pela estrada e Michael não gostava nada disso. Ele providenciava a remoção. Ele disse que Michael gostava de receber as cartas, cartas, flores e presentes e desfrutava do que fosse deixado para ele pelos fãs, mas absolutamente não gostava da escrita nas antigas paredes de pedra.

Fiquei surpresa ao saber que não era uma coisa nova que os fãs quebrassem e levassem coisas a partir de Neverland, e tem sido assim desde que Michael se foi. Ele falou sobre um momento em particular, quando os visitantes estavam fora de controle com a tomada de coisas.

Era um dia de semana, quando Michael tinha convidado cerca de 1.000 pessoas a entrar e desfrutar do parque de diversões. Eles chegaram em comboios de ônibus e permaneceram das 10:00 até 18:00, desfrutaram de todos os passeios, lanches, doces, sorvete, filmes e música de graça.

Então, no final, os seguranças davam as mãos em uma linha em toda a propriedade e, lentamente, começavam a mover o grupo de pessoas, gentilmente dizendo-lhes que era hora de ir, que o dia havia terminado e todo mundo precisava sair.

Enquanto a multidão se movia e chegava à ponte, de repente, eles perceberam que estavam, de fato, deixando Neverland e começaram a arrancar as flores do chão, agarraram as plantas e qualquer coisa que eles pudessem pegar e levar como recordações.

O pensamento de que eles haviam sido convidados livremente em uma propriedade particular, a casa de Michael, nunca pareceu importar para eles.

Eu encontrei-me balançando a cabeça, não querendo acreditar em suas palavras, mas apenas de ter visto a destruição nos portões da frente e luzes, eu senti no meu coração que ele estava me dizendo a verdade. Eu só acho que é tão difícil de compreender o comportamento egoísta de algumas pessoas.

O que eu daria para voltar no tempo e visitar Neverland e mostrar à casa de Michael o respeito que merecia. Nunca deixo de ficar chocada e espantada com a atitude, arrogância e senso de direito que algumas pessoas parecem ter na área de Michael Jackson, que se completa em total contraste com o caráter de Michael.

Michael, que tinha o coração mais puro, foi um dos seres humanos mais generosos, atenciosos e humildes que já caminharam neste planeta.

Deixamos nossos novos amigos e seguimos para a nossa próxima parada, a loja de ferragens local. Eu soube em minha visita anterior, que Michael havia comprado um triciclo adulto vermelho aqui, para o rancho, e eu queria mostrar à Robyn.

[Na cidade de Solvang] Nós rapidamente entramos na loja de antiguidades onde eu já conhecia Dorothy, a proprietária do Mole Hol, onde ela havia encontrado Michael várias vezes. Ela originalmente tinha me mostrado o Violano Virtuoso e hoje, Crít foi o nosso vendedor e historiador.

Ele compartilhou conosco que Michael fazia compras nesta loja de antiguidades muitas, muitas vezes e de acordo com o registo da loja, a maior parte das compras foi de presentes, joias para mulheres, mas também algumas jóias para homens, bem como algumas peças antigas.

Eu perguntei se eu poderia dar uma olhada na lista de compras de Michael, mas ele recusou, dizendo que seria sem sentido para mim, visto que a lista estava descrita em códigos e não com os nomes das peças.

Uma peça antiga que Michael definitivamente tinha comprado para Neverland foi o único Violano Virtuoso. É do início de 1900 e é um tocador de piano e de violino em uma máquina. Crít inseriu uma moeda e ele começou a tocar.

Eu não tenho certeza se o dia estava incrivelmente emocional, ou o fato de que sabíamos que estávamos em pé no mesmo local onde MJ esteve por algumas vezes e, provavelmente, ouvindo o mesmo som, ou possivelmente o fato de que momentos antes, estávamos com carinho lembrando sua bela e cativante "Yoo Hoo... Yoo Hoo" na outra loja de antiguidades, ou talvez simplesmente por sabermos que ele amava todo esse tipo de coisas, mas quando o som se derramou daquela gigante caixa de música, uma enxurrada de emoção tomou conta de nós.

