A entrevista no programa ''60 Minutes''

video

A entrevista que Michael Jackson concedeu para Ed Bradley no programa 60 Minutes. Ela foi gravada em Dezembro de 2003 em um hotel de Los Angeles.

Ed Bradley Qual é a sua resposta às alegações que foram trazidas pelo procurador do distrito, em Santa Barbara, sobre ter molestado aquele menino?

M. Jackson Totalmente falso. Antes que eu fizesse mal a uma criança, eu cortaria os meus pulsos. Eu nunca faria mal a uma criança, é totalmente falso. Fiquei indignado. Eu nunca poderia fazer algo assim

Ed Bradley  Este é um garoto a quem você conhecia?

M. Jackson Sim.

Ed Bradley Como você caracterizaria sua relação com esse garoto?

M. Jackson Tenho ajudado muitas e muitas crianças, milhares de crianças, crianças com câncer, com leucemia. Essa é uma entre muitas outras.

Ed Bradley Então, quando ele apareceu, o que ele fez? O que você fez?

M. Jackson Eu lhe direi exatamente. Quando o vi pela primeira vez, ele estava com a cabeça totalmente careca, pálido como a neve por conta da quimioterapia, muito magro, parecia anoréxico, sem sobrancelhas e cílios. E ele estava tão fraco, eu tinha que carregá-lo da casa para a sala de jogos, ou empurrá-lo na cadeira de rodas, para tentar dar a ele uma infância, uma vida.

Eu me sentia mal. Eu nunca havia tido essa chance também, quando criança. Eu sei como se sente quando se está daquele jeito. Não doente, mas por não ter tido uma infância. Então, meu coração se solidariza com essas crianças, eu sinto a sua dor. 

Ele nunca havia subido numa árvore. E eu tenho essa árvore em Neverland. Eu a chamo de Minha Árvore Generosa. Pois eu gosto de escrever músicas lá do alto. Eu escrevi muitas músicas lá. 

Então eu disse, ''Você tem que escalar uma árvore. Isso faz parte da infância. E eu ajudei-o a subir. Uma vez ele subiu na árvore, nós olhamos através de seus galhos. A vista era linda. Foi mágico. E ele gostou bastante disso.

Para dar a ele a chance de ter uma vida, sabe? Pois haviam dito que ele iria morrer. Disseram a ele e a seus familiares para preparar seu funeral, isso era o que ocorreria. E eu o coloquei num programa. Ajudei muitas crianças fazendo isso. Eu o coloquei num programa psicológico.

Partes 2 e 3 
video

video

Ed Bradley O que se passava na sua mente quando você foi conduzido a uma delegacia, algemado, para ser fotografado, e que você sabia que seria mostrado no mundo todo?

M. Jackson Eles fizeram isso para tentar me diminuir, para tentar me humilhar. Mas eu fiz o que eles queriam. e no final, eu queria mostrar ao público que eu estava bem, ainda que machucado.

Ed Bradley O que aconteceu quando eles te prenderam? O que eles te fizeram?

M. Jackson Esperava-se que eu fosse à delegacia, colhesse as impressões digitais, e fizesse tudo aquilo que fazem quando prendem alguém. Eles me conduziram muito brutalmente. Meu ombro está deslocado, literalmente. Está doendo muito. Estou tendo dores o tempo inteiro. Sabe esse braço? É só até aqui que ele chega. O mesmo com esse lado aqui.

Ed Bradley Por causa do que aconteceu na delegacia?

M. Jackson Sim. Sim. Na delegacia. E o que eles fizeram a mim... Se você visse o que eles fizeram com meus braços... Foi muito ruim o que fizeram. Ele está muito inchado. Eu não quero falar. Você verá. Você verá.

Ed Bradley Como eles fizeram isso? O que fizeram fisicamente?

M. Jackson Com as algemas, a maneira como as fecharam, muito apertadas em minhas costas...

Ed Bradley Em suas costas?

M. Jackson Sim. E colocando-as, eles colocaram numa certa posição, sabendo que iria machucar minhas costas. Agora eu mal posso me mover. Isso me atrapalha para dormir à noite. Não posso dormir direito.






Em um certo momento, pedi para ir ao banheiro. Eles disseram, "Certo, é logo ali naquele canto."

Assim que entrei na sala, eles me trancaram por cerca de 45 minutos. Faziam piadas, havia fezes espalhadas pelas paredes, no piso e teto. Fedia muito. então um policial veio até a janela. E fez um comentário irônico. Ele disse, "Cheire... Será que cheira bem o suficiente para você aí? O que você acha do cheiro? É bom?" 

