Depoimento de Kenny Rogers (01)

Imagem registrada por Kenny Rogers 
''A primeira pessoa que eu fotografei para o livro foi Michael Jackson. Era 1986, e eu estava hospedado em Los Angeles para a cerimônia do Grammy Awards. Naquela noite, meu filho Christopher conheceu Michael nos bastidores. Christopher sempre amou Michael. Ele mesmo se vestia como Michael em casa.

Por este motivo, Marianne, [esposa de Roger] enviou-me algumas flores, onde estava anexado um Grammy de plástico. Sem o conhecimento de mim ou qualquer outra pessoa, Christopher levou o Grammy de plástico, entrou na conferência de imprensa de Michael Jackson, e entregou a ele.






No dia seguinte, Michael ligou para dizer o quanto apreciou Christopher. Ele também convidou-o para sua casa para ver os seus animais, então Marianne e Christopher foram para Encino. Michael sabia que eu era um fotógrafo, ele mencionou que ele gostaria que se eu tirasse uma foto dele e Christopher juntos.




[Imagens acima: Em outro momento, Michael posou com Nicole e Christopher, filhos de Lionel Richie e Kenny Rogers respectivamente.]

Liguei para Michael no dia seguinte para marcar um encontro, e ele concordou em vir ao meu estúdio. Eu disse a Michael, durante a nossa primeira sessão, que eu estava pensando em fazer um livro de retratos e chamá-lo de Your Friends E Mine. Eu tinha ouvido falar sobre o seu chimpanzé Bubbles e fizemos uma foto com ele.

Imagem registrada por Kenny Rogers 
Mais tarde, Michael e eu fizemos outra sessão sozinhos, a seu pedido. Esse foi o início. Michael Jackson concordando em ser parte do livro foi o ponto de partida para todo o projeto. Michael Jackson é único, tanto como indivíduo e como artista. No entanto, enquanto eu estava ao seu redor, muitas vezes, eu nunca senti que eu o conhecesse verdadeiramente, até que passássemos um dia juntos no estúdio de fotografia. 

Como expliquei anteriormente, Michael tinha convidado Christopher, meu filho mais novo, à sua casa para ver o seu jardim zoológico. Michael sugeriu que eu tirasse uma foto dele e Christopher no meu estúdio. Eu disse-lhe das minhas ideias para este livro e pedi-lhe para trazer seu chimpanzé, Bubbles

Havia talvez 25 pessoas no estúdio naquele dia, e o chimpanzé foi o centro das atenções. Isso significava que o foco estava fora de Michael, e eu acho que o relativo anonimato deu-lhe uma chance de relaxar. E Bubbles foi tão humano que era quase assustador. Ele levou Christopher pela mão até a geladeira, abriu-a, tirou uma banana, e entregou-a ele. 

Christopher ficou surpreso - todos nós ficamos. A sessão foi a primeira vez que eu tinha a chance de estar a sós com Michael. Significa muito para mim ser capaz de dizer que não só eu amo sua música, mas eu também gosto muito dele como pessoa e o considero um amigo.''

Por Kenny Rogers (cantor e compositor, fotógrafo, produtor musical, ator e empresário)

Michael já havia colaborado com o cantor para um dueto chamado Going Back To Alabama do álbum de Rogers em 1981, Share Your Love.

Michael com Brenda, Lionel Ritchie e equipe no estúdio em Los Angeles
em 1981, na gravação de Going Back to Alabama'


Michael erar um grande fã de música country. Os dois artistas também cruzaram seus caminhos na ocasião das edições de 1985 do projeto USA For Africa e a canção We Are The World.


Fontes:
Michael Jackson: The King of Pop de Lisa D. Campbell
http://www.thesilencedtruth.com
http://www.numberones.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...