Para nós era simplesmente o som mais bonito que você pode imaginar, a não ser a voz de Michael. Eu senti como se eu estivesse sendo imediatamente transportada de volta para uma época mais simples, na virada de 1900. A música mais leve que o ar, o carrossel do som de piano e violino preencheram simultaneamente os nossos ouvidos.

Robyn, que nunca tinha ouvido antes, prendeu o fôlego e foi incapaz de falar e começou a chorar. Quando a música terminou, conversamos com Crit e outro vendedor sobre a emoção que a música nos trouxe e eles sorriram muito gentilmente, e nos consolaram, dizendo:

"Por favor, não se sintam como se fossem os únicos que já se sentiram assim. Todos aqueles que ouvem a música, falam a mesma coisa. De fato, houve um senhor que veio e quando a música foi tocada, ele imediatamente comprou uma máquina dessas por 60 mil dólares, sem hesitar. Ele disse que precisaria tê-la, porque ela a levava de volta ao início dos anos, de volta à infância com sua mãe e pai.''

Isso foi em 1980, agora eles estão vendendo por US $ 72.000. Crít confirmou o que foi dito a mim tanto por Ralph, da Young's Art Gallery, quanto por Dorothy, que Michael Jackson, de fato, comprou uma dessas caixas de música.


Dorothy também havia compartilhado que Michael levaria um dia inteiro em Solvang, caminhando pelas pelas ruas, bisbilhotando e fazendo compras. Ele amava especialmente a livraria Grand Tales, que não está mais lá, mas ficava na esquina, ao lado da Mole Hole, quando Michael vivia em Neverland.

Um dia, ele estava em apenas como uma visita e entrou na livraria à procura do seu livro favorito, The Reluctant Dragon [O Dragão Relutante] de Kenneth Grahame.


Ela já sabia de conversas anteriores com Michael, que este era o seu livro favorito e fazia questão de tê-lo em mãos. Ele entrava, ela o cumprimentava e, em seguida, sorria imediatamente e apontava à direita, em direção ao livro.

Ela disse que ele gostava de ficar parado na loja e lendo os livros, mas também comprava muitos. Dorothy estava ansiosa para compartilhar comigo que Michael era um membro valioso da comunidade e doava [dinheiro] generosamente ao Rotary Club local e também doava muitos itens para leilão, para arrecadar dinheiro para a cidade. 

Você sempre pode dizer que reconhece um verdadeiro fã de Michael pelo olhar em seu rosto, ao falar sobre ele, e em Dorothy eu vi aquele olhar de profundo amor e admiração em seu rosto, enquanto ela alegremente e livremente falava sobre Michael Jackson.

Ela compartilhou que Michael sempre foi educado, gentil e generoso . Ela aproveitou a oportunidade para contar sobre um tempo em particular, que mostrou claramente o caráter doce e atencioso de Michael. Ele estava claramente apenas fazendo compras, à procura de algum tempo de silêncio e entrou na livraria.

Ela tinha recém apontado para o seu livro favorito quando, de repente, patronos e turistas na cidade começaram a perceber que era Michael Jackson. Logo ele foi cercado por uma multidão.

Dorothy discretamente se aproximou dele e silenciosamente ofereceu-se para fechar as portas da loja, para que ele pudesse comprar livremente em paz. Sua resposta foi um enfático "Não, Não, este é o seu negócio!''

Então, ele ficou ali por horas, durante toda a tarde, distribuindo autógrafos e abraços. Ele não parou sequer para fazer uma pausa, tomar uma bebida ou ir ao banheiro. Ele apenas distribuiu AMOR todo o dia. Sim, este era o coração bondoso de Michael Jackson.

Depois de desfrutar de nosso delicioso jantar, voltamos para Neverland para ver o que eu estava esperando por todo o dia... o descer da lua crescente pairando sobre Neverland. Fiquei surpresa ao saber que eles já não acendem as lâmpadas do lado de fora do portão e é escuro como breu lá, exceto pelos holofotes da guarita.

