O Rei na Alemanha (09)


A polícia secreta da extinta Alemanha Oriental - a Stasi - teve um arquivo sobre Michael Jackson e espionou o show que o Rei do Pop fez próximo ao Muro de Berlim, em 19 de junho de 1988, no lado ocidental.

A autoridade que custodia as atas da Stasi informou em 30/07/2009 sobre a existência dessas atas, segundo informações contidas na edição daquele dia no popular jornal Bild.

Este informou que as autoridades comunistas temiam que os jovens do setor da Alemanha Oriental tentassem escapar do Portão de Brandeburgo para assistir à apresentação que ocorreria do outro lado do muro.

Em suas notas, a Stasi estava preocupada porque "os jovens poderiam fazer qualquer coisa para esta experiência de um concerto na área do Portão de Brandemburgo." E acrescentou: "Alguns jovens querem usar a ocasião para provocar um confronto com a polícia."

Steffen Mayer, porta-voz da agência do governo que está revisando os arquivos da Stasi, disse à Reuters:

"Eles estavam preocupados que os jovens dissidentes poderia pedir que o Muro de Berlim fosse derrubado. Isto foi visto como uma ameaça potencial de segurança dada a quantidade de mídia estrangeira que estaria presente."

Uma testemunha, Alan Nothnagle, um tradutor que vive em Berlim, publicou em seu blog:

"Percebemos que homens 'discretos' em trajes civis, estavam parados nas esquinas das ruas em grupos de três, observando as pessoas que passavam. Não era segredo que Michael Jackson estava prestes a dar um concerto em frente ao Reichstag, naquela tarde, a poucas centenas de metros de onde estávamos... centenas, e logo milhares de jovens se reuniram para ouvir música. 


A Stasi também se multiplicava... não ouvimos uma única nota musical naquela noite, mas logo as vozes do público começou a gritar "Abaixo com o Wall!'' e ''Gorbachev! Gorbachev!'' 

Em seguida, os homens à paisana da Stasi jogaram as pessoas no chão gritando, "O que você disse? O que você disse?" e as levaram segurando a elas pelo pescoço para as ruas laterais, onde havia vans policiais esperando para levá-los em grupos para o quartel da Stasi.''

Câmeras da ARD e da ZDF filmaram esses episódios e foram atacados pela polícia secreta. O governo federal, em seguida, protestou formalmente às autoridades da RDA para obstruir o trabalho da mídia.

Para neutralizar o que era considerado uma "provocação política", os agentes pensaram em deslocar os jovens para outro lugar onde, em vez do show se transmitiria um vídeo com outra atuação de Michael.

A Stasi considerava que podia haver distúrbios e que os jovens buscariam o "confronto direto" com a polícia da RDA, afirma o Bild, que faz referência a relatórios da corporação policial de maio de 1988.

O telão com a exibição de outra atuação não chegou a ser colocado e, no lugar dele, a polícia optou pela violenta repressão dos jovens da Alemanha Oriental que tentassem se aproximar do Portão de Brandeburgo.

Segundo informações divulgadas na época pelas televisões públicas ocidentais ARD e ZDF, o show do cantor reuniu milhares de pessoas na zona proibida, no setor oriental, e nas ruas adjacentes.


Como se soube depois, Michael conseguiu ''enganar'' a polícia secreta, visto que eles acreditaram estar fotografando o Rei do Pop [imagem acima] quando na verdade, estavam fotografando um sósia contratado por uma televisão alemã.

De acordo com a porta-voz do Sat1, Diana Schardt, "Em 1988, uma equipe da Sat1 conduziu um sósia por toda Berlim, a fim de ter uma ideia de como a cidade receberia o impacto. Meus colegas me disseram que a população ficou enlouquecida quando viram ''Michael Jackson''.

Outro depoimento sobre esse show junto ao Muro de Berlim está publicado aqui

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br
http://theunicoeirrepetiblereydelpopmichaelj.blogspot.com.br


21 comentários:

  1. Quem não ficava enlouquecido quando via Michael Jackson?
    Que coisa Rosane, eu não sabia dessa história do nosso anjo. Coitados dos jovens alemães, nessa epóca a coisa era feia.

    Bjs
    Fátima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine Michael sabendo que seus fãs foram tratados daquela forma pela polícia. :(

      Excluir
    2. ...me lembro como hoje do dia em que o Muro caiu! ;)

      Excluir
  2. Melhor que MJ em vídeo só mesmo o MJ ao vivo!!

    Mas o show chegou a acontecer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vc pode ler a respeito acessando o link em vermelho que eu coloquei no final do texto. ;)

      Excluir
  3. Boa noite, angels do Michael!