E eu disse simplesmente: "Está tudo certo. Está tudo bem." Então eu sentei e esperei. 

Ed Bradley Por 45 minutos?

M. Jackson Sim, por 45 minutos. Cerca de 45 minutos. E então... vinha um policial e dizia, "Você estará fora daí num segundo. Estará fora em um segundo." Então aparecia outro 10 minutos depois, depois mais 15 minutos. Fizeram de propósito.

Ed Bradley Como você se sentiu quando entraram em Neverland, suponho que com um mandado de busca? O que eles procuravam? O que eles levaram?

M. Jackson Meu quarto está completamente destruído. Meus empregados me disseram, "Michael, não vá até seu quarto." 

Eles estavam chorando ao telefone. Disseram, "Se você visse seu quarto, você iria chorar." 

Tenho degraus para chegar à minha cama. E eles disseram, "Você não pode nem subir os degraus. O quarto está totalmente arrasado."

Eles tinham 80 policiais nesse quarto, 80 em um quarto. Isso é um exagero. Eles levaram facas e rasgaram meus colchões... rasgaram tudo.

Ed Bradley Eles levaram algo de Neverland?

M. Jackson Não tenho certeza do que eles levaram. Nunca me deram uma lista.

Ed Bradley Mas você está dizendo que destruíram sua propriedade?

M. Jackson Sim, eles destruíram. E o que eles fizeram foi trancar todos os que trabalham na propriedade do lado de fora da casa. Eles tiveram toda a casa para eles. Para fazer tudo que quisessem. 

E eles aproveitaram. Estiveram em locais que não se esperava que fossem... como meu escritório. Eles não tinham mandado de busca naqueles lugares. Eles realmente aproveitaram. E a sala está uma total ruína, eles me disseram. Não acho que eu queira ver isso. Ainda não estou preparado para ver.

Ed Bradley Então, você ainda não voltou lá?

M. Jackson Voltei lá. Mas não no meu quarto. Eu não quero mais viver lá. Vou visitar Neverland. É só uma casa agora. Não é mais um lar. Apenas a visitarei. Que horas são? É que estou com dores. Tenho que ficar bem de alguma maneira. Sim. Ok. Não me sinto bem. 

De alguma forma a ganância está envolvida, e alguém que eu não saberia dizer. Mas isso tem a ver com dinheiro. ''É Michael Jackson. Olhe o que nós temos aqui. Podemos tirar dinheiro disso tudo.'' Foi exatamente o que aconteceu.

Ed Bradley Você o ajudou com o câncer. O que eu não compreendo é o porquê, e eu sei que você diz que é dinheiro, mas... por que ele se viraria e diria, "Michael Jackson me abusou sexualmente", se isso não fosse verdade?

M. Jackson Porque os pais tem poder sobre seus filhos. Eles sentem que têm que fazer o que os pais dizem...O amor pelo dinheiro é a raíz de todo o mal. E essa é uma criança adorável. E para vê-lo mudar dessa forma, este não é ele. Este não é ele.

Ed Bradley Então, você não acha que isso venha dele? Isso...

M. Jackson Não.

Ed Bradley ... vem dos pais dele?

M. Jackson Não. Este não é ele. Não. Conheço seu coração.

Ed Bradley Quando as acusações foram feitas, as alegações de 1993, você era inocente naquelas acusações?

M. Jackson Sim.

Ed Bradley Então... se você era inocente, porque você pagaria, eu digo, para manter -se calado? Eu digo, porque não ir à Corte, e lutar por seu bom nome? Eu digo...

M. Jackson Não tenho permissão para falar sobre isso.

Ed Bradley Tudo bem.

Advogado de Michael Eu digo, lembre-se do que aconteceu a ele 10 anos atrás. Ele foi humilhado. Ele foi... examinado. Estavam fotografando a ele. Estavam humilhando-o no pior dos termos, ao olhar para suas partes íntimas e fotografar suas partes íntimas. 

E... ele estava sujeito a algumas das mais intrusas invasões que se possa imaginar. Eu só posso tentar me colocar naquela situação e dizer, "Olhe, se dinheiro pode fazer essa situação acabar, talvez seja o melhor.'' Eu não sei e eu não quero destacar isso.

Ed Bradley Mas... mas o que chega à percepção do público, é que isso aconteceu não uma vez, isso aconteceu duas vezes. Aqueles garotos vieram... foram adiante e o acusaram... de molestá-los sexualmente nos últimos dez anos. E ele fez comentários públicos sobre como ele gosta de dividir sua cama com crianças. Você pode entender como o público deve sentir que, "ei... talvez haja algo aqui." Há muita fumaça.

