George Kerwinski (01)


Depoimento de George Kerwinski, que trabalhou como 
gerente de estrada de Michael Jackson durante a Dangerous Tour.

''O início da turnê foi difícil. Michael teve que ir para o hotel direto do avião. Decidiu-se que Michael teria que fazer uma viagem de volta até a mini-van pré-organizada com refrigerantes para ele em Londres.

Antes de descer do avião, Michael esperou para obter instruções detalhadas de seus guarda-costas - Bill Bray e Wayne Nagin - sobre o que estava acontecendo, o que ele deveria fazer e para onde se esperava que ele fosse, todas essas coisas.

Desde a época do Jackson Five, Michael era escoltado por Bill Bray, que durante aquele tempo, trabalhou na polícia de Los Angeles. Bill e seu amigo Wayn, além de mais cinco seguranças e eu, faziam parte da chamada ''segurança interna'' que cuida de Michael.

Durante a Dangerous Tour, um total de 150 pessoas apoiaram Michael. Todos eles foram divididos em três grupos:

A [artista] 40 pessoas, incluindo a sua segurança e as suas pessoas mais próximas.
B [banda] aqui estão os músicos, dançarinos e equipe de maquilagem, em um total de 30 pessoas.
C [equipe técnica] e as pessoas que lidam com o som e aqueles que constroem o palco - total de 80 pessoas.

А , В e С foram colocados em hotéis diferentes, porque Michael não queria que alguém da equipe o responsabilize, se algumas pessoas tivessem um comportamento inadequado. Michael gosta de se registrar [nos hotéis] como Mark Levis, tirando esse, tem outros 12 pseudônimos.

Michael nem sempre usa um avião. Quando o céu ameaça chuva, ele não usa um avião, deixando boa parte da equipe chateada, que em casos como este, é forçado a viajar de ônibus, serão viagens mais longas. Muitas vezes, quando [a chuva] é leve, nós tentamos convencê-lo, dizendo-lhe que as pistas de avião estão secas.

Em sua equipe, ele tem duas equipes de filmagem, que filmam como o dia está transcorrendo - durante esta turnê - a chegada, o próprio show, os fãs... tudo.

Todas as noites, os produtores do filme estão trabalhando na edição feita a partir do que foi filmado. Esses filmes são apresentados para Michael todos os dias. Ele quer observar como os integrantes da segurança tratam seus fãs.

Em Frankfurt, Wayne Nagin acidentalmente feriu um fã, e ele começou a sangrar. Quando Bill diz esta frase: "Michael quer falar com você" - todo mundo sabe, que segue uma conversa cara a cara com Michael e, portanto, ''castigo''.

Difícil de acreditar, mas Michael nunca tem um dólar, nem mesmo um cartão de crédito com ele. Quando ele precisa de alguma coisa, ele pede o cartão do Bill ou a segurança paga em dinheiro.

Antes de seu show em Munique, Michael me perguntou: "George, eu gostaria de dizer "eu te amo'' para as pessoas.. como eu posso dizer isso em alemão?

Eu escrevi em um pedaço de papel e ele repetiu as palavras um par de vezes, e as guardou em seu bolso. Ele ficou feliz quando eu elogiei a sua pronúncia. Segundos antes de entrar no palco, ele as leu novamente.

Eu não acho que Michael esperava que eu o seguisse até Peter Petz - o fabricante de carrosséis. Ele ficou impressionado com um velho carrossel com 84 assentos.

Quando entramos no jardim, eu notei que Michael estava apavorado. O motivo era o cachorro da família, que estava cheirando Michael:

"Afaste esse cachorro, eu tenho medo deles!''

Ainda mais engraçado foi a nuvem de abelhas. Ele tentou fugir e até mesmo saltou nos arbustos, mas Peter nos levou ao seu escritório, o que o salvou.

Durante a conversa, Michael sentou-se em uma cadeira de madeira e viu uma tigela com cookies. Perguntei se ele poderia pegar alguns, ele disse que tudo bem. Isso era incomum, porque Michael não comia qualquer coisa que não fosse feito por seu cozinheiro indiano - Sadhana Khalsa.

Michael ficava nervoso quando reconhecia alguns de seus amigos no meio da plateia. Exemplo: em Oslo, eu notei que ele não colocava a mão na virilha, ele só colocava a mão na coxa. Mais tarde, eu descobri que Diana Ross estava presente com seus filhos.

Michael tem um certo ritmo, durante o dia. Ele raramente vai para a cama antes das 05:00 e geralmente acorda tarde - 12:00.

Depois, ele come frutas, que é a única refeição antes do show. Seu médico Forecast acompanha ele na turnê, e cuida para que Michael não desidrate. Na verdade, ele não é disciplinado em tudo, em se tratando de comer. ''Ele não come nem bebe o suficiente'', o médico costuma dizer.

