Suzi Nash


Durante três horas em um dia de verão úmido, Suzi Nash andou a cavalo pelas colinas do Parque Nacional de Valley Forge, com os braços em volta da cintura do futuro Rei do Pop.

Michael Jackson tinha 17 anos, na época, e ainda aparecia com seus quatro irmãos como The Jackson Five. Eles eram todos convidados para passar alguns dias na casa de infância de Nash.

Foi o início de uma amizade com Michael Jackson, a qual seguiu por mais de uma década, segundo Nash, que visitava Michael regularmente, após os seus shows na Filadélfia.

"Foi certamente um momento emocionante. Ele era o cara mais legal que você poderia ter encontrado. Um tanto tímido, meio quieto. Ele meio que despertou a espertinha em mim", disse Nash, que também era adolescente, na época.

Era 15 de Julho de 1976, o dia em que os irmãos Jackson chegaram à casa de Nash, quando seu produtor Dexter Wansel quis dar-lhes um pouco de descanso e relaxamento. Ele virou-se para seu amigo, Toni Nash, a mãe de Suzi, Michael e Larry, para fazer os arranjos.

"Dexter era um amigo pessoal. Foi uma coisa totalmente pessoal. Ninguém vazou para a imprensa", disse Toni.

Ela transportou três cavalos de sua família e outros que ela pediu emprestado de amigos. Suzi disse que enquanto os irmãos de Michael estavam prontos para brincar de cowboys, Michael ficou junto da limousine.

"Eu perguntei: 'Você não vai andar?'... Ele disse: ' Oh, não, você está mais preparada.''

Ela disse que Jackson lhe disse que ele tinha um cavalo, mas não estava em casa já há dois anos e não se sentia confiante sobre suas habilidades de equitação. Ela instruiu-o a montar seu alto corcel negro, o Meia-noite'.

"Eu comecei a andar em torno dele e ele disse: 'Você está ficando com os sapatos cheios de lama. Eu vou andar por aí.''

Ela disse para Michael que, porque ela teve a sorte de ter um cavalo, era normal que ela permitisse que os amigos andassem com o Meia-noite, se ele estivesse disponível.

"Eu disse: 'Eu faço isso para todos. Você não é especial.' ... Ele disse: 'Sério?' ... A partir de então, ele parecia muito relaxado, muito confortável. Ninguém jamais disse que ele não era especial", disse Suzi, com uma risada.

Depois de acompanhar Michael ao redor por aproximadamente 45 minutos, Suzi saltou sobre o cavalo e colocou seus braços em volta de sua cintura, enquanto ela segurava as rédeas.

Michael sentiu-se tão relaxado durante o passeio de três horas, e Suzi lembrou que ele, eventualmente, compartilhou algumas risadas com ela.

"Na verdade, ele começou a cantarolar", disse ela.

Antes que eles embarcassem em sua excursão para Ivy Hollow, os irmãos Jackson foram levados para a casa de Toni e Leslie Nash na West Avenue, onde Toni preparou o almoço.

Foi então que Suzi notou, pela primeira vez, sobre a aparente necessidade de Michael Jackson de ficar sozinho, quando ele separou-se de seus irmãos e foi investigar os livros e antiguidades na sala de estar dos Nash.

"Ele gostava de antiguidades e de livros antigos'', disse Suzi, que agora é uma premiada cineasta da Filadélfia e entertainer infantil.

Ela tinha estado tão animada com a perspectiva de sua visita que, na noite anterior, tinha dormido com o telefone em seu peito, aguardando o telefonema de Wansel, para informar os Nashes sobre a chegada dos irmãos.

Porém, Suzi observou que ela esperou cerca de 45 minutos antes de se aproximar de Michael, em sua sala de estar.

"Eu dei a ele um tempo sozinho", disse Suzi.

Nos anos posteriores, em seu caminho para visitar Michael Jackson durante um de seus concertos em Filadélfia, Suzi pegou um antigo livro da prateleira de seus pais, sem dar atenção ao título.

Ela só queria dar um presente para Michael, e lembrou-se de sua predileção por livros antigos. Quis o destino que esse livro fosse Como um Homem Pensa, um exemplar de 1902, escrito por James Allen.