Não tenho a certeza, mas parece que não foi tanto pelos danos causados às luzes pelos fãs, mas por razões de conservação. De qualquer forma, isto permite olhar as estrelas mais facilmente. Para nosso espanto e minha decepção, e ao contrário do calendário de fases da lua, o qual eu verifiquei antes de embarcar nesta viagem mágica, não havia lua que pudesse ser vista em qualquer lugar.

Nós subimos e descemos a estrada escura como breu, ao som da serenata de um grupo de rãs, pensando que a vista poderia ter sido impedida pelas árvores, mas ainda não encontramos nenhuma lua. Isso é possível?

Tendo cumprido a nossa Viagem Mágica, subimos a bordo, conduzimos o nosso carro em direção às nossas casas, segunda estrela à direita, passando Neverland.

Cantando junto com Michael, suspirando profundamente e dizendo, uma à outra... "Eu ainda sinto muita falta dele." "Sim... eu também... Eu sinto muita falta dele."

by Betty Byrnes (depoimento de fã)

Fonte: http://mjbliss.blogspot.com.br

24 comentários:

  1. Essa sim seria a viagem dos sonhos para qualquer fã, melhor só se Michael tivesse em neverland. É muito triste o fato de alguns fãs estragarem neverland,afinal é uma propriedade particular. É muito triste também a falta de interesse da familia jackson com neverland, quem sabe os filhos no futuro farão algo por lá. Gostei de saber que michael teve apoio dos seus vizinhos na época do julgamento. Imagens lindas, principalmente a imagem 1.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos pontos que me chamou a atenção, entre outros, é saber que a área de Neverland é uma uma ponte de ligação entre duas áreas indigenas espirituais.

      Excluir
  2. ♥ Boa noite angel! ♥

    Eu chorei ao ler essa postagem. É algo para ler, reler, refletir e guardar. É uma mistura de tristeza e alegria.

    Lindas fotos. Eu vou ler outras vezes e volto a comentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, amiga.. eu fico contente em poder trazer a emoção de Michael para pertinho dos seus corações. ♥ ♥

      Excluir
  3. Obrigada por trazer tudo isso ao nosso conhecimento amiga.

    ResponderExcluir
  4. ♥ Boa tarde angel! ♥

    "Decidimos que esse seria o dia"

    Com certeza. Não se pode deixar para amamnhã fazer algo tão maravilhoso e sabendo que ali vivia um anjo!
    Domingo maravilhoso e inesquecível. Não havia uma núvem no céu. Como ela disse, um presente de Deus.

    "O paraíso é aqui."
    É um paraíso dado por Deus ao mundo através de Michael. Que imagens lindas!
    Acho muito bonito quando as pessoas conseguem contar as características de Neverland. Eu não teria essa perspicácia. A gente se imagina estando lá, fazendo uma viagem.

    "Parte magnífica do mundo", bela descrição!



    350 pessoas por dia nos portões do paraíso! Todos se apaixonam pelo local. Não poderia ser diferente e vai ser assim para sempre.

    Quantas pessoas devem estar trabalhando lá?
    Mesmo os trabalhadores, não querem sair dali mesmo em dias de folgas. Acho que se fosse nós, teríamos o mesmo sentimento. Uma verdadeira terapia. A aura do lugar, apesar de ter sido contaminado, ainda é Michael.

    Corta o coração lembrar dessas invasões a Neverland. Você constrói um mundo particular e para compartilhar com outras pessoas... é uma dor muito grande. Mas o espírito de Michael certamente está ali, restaurando o lugar. Há todo um trabalho do mundo espiritual em torno de Neverland, eu acredito.


    Ah, com certeza, as outras celebridades que vivem ali nem se divulga, pois querem privacidade. O único que não pôde ter o mesmo direito foi Michael.

    Como Michael devia receber presentes de todo o mundo! E será que ele tinha algum lugar específico para guardar?

    Ah! As gusloseimas do anjo! Tinha que ter né?

