Entrevista com Lisa Robinson (08)

Com Janelle Commissiong
Entrevista com Michael Jackson por telefone,
da Califórnia, em 03 de Agosto de 1978

Lisa Robinson: Assim, após as filmagens de The Wiz aqui, você me disse que queria voltar a New York e passar mais tempo.

Michael Jackson: Adoro. É o local perfeito para mim, para as coisas que eu estou interessado na vida. Quando estou em New York, eu me levanto cedo e estou pronto para começar o dia. Você tem uma programação toda: Eu vou ver este jogo, neste momento, e eu vou almoçar, vou ver um filme que é o que eu gosto sobre ele, tanta energia... Sempre que eu volto pra casa, estou ansioso para voltar á New York. Eu amo as grandes lojas - Eu amo tudo.

LR: Você tem sido visto com Janelle Penny Commissiong a ex-Miss Universo. É um romance?

MJ: [risos] Essa é uma pergunta difícil de responder. Como a maioria das pessoas com as quais você pode me ver... com Tatum [O'Neal] e Janelle, elas são o tipo de... elas são amigas, e [mais risos] ... eu converso com elas. Eu não sei como descrever isso, realmente [mais risos]. Eu não sei o que dizer.

LR: Ok, mudando de assunto. Como foi trabalhar com Diana [Ross] em The Wiz?

MJ: Foi incrível, maravilhoso. Eu aprendi muito com ela. Somos como irmão e irmã, de verdade. Ela foi uma espécie de ajuda, ela brigou para que eu estivesse bem no set... todas as manhãs, ela vinha ao meu camarim e perguntava se eu precisava de alguma coisa. Ela era muito protetora. Eu simplesmente adorei o mundo do cinema, eu amo mais do que a realidade. Às vezes, eu só queria poder acordar de manhã com um número grande de produção de dança.

LR: É verdade, que você ainda se encontra com seus fãs?

MJ: Eu desfruto de tudo isso, algumas vezes, vendo as pessoas que me amam, ou compram meus discos. Eu acho que é divertido, e eu gosto de conhecer os meus fãs e eu acho que é importante. Mas, às vezes, as pessoas pensam que você deve sua vida a eles, pois eles têm uma má atitude “Eu fiz o que você é”. Às vezes, você tem que dizer-lhes, ''Se a música não fosse boa, você não teria comprado'', porque alguns deles pensam que você realmente pertence a eles.

Alguns dizem, “Sente-se”, “Autografe”, ou “Pode me dar um autógrafo?” E eu digo, “Sim, você tem uma caneta?” E eles dizem: “Não, vá buscar uma”. Honestamente. Eu não estou exagerando. Mas eu só tento lidar com isso.

LR: Você está se divertindo com seu novo carro [um comprado recentemente azul Silver Shadow Rolls Royce]?

MJ: Sim, é meu carro favorito. Eu sei como dirigi-lo, mas eu odeio tirar fotos nele. Você sabe, você vê tanta gente com seus carros novos, e é um pouco de show e espetáculo. Eu realmente não sou assim.

Fonte: http://www.vanityfair.com
Tradução: O livro ''As várias faces de Michael Jackson'' de Marcílio Costa da Silva
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...