Depoimento de fã


''Eu nasci em 1982 e sou da República Checa [Europa]. Eu sou uma daquelas pessoas que encontrou Michael Jackson depois que ele partiu deste mundo. Eu o conhecia antes, é claro, mas não muito. Eu não era fã dele, eu não o seguia. Lembro-me que a primeira vez que eu ouvi falar sobre ele eu estava na escola, no primeiro semestre de 90.

Alguns dos meus colegas eram loucos por ele. Na verdade, ele foi o motivo pelo qual eu pedi ao meu pai para me comprar meu primeiro toca-discos - porque esses colegas ficaram surpresos que eu não tinha um. Mas eu estava mais interessada nos livros do que na música, então. Eu era muito quieta, tímida, pensativa, vivendo no meu próprio mundo imaginário.

Eu gostava de Michael também, mas naquela época, eu estava profundamente apaixonada por um grupo musical - The Kelly Family - eu ainda os amo muito e eu, de alguma forma perdi o concerto de Michael em Setembro de 1996, que teve lugar na minha cidade!

Eu realmente não me lembro porque isso aconteceu e foi realmente um grande evento [cerca de 130 000 pessoas assistiram ao concerto e a cidade literalmente veio abaixo].

Eu conhecia algumas músicas de Michael e eu sempre gostava muito quando eu as ouvia em algum lugar, mas nunca me ocorreu de comprar qualquer um dos seus álbuns.

Eu sabia que eles se chamavam Thriller, Bad, Dangerous e Blood On The Dance Floor, que em conjunto com o seu estilo militar, não eram exatamente ''minha xícara de café na manhã''.

Eu pensava que esse cara era um pouco selvagem... eu só sabia que ele estava em algum lugar na Terra, mas eu não me importava porque, para dizer a verdade, ele parecia estar muito longe e ser muuuuito grande para que eu pudesse alcançá-lo.

Eu sabia que ele era único, mas eu pensava que eu não tinha nada comum com ele. Eu estava tão errada! Eu não tinha ideia sobre tudo o que ele fez em sua vida, sobre sua genialidade musical e sobre sua influência na arte e em muitas outras coisas.

Eu também não sabia o quão bom e humilde homem ele era, que ele deu tanto em caridade, que existem milhares de pessoas as quais ele ajudou, e que ele colaborou, muitas vezes, de forma anônima e humanitária.

Mas eu tenho que dizer que estou feliz porque eu nunca pensei nada de mal a respeito dele. Ele sempre pareceu ser simpático, havia algo sobre ele que eu sempre amei. É claro que eu ouvi algumas dessas alegações e rumores sobre ele, mas eu estava satisfeita com a resposta que obtive - de que ele era como uma criança, que ele não seria capaz de machucar ninguém.

Houve alguns momentos em que eu me lembrava de Michael e eu dizia a mim mesma que eu gostaria de saber o que ele estava fazendo, mas eu não o fiz. É por isso que eu nunca teria imaginado o quanto ele poderia me tocar até 25 de Junho de 2009.

Lembro-me do que eu estava fazendo quando ele partiu. Eu estava voltando do meu trabalho e eu estava ouvindo minhas músicas favoritas, como In The Arms Of The Angel ou Love Is All, em meus fones de ouvido. Era noite aqui no meu país e eu não tinha ideia do que estava acontecendo em Los Angeles, na época.

Foi um sentimento muito, muito estranho quando, na manhã do outro dia, eu descobri que Michael tinha feito a passagem. Foi como se o mundo parasse.

Eu dizia a mim mesma: "Oh Deus, Michael Jackson? Ele não tinha tanta idade. Será mesmo verdade? Não pode ser verdade. Simplesmente não pode ser verdade. Deus, diga que não é verdade. O que aconteceu?"

Eu senti uma espécie de vazio e pareceu-me estranho, visto que eu não o conhecia e eu não era sua fã. Eu conheço o sentimento de perda de pessoas mais próximas a mim, mas Michael Jackson era uma pessoa absolutamente distante! Eu estava bem no primeiro e segundo dia, apesar de estar em estado de choque.