A última pessoa que vê Michael antes dele subir ao palco é Michael Bush. Ele é o único que pode fazer Michael fica parado, enquanto ele coloca a fita nos dedos.

Durante o seu tempo de folga, Michael anda sem maquiagem, e não se importa com seu visual. Ele não se preocupa com suas roupas e muitas vezes, as repete com frequência.

Ele é louco por mágicas. Ele visita o mais rápido possível os seus amigos Siegfried e Roy em Las Vegas.

Uma vez, eu mostrei-lhe um truque com um 1/4 de água em um copo, o qual desaparecia e voltava a aparecer. Eu tive que prometer revelar o segredo.. depois que eu fiz isso, ele estava feliz como criança.

Brett Barnes, com 11 anos, de Melbourne/Austrália, é conselheiro de Michael durante todo o tempo das suas compras de brinquedos. Ele, sua irmã e seus pais e o professor particular acompanham Michael durante toda a sua turnê.

Michael se sentiu bem em Post Hotel, em Pegnitz Neste hotel, cada apartamento é ambientado com diferentes temas. Michael escolheu o tecnológico. Ele e Brett ficaram brincando por horas no mesmo, com os controles remotos de portas, TV, cortinas.

Eu estava no meu caminho para a minha cama por volta da meia noite, e lá estava Michael no corredor. Conversamos por alguns minutos e ele começou a me perguntar sobre a história da Alemanha.

Ele era fascinado pelo fato de que Richard Wagner e rei Ludwig II eram homossexuais e provavelmente tiveram relação. Ele perguntou-me, inocente como uma criança:

"Você quer dizer que eles estavam namorando?" Nós rimos bastante.


[Imagem acima: George Kerwinski é o homem entre Michael e Bill Bray, durante um passeio no zoológico em Berlim, em 1988.]

Em Post Hotel, no dia seguinte, Michael conheceu uma pessoa que tinha um carro com algum objeto coberto nele. Mais tarde, eu descobri que a pessoa possui uma loja musical, e ofereceu para Michael uma de suas melhores cítaras Baviera [instrumento musical alemão].

Em Oslo, Michael acabou chateando Helmut Kohl e sua esposa Hannelore. Ele teria que deixar o apartamento por volta das 11:00, mas Michael não queria interromper seu sono antes das 02:00. Helmut e sua esposa tiveram que esperar no corredor.

Michael não é um vegetariano, como ele é conhecido. Ele simplesmente não se preocupa com a carne. Ele gosta de comer brotos e vegetais.

Em Paris, seus pais apareceram e queriam assistir seu show. Ele pediu para Bill dizer-lhes que ele não era uma boa ideia, e que não poderia encontrá-los. Os pais não concordaram e seguiram-nos em Toulouse. Eles ainda não o fizeram através da segurança de Michael.

Quem se atreve a falar com Michael antes do show está em uma grande confusão. Segundos antes do início do show, ele se senta na catapulta que o joga alguns metros acima do palco, e ele está preocupado se tudo vai correr bem.

Esse truque é o mais perigoso, porque a abertura por onde Michael está sendo filmado, tem que fechar por alguns segundos. Se algo der errado, Michael irá cair de 5 metros de altura.

A segunda situação perigosa durante o show é entre Thriller e Billie Jean. Depois do caixão, Michael passa por debaixo do palco, através de uma pequena abertura no chão, muito rapidamente. Ele tem que passar por baixo do palco e subir com a ajuda de uma grande escada de mão, para a fase móvel superior, colocada a 12 metros de altura  Esse truque foi chamado de "tapete mágico".

Foi uma loucura quando um jovem disse que iria pular do telhado de uma casa em Londres, do outro lado do quarto do hotel de Michael, se este não falasse com ele por algum tempo.

Quando Michael aproximou-se da janela, o cara pediu-lhe para cantar para ele. Depois disso, ele pediu-lhe para dançar para ele, também. Surpreso com a insolência, Michael fez seu moonwalker.

Sempre que passarmos por uma cidade, haverá um lunático como este.





[Imagens acima: Eric Herminie, o 'fã suicida'' quis chamar a atenção de Michael, no prédio em frente ao Dorchester Hotel em Londres, em 29 de Julho de 1992. Michael falou com ele ao telefone e o convidou para conversar pessoalmente.]

Em 29 de agosto, Michael se perdeu. Ele não queria apresentar em uma festa em Frankfurt, a festa era sobre seu próprio aniversário. Ele odeia ser lembrado de sua idade. Estávamos todos indo para a festa, quando ele decidiu ir para Regensburg, para visitar o príncipe Albert e sua mãe, a rainha Gloria.

