Ex-gerente de Michael Jackson justificou o motivo pelo qual foi afastado


“Jackson, que ficou sem gerente por oito meses, pediu a DiLeo que assumisse essa posição na segunda-feira, em março de 1984, no Beverly Hills Hotel, e dois dias depois, quando a DiLeo concordou, a indústria da música ficou chocada.''

Uma fonte anônima no livro de Dannen diz: "Todos na indústria ficaram verdes de raiva quando DiLeo foi capaz de se levantar assim."

Da gravadora para começar a trabalhar como um gerente de mega-estrelas. DiLeo começou a gerenciar os negócios de Michael três meses antes do início da turnê Victory, na qual todos os irmãos Jackson se reuniram.

"Acredite em mim, foi um trabalho duro", disse DiLeo. “Cada irmão tinha seu próprio advogado e contador. Deveríamos ter promotores brancos e promotores negros. Esteve muito perto do fracasso. Mas eu ajudei Michael a passar por tudo isso com segurança.''

“Michael bem que tentava se segurar em tudo o que eu comia [risos]. Quando comecei a trabalhar com ele, eu pesava 95 kg, e quando terminei de trabalhar com ele, cheguei aos 120 kg. Isso é o que a alimentação saudável faz por você.''

Em setembro de 1987, Jackson fez sua primeira turnê como artista solo, a turnê mundial Bad, que foi produzida por Dileo. Foi a maior turnê de bilheteria de todos os tempos, na qual Michael apareceu diante de 4,4 milhões de fãs em quatro continentes.

"Foi uma dor de cabeça", sublinhou DiLeo. "Transportávamos 213 pessoas a cada três dias. Michael e eu fizemos muito... Eu me tornei o produtor executivo de todos os videoclipes do álbum Bad. Eu produzi Moonwalker. Fui indicado duas vezes ao Grammy: por Smooth Criminal e Leave Me Alone. Recebi um Grammy por Leave Me Alone como produtor do vídeo, não do disco."

"É uma pena que tudo esteja acabado. Eu realmente gosto do Michael. Nossa relação profissional terminou por muitas razões. Primeiro, Michael e eu passamos todos os dias juntos por cinco anos e meio. Muitos ficaram com ciúmes disso. Naquela época nós tínhamos muito poder. Havia um ou dois gerentes da gravadora e um advogado, talvez dois advogados, eu precisava sair do caminho para que eles tivessem mais controle sobre Michael. E foi também uma maneira deles se livrarem de Etnikova, que tinha grande poder e era meu amigo. Infelizmente, eles convenceram Michael a fazer isso. De acordo com Michael, e acredito nele, prometeram a ele que se ele me dispensasse, contratariam Sandy Gallin, e ele poderia fazer filmes em Hollywood. Michael nunca fez o filme. O único filme [além do The Wiz em 1978] foi Moonwalker.''

Quando Jackson apareceu no tribunal em 2005, Frank ficou em Los Angeles por mais de três meses, às suas próprias custas. "Eu sei que ele é inocente", diz DiLeo.

Nota do blog: Encontrei esse texto em uma fonte russa e não consegui identificar de que livro foi retirado. Nos resta a referência a um livro cujo autor se chama ''Dannen''.

Fonte: https://vk.com/milanik

7 comentários:

  1. Então foi por isso que Frank foi dispensado! Precisavam que ele saísse do caminho para que pudessem ter mais controle sobre Michael, usando o sonho que o multitalentoso artista tinha de fazer filmes em Hollywood. Que abutres!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao menos, foi a versão dele. Mas eu também sei de uma passagem que aconteceu no Japão, durante a Bad Tour, que Michael ficou chateado (para não dizer p*** da vida) porque DiLeo estava a lhe dar ordens. Sinceramente já não me lembro da fonte dessa informação, faz tantos anos! Mas sei que procede. Havia familiares de Frank DiLeo presentes na cidade em questão, e DiLeo enviou uma mensagem para Michael, ''ordenando'' que a tal horário fosse a tal local (dentro do hotel) para conhecer (ou rever) aqueles familiares de DiLeo.
      Consta que Michael meio que explodiu, falando para alguém presente,''quem ele pensa que é? Ele trabalha para mim, e não o contrário. Agora quer me dar ordens!''

      Conta a lenda..rs... que comportamentos dessa natureza sobre DiLeo estavam saturando Michael, sem contar aquele vazamento de fotos para a imprensa, onde Michael aparece dentro da câmara hiperbárica... coisas desse tipo. E que DiLeo teria sido contra o projeto do filme Moonwalker por um bom tempo.
      Mas trouxe esse assunto à tona, Regina, porque esse é o real assunto deste post. O motivo da dispensa de Di Leo.
      E para não fazer injustiça, trouxe acima a versão dada pelo próprio DiLeo. Talvez alguns leitores tenham outras informações sobre essa questão, é possivel.

      Excluir
    2. Importante! Também acredito que haja verdades nas palavras de DiLeo no depoimento acima. Pode ter sido uma combinação de motivos que culminaram no afastamento de suas funções como gerente do Rei do Pop.

      Excluir
    3. Lembra quando LaToya pregou uma peça em Michael, e se passou pela secretária do diretor de cinema Sidnei Lumet? Ele caiu na cilada, tamanho seu sonho de fazer cinema. Acredito nas palavras de DiLeo a respeito disso. A gente vai ligando os pontinhos...

      Excluir
    4. Sidney Lumet**** Correção!

      Excluir
    5. Concordo contigo, eu não sabia detalhes daquela passagem que aconteceu no Japão, mas já tinha lido algo sobre aquilo. Acredito que se Michael estivesse totalmente contente com o trabalho dele, não o teria dispensado. Deve ter sido uma combinação desses vários motivos, mesmo.

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

*Bem-vindos, Moonwalkers! Este é um espaço de amor à memória de Michael Jackson. Os comentários são moderados e estarão visíveis tão logo eu esteja on-line. [Rosane, admin. do blog]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...