Mas então, eu senti que eu precisava me lembrar dele, e eu lentamente comecei a assistir seus vídeos e ler todas as informações que eu poderia encontrar. Não é algo que eu costumeiramente faço quando morre alguém famoso.

Como quando George Harrison faleceu - e eu amo Beatles e George. Eu não assisti seus vídeos ou procurei suas músicas. Eu só disse a mim mesma que estava triste. Isso foi tudo. Eu estava absolutamente ok.

Mas com Michael Jackson... eu comecei a chorar. Quero dizer, realmente chorar. Na verdade, eu desmoronei. Eu desmoronava várias vezes ao dia e chorava muito. Anotava e guardava muitas coisas sobre ele, muitos fatos, muitas citações, muitas histórias.

Quanto mais eu descobria sobre Michael, mais eu o amava e mais eu chorava. Eu permaneci em lágrimas por horas, dias, semanas, meses... E então, ele entrou em meus sonhos.

Eu nunca experimentei algo como isso antes! Eu não prestava muita atenção a meus sonhos antes, porque eu geralmente não me lembro deles, em tudo. Eu não tive qualquer sonho com a minha mãe depois que ela faleceu, nem com o meu namorado, quando eu estava loucamente apaixonada.

Mas Michael Jackson estava em meus sonhos todas as noites, por cerca de um ano e meio! Em seguida, isso se acalmou um pouco e terminou no verão de 2011. Para falar a verdade, eu não me lembro sobre o conteúdo dos sonhos, eu só sei que Michael Jackson estava lá.

Eu provavelmente deveria ter anotado, mas eu não fiz isso. Eu senti como se estivesse sendo empurrada por uma força não identificada, naqueles meses após a sua morte.

Eu não poderia viver normalmente. Ia para a cama muito depois da meia-noite, dormia muito pouco e acordava cedo com o desejo de saber mais sobre Michael Jackson. Tudo era possível, porque eu tinha apenas um emprego em tempo parcial, por algum tempo.

Eu mesma comecei a falar com ele, porque eu sentia que ele poderia me ouvir. De tempos em tempos, eu dizia: "Por favor, me dê uma pequena pausa...'' e eu sentia um pouco de alívio, mas então ele começava novamente...

Fiquei muito surpresa quando descobri que eu não era a única que sentia dessa forma. Eu encontrei com histórias de outras pessoas que tiveram experiências semelhantes. Naquele momento, percebi que a morte de Michael teve um maior impacto sobre a humanidade do que qualquer outra pessoa na história.

Michael Jackson teve um papel muito importante no surgimento de uma consciência global. Ele fez realmente muito durante sua vida e ele só culminou com sua morte. Após a sua partida, havia algo incrível acontecendo. Muitos de nós o sentiram. Provavelmente nunca aconteceu antes e nunca vai acontecer de novo. Era como se o planeta inteiro chorasse por Michael.

Milhares de pessoas fizeram a mesma coisa - pensavam intensamente em Michael. E havia tanto amor. A energia das lágrimas das pessoas era tão forte, que afetou a todos que, de alguma forma, estavam abertas a ele.


E eu acredito que ele foi capaz de mudar a energia do nosso planeta! Não só das ciências espirituais, mas também e sobretudo da física quântica - sabemos que tudo está interligado e nossa consciência pode alterar a matéria e a realidade.

Eu tenho que dizer que tudo isso foi uma experiência muito espiritual para mim. Eu experimentei em primeira mão e é por isso que eu sei que foi real. As palavras de um fã... "O céu parece estar muito mais próximo desde que você está lá" pareciam verdadeiras.

Eu senti que os mundos físico e espiritual, de alguma forma, se conectavam com a dor e o amor, os quais eram quase tangíveis. Eu parei de temer a morte e descobri que Michael Jackson tinha mais poder do que eu jamais poderia imaginar. Eu fui grata por ele me tocar assim.

Meu marido quase me deixou, na época. Ele tinha seus próprios problemas e sentia que eu não me importava com ele. Eu não cozinhava ou limpava. Quando ele falava comigo, minha mente estava em outro lugar.

Quando ele ia para a cama, eu o deixava sozinho, porque eu estava assistindo os vídeos de Michael e quando ele acordava, me encontrava lendo um livro sobre Michael. Sentia-se sozinho e estava com ciúmes, é claro.