Mark Geragos Bem, olhe. Há muita fumaça. Mas muita gente que sopra a fumaça está... está distorcendo o que aconteceu. Eu entendo quando as pessoas dizem: "Agora há mais um caso". Mas eu... Eu acho, com toda a certeza, que a maioria entendeu. A maioria das pessoas compreende que esse caso não é sobre mais nada a não ser dinheiro.

Ed Bradley Aquele documentário britânico de Fevereiro passado... que você não gostou...

M. Jackson Sim, Não gostei.

Ed Bradley Você... você disse naquele documentário que... que muitas crianças dormiram em seu quarto.

M. Jackson Sim.

Ed Bradley Você disse, e... eu eu vou citar aqui: "Porque não dividir sua cama? A coisa mais amorosa a fazer é dividir sua cama com... com alguém."

M. Jackson Sim.

Ed Bradley Sentados aqui hoje, você ainda pensa que é aceitável dividir a cama com crianças?

M. Jackson Claro. Por que não? Se você é Jack, o estripador, se você é um assassino, não é uma boa idéia. Isso eu não sou. É como fomos criados. E eu... Eu não dormi na cama com a criança. Ainda que eu tivesse feito, estaria tudo ok. Eu dormi no chão. Dei a cama para a criança.

Ed Bradley  Você é pai. Você tem três filhos.

M. Jackson Sim.

Ed Bradley Você permitiria que suas crianças dormissem na cama com um homem mais velho, que não fosse parente, ou que dormissem no mesmo quarto?

M. Jackson Certamente, se eu conheço a pessoa, confio nela, e a amo. Isso aconteceu muitas vezes comigo quando eu era pequeno.

Ed Bradley Como pai, você permitiria que suas crianças dormissem na mesma cama com alguém, que tem as mesmas suspeitas e alegações que foram feitas contra você, e sobre você hoje? Você permitiria isso?

M. Jackson Alguém...

Ed Bradley Se você conhecesse alguém, que tivesse as mesmas acusações que foram feitas contra você.. deixaria seus filhos dormir na cama de um homem?

M. Jackson Meus filhos? Se eu... se eu conhecesse a pessoa pessoalmente. Pois eu sei como a imprensa é, e como as pessoas podem distorcer a verdade. Se eu conhecer a pessoa pessoalmente, claro que sim, absolutamente. Eu não teria problemas com isso.

Ed Bradley  Você sabe o que isso aparenta para muita gente? Digo, você compreende isso?

M. Jackson Como se aparenta o quê?

Ed Bradley O fato de que você...

M. Jackson Sabe porquê? As pessoas pensam em sexo. Elas estão pensando em sexo. Minha mente não funciona assim. Quando eu vejo uma criança, vejo a face de Deus. É por isso que as amo tanto. É o que penso.

Ed Bradley Você conhece algum outro homem da sua idade, um homem de 45 anos, que divide o quarto com crianças?

M. Jackson Claro. Não para sexo. Não. Isso é errado.

Ed Bradley Bem, deixe-me dizer, de minha perspectiva, minha experiência, eu não conheço qualquer homem de 45 anos, que não seja parente das crianças, que divida o quarto com outras crianças.

M. Jackson Bem, o que está errado em dividir sua cama? Eu não disse que dormi na cama. E ainda que o tivesse feito, estaria tudo ok. Não vou fazer nada de caráter sexual para uma criança. Não está em meu coração. Eu nunca faria nada desse tipo. Esse não é Michael Jackson. Desculpe-me. Essa é outra pessoa.

Ed Bradley O que isso causou à sua carreira?

M. Jackson O que isso causou à minha carreira?

Ed Bradley O que isso causou à sua carreira?

M. Jackson De que maneira?

Ed Bradley Qual foi o impacto... você sabe...

M. Jackson Estou... Meu álbum...

Ed Bradley ...Turnês, vendas...

M. Jackson O álbum é número um por todo o globo. Por todo o mundo. Os Estados Unidos são o único lugar... Eu não quero falar muito.

Ed Bradley Mas não é número um nos Estados Unidos?

M. Jackson É uma conspiração. Sim. Estou ficando cansado.

Ed Bradley Michael, o que você diria para seus fãs que têm te apoiado em tudo isso, e que hoje, alguns deles devem ter algumas perguntas? O que você diria para eles?