Michael não se importa quando as garotas tentam seduzi-lo. Em Rotterdam, atrás do palco, encontrou duas meninas com saias curtas. Ele me disse: "Olhe para estas meninas... elas são como Billie Jean e Dirty Diana!"

Ele sempre fica muito animado quando reencontra alguns amigos. Em Brucsel, Liz Taylor apareceu. Ele passou a multidão e chegou bem na frente do palco. Depois do show, no hotel, conversaram até meia noite.

Parece que Michael não usa o seu perfume para homens, o Legende Michael Jackson. Minha sobrinha Sandra, de 19 anos, subiu no palco em Ludwigshafen. Quando ele lhe deu um abraço, ela sentiu que Michael "cheira como um bebê...  provavelmente, ele usa talco'', ela disse-me, mais tarde.

104 dias após eu estar com ele, Michael disse adeus após o último show em Bucareste, com um ''Tchau, Georgie''. Ele sorriu e tirou seus óculos de sol. Espero que possamos nos ver de novo, em breve.

Para concluir, eu gostaria de dizer um pouco da minha opinião em relação à entrevista com Oprah W. Para mim, isso era um sinal - um início de uma nova era. Eu tenho a certeza de que, no futuro, Michael vai dizer muito sobre si mesmo.

Acredito na história sobre o vitiligo, e depois da entrevista, eu notei as manchas no rosto. A cor da sua pele, de fato, não é a mesma. Eu acho que não há nada mais do que uma verdadeira amizade com a atriz Brooke Shields. Ela nunca assistiu a um de seus shows europeus.

Para mim, Michael é um pessoa excepcionalmente sensível, inundada por uma incrível paz interior, e que merece grande amor. Eu não acho que ele seja capaz de entregar seu coração apenas para uma pessoa.''

by George Kerwinski

Nota Esta matéria foi publicada em uma das edições da Bravo Magazine em 1993. Todas as fotografias foram adicionadas por este blog e não fazem parte da matéria original.

Mais fotografias de George e Michael estão publicadas aqui

Fonte: http://www.mjjcommunity.com


25 comentários:

  1. Realmente um super depoimento!
    É incrivél saber todos esses detalhes, o comportamento do Michael, seus hábitos, suas manias. :D
    * poderosa a imagem 1. :*
    * os seguranças do rei sempre tem muitas histórias para contar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh. eu amo essas histórias dos bastidores, Lais! ****

      A foto é poderosa, mesmo..... ai ai

      Excluir
  2. Ai que delicias de depoimento, quanta historias mais deve haver, eu me pergunto, bota poder nessa foto rsrsrs. amei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A era Dangerous teve seus privilégios... ♥

      esse depoimento cita tantas passagens que não dá para falar de cada uma, mas fiquei imaginando Michael correndo das abelhas .que dó ... srsr.. e ainda sendo cercado por um cachorro. . que aflição para ele.

      Muito chato esse negócio também de fã maluco querendo obrigar ele a fazer algo isso é chantagem. Pelo depoimento, a gente vê que era coisa comum aparecer gente doida atrás do Mike. Haja paciência.

      Muito bacana ele pedir para filmar os fãs e a forma como eles eram tratados pela equipe de segurança. Acho que nenhum outro artista faz isso, com esta intenção bem definida.


      Excluir
    2. ...e mais uma para falar sobre o perfume de talco. \0/

      Excluir
  3. Mega depoimento, adorooooo saber detalhes da sua rotina.
    Vc sabe o nome desse perfume com cheiro de talco de bebê?
    Já li vários relatos sobre esse perfume, mas nunca sobre o nome.

    Bombom cheirando a bebê, sorriso doce e voz macia....
    é demais para qualquer mortal!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. .. e tem maneira de saber o nome do talco que ele usava? \0/
      mas que é um perfume gostoso de se sentir, isto é, não é usual sentir nos homens, mas com toda a certeza, caía muuuito bem no nosso anjo! Uma perfeita combinação com a sua personalidade.

      Excluir
  4. Também amei este depoimento gente. A era Dangerous é a minha preferida, ainda mais, depois de assistir ao seu show no Morumbi, foi inesquecível.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico contente que vc tenha curtido, Fátima. *--*

      Excluir
  5. Olá Rosane,amo ler essas matérias.eu já havia lido sobre o fã maluco.adorei a foto do Michael.desculpa,mas é impossível não olhar o bumbum dele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Natália! Bom ter vc aqui na madrugada................