Graças a Deus, conseguimos superar isso e ficamos juntos. Agora, ele lentamente descobre Michael Jackson, também.

Eu trabalhava em um cinema quando This Is It chegou ás telas de todo o mundo. Na noite de estreia, meu gerente disse que havia duas cópias do filme e me perguntou se eu gostaria de assistir a segunda, enquanto a primeira estava sendo exibida na tela da outra sala para os visitantes regulares.

A equipe fazia isso com frequência, ver alguns filmes antes de outras pessoas para verificar a qualidade e detectar eventuais problemas na exibição.

Então, eu disse: "Sim, por que não?'' Eu já tinha comprado o ingresso para o dia seguinte, mas esta era uma boa oportunidade de vê-lo... Eu estava sentada em uma sala vazia e então começou... chorei no começo, quando os dançarinos e cantores falaram sobre Michael e sobre quanto eles o amavam e o admiravam.

Mas então, eu estava fascinada por Michael: a forma como ele cantava, o jeito que ele falava, as coisas sobre as quais ele falava. A maneira como ele tratava as outras pessoas... ele abriu o meu coração e fez minha alma sorrir. Éramos somente ele, eu e a energia.

Quando saí do teatro, eu estava feliz porque eu era uma vítima do gênio criativo e tão bom, tão humilde e tão lindo ser humano. Eu me apaixonei por ele ainda mais.

Enquanto eu observava as pessoas deixando a sala após assistir This Is It durante os dias e semanas seguintes, muitos deles pegavam seus celulares e contavam às pessoas do outro lado algo como: "Foi lindo... você tem que ver isso, também.''

Os outros falavam entre si: "Eu sabia que seria grande'' ou "Eu sempre o amei", e eles tinham uma felicidade em seus rostos... todo mundo ficava tocado.

This Is It realmente trouxe uma mudança para as mentes das pessoas em todo o mundo. Foi realmente ótimo. Eu tinha um blog chamado Dance Of Life kiwi.pise.cz onde eu tentei colocar alguns artigos e imagens positivas.

Desde o outono de 2009, eu comecei a escrever coisas sobre Michael, as quais eu guardava apenas para meu uso pessoal. Eu senti a necessidade de compartilhar com os outros e vi que não há informações suficientes sobre todos os aspectos de sua vida e personalidade.

Uma coisa que me convenceu sobre isso foi sobre um colega do trabalho que disse que ele chorou muito por causa da morte de Michael. Ele o amava, ele era o seu ídolo mas, em seguida, ele disse que a única coisa é que ele deveria ter permanecido negro.

Fiquei surpresa e lhe contei sobre a sua doença. O meu colega ficou muito surpreendido e também confuso, porque ele ouvia falar sobre isso pela primeira vez. Vocês compreendem a conseqüência de uma ignorância assim, a nível mundial? A ignorância é muito perigosa e geralmente leva a maus caminhos.

Logo senti que meu blog não era o suficiente e é por isso que eu criei o site www.michaeljacksonforever.cz onde eu poderia colocar tudo e preservá-lo de uma forma que eu sentisse que seria útil.

Eu queria ter lá apenas coisas que são verdadeiras e é por isso que eu comecei a colocar lá apenas citações com muitas imagens, vídeos e referências. Eu tive que traduzir grande quantidade de artigos do Inglês para a minha língua e isso me tomava muito tempo. Eu honestamente não sei como eu fiz isso, eu devia estar em transe para conseguir administrar tudo.

Foi no outono de 2011 quando comecei a me transferir para este site. Eu só quero que seja mais um site que mostre a verdade e o amor, o respeito e educação e, talvez, algum tipo de tributo.

De volta a 2009, eu comecei a perguntar: "Quem realmente era Michael Jackson? Como é possível que um homem cause um grande impacto em todo o mundo e realmente o mude?''

No início, não foi o seu grande talento, grandes professores, a sua inteligência e memória perfeitas, e o fato de que ele nasceu na hora certa e na família certa. Se você fizer uma pesquisa, você pode encontrar todos os aspectos, as pessoas, as suas opiniões, livros e eventos que influenciaram Michael Jackson durante sua vida... mas havia algo mais dentro dele, sabe?