M. Jackson Bem, eu diria que os amo muito. Eles aprenderam sobre mim, e me conhecem à distância. Mas se vocês quiserem realmente me conhecer, há uma canção de escrevi, que é a canção mais honesta que eu já escrevi. É a música mais autobiográfica que eu já escrevi. Ela se chama Childhood. Eles devem ouví-la. É uma que eles realmente deveriam ouvir. E obrigado por seu apoio, os fãs em todo mundo. Eu amo vocês com todo o meu coração. Eu os amo, por todo o planeta.

Fontes:
Em inglês: http://www.cbsnews.com

Tradução: http://www.mjjforumforever.com
Imagens adicionadas por este blog

50 comentários:

  1. Boa tarde Rosane,

    Definitivamente nao ha o que dizer. "eles fizeram isso para tentar me diminuir, para tentar me humilhar". Nao ha palavras para descrever a dor de ler o relato do Michael novamente e ver a crueldade nessas fotos.

    So tenha um pensamento diferente dele: nao acredito na bondade do acusador. Nao mesmo. Entendo o ponto de vista mas nao concordo. Espero que depois do julgamento ele tenha mudado de ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Verônica. Entrevistas como essa são tão doloridas que, as vezes, eu hesito em publicar. Foi muita dor que ninguém pode mensurar, a não ser Michael. Sem palavras para descrever.

      Excluir
    2. Lemos com lagrimas nos olhos. Muito dificil reviver ( apesar de nunca esquecermos ) todo sofrimento e desaforo que Michael foi obrigado a suportar. E mesmo diante de tamanha falta de humanidade para com ele por parte de todos, ele permaneceu com sua educacao e humildade. Isso me machuca ainda mais. Ler o trecho dele dentro do banheiro partiu meu coracao.

      Excluir
    3. ''E eu disse simplesmente: "Está tudo certo. Está tudo bem." Então eu sentei e esperei.''

      Meu Deus.

      Excluir
    4. É chocante e ainda, apenas uma pequenina parte de toda a grande rede que se armou sobre ele.

      Excluir
    5. :( :( :( a vontade era de abraca-lo muito forte.

      Excluir
    6. De quem é aquela pequena mãozinha no braço de Michael?

      Excluir
    7. Acho que do Prince. Tem uma outra foto, se nao me engano ,aparece ele com Michael no banheiro. Se achar posto aqui.

      Excluir
    8. Tá certo. Deve ser ele, mesmo.
      Imagine as crianças dele vendo essas imagens do pai nos dias de hoje.

      Excluir
  2. Boa noite Rosane,

    ao ler essa entrevista, tenho o mesmo sentimento de vocês. É doloroso e faltam as palavras para descrever o quanto Michael sofreu. Quando penso no julgamento de 2005 e como tudo aconteceu e a urgência da mídia e do condado de Santa Bárbara em por as mãos em Michael e fazê-lo culpado a todo o custo, eu acho um verdadeiro milagre de Deus ele ter escapado das garras desses inimigos. Eu acredito piamente na inocência de Michael sem qualquer sombra de dúvidas, como eu acredito em tudo isso que ele disse nessa entrevista e como ele foi tratada nas dependências da delegacia ( estou dizendo isso porque se não me engano os policiais negaram tudo). O que mais me comove é a maneira como Michael age diante da violência, ele espera, ele suporta, embora não deixe de falar sobre o que aconteceu - a violação dos seus direitos. É arrepiante imaginar sua casa ser devastada, seu quarto, sua cama, seus pertences até os mais pessoais sem o mínimo respeito.
    Por tudo o que aconteceu, por tudo o que ele passou e apesar disso manter ainda uma atitude generosa e gentil, é pra bem poucos, pouquíssimos mesmos. Pra você Michael minha eterna e profunda admiração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Francisca, eu assino embaixo de cada palavra sua. Fora a delegacia, houve aqueles momentos terriveis em que Michael teve que se submeter à exames íntimos, na presença de médicos e seu advogado.

      Eu poderia falar e falar nesse espaço, não seria o suficiente para traduzir em palavras tanta e justiça e tanta dor, como bem colocou a Verônica. O ser humano tem muitos pecados nesse mundo, não é à toa que está tudo virado de cabeça para baixo e tantos valores se perderam. Como disse o ator Wesley Snipes, certa vez, ''Michael Jackson é um presente para nós e você sabe que eu estou preocupado que o bom Deus não envie outro, porque nós não cuidamos bem dele. Isso é o que eu penso." :(

      Excluir
    2. Como vc se referiu a um milagre ele ter escapado, amiga, acredito que foi a Providência Divina que fez prevalecer a Verdade. Mas ele sabia que Sneddon iria continuar a persegui-lo, às custas de qualquer fraude.

