Nate Giorgio (07)


Nate Giorgio é hoje um dos artistas mais respeitados, influentes e premiados. Em 1984, Nate Giorgio assinou um contrato exclusivo para ser artista pessoal de Michael Jackson. Além das comissões privadas, exposições e obras de arte vendidas em todo o mundo, suas ilustrações aparecem no interior e na capa da obra Michael Jackson Opus e no livro de Michael Dancing the Dream.

Como Nate Giorgio originalmente conheceu Michael Jackson?

Nate Giorgio
: "Eu li sobre como ele amava a arte então eu fiz algumas pinturas e as enviei para seu escritório. Eu ainda estava em NY e, um dia, seu assistente me ligou. Ele disse “MJ viu a sua arte e quer conhecê-lo.” Dentro de algumas semanas, ele me levou para sua casa em Encino e nos conhecemos. Fomos ver uma versão de Captain EO na Disney Studios, ficamos ele e eu sentados lá comendo pipoca, assistindo o filme.


[A história da foto acima] "Sam Emerson, fotógrafo pessoal de Michael Jackson, tirou essa foto de nós. Na época, em 1988, eu era convidado de MJ para sua Bad Tour em Roma. Nós, na verdade estávamos em uma festa nesta foto e MJ pediu para que Sam tirasse essa foto de nós dois juntos. Esta festa pode ter acontecido em uma Embaixada. Eu não tenho certeza.''

[Sobre a celebridade] "MJ não poderia ir a qualquer lugar sem ser assediado. Em uma de minhas visitas a sua casa em 2009, houve a habitual multidão de fãs no portão. Quando eu me encontrei com ele dentro de um curto espaço de tempo mais tarde, eu disse: "Cara, como você faz isso? No dia a dia, você sempre tem que lidar com pessoas que estão ao seu redor, seja para onde você se volte."

MJ apenas olhou para mim e sorriu, como se não o incomodasse nem um pouco. Ele tinha aquela expressão no rosto como se dissesse que isso era algo com o qual ele lidava, porque era parte dele. Desde tão tenra idade, ele havia se acostumado.

MJ sentia que os fãs realmente eram uma extensão de sua imagem. E esta é uma das razões pelas quais ele encomendou determinado tipos de pinturas que eu fiz. Estas pinturas representavam a imagem que ele queria projetar para os fãs, tanto quanto para si mesmo.


As pessoas sempre falavam sobre como ele era um prisioneiro e que não poderia ir a qualquer lugar. Como todos os artistas sérios, porém, ele foi principalmente apenas um solitário. MJ não parecia se preocupar com uma vida normal.

Quando um artista cria, ele vive a sua realidade dentro do seu mundo, que é um lugar muito mais forte do que as pessoas pensam. Esse mundo não é frágil e sim, cheio de energia e criatividade. MJ, creio eu, era assim. É muito difícil até mesmo compará-lo com qualquer outra celebridade. Por causa de sua arte incomparável, MJ via seu isolamento de forma muito diferente do que se poderia esperar.

E, às vezes, ele saía com seus filhos, que significavam o mundo para ele. MJ adorava estudar e discutir arte e, muitas vezes, se reunia com outras pessoas criativas que admirava. Assim, a fama nunca o impediu de fazer o que ele amava. Isso é certo.


Esta é uma foto que eu tirei na Itália, em 1988, ao olhar pela janela o ônibus da turnê no qual eu andava com MJ enquanto acontecia a Bad Tour em Roma. Havia um enxame de fãs cercando o veículo, de forma que não poderia se mover. Eu acho que nós estávamos nos preparando para ir a algum lugar e eu tirei essa foto rapidamente do meu quarto. Um momento tão incrível... "


Outras publicações sobre Nate Giorgio:
Uma entrevista de Nate para um site de fãs
Um depoimento sobre a viagem à Itália
As pinturas e desenhos 01  02  03  04

Fontes:
http://dansetrack.com
http://theking.com.br

Nenhum comentário

Postar um comentário

*Bem-vindos, Moonwalkers! Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...