Ele tinha esse desejo, essa ambição... que é difícil de aprender de alguma forma, porque vem de um lugar escondido em nós mesmos e não temos certeza de onde é a sua fonte real. Eu acho que a maioria dos artistas e pessoas de sucesso, de alguma forma, percebem isso.

Mas, durante toda a sua vida, Michael confiantemente deixou-se conduzir pela força na qual somente ele acreditava. Ele sentia que ele tinha que fazer. Ele se permitiu mostrar sua essência mais íntima e não ocultar ou disfarçar. É por isso que ele era único e tornou-se maior do que todos os outros. E, especialmente, isso ser possível porque ele tinha tanto amor dentro dele.

Você não pode ser essa pessoa, amar como ele amava, só porque você diz para si mesmo que você vai ser. Você não pode fingir por um longo tempo. Para ter esse amor significa que você vive o amor, que você se torna o amor.

Você sabe quem você realmente é, você sabe que você é uma parte de Deus e que Deus é tudo, você sabe que você é uma luz pura, você sabe que ''tudo é um'' em inúmeras formas. Você sabe que você tem a conexão incessante com a fonte de toda a criação e você conhece o seu próprio poder para criar.

Neste estado, você só é capaz de servir e celebrar a vida. Você sabe que tudo na vida está em você. Você sente que o significado de viver é a própria vida, e que você está apenas destinado a viver, alegrar-se e ser feliz. Você não tem certas obrigações. Mas você pode ser muito feliz quando há seres sofrendo?

Se você está ciente de que tudo faz parte de uma miríade de formas e, portanto, tudo o que você faz ou pensa, mais cedo ou mais tarde, afeta toda a vida - que é você mesmo - você pode permanecer indiferente?

Você pode fingir que não vê o sofrimento. Ou você pode dizer que você tem seus próprios problemas. Ou você pode aceitar a realidade como ela é - apenas deixar as coisas acontecer e amar o mundo do jeito que está.

Mas, ainda assim, há algo profundo dentro de você, quer seja uma voz interior ou uma memória de suas células, algo em seu DNA, que diz que o mundo poderia ser um lugar melhor, mas está desconectado do amor e você tem o desejo de colocar em ordem, para um estado que talvez seja uma lembrança da felicidade original, da qual tudo vêm.

Você tem o desejo de curar. Eu acredito que Michael ainda nasceu com esse sentimento e consciência, embora tivesse que descobri-lo novamente quando as pessoas ao seu redor tentaram separá-lo de sua natureza. Ele não foi o único, claro que não, mas ele estava entre as pessoas mais poderosas neste assunto.

Como ser humano, ele tinha suas fraquezas, seus medos e seus erros, como todo mundo. Nós todos somos muito parecidos. Nossas vidas não são discutidas por todo o mundo, mas a dele era. Como alguém pode ser surpreendido em saber que Michael desejava privacidade?


E quando Michael tentou proteger-se perante o público, a mídia começou a mentir sobre ele. Embora essas mentiras o ferissem profundamente e tomassem a sua força, ele apenas continuou a se doar e continuou a acreditar na bondade humana.

Perante tal fé na humanidade e na vitória do amor, eu me curvo profundamente. Devemos sempre lembrar que não temos o direito de julgar. Ninguém está aqui para julgar os outros. Tudo o que podemos fazer é olhar honestamente para nós mesmos, ver a vida e tentar entendê-la. Mas muitos de nós não querem ver a verdade, que pode estar escondida sob a hipocrisia e a dissimulação do verdadeiro eu.

Temos medo de nossos sentimentos interiores. Temos medo de abrir demais os nossos corações. Temos medo de que não seremos amados. É isso aí. É tudo sobre o amor. Você sabe, você pode ser uma boa pessoa, você pode querer dar amor e alegria, mas isso não significa que você pode lidar com isso.

Você pode ser famoso e você pode querer alcançar algo em sua vida ou mudar o mundo de alguma forma, mas você não pode encontrar o caminho certo para gerenciá-lo. Você pode pensar que você realmente fez algo grande e você pode sentir orgulho, mas não pode durar muito tempo.

Você ainda vai estar preparado para fazer mais? Mesmo que outras pessoas venham a lhe odiar e tentar lhe impedir?