"Ele olhou para mim e quase saltou para trás. Ele disse... 'O que fez você me dar isso? O que fez você escolher esse título?' ...

...ele disse que era o seu "livro favorito no mundo." O título é baseado no Capítulo 23, versículo 7 do livro bíblico de Provérbios: Como um homem pensa em seu coração, assim ele é.

O dia da visita dos irmãos Jackson à família Nash coincidiu com o 13 º aniversário de Michael Nash, disse Toni. Após o seu passeio a cavalo, eles novamente foram convocados à sua casa em West Avenue.

"Eles voltaram para a casa e tinham um grande bolo e cantaram para ele. Eles cantaram Feliz Aniversário'', disse Toni, que tem uma fita de áudio dos irmãos Jackson, cantando uma serenata ao aniversariante.

Suzi disse que nunca pediu para ser fotografada com Michael Jackson, em qualquer de seus encontros.

''Nós nunca pedimos fotografias ou autógrafos. Eu acho que é por isso que pudemos nos manter próximos.''

Ela e sua família foram examinados pelos guarda-costas dos Jackson durante visita à sua casa. Quando Michael saiu do lado de Suzi, da sala de estar para o quarto para olhar mais livros, os guarda-costas rapidamente apareceram e perguntaram a Michael se ele estava "OK", ela lembrou.

Suzi se deu conta sobre o controle que outras pessoas exerciam sobre Michael Jackson quando ela o encontrou pela primeira vez. Foi cerca de seis semanas antes de seu aniversário de 18 anos, na época.

"Eles disseram que não queriam que Michael saísse para jantar, porque não queriam que ele se expusesse ao público. Eles não queriam que ele jogasse tênis, para que ele não tropeçasse na bola. Eles não queriam que ele nadasse, para que Michael não pegasse um resfriado. Acho que ele bateu o pé durante um dos passeios a cavalo", disse Suzi.

Ela lembrou-se de uma vez, quando ela visitou Michael Jackson após uma apresentação no antigo Valley Forge Music Fair no condado de Chester.

Ele foi levado fisicamente para longe por ''aquelas pessoas'', enquanto ele aguardava um menino, que tinha saído para buscar uma caneta, para pegar um autógrafo. Eles estavam levando Michael para outro compromisso.

"Eles literalmente o pegaram pelo tronco e pelas pernas, e seguravam a sua gola. Ele disse... 'Não deixe que eles me levem!' ... ele estava muito perturbado com isso. Ele disse: 'Eu não quero desapontar o menino!'' lembra Suzi.

Na última vez em que ela viu Michael, ele finalmente parecia estar no controle de sua própria vida.

"Ele era muito gentil, muito agradável, de fala mansa, mas definitivamente no controle do que estava acontecendo ao seu redor. Mas, ainda assim, muito tímido", disse Suzi.

Uma vez, quando ela levou uma menina de 8 anos de idade, amiga da família, para uma conferência de imprensa de Nova York para conhecer Michael Jackson, Suzi assegurou à criança nervosa que o cantor estaria ainda mais nervoso do que ela.

Na conferência de imprensa, ele ainda estaria muito, muito tímido, ainda. No momento em que ele se mexia, ele ficava cego com a quantidade dos flashes, então ele ficava mais introvertido, ainda'', disse Suzi.

Após a conferência de imprensa, Jackson graciosamente se encontrou com a menina.

"Ele foi muito gentil com ela. Sentou-se e cumprimentou-a e ela ficou muito, muito emocionada.''

A enormidade da fama de Jackson finalmente atingiu Suzi quando, durante uma de suas paradas de turismo na Cidade de Brotherly Love, ela sugeriu levá-lo ao jardim zoológico da Filadélfia, por causa de seu amor por animais.

Ele disse a ela que ele tinha considerado visitar o zoológico no dia anterior, mas os arranjos não poderiam ser feitos de forma rápida o suficiente para ''bloquear e fechar o zoológico."

"Eu pensei...sabe, eu estou com um homem que, se quiser, pode fechar os locais da cidade.''