    Eu também não sabia sobre essa história que ele viveu em Berlim, um ano antes da queda do Muro! Talvez sua presença, com o megashow que atraiu milhares de pessoas e a atenção da mídia do mundo todo, tenha contribuído para conseguirem derrubar o muro da vergonha. Foi um momento memorável, segundo Jim Waits, designer de iluminação.

    Que linda a preocupação de MJ em providenciar iluminação e equipamentos de som extras para que o show pudesse ser visto e ouvido no outro lado. :)

    Será que foi depois dessa experiência que o anjo escreveu o lindo poema “Berlin 1989”, que se encontra no livro “Dancing The Dream”?

    http://dancingthedreamismagic.blogspot.com.br/2011/08/berlin-1989.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Regina! Foi justamente o que eu li em uma página, enquanto pesquisava o tema.

      Dizia algo como, ''Michael Jackson e Pink Floyd podem ter muito mais a ver com a queda do Muro do que as pessoas imaginam.''
      De qualquer forma, foram semente ''jogadas ao solo'' e que provocaram um grande ''barulho'' por lá, de forma positiva, apesar de sofrida.

      Bem lembrado a respeito do poema... e 1989 foi um ano após o concerto, acredito que tenha tudo a ver com a experiência que Michael viveu naquele país.

      ♥♥♥

      Excluir
    2. Que bacana, Rosane! Eu não sabia que falaram sobre a possível influência do Pink Floyd e do MJ com a Bad Tour, para a conquista da queda do Muro de Berlim! \o/

      Excluir
    3. "Cuando se programaron más shows como el de Pink Floyd y el de Michael Jackson en verano de 1988, Schwenkow dijo que el gobierno del Berlín Este se quejó al del Oeste. Alegaron que los conciertos estaban cerca de un hospital y que el sonido y la vibración podrían causar la muerte de los pacientes graves.Las autoridades comunistas temían que los jóvenes del sector germano-oriental trataran de acudir como fuera a las inmediaciones de la Puerta de Brandeburgo para seguir el concierto que tendría lugar al otro lado del muro.''

      Excluir
    4. Pode ter ajudado, sim! :)

      Excluir
  4. Michael participando da história!!

    Muito bom saber o quanto ele se preocupava com os seus fãs, a forma como ele ajudava.

    Acho que ele faria muito mais se a sua teia o deixasse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisa, eu acredito que outras histórias serão contadas no futuro, sobre a influência de Michael na História. Como disse a reverenda Kaufmann,

      ''¨É importante ter em mente: Haverá livros escritos sobre este período da história. Eles vão falar de Michael Jackson e sua obra. Eles também vão falar dos fãs. Eu quero que a minha neta venha a ler um livro de escola ou faculdade que diga: "Uma das mais importantes influências culturais do século XX foi Michael Jackson.''

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2011/04/o-legado_19.html

      Excluir
    2. Amém.

      Também eu, quero que minha neta leia o mesmo livro na escola e me pergunte quem era Michael Jackson.

      Excluir
  5. Boa noite, Rosane

    Eu acho que "seria más fácil el sonido y la vibración sanar a los pacientes graves, porque seria Michael el cantante. Qué piensas?
    Minha avó já dizia que quem não tem o que fazer, procura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Mari! A equipe de Michael já estava acostumada a fazer concertos pelo mundo e observar as condições do local. Certamente eles não estavam quebrando regras de segurança e como mostrou a documentação, a motivação da policia era outra.

      Excluir
    2. [Mari, eu estava respondendo ao comentário da Elisa faz poucos minutos, quando observei na lateral do blog que entrou um leitor vindo de Salvador... naquele momento eu pensei... ''A Mari chegou...' kkkk Dito e feito.. era vc! ;D ]

      Excluir
  6. Eu também acredito que o poema "Berlin 1989" tem tudo a ver com essa experiência de Michael.

    Certeza que direta ou indiretamente, Michael influenciou no contexto da queda do muro.

    Ainda vamos ver muito mais de Michael mudando o mundo!

    ♥ ♥ ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com vc, amiga! ♥♥♥

      Excluir
  7. Ah, querida, eu não posso me afastar desta casa, na verdade, acho que, quem entrar aqui só vai sair quando Deus achar que já chega.
    Você sabe cativar a gente, é uma excelente anfitriã, por isso, eu
    não pretendo sair, posso até demorar de comentar, mas isso não quer dizer que eu não esteja lendo. Este blog é nota 10000.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim vc me deixa sem palavras.. muito obrigada, angel do Michael! Essa casa está sempre de portas abertas para vc. Bjs, .

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :)
Os comentários são moderados [a fim de evitar spams]
e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
Esta página é feita com amor e eu agradeço a sua presença.
*Rosane [admin. do blog]

Obs.: Para assuntos não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...