    ResponderExcluir
  5. Comovente saber sobre os vizinhos do nosso anjo, e foram convidados dele para o rancho e Michael não os pediu para defendê-lo no julgamento. Poderia ter pedido, mas não o fez. Coisas de um anjo que só queria dar e receber amor e não favores feitos e recebidos.
    Que lindo o apoio com a faixa!

    Se Michael comprasse aquelas terras, seria a continuação da missão de Michael, junto com Neverland. A gente vai lendo as coisas e vai entendendo a profundidade da missão desse anjo e porquê de tantas forças do mal tentando impedir que ele continuasse em Neverland e, consequentemente, sua missão naquele lugar. Já pensou se Michael tivesse mesmo comprado essas terras? Dá o que pensar.

    Essa Árvore Generosa também vai ficar para sempre em nossa memória e na história do nosso anjo e que foi um lugar que o inspirou tanto! Eu também ficaria imensamente feliz em poder abraçar esta árvore. Seria como abraçar Michael. Eu imagino que durante o julgamento Michael foi muitas vezes a esta árvore.

    Triste mesmo, pessoas ficarem e desfrutarem de Neverland, ou melhor, da casa de Michael, tendo um paraíso à disposição e se servindo de tudo, ainda terem a falta de educação e respeito para com o local. Eu particularmente acredito que as pessoas que desrespeitaram o lugar não são fãs, mas sim, aqueles que vão a festas como penetras e aproveitam para fazer tudo como se não houvesse regras. Ou seja, encontraram um lugar que sabiam que teriam "boca livre" e foi isso aí, essa falta de respeito. É gente que faria em outro lugar o que fizeram em Neverland.

    Imagine você receber 1000 pessoas dentro de sua propriedade. 1000 fãs? Não acredito. Sempre tem os que se infiltram, se aproveitando do fato de ser a casa de um artista famoso e ainda ser o homem mais famoso do mundo...

    Tudo bem, mesmo que não fossem fãs, não havia problema, e que queriam conhecer um lugar como Neverland, mas, que fossem com o devido respeito. Simples assim. Educação e respeito não dói. Faz bem para todos.

    Eu acho que eles provavelmente não acendem mais as luzes de fora do portão para justamente evitar os inconvenientes pichadores e que arrancam lâmpadas.


    ResponderExcluir
  6. Eu me emocionei, chorei e amei todo o depoimento. Dá vontade estar lá naqueles portões, dá uma saudade muito grande dele.

    Por mais que a gente seja forte, é uma dor que vai e volta. Imagine para ele como foi, sentir e viver na própria pele tanto sofrimento.

    Anjo! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, amiga. Eu amei os teus comentários por inteiro, e como nós temos tanta sintonia, devo dizer que me senti igualmente a vc, com a mesma emoção. O mérito desse depoimento é, entre outros, a capacidade de nos transportar para dentro da história e viajarmos junto com a personagem. Eu concordo com todos os pontos de vista que vc colocou, e nós tivemos novas perspectivas a respeito da vizinhança de Michael e ainda, sobre seus vizinhos.

      Muito lindos seus comentários angel, obrigada por estar aqui e enriquecer nosso lar virtual. Bjinho.

      Excluir
    2. Obrigada angel! ♥♥♥

      Nunca tinha ouvido nada a respeito deles. É um sentimento de justiça ver a verdade sendo estampada na internet.

      Só não procura e não vê a verdade sobre Michael quem não quer.

      Cada dia sentimos mais orgulho e amor por este homem de caráter e índole inquestionáveis.

      Muito lindas as cores azuis aqui da página também. Todas as cores combinam lindamente em um lar para um anjo como Michael.♥

      Bjinho,

      Excluir
    3. Eu fiquei louca de vontade de viver essa aventura, passear pelas ruas de Santa Monica, percorrer as ruas que Michael percorreu, sentir essa energia espiritual incrivel nesse local abençoado.

      Voc~e falou sobre os presentes que os fãs enviavam para Michael, consta que ele tinha uma sala especial para guardá-los e que pretendia abrir um museu somente para esses presentes. Também se conta que ele não se desfazia de nenhum deles, amava a todos.