Michael Jackson realmente alcançou muitas coisas grandes em sua vida. Ele foi capaz de admitir que ele era único, mas nunca deixou de lado a sua gratidão, humildade, amor e bondade, o que me enche de admiração.

E o que dizer de seu carisma e sua energia? Pessoas de todos os lugares testemunham que sentiam que ele era forte. Michael Jackson tocava os outros apenas com a sua presença, ele não tinha necessidade de fazer coisa alguma. Ele só emanava energia. Quantas pessoas são assim?

Eu não sei quem ele realmente era, mas eu sei que Michael Jackson era um ser espiritual. Muito mais espiritual do que poderíamos imaginar. Ele parecia viver em dois mundos ao mesmo tempo e conectá-los através de sua arte, assim como ele expressou que assim desejava que fosse.

Ele tentava dar tudo o que ele recebia através desta conexão com uma fonte superior, desde a mais tenra idade. Esta não é uma questão de fé ou religião, este é apenas um sentimento profundo que uma pessoa tem por dentro.

''Religião só pode ajudar a nomeá-lo ou encaminhá-lo, mas você tem que experimentar por conta própria.'' Estas são palavras de Madre Teresa. Penso que definem o comportamento de Michael perfeitamente: as pessoas são muitas vezes irracionais, ilógicas e egocêntricas. Perdoe-as, assim mesmo.

Se você é gentil, as pessoas podem acusá-lo de egoísta, interesseiro; Seja gentil, assim mesmo. Se você for bem sucedido, você vai ganhar alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros; Vença, assim mesmo.

Se você é honesto e franco, as pessoas podem enganá-lo; Seja honesto e franco, assim mesmo. O que você levou anos para construir, alguém pode destruir ma hora; Construa, assim mesmo.

Se você tem paz e é feliz, as pessoas podem sentir inveja; Seja feliz, assim mesmo. O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã; Faça o bem, assim mesmo. Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante; Dê ao mundo o melhor de você, assim mesmo.

Michael Jackson tentou fazer este mundo melhor. Era algo pelo qual ele se esforçava desde que ele era uma criança. Ele queria que as pessoas fossem felizes e amadas, e fazê-las felizes com a sua música. Ele gostava da atenção e amor que ele recebia, é claro, mas ele sempre tentava chamar a atenção para os problemas do mundo.

Muitas coisas se encaminharam para melhor, graças a ele. Muitas pessoas encontraram força e felicidade, graças a ele. Uma de suas maiores mensagens fala sobre as crianças. É muito importante a atenção que damos às crianças, o quanto as amamos, o quanto nós as ouvimos... é porque elas podem mudar o mundo.


E cabe a nós, se elas serão capazes de levar uma vida equilibrada, baseada em amar as lembranças de sua infância. Isso realmente é uma mensagem importante e não pode ser ignorada ou mesmo esquecida.

Há muitas pessoas que tentaram apontar os problemas com as crianças e a sociedade de hoje, mas Michael Jackson era o número um, o mais visível. Infelizmente, muitas pessoas pensaram que ele era "apenas um superstar" e, portanto, ele não poderia mostrar preocupação real também em um campo diferente do que seria de se esperar.

Mas ele estava tão certo com suas reflexões sobre a nossa criança interior escondida, sobre os nossos medos e falta de amor na infância e sobre a nossa taciturnidade.

Eu li alguns livros sobre o assunto e ouvi algumas palestras, mas nada havia deixado uma impressão prolongada em mim. Mas, graças a Michael Jackson, comecei a senti-lo dentro de mim e eu realmente comecei a vivê-lo. Porque ele viveu isso toda a sua vida.

Agora, eu não tenho medo de expressar a minha alegria por ninharias que me fazem feliz. Eu compreendo, porque eu aproveito a vida do jeito que eu faço. E quando eu estou na presença de crianças pequenas, eu tento ser como Michael e elas me adoram, elas me abraçam, dizem que me amam e querem me abraçar o tempo todo. Isso é lindo.

Michael queria ser um grande pai e ele certamente era, pelo que podemos ouvir de seus amigos, familiares e seus próprios filhos. O destino levou ao fato de que ele teve que deixar este mundo quando seu filho mais velho começou a crescer e seu filho mais novo tinha sete anos de idade.

