Lamont Herbert Dozier

Durante os ensaios para o especial Motown 25
''Eu conheci Michael quando ele começou como um incrível jovem artista e assisti ele crescer como um dos talentos mais marcantes a que nós assistimos em nossa vida. Ele era um rapaz fantástico, cujo talento e criatividade crescia à medida que ele também crescia. Ele era um compositor inovador e talentoso. Suas obras viverão sobre e para as gerações vindouras.

Ele tinha a estranha habilidade de tocar a todos de todas as gerações com suas canções. Não apenas com seu desempenho vocal e dança, mas suas composições, músicas e letras falavam a respeito de tudo aquilo que estava acontecendo no rádio e foram recebidos em uma base mundial em todos os gêneros. Ele é responsável pelo mundo vir junto para abraçar essas canções e a ele como um artista inesquecível.

Eu fui um dos sortudos que estava presente no especial Motown 25 daquele ano, quando ele estreou Billie Jean e eu estava sentado na plateia. Havia uma energia incrível no ambiente a qual eu só posso chamar de "espírito", que estendia a mão e obrigava a todos a se levantar. Foi a energia mais poderosa que eu já testemunhei a partir de um artista. 

Michael não era apenas um grande artista e performer, ele era um filantropo e um homem tão generoso cujos dons eram sem limites. A última vez que o vi foi em um pequeno jantar em New York, na casa de um amigo em comum. Ele era um homem de negócios inteligente e uma alma gentil que tinha um tremendo amor e respeito por todos os que vieram antes dele neste negócio. Eu vou sentir falta dele terrivelmente."

by Lamont Herbert Dozier

*Compositor norte-americano e produtor musical, Lamont é um dos integrantes da equipe Holland-Dozier-Holland, responsável por grandes sucessos da gravadora Motown, incluindo o Jackson Five.

Fonte: All4michael
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...