      Sim, troquei de novo a cor do blog para vcs não se cansarem .. e o azul combina com o Céu, que lembra o nosso anjo. Bjinho!

      Excluir
    4. Boa noite angel! Namastê! ♥

      Que lindinho e amoroso ele ter um lugar especial para guardar tudo o que recebia dos fãs e querer abrir um museu para abrigar tudo.

      Não havia o que e a quem Michael não desse atenção.

      Anjo! ♥

      Excluir
    5. Namastê, amiga! E eu acho lindas também aquelas fotos onde ele aparece segurando os cartazes feitos pelos fãs,, uma dessas ocasiões foi no programa Wetten Dass..?
      e o apresentador ficou bem perdido, por causa da comoção do público, e o Michael - eu achei - nem deu muita atenção para ele na entrevista, estava com a atenção e o olhar focados no público.

      Excluir
  7. Chorei literalmente do início ao fim!
    Esse depoimento é para ser lido muitas vezes, um verdadeiro tesouro.
    Estou sem palavras para descrever... viajei junto com ela.
    LINDO e TRISTE ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As vezes, eu olho para as imagens de Santa Monica [pesquiso na internet] e fico olhando as ruas, as estradas que circulam a região.. a gente se transporta, de verdade. Tiveram um grande privilégio as pessoas quem vive nessa região, uma natureza belíssima, por sinal.

      Excluir
  8. Penso muito nisso... nas pessoas que tiveram e tem a sorte de morar perto de Neverland. Podem ir a esse lugar encantando a hora que quiser e ficar o tempo que desejar. Já li depoimentos de fãs que relatam que após ficarem algum tempo nos portões e nos muros, sentem uma energia e uma paz que não conseguem descrever e que é difícil sair do local. E eu acredito que é verdade. Michael plantou tanto amor verdadeiro com todo o seu coração, que nem o tempo vai tirar essa enorme energia que flui no local.
    Teve uma fã que disse que durante a viagem de volta para o seu país, sentia-se anestesiada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dia, você vai visitar os portões de Neverland, vai escrever seu depoimento e nós publicamos aqui. Não esqueça das fotos, também.

      Excluir
    2. Só de ler o que vc acabou de escrever fiquei com os olhos cheios de lágrimas. Sempre fico imaginando como seria. Eu acho que não tenho estrutura emocional para isso, dentro da minha casa eu já desabo com coisas que eu vejo ou escuto, imagina chegar perto de Neverland. Mas está muito difícil juntar dinheiro amiga e uma viagem desse porte envolve uma boa grana.
      Mas valeu pelo incentivo!

      Excluir
    3. Você me corta o coração falando assim, amiga. Tem alguns sonhos que são mais dificeis e caros do que outros, mas para Deus, nada é impossivel. As vezes, os sonhos se realizam por intermédio de terceiros. Quero dizer, nunca perca a sua fé, porque ela move montanhas.

      Excluir
    4. Eu sei que quando a gente quer uma coisa... de verdade... mais cedo ou mais tarde acontece.
      Mas que tá difícil... está...
      Mas como dizem... "nada acontece por acaso".
      As vezes fico sonhando... todas nós aqui do blog indo para Neverland... seria o máximo!!!!

      Excluir
  9. Curioso, quando leio esses registros de fãs em relação a Neverland, eu acompanho a leitura como se estivesse fazendo parte daquele grupo e me emociono como eles, e saber que os vizinhos de Michael o respeitavam e admiravam e que sentem falta dele, me enche de orgulho; tenho esperança de que aqueles que o julgaram mal ainda
    terão a honestidade de reconhecer o seu erro e pedir desculpas aos
    fãs e familiares, publicamente. Eu sonho com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bonito também, Mari, ele ser tão amigo dos vizinhos, e abrir as portas de sua casa para eles. Quanto ao reconhecimento, nada está acima da Verdade. Ela sempre vai se sobressair, mais cedo ou mais tarde.

      Excluir
    2. Marinalva, que bonito o seu comentário!
      Ao ver essas pessoas reconhecendo publicamente como foram injustas com Michael... a justiça seria feita.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...