Enquanto ela observava as mudanças físicas de Michael devido a uma cirurgia plástica [no nariz] e ao vitiligo, ela também observou ele assumir o comando de sua vida.

"Cada vez que eu o via, ele parecia mais e mais confortável e mais no controle da situação, mesmo que parecesse excêntrico, em alguns pontos. Foi uma justaposição interessante", disse Suzi.

Ela perdeu o contato com Michael quando este mudou-se para o rancho Neverland, sua propriedade a 125 km a noroeste de Los Angeles. Ele acolheu centenas de crianças de lá.

"Todo o envolvimento com as crianças era porque ele nunca teve a chance de brincar com as crianças. Ele era um garoto trabalhando a partir de 5 anos de idade. Quando que ele esteve brincando nos parques?'' disse Toni. ''Eu me senti muito triste por ele. Ele estava tentando fazer um resgate. Foi tudo sobre isso e ele teve muitos problemas ao longo do caminho.''

Ela observou que Michael Jackson é creditado por reinventar os videos, em termos de produção. Toni acredita que ele também será lembrado por seus esforços de sensibilização para questões globais através de sua música e vídeos.

Além disso, ele era bem conhecido por seus esforços de caridade que incluíam instituições como a Fundação Heal the World e seu apoio da Fundação AIDS Elizabeth Taylor.

Fonte: http://www.delcotimes.com

13 comentários:

  1. Boa tarde, Rosane

    Imagine Michael ser carregado literalmente pelos guarda-costas e não poder atender ao garoto que queria um autógrafo. Isso não era Michael Jackson, que sempre foi solícito, atencioso com seus fãs. Ele deve ter ficado muito triste com esse episódio. Felizmente, com
    o passar do tempo, ele pode ser ele mesmo, autêntico, maravilhoso, defensor dos fãs, pois sabia que era amado e respeitado por eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Mari,
      eu fiquei um pouco chocada, ao ler esse trecho. Faz com que Michael parecesse apenas uma mercadoria rentável para os outros.

      Excluir
  2. Boa noite Rosane!
    nossa que sonho passear de cavalo com Michael por horas, e ainda ouvir ele cantar e dar risadas, Suzi sortuda!
    :D
    * triste o fato dele ser tão controlando, a ponto de ser carregando para compromissos :(
    * amei a foto do bombomzinho. ^ -^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Lais!

      Gente sortuda é o que não falta nesses depoimentos. E dá o que pensar como ele estranhava ser simplesmente tratado como uma pessoa normal.. ''não especial''.. era bom para ele, as vezes, deixar de ser o centro das atenções. Ninguém aguenta isso o tempo inteiro, a vida toda. *--*

      Excluir
    2. Pois é.. o ''bombomzinho'' marcou presença no início da postagem. Ò menino bonito!

      Excluir
  3. Olá Rosane,linda matéria e linda foto do Michael.a gente lê e fica imaginando como seria conhecer o nosso anjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natália... a imaginação corre solta mesmo, é como se passasse um filme na nossa mente, enquanto lemos. Bjs!

      Excluir
  4. Bom dia, Rosane

    Eu tenho a impressão que a para a maioria dos que o rodeavam, Michael não passava mesmo de uma mercadoria rentável. Sabiam do seu caráter íntegro,sim e de como ele era agradável com os fãs,
    mas queriam ele a todo custo para não lhes escapar a parte do lucro que com certeza era uma fortuna. Por isso, tudo valia, e ele confiava em todo mundo. Ainda bem que em algum tempo ele teve vez e voz.
    que Michael em algum tempo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Mari.. então, é tudo sobre dinheiro. Mas este nao é ruim, as pessoas de cabeça fraca é que o colocam lá em cima, na escala de valores. Também fico contente que Michael, muito inteligente, logo se desvencilhou e passou a dar as ordens ao seu redor.

      Excluir
  5. Que horrível esse pessoal controlando ele em tudo, e a preocupação dele para não desapontar o menino **

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga.. ele sempre teve essa preocupação natural em não decepcionar os fãs... também por isso ele é tão amado por nós.

      Excluir
  6. "Como um homem pensa em seu coração, assim ele é"

    Perfeito.

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...