As pessoas dizem que todas as coisas importantes para um desenvolvimento da personalidade e comportamento de uma criança são formados até a idade de sete anos. O que você faz para uma criança pequena é a coisa mais importante, porque é a base de todas as maneiras futuras e a sua visão sobre a vida de forma global.

É por isso que eu acredito que suas três crianças são a prova de tudo o que ele queria dizer, ao longo de sua vida. Ele só podia se guiar através de sua infância. As crianças poderiam passar com ele um tempo limitado, mas aqueles são os anos mais importantes no desenvolvimento do ser humano.

Você sempre os ouve dizer: "Meu pai me disse que" ou "Meu pai me criou assim." Não importa o que eles vão fazer fissionalmente em suas vidas, mas os seus comportamentos pessoais falam por si.

É como se Michael Jackson tivesse todas as qualidades humanas nele, incluindo aquelas que se contradizem. Ele era muito bom, homem gentil, bondoso e humilde, mas forte, poderoso e teimoso, também. Ele tinha grandes sonhos e ideias espetaculares que ele seguia diretamente, mas ele sentia medo, também.

Ele era muito tímido, mas ele gostava de atenção e não tinha medo de violar as convenções. Ele falava suavemente, mas todo mundo o escutava. Ele tinha algo angelical e puro dentro dele, ao mesmo tempo que exalava sensualidade. Ele era tão sensível, que muitas vezes chorava só com a menção [de uma história de] sofrimento, mas ele também tinha um grande senso de humor, um ente querido que fazia a diversão das pessoas.

Sua aparência provocava as barreiras tradicionais que definem o gênero, raça e idade na sociedade. Ele poderia pegar qualquer um e todos poderiam se identificar com pelo menos, uma parte dele.

Ele conseguiu unir o mundo que ainda era racialmente muito dividido, no momento em que ele nasceu. Na segunda metade do século 20, as pessoas lentamente mudavam seus pontos de vista, mas foi Michael Jackson, pela primeira vez com seus irmãos, e sozinho, mais tarde, que quebrou as barreiras raciais através de sua música, desencadeando uma verdadeira tempestade emocional.

Se foi planejado lá de cima ou não, Michael Jackson fez o mundo todo se unir e olhar para a mesma direção. Ele foi o primeiro homem negro a ser admirado e profundamente amado por milhões de pessoas de todos os países do mundo. Ele quebrou barreiras raciais que ainda estavam presentes e, em seguida, ele nos mostrou fisicamente que a cor da pele realmente não importa, porque a essência de um ser humano ainda será a mesma.

Eu não quero que soe estranho ou incompreensível, mas agora eu não posso ver Michael Jackson na definição de qualquer raça ou cor. Não é fácil para mim vê-lo como negro, porque - embora ele sempre fosse muito orgulhoso de sua raça - não parecia ser uma parte de sua vida. Mas, é claro, eu não o vejo também como branco, porque ele não era. Ele está acima de tudo isso, aos meus olhos.

Eu o vejo como é que espiritualmente e fisicamente ele se excede e, simultaneamente, conecta todas as raças e as formas de seres humanos. Não é apenas sobre como ele lutava pela igualdade de todas as pessoas durante sua vida, mas é como ele incorporava isso.

O fato de que Michael Jackson tinha um tormento pessoal com a doença chamada vitiligo e com sua mudança estética do nariz causou também a consciência global sobre esse tema. Não poderia ser um teste melhor para as pessoas: Pode uma aparência diferente de alguém mudar a nossa atitude em relação ao indivíduo ou ele muda nossa atitude em todo o mundo?

Embora Michael quisesse que tudo tivesse permanecido como um assunto pessoal, ele se colocou como um espelho para a sociedade - como você vê Michael Jackson?

Você julga e calunia, porque alguém parece de forma diferente do que você espera ou deseja? Ou você tem um coração aberto e vê a unidade na diferença? Somos todos reflexos do que os outros desejam ser. O que não gostamos nos outros é o que nos lembra em nós mesmos.... Por amar ou odiar algo, só nos definimos.