      Excluir
  6. Essas histórias de bastidores é o máximo ne!! Ri mto naquela parte das abelhas e do cachorro ..tadinho..pagando mico. kkkkk Ñ vai existir outro igual, ñ adianta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna! E eu fazendo o desfavor de espalhar esse mico..rs.. mas não foi culpa dele não é? Nosso anjo era perseguido por papparazzi, fãs, cachorros, abelhas..... ô destino! ♥

      Excluir
  7. Haaa, acho que nunca tinha lido em lugar nenhum como acontecia o " tapete, mágico"

    O Mike não gostava de se lembrar da idade ? não sabia, aaa, eu tb não gosto =( kkkkkkk

    E o perfume, deve ser o Bal, ele tem cheirinho de talco mesmo *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah.. eu sei que vc tem o Bal!!!! \0/ mas o cheirinho desse é mais para baunilha, não é?

      Por falar em idade.. teu niver tá batendo na nossa porta.... \0/ ♥ ♥ ♥

      Excluir
    2. Pra falar a verdade eu não identifiquei cheiro de baunilha nele não, é um pouco forte no começo, mas depois fica como talco, suave, tipo aqueles de bebê.

      Aww, e o seu também, está aí \0/ \0/

      Excluir
  8. Um baita depoimento com tantos detalhes e coisas variadas e é tão bom saber disso tudo não é Rosane?
    Destaco aqui o cuidado de Michael com toda a sua equipe e as filmagens de tudo pra que depois ele pudesse ver, principalmente seus fãs, parecia que ele tinha um olhar de 360 graus kkkk, muito bom adorei!
    Fiquei curiosa de saber como Michael chamava a atenção de seus subordinados, parece que quem era chamado pra um puxão de orelha com ele, temia, queria ver ele todo "bravinho" kkkk ( publica algo a respeito se tiver Rosane).
    Outra coisa é que eu não tinha idéia como era realmente perigoso ser impulsionado para o palco naquela "tostadeira", fiquei pasma.
    E pra encerrar achei curioso o depoente dizer que ele não colocava a mão na virilha enquanto dançava, quando ele via alguns amigos na platéia, no caso aqui Diana e seus filhos. Penso que mais por causa das crianças.
    Percebi isso no show em Brunei em homenagem aquele príncipe árabe, os movimentos dele forem bem mais suaves.

    Triste mesmo é ler sobre a recusa dele em receber a familia, isso é tão contrário ao que a gente conhece de Michael, sabe-se lá porque ele fez isso, né?
    Bjinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha... eu sei que Michael conversava com educação com seus funcionários, ou então, pedia a intervenção através de um gerente ou alguém próximo..para que falasse, em nome dele.

      Mas houve um episódio, onde um dos funcionários do estúdio estava tratando seus outros colegas de forma grosseira e mal educada.. sabe o que o nosso King fez?

      Chamou um de seus guarda-costas.. pediu que ele viesse com uma torta... então, o tal funcionário levou uma torta na cara [dada pelo guarda-costas, é claro] e ele ficou ciente de que isso era um castigo merecido.

      Ou seja.. Michael tinha toda a paciência do mundo, mas não tolerava ver seus semelhantes serem maltratados propositadamente.

      * A tostadeira era realmente perigosa... imagina como ele devia se sentir, um pouco antes do lançamento!

      * Curioso e engraçado ele se sentir constrangido em dançar com a mão na virilha.. na presença de amigos.. em especial, Diana Ross. Não sei se era por causa das crianças não, porque muitas a imitavam.. acho que foi por causa da Diana, mesmo....

      Sobre a recusa em receber familiares, já vi outros depoimentos a esse respeito, outro dia, publiquei um aqui, do Dieter Wiesner, sobre como ele se esquivava de seu pai.

      Eu sinto que a presença deles, em certos momentos, deixava Michael deprimido. Lembranças de uma vida inteira.. custou para ele se libertar e, um vez solto, foi melhor para ele, manter a distância.

      Bjs!

      Excluir
  9. Muito interessante este depoimento. Quanta coisa ainda legal os seguranças fiéis a Michael têm ainda para contar. Talvez ele não quisesse a presença dos pais porque não se sentiria à vontade para pôr a mão na virilha na hora da dança; eu amo a mão na virilha e tudo o que ele faz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse pessoal que acompanhou Michael foi muito privilegiado, mesmo. O emprego dos sonhos. Lembrei do estilista Michael Bush que, depois de 2009, não quis trabalhar diretamente para mais ninguém, de tão habituado a Michael, e ele disse ter consciência que não teria outro cliente que o tratasse com tamanha consideração. Na verdade, eles foram amigos fiéis.

      Excluir
  10. Não sabia que a cítara é um instrumento musical alemão.



    Apesar de turnê ser desgastante, o ano de 92 foi muito especial na vida de Michael.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana ele ter sido presenteado.. já imagino ele feliz como uma criança, apreciando o presente.

      Excluir
  11. Dou o maior ponto para Michael Bush e outros que foram leais a Michael.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...