      Excluir
    3. Tambem penso como voces, amigas. Ta nto no milagre como na Providencia divina. Michael merecia sair honrado, mesmo que muitos nao acreditem. Mas e a verdade gostem ou nao.

      Excluir
    4. E com 100% dos votos como Inocente.
      NÃO CULPADO, como eles dizem.
      Um dos jurados, interrogado por um jornalista cético sobre a inocência de Michael, após o veredicto, disse ao repórter, ''Vocês não viram o que nós vimos lá dentro.''

      Excluir
  3. Olá Rosane,

    Eu já havia visto esta entrevista naquele blog que te falei outro dia, e achei um absurdo, foi uma coisa horrível que fizeram com ele, nem um animal merece ser tratado dessa forma, simplesmente revoltante;
    E depois disso tudo, o coitado ainda passou por aquele julgamento, muito triste;
    Só espero que um dia todos que fizeram mal a ele de alguma forma, paguem por seu pecados, um dia Deus fará justiça, eu acredito.

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fátima, eu tenho a confiança e certeza de que Michael se encontra muito bem amparado no mundo espiritual e também com o coração tranquilo pela sua missão humanitária cumprida ao longo de décadas. Que o mundo tire os ensinamentos sobre tudo o que aconteceu, visto que não dá para voltar atrás.

      Abraço!

      Excluir
  4. Eu peguei nojo da imprensa americana. Essa entrevista foi um "presente de Natal" que deram a Michael, para completar o ano que havia começado com Bashir.

    E descobriu-se que Michael teve as conversas gravadas no avião em que estava sendo levado para ser algemado.

    Michael foi muito generoso com essa gente. Crueldade colocar ele no dia de Natal para conceder entrevista, enquanto o público que o assistia estava comemorando Natal. Um absurdo, e desumano. Michael não estava bem nesse dia e estava na presença de seu então advogado, Mark Geragos.

    Quando esse jornalista faleceu, Michael ainda teve a consideração de emitir um comunicado em menção a ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi no dia de Natal. Eu nem quis mencionar isso. :(

      Excluir
    2. Se a maioria da imprensa e a justiça americana, FBI, CIA, realmente estivessem minimamente preocupados com a sociedade, iriam procurar os verdadeiros pedófilos.

      E ninguém me tira da mente que era e continua sendo conveniente deixar Michael ser acusado de pedofilia, para, assim, esconderem os reais pedófilos.

      Excluir
    3. Sobra sujeira para todos os lados. Chega faltar o ar para respirar.

      Excluir
  5. Boa noite, Rosane.

    É REVOLTANTE, não bastou algemá-lo, algemaram-no com as mãos nas costas como se ele fosse um criminoso violento! Eu também acredito em tudo o que Michael disse. Quanto sofrimento, quanta humilhação, quanto abuso de autoridade, quanto exagero!! Eu me lembro de ter assistido esta entrevista na CBS, na época e nunca me esqueci de Michael dizendo: “Eu não quero mais viver lá. Vou visitar Neverland. É só uma casa agora. Não é mais um lar. Apenas a visitarei.”De fato ele viveu lá durante o agoniante ano de 2004 e metade de 2005, até terminar o julgamento. Seu mundo, seu sonho estava VIOLADO, DESTRUÍDO. É triste demais! E o promotor Tom Sneddon rindo na entrevista, ridículo!

    Tom Sneddon armou, forjou evidências, mas se deu mal. A primeira parte do julgamento (o sequestro) se tornou ridícula, a revista na qual ele fez Gavin Arviso deixar as digitais para incriminar Michael era de 5 meses após a última vez que eles estiveram em Neverland, as suas testemunhas mais confiáveis ajudaram mais a defesa do que a acusação E os principais acusadores foram um desastre. Como disse Tom Mesereau, era só dar a corda para eles mesmos se enforcarem. O pior foi a imprensa americana que não mostrou a realidade do tribunal e fez de tudo para Michael parecer culpado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma parte que eu gostei de ler noutro dia, foi sobre Sneddon e sua quadrilha ficarem atônitos com o veredicto da absolvição do Mike [assim como a imprensa de má fe] eu queria ter visto a cara de cada um deles!

      Muito revoltante, dói na gente até para buscar as palavras que expressem o nosso sentimento.

      Excluir
    2. Tom Mesereau merece aplausos. Representou Michael de forma brilhante. Mostrou a que veio. Ate nos dias de hoje ele diz estar pronto a ajudar, caso precise.