O amor incondicional vem de uma fonte mais elevada, enquanto que qualquer faísca de ódio se origina do nosso medo interior.

Eu tive um tempo difícil em entender que existem pessoas que espalham mentiras só porque elas querem acreditar que elas são verdadeiras. É realmente desconcertante que, mesmo quando existem documentos oficiais, arquivos e livros disponíveis que mostram a inocência de Michael Jackson, ainda assim, há pessoas que espalham mentiras.


Algumas delas fazem isso por ignorância, algumas delas provavelmente por diversão, algumas delas, porque não são capazes de entender [elas não têm um coração e mente abertos, e são prisioneiras de seus próprios preconceitos] e algumas delas, só porque elas querem odiar - talvez elas não conheçam nada além do ódio... talvez elas nunca tenham sentido amor e alegria, talvez alguém os tenha machucado uma ou várias vezes e elas não podem esquecer. Talvez, se elas tentassem escutar, iriam receber o que Michael tentou dizer sobre isso.

Michael Jackson era gentil, sensível, compassivo, um homem que doava amor e alegria e usava a sua grande força para o Bem - para curar e fazer do mundo um lugar melhor. Ele ajudou milhares de pessoas durante sua vida. Michael Jackson era engraçado e adorava dar risadas.

Ele sabia que ser feliz é um estado natural do ser humano. Às vezes, quando penso nele, eu sorrio espontaneamente e eu sinto que o meu corpo está inundando de alegria. É esse tipo de alegria que te faz realmente feliz e você precisa compartilhá-la com outros.

Michael Jackson foi um artista brilhante, ligado a sutis energias espirituais, que buscavam unir o Céu e a Terra, que alterou de forma muito significativa a música contemporânea e distintamente impulsionou toda a indústria da música.

Michael Jackson foi um herói. Admiro-o por todos os momentos, quando ele estava de joelhos, mas ele se levantava e seguia em frente.


Eu acho que ele teve que passar muito tempo lutando com ele mesmo, buscando toda a sua energia e coragem para sair, para mostrar-se ao mundo... "Olhe, sou eu que estou aqui de novo, eu ainda tenho algo para lhe mostrar... tenho uma coisa para lhes dizer."

Michael Jackson foi o real guerreiro do amor e mártir moderno. Ele teve que morrer para que o mundo pudesse compreender. Mas ele não será esquecido. Ele será lembrado por seus méritos em muitas áreas, pelas gerações futuras.

Michael Jackson me ensinou que o amor é tudo. Então, o melhor que eu posso fazer é dar amor e não ter medo de pedir por ele, também. Não ter medo de ser quem eu sou e não me transformar em alguém que eu não sou.

Ouvir, não julgar, amar incondicionalmente, sonhar e não ter medo de buscar realizar os meus sonhos, ir atrás deles, apesar de todos os obstáculos, viver plenamente, não ter medo de mostrar ao mundo a minha criança interior e incentivar os outros a fazer isso também, com o meu exemplo.

Ele abriu o meu coração grandemente e eu percebi que eu estou conectada com toda a vida muito mais do que eu costumava estar.

No ano passado, aconteceu uma coisa que eu tenho certeza que era possível, especialmente por causa da minha transformação com o amor de Michael. Meu pai faleceu, em uma noite. Eu não sabia, porque ele estava em um hospital e eu estava em casa com o telefone celular desligado.

Naquela noite, eu e meu marido vimos uma de nossas tomadas elétricas explodir em chamas, duas vezes, e uma lâmpada começou a piscar [meu pai sempre gostou de trabalhar com eletricidade] Eu não sabia o que estava acontecendo, mas eu não dei muita atenção para isso.

Mas naquela noite, eu tive um sonho com meu pai - eu estava de pé ao lado de sua cama no hospital... eu peguei suas mãos e o ajudei a sair da cama. Primeiro, ele estava um pouco confuso, mas depois ele começou a se alegrar. Conversamos muito [ele não podia falar por longas semanas, antes de sua morte].

Mais uma vez, não me lembro qual era o tema da nossa conversa, mas foi emotivo. Havia amor e felicidade. Obrigada, Michael.''


by Kiwi
*Administradora do site True Michael Jackson

Fonte: http://www.truemichaeljackson.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...