      Excluir
    3. Verdade, angel. Infelizmente não pudemos ver a cara do promotor, sua quadrilha e desses jornalistas na hora do veredicto. Vi em um documentário no Multishow, que alguns jornalistas na porta do tribunal, já estavam ensaiando para dar a notícia do resultado que eles tinham como certo.

      Excluir
    4. Ele e sua equipe foram brilhantes na defesa. Muito importante que eles também acreditassem na inocência de Michael e bastaria conviver um pouco, para se darem conta disso. Li vários depoimentos do Mesereau e são emocionantes, mesmo. Espero que ele sempre continue a divulgar essa questão, sendo um dos advogados mais renomados dos E.U.A. ao longo de sua vida.

      Excluir
    5. Regina, os jornalistas caíram do cavalo com a absolvição do Michael. Nunca é demais deixar recomendado a leitura desse texto aqui

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2012/05/charles-thomson.html

      Ainda tem leitores que o desconhecem, esse é um dos mais importantes textos em defesa da inocência de Michael. Em defesa da verdade.

      Excluir
    6. Nossa, Rosane, esse texto do Charles Thompson eu desconhecia. É mais um ótimo texto dele em defesa de Michael!

      Eu não sabia que a maldade da imprensa após o julgamento foi tão grande! Tento imaginar o sofrimento do nosso anjo. Obrigada por postar o link, é triste e doloroso, mas faz parte da história dele. :(

      Excluir
    7. Dá vontade de chorar enquanto se lê, nossos corações não conseguem assimilar tanta injustiça, Regina. Não precisa agradecer, é um alento compartilhar com vcs.

      Excluir
  6. Não consigo ler tudo, doloroso demais. I´m sorry... Michael.

    ResponderExcluir
  7. Quanta maldade fizeram com Michael, quanta humilhação. O que ele teve que suportar e com que dignidade. O que aconteceu com ele naquele banheiro, foi de cortar o coração, trataram-no como se ele fosse o pior da espécie humana. Às vezes penso se aquelas pessoas em nenhum momento se arrependeram das atrocidades, ou se algum deles não pagou nesta vida
    por tanta perversidade, porque às vezes, as cobranças começam a ser feitas antes do último suspiro, tenho visto alguns casos assim, Deus me perdoe, mas nesse caso, isso teria sido um consolo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me faço mesma pergunta, Mari. Muito do que aconteceu foi movido pelo racismo e pela inveja do homem talentoso e rico no qual Michael se tornou.

      Excluir
  8. Bom dia

    Concordo com as palavras da Regina quando diz: a imprensa americana não mostrou a realidade do tribunal e fez de tudo para Michael parecer culpado;
    E o fato de alguns jornalistas já estarem ensaiando para dar a notícia que já tinham como certo é pior ainda, tudo isso nos mostra o quanto o mundo dos "poderosos" é sujo, nojento e cruel, eles queriam realmente acabar com a carreira de Michael e sujar sua imagem perante a opinião pública;
    Em pensar que isso começou após Michael lançar o clipe da música Black or White, quando ao final ele quebra vários símbolos ocultistas, (após isso ele começou a ser acusado de pedofilia, como visto na Indústria da Música Exposta) em vários blogs na internet.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Fatima, vc me lembrou as seguintes palavras de Michael

      ''Vocês têm que se lembrar de algo... no minuto em que eu comecei a quebrar o recorde de todos os tempos... em recorde de vendas... eu quebrei os recordes de Elvis, eu quebrei os recordes dos Beatles.

      No minuto [em que eles registraram] a melhor venda de álbuns na história do Guinness Book of World Records, de uma noite para a outra, eles passaram a me chamar de louco, eles me chamaram de homossexual, eles me chamaram de molestador de crianças, eles disseram que eu tentava clarear a minha pele.''

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2014/02/o-protesto-contra-sony-05.html

      Excluir
  9. Boa noite, Rosane

    Eu lembro dessas palavras de Michael; o lamentável é que eles bateram na mesma tecla toda a vida, e o que mais os irritava era o fato de Michael ser
    super: inteligente, talentoso, amado e cada vez mais conquistar uma legião de fãs fiéis ao seu ídolo em todo o mundo, e que dava também como resposta aos inimigos, exemplos de humanitarismo, tolerância, respeito.
    Essas coisas incomodam a quem não tem o que fazer a não ser tomar conta da vida alheia por pura inveja....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Mari,

      A natureza humana não é mesmo fácil, as vezes, a gente quer desacreditar de nossa própria espécie.

      Excluir
  10. Boa noite,
    Tudo isso foi de uma crueldade imensa e, para mim, movida simplesmente por inveja.
    Inveja de uma pessoa extremamente talentosa, humilde e generosa, que não dependia e nem passava por cima de ninguém.
    Uma "celebridade" que acabou se destacando também por ter uma vida simples, sem drogas, sexo, bebidas, noitadas, mulheres, ...
    Quebrando inúmeros recordes, incluindo o de doações aos necessitados.
    Muitas pessoas, infelizmente, por não terem a garra e a determinação necessárias para alcançar seus objetivos, canalizam suas forças em derrubar quem consegue.
    Por quê? É a natureza humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Leda. Eu concordo, claro, com as tuas colocações. Consta também que Sneddon queria se lançar em uma campanha para governador do estado, e buscou se promover através do caso Michael Jackson. O racismo também foi imperativo.

      Excluir
    2. Com certeza, um negro mega talentoso e o maior artista do planeta.
      Como ele não tinha a garra e os atributos necessários, precisou utilizar os meios compatíveis com o seu caráter...
      Quer repercurssão maior do que derrubar o maior astro do planeta ?

      Excluir
    3. Sim. E como disse a Wendy em um comentário anterior, os verdadeiros pedófilos continuam sendo protegidos pela midia.

      Excluir
    4. E dá para entender, também, porque Michael nunca conseguiu fazer, de fato, a transição da indústria fonográfica para a indústria cenográfica.

      Excluir
    5. Tantos projetos boicotados! Não foi somente ele quem siau perdendo, nós também perdemos.

      Excluir
  11. Olá, boa noite!

    As vezes, é necessário colocar o dedo na ferida p/ expurgá-la, mesmo que isso cause dor. Por isso, trazer esse assunto tão doloroso aqui, é preciso mesmo nos causando muita tristeza, pois faz c/ que toda essa sujeira cometida contra o Michael, seja passada a limpo e cada vez mais pessoas conheçam a verdade. Bjs! Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Lady, foi exatamente como eu me senti no momento em que eu decidi publicar essa entrevista,acompanhada da carta ao Tom Sneddon. A minha intenção foi a de exorcizar essa dor. Continuamos em frente. Até mais!

      Excluir
    2. Verônica lembrou muito bem. Thomas Mesereau foi um verdadeiro anjo na vida de Michael, naquele momento. Seu desempenho e de sua equipe foram perfeitos! Ele desenvolveu um amor de irmão por Michael e continuou a defendê-lo, mesmo não sendo mais seu advogado. =D7

      Algumas palavras de Mesereau sobre Michael que se encontram no post ‘Thomas Mesereau (02)’ aqui no blog.

      http://cartasparamichael.blogspot.com.br/2012/07/tom-mesereau-02.html

      “Por exemplo, eu dei inúmeras palestras em todo o país, após o veredicto do júri. Eu fui bem recebido por pessoas de todas as idades, raças, nacionalidades, etc Parecia haver um sentido universal de alívio, por ele ter sido absolvido por um júri muito conservador em Santa Maria, Califórnia.
      Eu acredito que as preocupações sobre essas alegações falsas estão diminuindo rapidamente com o tempo. Eu também acredito que Michael Jackson será amplamente lembrado por seus feitos extraordinários como artista, humanitário e pai. Primeiro de tudo, Michael Jackson deve ser lembrado como um dos artistas mais talentosos da história. Seus talentos e realizações na música, dança, coreografia e entretenimento nunca poderão ser ultrapassados.
      No entanto, Michael Jackson era muito mais que um gênio criativo. Ele estava comprometido com uma vida extraordinária de generosidade, compaixão e atos humanitários. Ele queria usar seus dons para tornar o mundo mais gentil, atencioso e amoroso em vários níveis. “

      Corrigindo meu comentário: A primeira parte do julgamento foi sobre a suposta conspiração, não sequestro. É que me lembrei da Janet Arvizo dizendo que ela e seus filhos ficaram presos em Neverland (a defesa provou que não) e que Michael queria mandá-los para o “lixão” que era o Brasil. Aff...

      Excluir
    3. E tinha algo sobre ''fugir em um balão'' rsrs aquilo foi tão cômico que toda a audiência da sala caiu em uma gargalhada.

      Thomas Mesereau é muito renomado, foi muito bem escolhido para fazer a defesa do anjo.

      Excluir
    4. Pois é, angel! Foi ridículo... A intenção de Sneddon era somente impedir que testemunhas importantes como Frank Cascio, defendessem Michael!

      Excluir
  12. Boa noite angels! :) :) :)

    Um exemplo do quanto a mídia protege uns e crucifica outros, está nesse trecho em que se fala sobre o caso de Woody Allen:

    "O que é engraçado sobre o caso de Woody Allen é que ele estava correndo absolutamente paralelo com o caso de Michael Jackson e é por isso que a diferença entre os dois é tão surpreendente e vívida. Enquanto Michael Jackson estava sendo crucificado, Woody Allen foi blindado e protegido, e os meios de comunicação mantido restringindo o público a partir de acusações contra ele proporcionando argumento após argumento contra o pequeno acusador e sua mãe.

    O fim da história de Woody Allen é que a mídia rebateu todas as acusações contra ele, como ridículas e seguiu a mãe da menina em seu lugar. Dylan nunca se retratou em sua história, mas toda a atenção da mídia foi desviada para o caso de Michael Jackson Não há fotos, não há fitas de vídeo, nem nada lá - apenas o que o menino disse.


    Dylan nunca vacilou em sua história sobre Woody Allen

    Mas esta não é a única diferença entre as situações de Jackson e Allen.

    "O arquivo, que eles coletaram acerca de Woody Allen, como resultado de sua investigação desapareceu misteriosamente. Em contraste com Allen não foram escrutinizados todos os documentos do caso MJ 1993 não por um, mas por dois júris, no entanto eles não encontraram nada para indiciá-lo por e é por isso que o caso foi encerrado."

    "Woody Allen nunca foi acusado de um crime em 1993. E Michael Jackson nunca foi acusado de um crime, em 1993, também. Em 2005, ele foi acusado de tudo sob o sol, incluindo conspiração e manter reféns, mas foi totalmente absolvido de todas as acusações e proclamou um homem livre e inocente.

    Então, os dois eram inocentes até prova em contrário, e se for esse o caso, por que foi lá tão grande a diferença na forma como foram tratados pela mídia?

    Michael foi crucificado e rasgado em pedaços por quase duas décadas, enquanto Woody Allen viveu os 78 anos de sua vida frade nos raios de glória, respeito e admiração.

    Por que Woody Allen sempre foi apoiada pelos meios de comunicação, apesar das acusações feitas por um 7-year old girl, enquanto Michael Jackson foi vilipendiado como o pior dos criminosos, com base em uma história parecida?

    Será que isso significa que a inocência até princípio de culpa comprovada se aplicam apenas a poucos escolhidos no país que se orgulha de oportunidades iguais para todos?

    Agora que ambas as fontes são felizes arquivados e podem ser obtidos apenas por dinheiro, Jackson é negado até mesmo o luxo de uma pequena retração na página 12, enquanto Woody Allen está curtindo o benefício de longas histórias escritas em seu apoio por cineastas de renome."

    A tradução é do Google Tradutor.

    Woody Allen foi blindado, tanto pela mídia, quanto pela indústria do cinema.

    Quem quiser conferir esses links sobre o assunto que, ao meu ver, ajuda muito a entender o porquê colocaram a marca da pedofilia em Michael.

    https://vindicatemj.wordpress.com/2014/02/13/woody-allen-vs-michael-jackson-is-there-a-way-to-learn-the-truth/

    https://vindicatemj.wordpress.com/2014/02/03/dylan-farrows-open-letter-about-woody-allen-reveals-the-twenty-years-of-media-double-standards/

    https://vindicatemj.wordpress.com/2014/06/21/hollywood-predators-vs-michael-jackson/

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, amiga! :)

    Nós só lemos algo sobre Woody Allen se nos dedicarmos a pesquisar a respeito, em todos esses anos, saiu apenas uma nota aqui e acolá. E Woody não é ´único caso, como falamos noutro dia [por email] há inúmeros casos de ''poderosos'' na indústria do cinema sendo acusados de pedofilia e tão pouco foi dito a respeito. É mais do que visível que a intenção maior sempre foi destruir Michael.. como artista e como pessoa. O tiro saiu pela culatra, porque ele jamais deixou de ser amado, e nunca deixará de ser. Entrou para a história. Como disse a Conceição Vitor na publicação da carta ao Tom Sneddon, a contabilidade de Deus não se engana. Todos pagarão seu preço.

    Obrigada por deixar aqui registradas todas essas informações, amiga. Nos dias de hoje, fica na ignorância somente quem quiser.

    ♥♥♥

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! :) Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line.
**Para assuntos privados e não referentes à matéria eu peço que utilize o email [cartasparamichael@gmail.com] ・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。❊
*Rosane [admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...